Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 2º Treino - Pratos?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Chigau


avatar

Sexo : Masculino
Idade : 25
Localização : Kirigakure?
Número de Mensagens : 5

Registo Ninja
Nome: Kuriarare Harimaru
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): Nicles
Total de Habilitações: 28,25

MensagemAssunto: 2º Treino - Pratos?   Sab 18 Jun 2011 - 3:31

Olhou em sua direção por momentos que pareciam horas, encarando-o nos olhos, contestando sua autoridade. Inabalável, seu pai ainda mantinha sua postura serena e seus olhos tranquilos, mesmo depois de tanta falta de respeito. Levou-se alguns segundos para que houvesse qualquer reação de ambos os lados e, de ombros e cabeça baixa, Hari se levanta e arrasta seu corpo em direção de sua interminável tortura.
Lavar pratos.

Seu pai observava seu pequeno contrariado ir para a cozinha carregando a louça utilizada momentos antes em um pequeno refeição, um momento "pai e filho", ou algo do tipo, onde Hari contou que estava ansioso para entra em um time, para isso, precisava de ficar mais forte. Tinha bastante experiência de vida, mas não tanta como ninja, enquanto seu pai ainda contava a velha história; "-era um homem de armas, um soldado aposentado que, com seus punhos, causava tanto ou mais estrago que um ninja com seus jutsus". Hari gostava de escutar as velhas histórias, mas essa em especial era preferida de seu pai, não cansava de se lembrar e a todos, da vez que derrotou um bisão com um único soco.

Invenção, para o jovem Harimaru. Mas era divertido, então ele ria, tentava aproveitar aquele momento. Quando chegou na pia, deixou a louça em seu fundo e notou uma pequena diferença. Seus olhos percorreram a extensão da pia inteira e seus arredores para tentar compreender e o que era que estava fora do lugar, até que corria seus olhos na parte mais importante.


-cadê a torneira?!

-tive que retira-la, estava estraga... bem pegue água em baixo da pia.

-você quer dificultar as coisas não?

-deve ter algum pote por ai.. use-o.

-... ta certo... ta certo.

Suspirou em desaprovação, mas não podia fazer muito, com a torneira estraga, as finanças da casa não iam tão bem, a água na bacia poderia economizar. Preparou o sabão na esponja amarela e se abaixou, dobrando ambas as pernas, para molhá-la na água da bacia enquanto pegava o pote com a outra mão. Levantou forçando as pernas e umideceu a louça com o pote de água. Ainda contra a vontade, pegou um dos pratos e começou a ensaboá-lo, esfregar
limpeza à força com a esponja em sua superfície e, quando este ficou limpo o suficiente na sua opinião, dobrou as pernas novamente para pegar mais água com o pote e jogar no prato, tirando o excesso de sabão.

Com o primeiro prato limpo, o colocou num suporte para que a água escorresse e foi para o próximo. Pegou o segundo prato e, com movimentos circulares com a mão esquerda enquanto a direita servia como apoio, ensaboou o segundo prato do almoço. Logo ao terminar era possivel ouvir um barulho 'oco', seguido de uma leve dor.
toc.

Levou a mão, cheia de sabão, na nuca, onde uma pequena bolinha de borracha havia sido arremessada por ninguém mais ou menos do que seu pai.

-ei.. ei.. pra que isso agora?! que fiz de errado..

-lento demais. você deve desviar.. afinal é um ninja..

Mal notou o prato escorregando de sua mão enquanto reclamava com seu pai, o sabão fazia ele perder contato com as mão de Hari e numa queda que parecia inevitável, o prato desafiou o jovem a não o deixar quebrar. Dobrou suas pernas com velocidade ao notar o movimento do prato no ar, jogando-se ao chão, impulsionando o corpo para baixo, enquanto mantinha as mãos juntas à frente do corpo, de joelhos e com as costas no chão amorteceu a queda do prato, que não se quebrou. toc.

-caramba.. quer mesmo se divertir as minhas custas?!

-eu paro se você desviar.

-parece um desafio, é? certo, certo, parece divertido!

Se levantou, e novamente pegou o pote, inclinando o corpo para a esquerda para desviar da bolinha que lhe foi arremessada. Apoiando mais na perna esquerda, dobrou as duas e pegou mais água com o pote, se erguendo enquanto mudava o foco de seu peso para a perna direita para desviar, mais uma vez, da bolinha. Tirou o excesso de sabão enquanto mudava sua posição para a esquerda, usando sua perna esquerda como base, ficando de frente para seu pai enquanto este preparava mais um lançamento. Olhou para o lado e viu o suporte, seu próximo objetivo. O velho o encarava como uma raposa observa um galinheiro e, nos momentos que se passaram, os olhos deles se encontraram diversas vezes, tentando cada um perceber o que o outro ia fazer. Num momento de distração, Hari vê a oportunidade. "Agora!"

Moveu-se com uma troca de base de perna, se aproximando com velocidade do suporte e, com o braço esticado com o prato, preparava-se para colocá-lo para escoar a água. toc A bolinha acerta a sua mão, exatamente em seu dedo indicador com parte da dor, soltava o prato.
Sua vida passando na frente de seus olhos depois de morrer caso aquele prato quebrasse fez com que Hari praticamente saltasse na direção do mesmo quando sua mão falhou em segurá-lo, indo com a outra mão e o prendendo em um abraço, já que sabia que a água atrapalharia muito em pegá-lo em queda. Já estava suando quando colocou o prato no suporte, e olha que só havia limpado dois pratos até então.


-tem o resto da louça, ainda.

-to sabendo.. calma, calma. "ele ta de sacanagem! só pode ta de sacanagem..

Seu pai sorria, sorriso este que não é visto pelo jovem Hari pois estava ocupado tentando, esquivar-se das bolinhas, lavar um conjunto de hashis que pertenciam a cada um. Aprendeu que deveria lavar cada um separadamente, pois assim retiraria toda a sujeira de cada par, ao invés de lavar aos pares, o que deixa um pouco sujo. Enquanto esfregava um dos hashis de cerâmica, recebeu outra bolada na nuca assim deixava de ser lento. Dobrava as pernas, agora ficando cansadas, para pegar mais água enquanto mudava seu peso de uma perna à outra, como um lutador, apenas para se esquivar.

Haviam várias coisas que não faziam Hari sentir dor como as outras pessoas e, mesmo assim, a maldita bolinha doía demais. Seguiu com a água nos hashis, tirando o excesso de sabão e os colocou em um copo do suporte, para secarem. Faltava um par de xícaras usados para o chá e eram de porcelana, bastante estimadas por sua mãe, tinha que tomar um cuidado redobrado para manter seu direito de voltar a tomar chá em casa.
"todo cuidado é pouco.. se ele me acerta enquanto seguro essas porcelanas, estarei morto... literalmente.. sem contar... que seria mais complicado segura-las diferente dos pratos.."

Me abaixava para pegar mais água e tive quase que deitar no chão para esquivar de uma que ia direto em sua coluna. O pote corria pela pia suja de sabão tão rápido quanto Hari se levantava para voltar a molhar as duas xícaras, já deixando o pote de lado e se armando com a esponja. Passou-a uma vez e dobrou seu braço para trás com uma cotovelada na bolinha, ficando de frente para seu pai que, com o passar do tempo, parecia estar aumentando a força que jogava. Percebeu facilmente após a última que havia lhe acertado.

Como num duelo, Hari passou a esponja mais uma vez no interior da xícara e com uma bolinha arremessada numa velocidade impressionante na direção da louça, ele teve que erguer sua perna num chute no ar para receber a esfera de borracha na parte interna de sua coxa, o que lhe causou bastante dor.


-caramba! você já viu como mãe fica com essas xícaras.. me deixa lava-las em paz.

-hehe, termine de lavar.

Seguiu lavando e chutando ao mesmo tempo, tentando sincronizar o movimento de sua mão com o golpe nas bolinhas, o que o fazia receber outras que doíam ainda mais, acertando em uma parte mais sensível da perna que era o lado interno dessa. Abaixou-se com o pote para pegar mais água e teve que erguer sua mão, aberta, para evitar uma bolinha que ia exclusivamente em direção da xícara, sobre a pia. Notando que, desta vez, o alvo era a louça e
não si mesmo, teve que tomar um cuidado extra com a segunda xícara.

Levou mais de alguns minutos para lavar a louça para apenas duas pessoas e, mesmo assim, estava exausto, deitando-se no sofá, suando. A respiração já mais controlada agora, depois de um tempo ofegante, e suas pernas agora ganhavam alguns pequenos hematomas do "brincadeira". Seu pai na porta da sala sorria, ao ver seu "pequeno" deitado, olhando para o teto.


-você até que leva jeito...

-claro, claro.. você se diverti e me diz que levo jeito, é?

-se não se saisse bem esquivando de arremessos meus.. imagina quando forem feitos por um ninja em plena forma, chegue na conclusão que quiser... ah.. quase me esquecia, é você quem vai lavar a louça do chá da tarde e da janta.

-o que?!
Voltar ao Topo Ir em baixo
killer999

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 26
Localização : In your head
Número de Mensagens : 12265

Registo Ninja
Nome: Angelus
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 31866
Total de Habilitações: 693,75

MensagemAssunto: Re: 2º Treino - Pratos?   Sab 18 Jun 2011 - 12:03

H. Ninja

Ninjutsu: 2
Taijutsu: 6
Kenjutsu: 1
Genjutsu: 2
Selos: 2
Trabalho de Equipa: 0

H. Corporais

Força: 1+0,25=0,25
Agilidade: 4+0,75=4,75
Controlo de Chakra: 2
Raciocínio: 3
Constituição: 3,25+1=4,25

Pontos: 2
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.dragonball-pt.info
 
2º Treino - Pratos?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kirigakure :: Treinos :: Treinos Arquivados-
'); }