Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Filler 6 (Parte1)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
TaronKali

Membro | Kumo
Membro | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Braga
Número de Mensagens : 682

Registo Ninja
Nome: Kazuki Watake
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1750
Total de Habilitações: 69,5

MensagemAssunto: Filler 6 (Parte1)   Seg 3 Jan - 12:10

O Jovem Gennin ia caminhando pela sua cidade, Konoha. Procurava uma mercearia, pois sua mãe mandara-o comprar frutas e legumes. Ele sabia aonde uma mercearia se encontrava, mas estava fechada, por isso tinha de encontrar outra. Ao fim de algum tempo encontrou uma, abriu as portas e entrou para dentro do estabelecimento, estava calor por causa do gerador de aquecimento. Uma funcionária estava na entrada da mercearia, ela devia ser mais velha que ele uns anos. Vendo-o a entrar no estabelecimento, ela cumprimentou-o com um aceno de cabeça e um sorriso nos lábios, o jovem não o retribui-o, continuando com a mesma expressão facial, e de seguida virou-lhe as costas indo procurar pelos legumes. Caminhou por entre as estantes da mercearia, encontrando os legumes na estante mais distante da entrada. Colocou os legumes que sua mãe lhe mandara buscar, num saco plástico. De seguida dirigiu-se para a estante aonde se encontravam os frutos. Pegou nos frutos desejados por sua mãe, e colocou-os noutro saco plástico. Dirigiu-se à caixa aonde a funcionária o aguardava com o mesmo sorriso que antes. Deitou os produtos na passadeira rolante, a funcionária pegou neles e pesou-os numa balança, de seguida indicou o montante a pagar. O jovem Gennin pegou na sua mochila e retirou algumas moedas, dei-as à funcionária, ela pegou nelas e contou-as, de seguida guardou-as e deu o troco a Misake. Ele colocou os legumes e as frutas na mochila, depois saiu da mercearia, enquanto a funcionária lhe acenava com a mão.
Agora caminhava em direcção à sua casa. Andava com as mãos nos bolsos do casaco, pois estava frio. Caminha sempre com o mesmo tempo de passada, a sua mochila nas costas estava a cair-lhe, então puxou-a para cima. Ia a comer a andar, quando de repente, tudo à sua volta girava, os seus olhos estavam a doer por causa do movimento giratório, então fechou-os. Teve de tapar os ouvidos pois também lhe doíam, estava a ficar tonto e começava a desequilibrar-se. De repente tudo acabou como tinha começado, tinham sido uns segundos bem difíceis. Destapou os ouvidos, endireitou-se e abriu os olhos, estava na praça da aldeia dos Falcões, com quem tinha assinado o Contracto de Sangue. À sua frente estava Takabunta, ele exercia uma pose majestosa, dos seus dois lados estavam falcões. Misake olhou para Takabunta, e ele perguntou-lhe:
- Que foi isto? – Perguntou Misake pondo a mão na cabeça.
- Eu invoquei-te. – Informou Takabunta indicando com a asa para o chão.
Misake estava sobre um pergaminho de invocação, isso explicava o porquê das suas dores anteriores. Olhou para Takabunta e perguntou:
- Porquê que me invocaram? – Perguntou o jovem Gennin.
- Temos informações que alguns Navinat, os nossos inimigos Dragões, ultrapassaram a primeira barreira de defesa, vamos prepararmo-nos para a Guerra! – Disse Takabunta.
- O que fazemos? – Perguntou Misake.
- Primeiro temos de preparar as nossas armadilhas, depois preparar os nossos guerreiros aí tu entras, os passo seguintes dependem destes. – Disse Takabunta. – Agora junta-te ao grupo de falcões que têm um protector no pescoço.
Misake vagueou pela praça à procura do grupo de falcões com um protector no pescoço. Encontrou-os ao fundo da praça, um falcão alto com um grande par de asas, mas mais pequeno que Takabunta, disse:
- Tu vens no meu dorso, Nightwalker. – Disse o Falcão, com uma voz muito grossa.
- O que é um Nightwalker? – Perguntou Misake
- Quer dizer que é um humano. – Disse o Falcão. – Agora tu vens no meu dorso, espero que não tenhas medo das alturas.
- Está bem. – Disse o jovem Gennin.
- Eu sou o falcão Takakiu e tu como te chamas? – Perguntou o Falcão enquanto, Misake subia para o seu dorso.
- Eu sou Misake. – Respodeu.
Subir para o dorso falcão tinha sido um pouco difícil pois, ele era grande, mas com ajuda da pata de Takakiu ele lá conseguiu subir, apoiando-se nela. Takakiu disse:
- Para não escorregares, podes amarrar-te ao protector.
Ele assim o fez amarrou-se ao protector com as duas mãos, depois deitou-se sobre as penas do falcão, para poder observar o que estava dos lados e atrás. Outros falcões estavam à beira deste, eles levantaram voou todos ao mesmo tempo batendo as asas para baixo, subindo assim de altitude. Os falcões subiram de altitude até ultrapassarem as nuvens mais baixas, ficando assim escondidos, depois Takakiu disse:
- O plano é este. Os falcões que ficaram em terra preparam as armadilhas, como podes ver. – Misake via falcões a subir para o cimo do monte, com rochas nas suas garras, outros rolando pedras até penhascos e os restantes a colocarem um liquido nuns engenhos que Misake desconhecia. – Outros falcões ficam de guarda, outros são sentinelas e nós estamos aqui para atacar de surpresa os Dragões que não nos virem, assim atacamo-los por cima que é o seu ponto fraco. Percebido?
- Sim, é por isso que estamos aqui em cima. – Disse Misake
Takakiu abanou a cabeça em sinal de aprovação. Misake olhou para baixo à espera que algo se sucedesse. Já tinha passado 1 hora e estava a ficar frio e com o vento forte. Os Navinat (Dragões) ainda não tinham atacado a vila e ele notava que Takakiu começava a ficar cansado, pois Misake estava em cima de si. Cada vez mais haviam nuvens, isso era mau pois era difícil de ver os Dragões. Quase que não se via a aldeia lá em baixo no vale. O Jovem Gennin perguntou ao Takakiu:
- Não seria melhor descer-mos para descansaremos um pouco, de tanto planar e tu estar a carregar-me pelo dorso?
- Não, só temos ordem para descer daqui a 2 horas se não houver ataque, não te preocupes comigo eu estou bem. – Disse Takakiu enquanto se recompunha.
Misake deitou-se nas penas de Takakiu e passado algum tempo adormeceu.
Enquanto dormia ele mexia-se muito e dava socos no ar, pois os seus sonhos tinham sido muito agitados. Acordou de repente, estava a suar e com a respiração ofegante. Abriu os olhos e notou que já estava num quatro pequeno, com palha e algumas almofadas. Estava deitado em cima do monte de palha. Levantou-se desceu o monte e olhou à sua volta, não havia porta estava entre quatro paredes, depois olhou para cima o teto tinha um aspecto estranho, parecia ser feito de folhas, terra e ceda. Depois caminhou sobre o monte de palha, este cobria o chão do quatro, passado algum tempo encostou-se a uma parede e olhou para baixo. Viu um botão amarelo, este estava pregado à parede, Misake abaixou-se e olhou para ele, depois de o avaliar premiu-o. O tecto começou a mover-se e o céu escuro surgiu.
Voltar ao Topo Ir em baixo
L Mars

Membro | Iwa
Membro | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 25
Número de Mensagens : 9656

Registo Ninja
Nome: Arice Tsukihoshi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 875
Total de Habilitações: 56,5

MensagemAssunto: Re: Filler 6 (Parte1)   Dom 9 Jan - 10:19

FIller bem construido apesar de nao ter percebido o final .__.
Ele adormece no dorso do falcao e depois acorda no quarto? O que aconteceu entretanto *dies* Manda o proximo para eu saber xd
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Filler 6 (Parte1)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Konohagakure :: Fillers :: Fillers Arquivados-
'); }