Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Informação roubada!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Annatar

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Porto
Número de Mensagens : 1602

Registo Ninja
Nome: Selim Puraido
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1505
Total de Habilitações: 262

MensagemAssunto: Informação roubada!   Qua 24 Nov 2010 - 22:56

Descrição: Um ninja de Suna, residente na segunda aldeia, na fronteira, saiu e levou consigo segredos importantes. Apanhem-no antes de passar a fronteira, sabendo que ele levou pelo menos um seguidor com ele.

Recompensa:1200 Ryo + 1 Scroll + 1 ponto de cumprimento.
Número de Ninjas: 2 a 3
Pessoas Inscritas: Selim Puraido.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Kiba

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Puorto
Número de Mensagens : 3441

Registo Ninja
Nome: Seizon
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 900
Total de Habilitações: 52,5

MensagemAssunto: Re: Informação roubada!   Sab 27 Nov 2010 - 14:42

Podes começar Annatar ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Annatar

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Porto
Número de Mensagens : 1602

Registo Ninja
Nome: Selim Puraido
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1505
Total de Habilitações: 262

MensagemAssunto: Re: Informação roubada!   Sab 27 Nov 2010 - 14:43

Kaoru acordou-me levemente, como se tivesse medo de algo.
- Selim.. Selim-kun! – chamou ele depois de me abanar.
- Nanda? – inquiri sonolento.
- Está um Jounin à porta, quer falar contigo especificamente, imediatamente.
Vesti-me à pressa e saí pela porta que Kaoru já abrira para mim.
- Segue-me - ordenou o Jounin.
Olhei o céu sobre nós. Era.. roxo?
- Que raio se está a passar?
- Foram roubados alguns documentos, planos, há algumas horas. Tememos que tenha sido alguém de Suna. Enviei quatros dos meus Jounins estabelecerem uma barreira. Mas não aguentarão muito tempo. Reuni todas as pessoas nos acampamentos e já eliminámos alguns por técnicas de interrogatório. Estão limpos. Mas algo tão detalhado leva tempo a fazer. Não desconfiamos dos Genins, dificilmente um deles seria aliado a outra vila e nenhum está a ser controlado.
- Como sabem isso?
- Analisámos os fluxos de chakra, nenhum deles está sob uma ilusão.
- Estou a ver. Que pretendem que faça?
- O Kazekage disse-nos que se algo deste género ocorresse, deveríamos recorrer a ti, pois as tuas habilidades poderiam ajudar-nos, embora eu não me atrevesse a delegar este assunto a um Genin, pois eu desconheço o que quer que tenhas de tão especial. – retorquiu com uma nota de desprezo.
Então era este o papel que me competia, ser a marioneta de Arashi uma vez mais. Entrámos numa sala com uma fila de Chuunins alinhados.
- Há quanto tempo foi o pergaminho roubado?
- Uma hora, talvez menos.
Desapertei a venda e passei por todos os chuunins lá reunidos. Os seus medos fluíram para a minha mente, um por um. Apontei para o mais à esquerda.
- Levem-no para interrogar. – pedi – espera um momento - pedi a um do meio – preciso de um favor teu.
Todos os outros saíram, arrastando o chuunin que berrava a plenos pulmões a sua inocência.
- Agora, em relação a ti. Não creio que sejas cúmplice, mas tu sabes alguma coisa definitivamente. Não quis mostrar isto diante dos outros, porque creio que és leal e a tua lealdade seria manchada. Agora, podemos fazer isto a bem, ou a mal.
- Eu não sei nada. – afirmou, embora o meu Geass dissesse o contrário.
- A mal então.
Aproximei-me dele com um shunshin veloz, tentando socá-lo. O chuunin de Suna desviou-se agilmente, apenas para me pontapear com força. Desfiz-me em pétalas, apenas para ressurgir num turbilhão próximo. Concentrei chakra e dispersei-o pelo corpo. Deslizei pelo chão, esquivando-me dos projécteis. Depois concentrei chakra e projectei para ele a minha vontade de assassinar. Ergui-me de um salto e concentrando chakra no punho, disparei um sabre de trovão. O shinobi substituiu-se por uma jarra próxima que se desfez em fanicos. Lutar numa sala era bem mais complicado do que em campo aberto. Fechei os olhos em busca do original, apenas para o detectar por cima de mim. Desviei-me com um shunshin, e com chakra nos pulmões e alguns selos disparei uma potente torrente de água. O homem ergueu uma parede de terra, disparando depois espigões da mesma. Ergui Asura e desviei-me de alguns, mas fui ainda assim atingido na perna. Ajoelhei-me, esperando a oportunidade para contra-atacar. Uma nova chuva de espigões choveu do tecto. Pus a mão à perna enquanto concentrava chakra e passei o sangue pela tatuagem no braço, invocando assim uma enorme serpente, que me escudou dos espigões, desaparecendo em fumo de seguida.
Saltei velozmente sobre a parede, lançando cobras enormes de ambas as mangas e prendendo o shinobi. Mal uma o mordeu, desfez-se em fumo. Fechei os olhos e concentrei chakra, apurando os sentidos. Senti uma fonte de água directamente atrás de mim… na.. parede?
- Merda.
Fiz alguns selos, enquanto projectava chakra. Ergui as mãos e apontei-as para a parede, de onde o homem emergia rapidamente. As suas mãos foram presas por inúmeras cordas, mas isso não o impediu de me acertar uma cabeçada.
- Estás a ir longe demais. – afirmei calmo, embora me doesse intensamente – vais-me contar ou não?
- Já te disse que não sei nada! – repetiu ele.
Mas era mentira, eu sabia-o, tal como ele. Tsc… Tinha de ir a extremos por semelhante pessoa. Concentrei chakra enquanto fazia alguns selos rápidos.
De repente, a escuridão tomou conta da sala. Enquanto o chuunin olhava à sua volta desorientado, concentrei chakra e conjurei dois mizu bunshins da água espalhada pela sala. Desembainhámos três katanas esbranquiçadas e formámos um perfeito triângulo em volta do pescoço do ninja.
- Mexes-te dois centímetros e morres. Tens 10 segundos para começar a falar.
Temendo pela própria vida e pela ameaça invisível na escuridão, o chuunin desembuchou, por fim.
- Eu vi-o. Vi-o fugir com os documentos.
- Quem?
- Masaki. Um ninja de Suna, chuunin. Combati com ele no torneio chuunin, há alguns meses.
- Porque não o detectei eu? Ele estava entre os que estavam na sala?
- Estava sim.
E ainda assim o meu Geass não o detectou. Porquê?
- Qual deles era? O loiro alto? – inquiri como iluminado pela providência.
- Sim, precisamente esse!
- Estou a ver. Bom, já percebo o que aconteceu. Mas não te posso deixar partir assim. Tu traíste Suna, o castigo é o exílio ou a morte, como bem sabes. Mas eu sempre fui da opinião que as leis são para os estúpidos e tanto quanto sei és leal à vila. Tanto pior para ti. Contudo, se fores submetido a interrogatórios podem descobrir a verdade. Antes de te libertar vou ter de te apagar algumas coisas da mente, assim poderás servir o Kazekage que não se importa mais com a tua vida do que com a de uma formiga.
- Não, pára… - implorou ele à beira das lágrimas.
- Não te preocupes, não dói nada. – assegurei enquanto tirava a venda do olho – apenas podes acordar um bocadinho confuso, mas passa rapidamente.
E olhando-o nos olhos, apaguei todas as memórias do combate, do Geass e do que tinha visto, para que não fosse incriminado. Deixei-o adormecido numa cadeira, dirigindo-me depois por um corredor à sala onde o Jounin procedia ao interrogatório.
- Deixem esse, está inocente.
- Mas tu disseste – começou o Jounin enervado.
- Confia em mim, não foi o que te ordenaram? – repliquei eu calmamente.
- Tsc… Então estás de volta ao zero? – inquiriu.
- Pelo contrário, tenho o alvo mesmo onde quero.
E com uma chicotada nos braços, prendi o homem loiro ao meu lado, com serpentes.
- Agora, diz-me o que sabes, onde está o ladrão?
- Não sei do que falas.
Concentrei chakra no braço e as cobras esverdeadas recuaram, para serem substituídas por uma enorme e branca, que o comprimia.
- Vou repetir, onde está ele? – inquiri enquanto a cobra aumentava a pressão à sua volta.
Um estalido e duas costelas partiram dolorosamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Annatar

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Porto
Número de Mensagens : 1602

Registo Ninja
Nome: Selim Puraido
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1505
Total de Habilitações: 262

MensagemAssunto: Re: Informação roubada!   Sab 27 Nov 2010 - 14:49

- Eu confesso. – disse ele. – eu fui um deles.
- Onde está o outro?
- Escondido. – gemeu – a leste daqui. Não me matem!
- Eu não te mato, podes ter a certeza, mas quanto a eles não sei.
- Ele disse… -arfou – que ia tentar levar um puto como refém.
Larguei-o do abraço letal da serpente que recuou para a minha manga. Dirigi-me à porta ignorando os protestos do Jounin.
- Esta é a minha missão. Foi-me delegada sob as ordens do Kazekage. Quanto a vocês os quatro, o alvo deve estar próximo do limite da barreira e os Jounins enfraquecidos. Aconselho-vos a fazeres o rendez-vous, se ele escapa é o fim, falhamos.
Quatro deles passaram por mim como sombras, dirigindo-se aos quatro cantos da barreira, enquanto o Jounin que me tinha delegado a missão tratava do interrogatório do outro.
Corri para leste, entre shunshins, até encontrar uma enrome parede. Concentrei chakra nos pés e escalei agilmente, saltando para as sombras atrás.
À minha frente esperava-me um homem de cabelos negros, com um Genin preso, de Kunai ao pescoço. Reconheci a fragrância no ar, bem como os cabelos cinzentos, embora não visse os olhos. Kaoru-kun.
- Larga-o.
- Deixa-me sair da barreira.
- Não o posso fazer, não tenho o poder para a quebrar.
- Então o rapaz vai morrer.
Tinha de fazer alguma coisa. Estava desesperado. Se me aproximasse Kaoru morria, se não o fizesse a missão falharia irremediavelmente, assim que fizessem o rendez-vous na barreira.
“Kuso”, pensei, tenho de o tirar dali.
- Sabes, este deu bastante luta, mas tu pareces-me preocupado. Gostas dele? – inquiriu – então…
Dois clones surgiram da terra em volta, apontando duas kunais a Kaoru.
- Dou-te uma oportunidade, mas se falhares ele morre.
- Kudaranai no Puraido (Orgulho fútil).
Corri para ele, retirando a foice dum pergaminho, afinal era a minha arma de eleição. Desferi um corte vertical, enquanto fazia correr chakra Raiton pela lâmina, na esperança de o paralisar um pouco. A foice passou através dele, mas o chuunin pontapeou-me em seguida rápido como um raio, enviando-me contra a barreira rosa. Meio segundo depois já estava sobre mim de novo, com um raio a envolver-lhe a mão. Desviei-me no último momento, desfazendo-me em pétalas e reaparecendo metros à frente. Mas o shinobi acompanhou o meu movimento e em poucas milésimas de segundo atirou-me com um pontapé contra a barreira.
- Selim! – berrou Kaoru desafiando a providência – Jinton!
Imediatamente um dos clones acertou-lhe uma pancada na cabeça.
- Sim, Jinton – confirmou o ninja – e tu estás acabado.
Concentrei chakra e fechei os olhos, eles já não podiam acompanhar aquele shinobi. Procurei a água em volta, apenas para a sentir deslocar-se para mim.. demasiado rápido. Interpus a foice entre mim e ele, enquanto uma kunai batia célere na lâmina da foice. Concentrei chakra na outra mão disparei um sabre de trovão dela. A massa de água moveu-se, estando agora atrás de mim. Retirei uma kunai invertida do bolso, circulando o chakra por ela, e atirando-a para trás. Raspou apenas, mas foi o suficiente. Uma enorme árvore enrolou-se em volta dele, da qual surgi eu. Mas a ilusão quebrou rapidamente, demasiado rapidamente. Assim não podia deixar de ser, ele fincara uma faca na coxa.
Afastei-me com um shunshin, mas a água avançou lesta, e o ninja espetou-me uma faca no ombro, afastando-se de seguida. O sangue escorreu pela manga abaixo, molhando-me a tatuagem no braço. Fiz alguns selos rápidos, concentrando chakra na mão e na mente.
- Kuchiyose! Edo Tensei!
Um caixão de pedra subiu rapidamente, abrindo-se para deixar emergir a figura esbelta de Sasori.
- Nani?! Edo tensei?!
Dos olhos de Sasori disparou um flash, que cegou o homem momentaneamente. Concentrando chakra juntei as perna s numa cauda e deslizei rapidamente até ele. Mas a minha velocidade, mesmo aumentada não se podia comparar sequer, de longe, com o maravilhoso Jinton.
O chuunin afastou-se numa sombra, na direcção dos clones.
- Matem-no, só preciso de um refém e aquela peste merece sofrer mais do que esse. Esse já viu demais de qualquer forma.
E no entanto os clones desfizeram-se em terra, enquanto eu me erguia desvendado, por fim, com o Geass a refulgir no olho esquerdo.
- Parece que eles tinham medo demais.
O shinobi recuou de uma corrida para trás de Kaoru, prendendo-o com uma faca de
novo. Em resposta desembainhei Asura e ergui-a alto, deixando o chakra correr através dela.
Tinha de tirar Kaoru dali rapidamente, tinha de pensar. Se o atacasse Kaoru morria. Então tinha de o afastar de Kaoru sem atacar. E que tal apenas impedi-lo de atacar Kaoru? Raciocinei rapidamente nos recursos que tinha, decidindo-me por fim na estratégia.
Ergui Asura bem alta deixando o chakra correr por ela. Assim projectei a minha ilusão contra o ninja de Suna, trocando-lhe todo o sentido de orientação. Avancei com um shunshin para perto dele, que tentou esfaquear Kaoru. Concentrei chakra e enquanto a sua mão se afastava de Kaoru, por ter o mundo ao contrário, puxei o Genin para mim com algumas serpentes. Em seguida, com alguns selos envolvi o ninja na escuridão profunda, para que não pudesse voltar a tocar em nenhum de nós. Deixando de ver, o chuunin optou por se deslocar rapidamente em direcção aleatórias, embora nada visse.
Concentrei chakra e com a humidade do ar criei dois clones de água, que se dispuseram num triângulo, juntamente comigo. Das mangas de todos saíram cobras que se uniram, formando como uma gaiola.
- Schneizel, ele não quer para quieto.
Schneizel ergueu-se altivo e paralisou-o o ninja, que se imobilizou. Agitei levemente o braço e várias cobras retiraram dele a bolsa com os documentos.
Baixei-me espalhando mais sangue pela tatuagem, enquanto os dois clones melhorados o prendiam no ar com cobras. Schneizel desapareceu em fumo, e no seu lugar surgiu outra serpente, com cerca de 6 metros.
- Tu pretendias roubar os planos a Suna para depois os venderes aos inimigos? És idiota, matavam-te para os tirar. Isto é guerra e tu estás morto. Quem te deu as roupas que envergas? Quem te deu os poderes que tens? Tudo deves a Suna e no entanto traí-la-ias por tão pouco? A traição é forte e justificável, mas não por dinheiro. Arashi matar-te-á de qualquer forma e eu fá-lo-ia, mas não vales a pena que suje as mãos contigo.
Depois dirigi-me à cobra ao meu lado.
- Hora de jantar.
Depois agarrei nos documentos e entreguei-os aos Jounins, na base, concluindo a missão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kiba

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Puorto
Número de Mensagens : 3441

Registo Ninja
Nome: Seizon
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 900
Total de Habilitações: 52,5

MensagemAssunto: Re: Informação roubada!   Sab 27 Nov 2010 - 14:49

Reservado

Selim

H.C.

Força: 6,25
Agilidade: 19,5 + 1,25 = 20,75
Controlo de Chakra: 39,5 + 2 = 41,5
Raciocínio: 12,75
Constituição: 15,5 + 0,75 = 16,25

H.N.

Ninjutsu: 24,25 + 1 = 25,25
Taijutsu: 4,25
Kenjutsu: 19,75 + 0,25 = 20
Genjutsu: 37,75 + 1,25 = 39
Selos: 16,75 + 0,5 = 16,25
Trabalho de Equipa: 5,75

Total: 7/7

Boa missão Annatar, e fui dito para te dar na cabeça por ser tão pequena a missão de Rank B (x
Recompensa completa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Informação roubada!
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Sunagakure :: Missões :: Missões Arquivadas-
'); }