Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Team Inhana e Pitangueira

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Sennin

Administrador | Suna
Administrador | Suna
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Your mom's rear
Número de Mensagens : 7042

Registo Ninja
Nome: Kaito
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 500
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Team Inhana e Pitangueira   Qui 1 Jul 2010 - 22:31

Notas:
- Têm exactamente até dia 8 de Julho pelas 23:59 para terminar a 2ª fase após o início desta (a contar a partir das 00:00 do dia 2 de Julho).
- Para que esta fase seja aceite, tem que ter um total mínimo de 5 posts.
- A ordem de postagem será a seguinte nesta equipa: DeathWhisper -> Tav

Citação :
Depois de uma 1ª fase que colocava à prova a capacidade intelectual de cada um, foram anunciados os resultados. O grande grupo de gennins fora imensamente reduzido. Muitos viam os seus amigos a abandonar a prova, outros tantos despediam-se daqueles que os acompanharam até lá.
Pouco depois, foram anunciadas as equipas que prosseguiriam para a Floresta da Morte. O jogo continuava para os nossos pequenos grandes heróis.
Naquela manhã de sol, na qual o céu se exibia em todo o seu esplendor, todas as equipas, oriundas dos quatro cantos do mundo, se encontraram à entrada da temerosa floresta. Os jounins que orientavam o Exame aproximaram-se da entrada e chamaram a atenção de todos.
- Bom dia, jovens gennins! Muitos parabéns por terem chegado até aqui, mas a aventura ainda não acabou. Aqui terá início a 2ª fase do Exame Chuunin, que será decisiva para muitos. Antes de mais, explicaremos em que constará – disse um dos jounins.
Uma outra jounin tomou a iniciativa:
- Irão ser distribuídos a cada equipa um scroll. Há dois tipos de scroll, o scroll de água e o scroll de fogo. O objectivo desta fase é chegarem ao centro da Floresta da Morte com um scroll de cada tipo. Existem tantos scrolls de água como de fogo, por isso metade das equipas que estão aqui não seguirão em frente para a 3ª fase.
- Tenham cuidado, pois não será tão fácil quanto parece. Foram montadas armadilhas na floresta que vos podem causar alguns problemas. Existem também animais selvagens que não hesitarão em atacar – advertiu um dos orientadores.
- A 3ª fase, por sua vez, será um torneio entre aqueles que passarem esta fase. Boa sorte a todos! – concluiu um outro.
Uma vez terminadas as explicações, o grupo de jounins distribuiu os scrolls aleatoriamente pelas equipas e indicou-lhes um portão diferente a cada uma. Ao sinal de partida, os gennins entraram na floresta, dando assim início à 2ª fase do Exame Chuunin.
Voltar ao Topo Ir em baixo
DeathWhisper

Membro | Kumo
Membro | Kumo
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 26
Localização : Behind you...
Número de Mensagens : 377

Registo Ninja
Nome: Miyuki Ozawa
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 33,75

MensagemAssunto: Re: Team Inhana e Pitangueira   Sex 2 Jul 2010 - 19:49

─ O meu nome é Hiro!
─ Michael.
Os dois novos colegas de equipa apertaram as mãos, num cumprimento. Tinha-lhes sido dado o scroll da água, o que queria dizer que assim que entrassem na floresta, iriam adquirir o do fogo, caso contrário não passariam esta fase.
Assim que o grande portão se abriu, os dois gennins caminharam a passos largos para o interior daquela densa vegetação.
─ Temos de ter algum plano. ─ Comentou Hiro.
─ Certo. Não podemos simplesmente ir a abrir pela floresta à espera que encontrar alguma equipa com um scroll de fogo.
─ Como ainda falta muito para a noite, acho que devemos primeiro conhecer a área.
Michael acenou a cabeça num sinal afirmativo. ─ Eu já tive cá uma vez, por isso temos de ter cuidado com as armadilhas que metem por aqui.
Compreendendo a situação, Hiro sugeriu começarem pelo lado esquerdo da zona, sabendo que Michael tinha mencionado que teria mais vantagem se estivesse junto ao rio que corria por aí.

Enquanto percorriam o caminho, iam falando sobre o tipo de luta que ambos tinham, de modo a conhecerem-se melhor para trabalhar em equipa. Quando chegaram ao rio, o shinobi de Suna foi encher uma garrafa de água de trazia e já tinha bebido até metade.
Assim que se virou para continuarem o trajecto, o jovem deixou cair a garrafa enquanto metia uma mão na sua bolsa e gritara subitamente:
─ Cuidado!
Michael saltou para a direita, enquanto o seu colega lançou dois shurikens que embateram contra os dois projécteis que tinham sido lançados. Durante o seu salto, o rapaz ruivo tinha pisado um pequeno fio que se encontrava a poucos centímetros do chão. Nesse momento, os dois shinobis viram-se rodeados de shurikens e kunais que se dirigiam a eles.
Michael rapidamente concentrou chakra sobre o seu braço direito, criando uma protecção contra algumas armas, ao mesmo tempo que desembainhou a sua espada para bloquear outras.
Hiro, na sua vez, concentrou o seu chakra para depois realizar uns selos que criaram um fluxo de vento sobre as armas. A bola de ar comprimido diminuiu a velocidade e alterou o trajecto das armas, desviando-as de si.
Ao sentirem um movimento vindo dos arbustos que se encontravam à frente deles, Michael concentrou chakra e realizou uns selos para libertar uma explosão de vento. Entretanto, também Hiro começava a concentrar chakra nos seus pulmões, depois de ter feito os selos necessários. Ao expelir a bola de fogo da sua boca, esta juntou-se ao jutsu do seu colega, tornando-se maior e quase reduzindo a cinzas aquela clareira.

Quando por fim, o ataque cessou, duas figuras revelaram-se pelo meio das árvores que não tinham saído afectadas.
─ Qual é o vosso scroll?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tav

Membro | Iwa
Membro | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : Brasil
Número de Mensagens : 941

Registo Ninja
Nome: Yoko
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1450
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: Team Inhana e Pitangueira   Dom 4 Jul 2010 - 18:54

Ao olhar, Michael vê um tipo de cabelos castanhos lisos... Era uma garota, e ele a reconhecia! Hiro também se sentiu surpreso ao ver um rosto conhecido! Um tipo de cabelos curtos castanhos, robusto... Eram Kyra e Hamakitsu, respectivamente...
- Michael! – Disse a garota, motivada e confiante. Parecia haver até certa rivalidade entre os dois... O mesmo era para Hiro e Hamakitsu, que se encaravam fixamente, quase não se lembrando do propósito da luta.
- Parece que você já conhece a garota, correto? – Dizia Hiro em voz baixa para Michael, enquanto olhava de lado para os supostos inimigos...
- Sim... E não é de pouco...
- Pois então, o adequado é que lutemos com quem conhecemos... Enfrentarei Hamakitsu... Tente afastar a garota da gente... – Dizia aos sussurros, quando logo seu amigo demarca sua batalha, a lançar uma kunai para a garota. A garota salta para o lado rapidamente, e devolve o ataque, lançando três kunais em sucessivo.
-...
- Você escolheu combates individuais? Sabe que me enfrentar sozinho não seria o melhor a se fazer... Você está perdido, você não pode me derrotar... – Dizia Hamakitsu, agora inimigo, que avançava lentamente, dizendo palavras em voz baixa, mas de modo incisivo. Era o modo correto de irritar Hiro, fazer com que ele fizesse o primeiro movimento descoordenado...

Michael, por sua vez, havia conseguido afastar a gennin para travarem as lutas individuais.
- Ok, Ok... Não é melhor desistir com isto? Com quem está o pergaminho, Kyra?
- Ora, ora. Eu vou vencer-te, cabrão! – Dizia a garota, já enraivecida, a sacar duas kunais e correr como uma louca à direção do gennin. Este simplesmente começa a realizar selo, concentrando todo o seu chakra Suiton na boca... Após pouco tempo, exclama:
- Suiton... Teppoudama! – Dito isto, o gennin começa a expelir numerosas bolas de água pela boca. A oponente facilmente se desvia, e continua a avançar em direção do gennin, que continuava a fazer selos. Ao chegar à altura de acertá-lo, simplesmente sente-se atingida por uma enorme pressão de vento... Era o Daitoppa, que cumpriu o seu propósito de afastar a garota, fazendo-a cair ao chão.
- Mizu Nensui... – Disse o shinobi calmamente, enquanto se formava do chakra uma estranha água peganhosa em volta de seus braços e pernas. A gennin se levantava e Michael já estava pronto para batalhar. Corre em direção da garota, acertando-a um soco ao peito. A garota revida com um pontapé, que Michael defende com um braço coberto em água pegajosa. No meio da troca de golpes, a shinobi concentra grande força no é e abate com a cabeça de Michael, que perde o sentido do fluxo de chakra e faz que toda aquela água caia ao chão. O gennin cai aos poucos para trás, ainda não muito refeito, quando a garota saca duas kunais e rapidamente, com seu chakra, forma uma bola de eletricidade; logo após arremessando-a contra Michael. O gennin sofre grande choque, e o impacto causa um corte ao seu braço.
Ele havia sido pegado de surpresa! Tente se recompor o mais rápido possível, mas a garota continuava a fazer selos, concentrando seu chakra, quando logo exclama:
- Ikazuchi no Kiba! – Ao dizer isto, empunha duas kunais ao alto e cria grandes trovões, mirando-os à água que cercava Michael, a fim de perdurar o tempo do choque. O ataque atinge os lugares perfeitos, ao que tudo indicava, Michael cairia ao chão em pouco tempo. Mas a gennin fica surpresa e assustada ao ver, com o cessar dos trovões, um rapaz a surpreendê-la com um golpe à força toda.
- Foi bom tentar me atingir pela água, mas esqueceu que estou com calçados de borracha, rapariga! – Estas foram as palavras proferidas pelo garoto, agora confiante. A batalha começava a ficar séria...
Mas por outro lado, Hiro não levara a melhor. No jogo de ambos se defenderem e esperarem um ataque, Hamakitsu teve mais sucesso... Utilizara um veloz shunshin e, habilmente, surgiu atrás de Hiro, segurando os dois braços para trás, escorando o pé às costas de Hiro, de modo a imobilizá-lo. Lá estava um garoto preso, impotente e de joelhos. Restava tentar usar a mente...
Com toda a sua força, tentou tomar impulsão, com a cabeça, até o solo, como quem fosse virar uma cambalhota. Fazendo uma força descomunal, conseguiu se deslocar, levando Hamakitsu consequentemente e forçando-o a soltá-lo. No que solta Hiro cai, e Hamakitsu repõe-se mais rápido, escondendo-se nas árvores com um shunshin, enquanto Hiro ainda se levanta.
- “Eu conheço aquele garoto... Ele vai tentar me afetar com genjutsu... E o pior... Vai conseguir...” – Pensava Hiro, já um pouco preocupado, aguardando o primeiro sinal de qualquer coisa dita “anormal”. E eis que logo acontece...
Hiro então saca sua kunai, para se defender de qualquer suposto ataque. Mas ele sente algo... Diferente... Seus movimentos estavam lentos, limitados. Parecia que estava preso. Por acaso, Hamakitsu colocava em prática sua técnica Genjutsu Shibari, que nem mesmo Hiro conhecia. Hiro sentia-se extremamente restrito. Hamakitsu continuava escondido, executando seu genjutsu, quando se preparava para colocar mais um em prática... Pouco tempo depois, Hiro sente estranhas comichões aos pés. Ao olhar, vê-se coberto por vermes horripilantemente asquerosos. Tente correr, tenta fugir, mas só consegue se debater como um louco, fazendo enorme esforço, cansando-se rapidamente. Ofegante como um cão a ladrar e arfar, enojado com os supostos vermes que circundavam seu corpo, vê um falso “Hamakitsu” a vir em sua direção... Era um clone...
O clone então, começa a atacá-lo a fortes murros e pontapés, Hiro ainda tinha os movimentos muito restritos, mas conseguiu dar um soco ao oponente, fazendo um esforço descomunal e inumano. Tal foi a surpresa ao ver o suposto inimigo desfazer-se em... Água!
- “Água?! Mas... Desde quando aquele garoto domina suiton?!” – Parece que a teoria de que Hiro não seria surpreso fora mesmo desfeita... Hamakitsu tinha muitas cartas à manga. Estava provando ser um adversário mais terrível que Hiro esperava... Os efeitos dos genjutsus pouco a pouco iam se dissipando, dando a ver um garoto que saía por detrás das enormes ramagens...
- Mal começamos e já está forçado como um cão... Entrega-me o pergaminho! Ou me obriga a lutar sério! – Dizia o garoto, não mais naquele tom de jogo psicológico... Sua voz era mesmo assustadora, o tom impunha medo... Hiro não tinha mesmo esperanças uma vez que seu colega sempre fora bem mais habilidoso que ele.
O corpo de Hiro então começa a inflamar... Um estranho fogo cobria-o, enquanto ele dizia tais palavras, que ecoavam pelo ambiente, impedindo que Hamakitsu o detectasse pelo som.
- Eu poderia me render... Eu poderia reconhecer que não posso contra você... Em qualquer ocasião, como já fiz milhares de vezes. Mas agora... Estamos pondo à prova nossas vida e capacidade... Tentando provar com nosso sangue que temos capacidade para sermos chunnins, grandes líderes. Isto ultrapassa qualquer rivalidade, qualquer barreira. Qual chunnin recuaria numa batalha e entregaria de graça o trunfo a um inimigo? Qual?! – Dizia o garoto, que ao mesmo momento utilizava sua velocidade para mover-se em vários cantos, enquanto uma suposta visão do garoto queimava pouco a pouco, em um Ho Shunshin... – Hoje... Eu não me renderei a você... Não agora!

A brincadeira havia acabado... Ambas as lutas começavam a ferver, por um pergaminho, pela prova que todos eram capazes...

Voltar ao Topo Ir em baixo
DeathWhisper

Membro | Kumo
Membro | Kumo
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 26
Localização : Behind you...
Número de Mensagens : 377

Registo Ninja
Nome: Miyuki Ozawa
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 33,75

MensagemAssunto: Re: Team Inhana e Pitangueira   Dom 4 Jul 2010 - 23:51

─ Foi bom tentar me atingir pela água, mas esqueceu que estou com calçados de borracha, rapariga! ─ Estas foram as palavras proferidas pelo garoto, agora confiante. A batalha começava a ficar séria...

As palavras que tinha acabado de dizer tinham contribuído para que Kyra ficasse mais irritada. A rapariga rapidamente tentou virar-se para trás para lhe acertar com o punho no meio da cara, mais Michael consegui baixar-se. Aproveitou o momento para pegar numa perna da kunoichi e puxar para que caísse aparatosamente de costas no chão.
─ Por mais que me custe admitir, ver-te a rastejar pelo chão é uma óptima vista. ─ Provocou o rapaz ruivo.
Antes que Kyra tivesse tempo de ripostar, Michael pegou na rapariga pela perna que ainda segurava e atirou-a para o centro do rio que corria mesmo ao lado deles. Concentrou algum chakra e ao realizar os selos, fez um clone de água aparecer mesmo atrás da kunoichi que tinha acabado de se levantar. A sua cópia agarrou-a pelos braços, mantendo-a firme. Michael então começou uma corrida veloz. Saltou, rodando o seu corpo, e canalizou um pouco de chakra para a sua perna para realizar o douteki kikku. No entanto, no exacto momento em que estava a acertar em Kyra, uma onda de choque emerge do corpo dela, atirando o rapaz ruivo para longe e desfazendo em água o clone que a prendia.
─ Na verdade, tens razão. Não há nada mais divertido do que ver-te a voar pelos ares. É quase terapêutico.
Michael levantou-se a custo, com o corpo ainda dorido do ataque que sofrera. ─ Andaste a treinar com o teu pai… ─ Disse-o como uma afirmação e não como pergunta.
De um momento para o outro, Kyra apareceu atrás de si. Socou as suas costelas, fazendo-o vergar-se para captar o ar que subitamente perdera. Depois sentiu um forte pontapé no lado direito da cara que fez o sabor a sangue inundar-lhe a boca. Depois, uma kunai cravou-se no seu braço esquerdo, mas dessa vez, desfez-se em fumo, mostrando ser apenas um tronco de madeira.
Do alto de uma árvore três shurikens sobrevoaram pelo ar, na direcção de Kyra. Michael realizou uns selos e depois concentrar chakra, os projecteis multiplicaram-se. A rapariga ainda se conseguiu desviar de alguns, mas houve outros que rasgaram parte da sua pele e roupa. Depois disso, o rapaz ruivo fez um shunshin que o colocou na frente da sua adversária. Kyra tinha já saltado para dar um pontapé a Michael, mas o shinobi colocou ambos os braços à sua frente, fazendo-o ser somente arrastado até à margem do rio.
Ao ver a rapariga a estender o braço na sua direcção, Michael reconheceu o jutsu que ela ia realizar. Este tinha de certo aprendido com o pai. Sabendo que não tinha muito por onde escapar, mergulhou no rio assim que um raio rugiu na sua direcção. E depois, deixou-se levar pela corrente…

─ Hoje... Eu não me renderei a você... Não agora!

Com o seu Ho shunshin, Hiro apareceu subitamente atrás de Hamakitsu. Tentou um pontapé à altura da cabeça, mas com um movimento ágil, o outro baixou-se. Ao ver que o seu adversário estava na posição que queria, o shinobi loiro desferiu um pontapé rasteiro. Não muito para sua surpresa, Hamakitsu conseguira saltar e desviar-se do golpe. Então, Hiro colocou ambas as mãos no chão, erguendo ambas as pernas que acertaram fortemente no adversário.
Logo de seguida, uns espigões saíram do solo e fizeram vários cortes no rapaz loiro. Não teve tempo para sentir a dor quando um clone de terra pegou nele e o atirou contra uma árvore, com força. Apesar de sentir o corpo dorido, Hiro levantou-se rapidamente e preparou-se para concentrar chakra nos pulmões e expelir fogo da boca. Porém, de um momento para o outro, o solo debaixo dele ficou tão escorregadio que o rapaz se desequilibrou e parou o ataque.
Ao ver que Hamakitsu ia saltar por cima de si, Hiro concentrou-se na sua mão e quando o adversário estava mais mais, fez um gangeki que o levou para longe si. De seguida levantou-se e fez um shunshin para se aproximar de Hamakitsu. Desta vez fez um asshō que pressionou o adversário na direcção do chão, para logo fazer um shōshitsu que projectou o outro para longe.
─ Parece que afinal posso contra ti. ─ Provocou Hiro.
De novo, Hiro fez os selos para realizar o endan que não tinha conseguido acabar momentos atrás. Mal tinha lançado a bola de fogo, esta foi apagada pelo fluxo de água que Hamakitsu expelira.
─ Parece que te esqueceste que uso suiton. ─ O rapaz loiro ficou impressionado como ele ainda se levantava depois daqueles golpes. ─ Continuas fraco, Hiro. ─ Disse Hamakitsu
De súbito, um clone do seu adversário apareceu debaixo do solo prendendo as suas pernas. Nesse momento Hamakitsu lançou uma kunai na direcção do rapaz. Hiro estava sem defesa possível. No entanto, uma linha estranha desviou a kunai que se dirigia ao seu corpo. Quando se levantou e olhou para trás, o rapaz loiro de Suna viu Michael que se mantinha na superfície do rio.
─ Já acabaste com a outra? E já agora, porque estás todo molhado? ─ Perguntou Hiro, ainda agradecido por o ter salvo.
─ Não… só fugi dela.
Pelo rio?, questionou-se Hiro, sem expor a pergunta ao seu colega. Ao sentir um movimento estranho, o rapaz de Suna fez um shunshin que o colocou atrás de Michael, e acabando por dar um pontapé em Kyra que subitamente aparecera.
─ Enquanto estivermos aqui no rio, Hamakitsu não pode fazer muitos jutsus de doton. ─ Informou Hiro.
Ao ouvir isto, a kunoichi, já restabelecida, começou a fazer uns selos e depois colocou a mão sobre a água, fazendo com que uns raios se estendessem até Michael e Hiro. Rapidamente, os dois saltaram. No ar, Michael pegou no seu colega e atirou-o para longe da água electrificada. Ainda no ar, realizou uns selos e concentrou chakra nos seus pulmões para expelir uma onda de água que atingiu Hamakitsu enquanto este corria para Hiro. Com isto, o rapaz loiro de Suna concentrou também ele chakra nos seus pulmões e depois de realizar os selos necessários, expeliu fogo da boca que atingiu a perna do seu adversário.
Assim que aterrou no solo, Hiro ia começar a correr para Hamakitsu, quando este lançou da sua boca três bolas de água. O rapaz loiro conseguiu desviar-se delas, com alguma dificuldade. Ao ver que o seu adversário se lavantara, Hiro pegou numa granada de luz que tinha na sua bolsa e tapou os olhos antes de a lançar contra o chão. Rapidamente lançou cinco senbous e pegou na sua katana, saltando depois para a cravar também no corpo do outro.
Ficou abismado quando viu que uma armadura rígida que envolvia a pele travara todos os seus ataques.

Por fim, o rapaz ruivo conseguira enrolar um dos braços à volta do pescoço da rapariga.
─ Se te mexes mais um bocado, vais-te arranhar nesta kunai, Kyra. ─ Avisou Michael. ─ Agora diz-me onde tens o scroll.
A rapariga soltou uma curta gargalhada. ─ Parece que vais ter de ser tu a procurá-lo.
Bufando, Michael foi ao lugar mais obvio… a bolsa. Por sorte estava lá. Mas o que viu, surpreendeu-o.
─ O quê?! Tens o scroll da água? Lutamos para nada!
─ Bem, então não vale a pena continuar a lutar e gastar as nossas forças. ─ Concluiu Hamakitsu.
Michael largou Kyra e Hiro afastou-se do outro. Depois disto, os dois pares seguiram caminhos diferentes.

Estavam já a andar há duas horas pelos caminhos da floresta, cuidadosamente, quando a noite a cair e o cansaço a abater-se sobre eles, Hiro e Michael montaram um pequeno acampamento numa grande árvore que se encontrava caída e que formava quase um tecto para uma pequena área. No primeiro turno, iria ser Hiro a ficar acordado.

Metade da noite já se tinha passado, quando Michael – que estava a fazer o seu turno – sentiu algo entre os arbustos. Subitamente, a sua bolsa que estava pousada ao seu lado, voou até esse local.
Um rapaz de cabelos vermelhos e espetados surgiu por entre as folhagens. ─ Ora, parece que encontrei o scoll que queria.
Dito isto, o rapaz desapareceu. Ainda confuso, Michael correu até Hiro. ─ Acorda! O scroll!
Ainda ensonado, o rapaz de Suna levantou-se. ─ O quê?
─ O scroll foi-se…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tav

Membro | Iwa
Membro | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : Brasil
Número de Mensagens : 941

Registo Ninja
Nome: Yoko
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1450
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: Team Inhana e Pitangueira   Seg 5 Jul 2010 - 6:33

─ Acorda! O scroll!
Ainda ensonado, o rapaz de Suna levantou-se. ─ O quê?
─ O scroll foi-se...


Imagina um rosto de sono, com os olhos inchados esbugalhados de susto, combinando com aquela cara de idiota de quem ainda não assimilou direito a noticia... Sim, foi assim que Hiro ficou. Alguns segundos após desfazer a expressão grotescamente estapafúrdia, o garoto só conseguiu berrar:
- MAS O QUÊ?!
- Levanta! Seja quem for, foi àquela direção! – Dizia, a apontar o dedo pela linha dos arbustos que formavam um caminho juntamente com as árvores e ramagens que cercavam o local fétido.
Hiro mal tinha reação... Como por instinto, apenas foi a acompanhar o seu colega que corria como um louco, saltava entre as árvores, utilizando toda a sua agilidade num rápido shunshin. Agora os dois corriam, até que finalmente conseguiram avistar uma figura... Um tipo bem baixinho, de cabelo vermelho, não aparentando ser muito forte...
Hiro continuou a correr como um louco, até se aproximar, saltar e trovejar o pé à fuça do suposto inimigo.
- Devolva-nos o scroll, merdume de gente! – Berrava o garoto, enfurecido, que já se punha a correr contra o inimigo, com duas kunais às mãos. Seu nome era Pion...
- Humpf... Sinta o poder do Akatu, criatura! – Dizia o garoto, que lança um estranho e grande pião, que começa a girar em grande velocidade, abatendo logo contra o rosto de Hiro.
Hiro então se desequilibra e sente um forte dor, quando o seu companheiro também se põe a posto de batalha. O pião retorna à mão de Pion. Hiro se recompõe e ambos os garotos começam a correr em direção a Pion. O gennin ruivo tenta um pontapé às costelas, que é repelido pelo braço do oponente; pontapé este seguido por um chakra panchi desferido ao rosto do oponente, que se abaixa rapidamente e retorna um forte chute à barriga de Hiro, quase fazendo-o perder o fôlego. Os dois gennins tentavam atingir Pion à força toda, com poderosos socos e chutes, tentando até alguns golpes de armas, mas o ninja desviava-se habilmente como quem estivesse lutando contra um único ninja.
- Eu não tenho tempo para brincadeiras... – Dizia o garoto ruivo, fitando ambos os gennins como quem incitasse medo aos mais bisonhos insetos... Num pontapé giratório, atinge e afasta os dois garotos, que caem ao chão, quando o inimigo se afasta com um shunshin, lançando novamente seu pião. Ele então, incita uma pequena quantidade de chakra, exclama, incisivamente:
- Huito Akatu no jutsu! – Proferindo estas palavras, libera o chakra do controlador do pião, fazendo com que este expulsasse uma enorme quantidade de agulhas em todas as direções, surpreendendo ambos os gennins. Os dois se postam lado a lado, encostando suas costas de modo que um protegesse a retaguarda do outro. Hiro habilmente, retirou um scroll, no qual havia seladas inúmeras armas pequenas e abriu, desferindo uma enorme quantidade de armas para se proteger. Uma verdadeira chuva de kunais, shurikens e senbons que abatiam contra as infinitas agulhas que saíam do pião. Seu colega não ficou atrás! Fez rápidos selos, concentrando precisamente seu chakra, despertando-o a exclamar:
- Daitoppa! – Exclamara o shinobi, criando uma enorme pressão de vento a partir de sua localização, que apartava com todas as armas ao local. Hiro aproveita a chance e rapidamente concentra sua energia nos pulmões, desferindo um poderoso endan na direção do inimigo, que foi aumentado com o impacto do vento criado pelo companheiro. – Dá um jeito de prendê-lo, que eu tenho como forçá-lo a entregar o pergaminho... – Disse Michael baixo ao seu companheiro, que se recompunha da chuva de armas, após tentar se desviar de uma ou outra que vieram em sua direção.

Hiro então utilizou um rápido shunshin, surgindo perto do oponente, tentando segurá-lo pelos braços. Porém o inimigo soube reagir e o afastou com um pontapé à barriga. Hiro, na queda para trás, lançou duas kunais, com linhas shinobi e papéis explosivos. Ele então, incitou chakra às linhas, para dá-la resistência e prender bem o inimigo. As kunais o enrolaram o braço. Em poucos segundos, se desencadeou a explosão, queimando e ferindo Pion. Infelizmente, as linhas também se desfizeram com a explosão. Mas foi o suficiente para apartar e distrai o oponente que tentava se recompor, quando Hiro surgiu novamente atrás dele e segurou-o pelos braços Às costas, imobilizando-o completamente, firmando os braços para que ele não se soltasse.
- Agora, Hyage! – Bradou o gennin ao seu colega, esperando qualquer ataque que fosse... Seu companheiro estava seguro que sua estratégia daria certo. Começou a concentrar um pouco de chakra, e pouco a pouco, aquele monte de armas caídas ao chão foram se levantando, erguendo-se com a energia de Michael... Era seu Soshujin no jutsu!
- Agora você está completamente preso... Entrega-nos ambos os teus pergaminhos, ou sua estrada terá fim aqui mesmo... Algo que poderia ser supostamente nobre, acabará aqui, e agora! – Dizia Michael, a fitar de frente o inimigo, enquanto as armas se levantavam pouco a pouco... – Não serão cinco segundos até um bom bocado de estas armas tirarem-te a vida...
- “Ora, este shinobi que me segura não está forte o suficiente para me prender... Não precisarei me render” – Pensou Pion, enquanto via as armas a levantarem-se.
- Vais render-te ou não?! – Disse um Michael incisivo, forte em suas palavras.
- É preciso mais que isto para me fazer desistir! – Foram as palavras proferidas pelo inimigo, que desencadeou a fúria de Michael, que com toda a sua energia impulsionou as armas em grande velocidade, mirando exatamente ao coração do inimigo. Mas Pion reagiu... Desencadeando uma enorme força, libertou-se dos braços de Hiro, fazendo-o cair ao chão, e saltou habilmente.
Michael cerrou todo o seu fluxo de chakra desesperadamente num segundo, e uma das armas por pouco não atingiu o companheiro caído ao chão! Parando seu chakra, soltando as mãos, todas as armas caíram ao chão, acompanhando o movimento de suas mãos que iam abaixo, sem qualquer firmeza nos braços...
Pion enrolou linhas ao seu pião, e enquanto caía lançou-a logo contra os oponentes ainda atordoados, quando perceberam a linha e começaram a se desviar.
- “Agora vem a surpresa...” – Disse Pion, concentrando chakra ao seu controlador, fazendo surgir pouco a pouco outros três piões idênticos ao original. Os quatro piões tinham as linhas giravam em enorme velocidade a tentar prender os garotos, que agora moviam-se para vários cantos a fim de se desprender com um rápido shunshin!

Mas ele não parou por ali... Concentrando uma enorme quantidade de chakra ao controlador, foi a aumentar a velocidade dos piões, que giravam em tanta velocidade que os gennins não conseguiam acompanhar! As linhas cercavam-nos, enquanto eles tentavam desesperadamente se libertar, mas eram presos pouco a pouco como quem estivesse numa enorme teia. Todo aquele movimento parou e os garotos já estavam completamente presos a uma grande árvore!
- Agora não sou eu que estou preso... – Disse Pion, a se aproximar de ambos os gennins pouco a pouco. – Sabem? Não tenho nada contra vocês, até porque não os conheço... Eu já tenho os pergaminhos e poderia simplesmente sair e deixá-los aqui... Mas facilitar desta forma?! Isto seria fazer que com ficasse mais fácil para vocês recuperar pergaminho com qualquer idiota por aí... Sinto muito, mas... Vocês terão de sofrer um pouquinho aqui ainda...
Aquelas foram as palavras de um garoto que atingiu com os punhos, o tórax de ambos os gennins, num mesmo ponto, incitando um pouco de chakra que surtia um enorme dano ao corpo dos dois, interrompendo seu fluxo e colidindo com sua energia... Ambos os garotos ao agüentaram muito tempo e desmaiaram...

[15 minutos depois...]

Hiro se levantara pouco a pouco, caído sem energia. Michael não demorou até voltar à consciência. Tal foi o susto de ambos os garotos até virem uma enorme serpente, de cabeça triangular a rastejar em sua direção, fitando-os com um olhar paralisante e gelado... Ele estavam sem qualquer energia para se defender... Mas o garoto loiro sacou uma kunai...

O estranho ser se aproximava pouco a pouco, e os garotos tentavam correr, mas não conseguiam... Tinham o corpo dolorido e estavam mesmo sem energia... A serpente se aproximou e os garotos tentavam se manter imóveis, mas a serpente simplesmente desferiu uma poderosa dentada à perna de Michael! O garoto caiu ao chão com a dor, e sentiu sua perna paralisar!
Hiro, num único instinto, trovejou com a kunai ao crânio do animal, e cravou-a ali, deixando-o morto. Mas seu colega já tinha sido afetado... Hiro não tinha qualquer antídoto, e só via seu colega a gritar e se debater, sem conseguir mexer a perna.
- Não se mexa, Michael... Isto espalhará o veneno... Prometo que encontrarei uma forma de romper este fluxo... – Dizia um Hiro preocupado, com uma expressão triste e desesperada. Não tinha qualquer conhecimento médico, sabia que não podia cortar o lugar atingido pois lá tinha veia mesmo importante e companheiro perderia muito sangue...

Mas sempre se pode contar com o acaso! Pouco tempo depois, sozinho andava uma figura de cabelos azuis lambidos. Um rosto muito familiar...
- CHUUZAI! – Berrou Hiro ao ver o tipo, reconhecendo logo seu rosto.
-... Hiro? É você? Nossa, que rosto horrível! – Disse o garoto, que parecia indiferente.
- Porque está sozinho? Preferiu andar separado do companheiro assim como eu?...
- Não... Olha lá meu companheiro... – Disse Hiro, em expressão de lamento.
- Hmmm... Garoto... Ele está envenenado?!
- Sim... Perdemos nosso pergaminho, e logo depois ele foi envenenado.
- Pois... Hahaha, eu poderia acabar com vocês agora... Mas em respeito a você, e como sei que não ultrapassará o meu caminho, vou lhe ajudar... – Disse o garoto, que retirou um scroll, e dele surgiu uma marioneta. A mesma marioneta que aparentava ser um garoto ruivo, que Hiro já havia visto muitas vezes em batalha! Quantos garotos ruivos passaram pela estrada de Hiro! – Que animou o picou?...
- Eu não sei ao certo a espécie, mas... Era uma serpente, de cor bem escura, olhos amarelados e tinha o dobro do nosso tamanho em comprimento...
- Já sei qual é... – Chuuzai, de um dos compartimentos, tirou uma agulha embebida em um suposto antídoto. – Finca esta agulha ao local onde foi aplicado o veneno. Depois tira e joga todo este líquido. – Ao dizer isto, deu um pequeno frasco a Hiro.
- Chuuzai... Conseguiu minha eterna gratidão... Obrigado, MESMO! – Disse o garoto, extremamente agradecido. Hiro foi logo e fez o procedimento... Chuuzai seguiu seu caminho. Hiro nem havia lembrado de perguntar quem era seu parceiro...

Minutos depois, a perna de Michael voltou a mexer, porém ainda estava dolorida. Ambos os garotos voltaram ao lugar onde estavam, mas antes foram a um pequeno rio, pescar uns quantos peixes...

[Um dos milhares de acampamentos improvisados por aquela floresta, 16:00]
- Ah... Estou satisfeito agora! Deu para comer bem! – Disse Hiro, um pouco sonolento. – Vamos à procura de pergaminhos ou faremos o quê?! Temos o dia livre até irmos dormir...
- Hiro, coloca algo em tua mente... Aqui não há dia nem noite... Estamos relativamente bem seguros, me pergunto quantos podem ter até mesmo morrido aqui! Ainda está cedo, temos mais quatro dias... Vamos descansar, um vigiando o outro... E depois vamos ver o que faremos...
- Mas... E os pergaminhos?!
- Te garanto: as equipas mais fracas estão em duras penas aqui... Depois podemos arrancar pergaminho d qualquer um que não tenha sequer achado o caminho da torre, perdido o mapa ou simplesmente não foi forte o suficiente para agüentar os obstáculos...
- Ok...

Assim feito, Michael pôs-se a dormir, E Hiro a vigiá-lo... Qual seria o destino do dois gennins? Conseguiriam eles achar dois pergaminhos, agora que foram lixados por um inimigo desconhecido?

Voltar ao Topo Ir em baixo
DeathWhisper

Membro | Kumo
Membro | Kumo
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 26
Localização : Behind you...
Número de Mensagens : 377

Registo Ninja
Nome: Miyuki Ozawa
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 33,75

MensagemAssunto: Re: Team Inhana e Pitangueira   Seg 5 Jul 2010 - 23:44

A noite mais uma vez tomou toda a floresta. Hiro e Michael tinham ficado a tarde toda a descansar, de modo a recuperarem todas as suas energias. Iriam agora sair à procura por scrolls que era quando a maioria das equipas estava a descansar. Isso podia aumentar as suas hipóteses de encontrar alguém distraído ou fraco suficiente para recuperarem o que precisavam.
─ Ora bem, Hiro, escolhe um lado para começar. ─ Pediu Michael.
O rapaz loiro olhou para o que o rodeava. ─ Oeste.
─ Então oeste será!

Já estavam a caminhar há coisa de meia hora. Ainda não tinham encontrado qualquer grupo que tivesse um único scroll. Mas há cinco minutos atrás, Hiro e Michael estavam a sentir que algo os seguia.
─ Um…
─ Dois…
─ Três! ─ Disseram os dois ao mesmo tempo.
Num ataque combinado, os shinobis viraram-se para trás subitamente e lançaram uns projécteis contra quem os seguia.
Ficaram os dois impressionados quando não houve qualquer movimento. Talvez se tivessem enganado, ou então…
Um enorme rugido chegou até eles. Hiro olhou para Michael que por sua vez tinha olhado para ele à espera de uma resposta.
Um enorme… bicho… peludo saiu dos arbustos, correndo furiosamente na direcção dos dois jovens. O shinobi de Kumo saltou até ao tronco de uma árvore, enquanto o de Suna rebolara pelo chão para se desviar da investida.
─ Eu não sabia que havia ursos por aqui! ─ Reclamou o mais novo.
Sinceramente… nem eu, pensou Michael. Ao ver que o animal se ia virar contra o seu colega, rapidamente fez uns selos e concentrou chakra nos seus pulmões para expelir três bolas de água que lhe acertaram nas costas. O ataque apenas tinha enraivecido o urso que agora se virara para a árvore onde Michael estava e começara a investir contra ela. Então o rapaz ruivo saltou. No ar realizou uns selos e depois de concentrar algum chakra, libertou uma explosão de vento. Entretanto, Hiro tinha também já juntado chakra nos seus pulmões para depois cuspir uma bola de fogo que se juntou ao jutsu do seu colega, esturricando o animal.
O rapaz de Suna desembainhou a sua katana. Michael caiu sobre o pescoço do urso, distraindo-o. Ao ver isso, Hiro aproveitou para correr rapidamente e depois espetar a sua arma no animal. Depois deu dois saltos para trás, evitando que ficasse esborrachado com a queda do bicho.
─ Matámo-lo? ─ Questionou o jovem de Suna.
Michael levantou-se e olhou atentamente para o urso. ─ Não sei bem, mas é melhor continuar… não vá ele acordar e ver-nos.
Hiro então guardou a katana e juntou-se ao ruivo.

Desta vez escolheram andar pelos ramos das árvores, tentando meterem-se mais discretos. A noite ainda não ia a meio, quando Hiro pediu a Michael que parasse.
─ Olha para ali. ─ O rapaz de Suna apontou para uma zona que se encontrava debaixo deles.
Michael viu um acampamento improvisado por dois shinobis de Kiri. O que deveria estar de guarda tinha adormecido sentado, de cabeça pousada sobre a sua enorme espada.
─ Pode ser que eles tenham um scroll! ─ Pensou Michael, entusiasmado por ver a sua ideia por fim a resultar.
Depois de combinarem a estratégia, os dois colocaram-se num tronco directamente acima deles. Hiro tirou umas linhas da sua bolsa. Michael prendeu o seu corpo nelas.
─ Gyutto gyou no jutsu. ─ Sussurrou.
As linhas endureceram o suficiente para aguentar o peso dele, devido ao chakra que o rapaz loiro fazia passar por elas. Segurando na corda, Hiro fazia o shinobi de Kumo descer lentamente, para que os outros adversários não acordassem.
Quando chegou à altura apropriada, Michael fez um gesto ao seu colega para que ele o parasse de descer. Tentou vasculhar na bolsa do adversário que estava a dormir, mas não conseguiu encontrar nada. Aproveitou para retirar algumas armas que lhe faziam falta, para guardar para si mesmo.
Pediu a Hiro que o subisse. Desta vez foi levado um pouco mais para a direita, podendo procurar na bolsa do outro rapaz que dormia. Quando estava a procurar, cortou-se numa senbou e levou o dedo à boca de modo a parar o sangue que começou a brotar.
─ Mamã…?
Michael petrificou ao pensa que o shinobi de Kiri tinha acordado e reparado nele. Olhou para ele e descansou ao verificar que o miúdo devia somente estar a sonhar. Aclarou a voz, para dizer:
─ Dorme, filho. ─ Até que a sua voz não tinha sido muito diferente de a de uma rapariga com problemas nas cordas vocais.
Já nem sabia o que era pior, se aquele rapaz já não ter idade para chamar a mãe a meio da noite, ou se o facto de ele ter tentado imitar a mãe dele.
Depois de acabar de vasculhar a bolsa, procurou no resto do ‘acampamento’. Como não encontrou nada – e tinha a certeza que procurara bem – concluiu que eles não tinham qualquer scroll, tal como eles mesmos. Pediu a Hiro que o subisse novamente.
─ Não têm? Que azar! Só nos resta continuar a procurar.
Com isto em mente, os dois saíram do local, em silêncio.

─ Ah… andamos há horas a procurar e nada! ─ Queixou-se o rapaz loiro.
─ Hiro, não estás a ouvir nada? ─ Perguntou Michael, lançando um olhar para trás.
─ Eu sabia que devíamos ter acabado com o Hamakitsu e a outra rapariga.
─ Eu ia jurar que acho que há algo atrás de nós… ─ Comentou o mais velho.
─ Se bem que mesmo que tivéssemos ficado com os dois scrolls da água, provavelmente aquele rapaz tinha-nos roubado na mesma.
─ Deve ter sido mesmo impressão minha. ─ Concluiu o ruivo.
─ Se ao menos houvesse uma maneira de… ─ Hiro subitamente calou-se ao ver o que tinha à sua frente. ─ Michael… ─ Chamou ao ver que o seu colega continuava distraído com os seus próprios pensamentos.
O rapaz de Kumo levantou a cabeça para logo esbugalhar os olhos ao reparar no tamanho das presas dos dois tigres que lhe rosnavam.
Um deles começou a correr contra Hiro. O shinobi conseguiu concentrar chakra suficientemente rápido para criar uma barreira à sua volta contra a qual o animal chocou, sem fazer qualquer dano. De repente, sentiu que um enorme dente havia rasgado a sua camisola na zona das costas. Quando deu por ela, estava já a ser arremessado contra o chão pelo outro tigre.
Rapidamente Michael concentrou chakra e fez uns selos para criar três clones de água. Um deles foi ajudar Hiro a levantar-se. Os outros dois começaram a correr com ele na direcção do restante tigre. O shinobi saltou, juntamente com o animal, de katana em punho. Ao ver que os dentes do tigre estavam quase a rasgar-lhe o tronco, um dos seus clones puxou-o, rodando-o para evitar o ataque. Nessa rotação, Michael aproveitou para cravar a sua arma nas costelas do adversário, onde depois o outro clone aplicou um pontapé forte que fez o tigre cair no chão.

O jovem de Suna concentrou chakra e fez dois clones de vento. Estes correram até ao tigre que estava à frente deles e aplicaram uma rasteira nele, que o colocou no ar. Hiro ia agora atacar o tigre, mas quando saltou no ar, sentiu uma enorme pancada nas suas costelas que o fez sentir o sabor da terra novamente. Levantou-se com alguma dificuldade.
─ Eu estou farto disto. Estou farto da floresta, estou farto de ser empurrado de cada vez que tentou atacar, estou farto de me subestimarem. Estou farto! Vão-se arrepender disto!
Furioso, Hiro levantou-se com brusquidão. Nesse momento os dois animais recuaram um pouco. O rapaz de Suna deu outro passo. Aí, os tigres fugiram.
─ Quem diria. ─ Constatou. ─ Isto funciona mesmo.
─ Erm, Hiro… não acho que a razão tenha sido essa. ─ Disse Michael num tom de voz estranho.
Ao olhar para trás, Hiro viu uma aranha… gigante.
─ Sabes, afinal acho que sair à noite não foi boa ideia… ─ Comentou o jovem de Kumo.
─ Achas? É que nem é nesta altura que os predadores aparecem todos nem nada…
Mal tinha acabado de falar, Hiro viu-se obrigado a fazer um shunshin para se desviar de alguma coisa que o bicho tinha cuspido, que mais tarde atingira um clone de água que se desfizera.
─ Não queres fazer o discurso que fizeste ao bocado a esta aranha, a ver se recua também? ─ Questionou em vão o rapaz de Kumo.
Quando ia saltar para uma árvore, Michael viu a sua perna ser envolta numa teia que o bicho rapidamente lhe lançara. Depois foi projectado contra uma pedra.
Vendo isto, Hiro concentrou chakra no seu punho e tentou um chakra panchi no corpo da aranha. Esta resvalou uns passos para o lado. Foi então que se lembrou de uma estratégia. O monstro ergueu uma das patas que foi acertar no jovem de Suna, atirando-o para longe.
O jovem ruivo estava já de pé quando começou a concentrar chakra para criar um chicote de água que envolveu uma das pernas da aranha, apertando-a tão forte que soltou um gemido de dor. Depois um dos seus clones expeliu um fluxo de água para os seus olhos.
Juntamente com os seus dois clones de vento, Hiro concentrou pura força no seu ombro e os três fizeram um tokken nas três patas do lado esquerdo da aranha. Seguidamente fizeram um gangeki no mesmo local, o que fez o animal cair para o lado.
Depois Michael pegou em quatro shurikens e lançou-os. Concentrou o seu chakra e com a ajuda dos seus clones de água multiplicou os projécteis para acertar nos olhos da aranha que perdeu todas as forças. Por fim tinham acabado com aquela luta. O sol já começava a querer nascer.
─ É melhor descansarmos agora um pouco antes de continuar. ─ Referiu Michael.
E assim o fizeram o resto da manhã. Depois de terem comido uns mantimentos que tinha guardado, partiram novamente à procura dos scrolls.
Não estavam a andar há muito tempo, quando os dois rapazes entraram distraidamente numa clareira mal iluminada pelo sol alto que tentava penetrar pelas folhagens. As duas silhuetas que viram à sua frente eram de alguma forma…
─ Ah, vocês por aqui? Pensava que já tivessem desistido, por esta hora.
conhecidas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tav

Membro | Iwa
Membro | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : Brasil
Número de Mensagens : 941

Registo Ninja
Nome: Yoko
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1450
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: Team Inhana e Pitangueira   Ter 6 Jul 2010 - 2:38

As duas silhuetas que viram à sua frente eram de alguma forma… Conhecidas....

Sim, não havia dúvida... Ambos os rostos eram conhecidos! As sombras deixavam escuros aqueles cabelos, de um garoto, azul, de outro, ruivo espetado... Tal foi a surpresa de Hiro e Michael ao verem o tão temido inimigo Pion, a andar junto com... Chuuzai!
Não restavam dúvidas que ambos, por grande coincidência haviam formado equipe... Hiro via agora um grande dilema... Os shinobi deveriam atacar e roubar os scrolls daquela equipe?! Seria justo trair a ajuda e confiança de alguém que salvou a vida de um deles? Mas por outro lado... Seria honroso dar vitória àquele que os lixou e humilhou, por causa de simples laços afetivos?! Ou talvez gratidão...
Nem mesmo Hiro, que é contra qualquer prisão afetiva, sentimental ou simplesmente de favores não pôde deixar de ficar abalado com a situação... Tinham em sua frente um inimigo que praticamente tirou toda a possibilidade que eles passassem, mas porém... Acompanhando-o havia alguém que, por acaso, os estendera a mão... Salvara suas vidas!

- Hiro... – Dizia o garoto, sem mesmo articular as palavras... Estava mesmo surpreso com o grande golpe do acaso.
- Michael... – Ambos agora se entreolhavam nos olhos, como quem buscasse a resposta para o dilema no fundo das almas, um do outro...
- Bem, de qualquer forma... Desejo-vos sorte em vossa caminhada! – Dizia Chuuzai, que recebeu um olhar um tanto quanto embaraçoso de Hiro e Michael, que fitavam Pion e eram retribuídos pelo mesmo olhar frio e malévolo... – Vamos Pion... – Chuuzai avançou, como quem não visse qualquer obstáculo pela frente. Afinal, Hiro e Michael não seriam baixos a ponto de atacá-lo... E pôs-se a andar, virando as costas pros garotos...

- Eles estão se afastando... Lentamente... Surpreendemo-los com um golpe, roubamos-lhes os pergaminhos, ou esperamos outra equipa...? – Dizia o garoto de cabelos loiros, quase que desolado.
-... Qual o limite da desonra de um ninja?... Temos a chance de uma desforra, se a perdermos conviveremos com a ideia de acovardar-nos pelo resto de nossas vidas... Mas se tirarmos esta desforra, atacarmos um suposto amigo, alguém que nos ajudou... Seremos grandes lixos covardes à mesma forma... – Proferia Michael, em voz baixa, cabeça baixa... Não tinha reação...
- E mais... Até onde vale lutarmos para conseguir um propósito?! – Disse Hiro, meio que como um brado. Aquelas palavras haviam acendido uma estranha chama no interior de Michael. Seu sangue esquentava e pulsava mais rápido, ele tinha a resposta!
- O propósito! Hiro, esquecemo-nos do propósito!
- O propósito de...?
- Quando nos colocaram à prova, devíamos mostrar nossas capacidades além de tudo... Devíamos provar que somos capazes e sacrificar a vida por isto! Nossa vida é mais do que simples sentimentos... O propósito é nos sacrificar ao máximo... Neste lugar não há dia nem noite, ao há honra, não há ódio nem amor... Apenas confrontos!
- Isto quer dizer para enfrentarmos a batalha?...- Disse Hiro, procurando ver sentido àquelas palavras.
- Se quisermos ser vistos como o modelo de batalha que idealizam para um chunnin, um verdadeiro líder, sim! Na vida encontramos dilemas... Sempre... Mas temos de saber lidar, favorecendo-nos... Já que deixá-los correr seria uma suposta covardia à mesma forma... Vamos lutar, provar nossas capacidades, e fora daqui resolvemos qualquer atrito moral! VAMOS! – Bradou corajosamente o gennin de cabelos ruivos, que já via ambas as silhuetas a afastarem-se, mas ao mesmo tempo tomando forma e a visão a vos clareando ao relance do sol, que não estava mais oculto por uma grande nuvem que circundava o local e as folhagens não tão belas, mas sim grotescas que formavam aquele ambiente...

Surgiram perto dos dois rápidos como o vento! Empregando uma enorme força, Michael trovejou o pé à cabeça de Pion, fazendo-o cair, no mesmo momento que Hiro desfere um poderoso Gangeki, empregando uma força brutal em Chuuzai, fazendo os inimigos caírem ao chão! Pion fitou-os com ódio, Chuuzai não poderia ter ficado com uma expressão mais bisonha. Hiro o olhava com uma expressão como quem estivesse pena do que estava a fazer. Como quem fizesse, mas pedisse imensas desculpas, chorasse por dentro, se corroendo da culpa, sabendo que não estava a ter a melhor conduta. O outro, pos sua vez, o fitava como quem dissesse: “Terá mesmo a coragem de me fazer isto depois de toda aquela ajuda?”

Mas todos os shinobi já tinham entendido que uma batalha, talvez a mais difícil até agora, começara: quatro gennins disputavam seu futuro na prova chunnin!
Sendo assim, Pion e Chuuzai levantaram-se, Michael e Hiro se colocaram a postos de luta... A grande batalha começaria por ali! Chuuzai estava com um pergaminho, seu companheiro com outro. O garoto de cabelos azuis lambidos logo lançou o scroll, dando a ver sua majestosa marioneta. Pion já preparou seu pião. Hiro pôs-se a correr destemidamente contra ambos, que saltaram para lados opostos, confundindo as direções do garoto. Michael começou a fazer selos, concentrando chakra para colocar em prática um genjutsu... Kaon Reikon!
Os dois inimigos sentiram uma estranha sensação... Seu corpo esquentava, fervia! Um calor imenso tomava conta, que chegava a fazê-los transpirar. Dava cansaço só de ficar daquele jeito. Ele então sinalizou para Hiro como quem o pedisse para lutar, pois agora já não podia realizar grandes movimentos. Apenas sacou algumas kunais e já as lançou em direção aos inimigos!

Hiro começou a correr em direção a Chuuzai, que utilizou o kugutsu no jutsu para poder controlar melhor sua marioneta. O calor estava tomando conta e os garotos suavam em bicas! Sentiam-se num intenso calor, naquele lugar ardente, naquele inferno!

- Que coisa está a acontecer?! Droga! Está muito quente! – Dizia Pion, que não se dava conta do genjutsu. Hiro abateu Chuuzai com um fortíssimo golpe com o joelho, depois concentrou um pouco de chakra e preparava-se para desferi-lo precisamente num chakra kikku, quando é abatido por um golpe da marioneta: uma lâmina saíra de seu braço, arranhando brutalmente as costas de Hiro. Os inimigos a esta altura começavam a sentir dores leves de cabeça, com o calor!
No trespassar da lâmina, Hiro afastou-se com um shunshin, surgindo perto de Pion, que abate seu pião em surpresa contra o garoto, derrubando-o.
- “Tenho de derrubar esta marioneta! E dar um jeito de me defender deste pião maluco!” – Pensava o shinobi, quando viu os garotos a porem as mãos à cabeça, expressando significativamente dor forte! O gennin mal sabia o que estava a acontecer, mas toda chance era válida! Hiro concentrou-se em acertar a cabeça dos oponentes com seus poderosos golpes concentrados em chakra!

Hiro surgia agilmente como um ser que sofresse geração espontânea em um segundo perto de Chuuzai! Atacou-o com um Gangeki, empregando uma enorme força à cabeça do garoto, que não conseguiu se desviar e levou o golpe como quem tivesse uma bola de boliche derrubada à cabeça! O garoto só conseguiu berrar, quando Hiro viu o pião a circundá-lo, girando em sua direção, logo dando pancada ao seu braço. Michael então cancelou seu genjutsu, uma vez que as piores dores já haviam afligido os oponentes.
- “Ambos são oponentes que usam armas que podem atacar tanto à distância, quando perto... O pião é rápido e possui agulhas que podem ser expelidas a qualquer hora! A marioneta possui vários segredos, venenos e armas embutidas. Realmente majestoso...” – Pensava Hiro, que com a pancada do pião, utilizou toda a sua agilidade e concentrou chakra nos pés, propulsando-se ao alto. Então retirou um scroll, do qual surgiram enormes flechas, que voaram na direção do inimigo.
- “Bom garoto... Guardando pequenas armas mísseis em grandes números no scroll.” – Pensou Michael, que agora podia se movimentar melhor, partindo para a ofensiva!
Enquanto Hiro caía, foi a concentrar selos, concentrando uma boa quantidade de chakra katon nos pulmões, quando exclamou:
- Kasumi endu no jutsu! – Proferindo estas palavras, expeliu uma enorme quantidade de uma espécie de substância cinzenta em todo o local. Porém segurou um pouco deste chakra, para desferi-lo precisamente num curto endan... Não foi necessário mais que uma simples bola de fogo para incinerar todo o local, fazendo os inimigos arderem num calor infernal.
Seu companheiro saltou para se desviar, e auxiliou o colega despertando seu chakra fazendo uma grande explosão de vento, a partir dali, aumentando o fogo e fazendo os inimigos perderem todo o equilíbrio, meio que paralisando o local.

Ao caírem ao chão, os garotos já se poram a correr em grande velocidade aos dois inimigos, Michael em direção a Pion, Hiro em direção a Chuuzai. O garoto loiro sacou suas duas adagas. Fazendo um movimento estapafúrdio e rápido com suas armas, girou-as em um rápido ataque, fazendo bons cortes o braço e costelas do garoto, que tentou se desviar mas não conseguiu de todos os rápidos ataques com as armas.
O gennin ruivo fez montes de selos rápidos, e logo começou a criar água em sua mão com seu chakra...
- Suiton: HAHONRYU! – Berrou o garoto, que lançou as esferas, que eclodiram em uma enorme quantidade de água., arrastando com Pion, inundando todo o canto! O companheiro golpeou Chuuzai com as duas mãos , de uma forma descendente na cabeça, fazendo-o emergir nestes montes d’água, e logo fixou seu chakra os pés usando o Mizu Kinobiri, caminhou sobre a água que logo se espalhou, perdendo a profundidade.
- Fuuton: Daitoppa! – Bradou o garoto, quando desferiu uma enorme dose de chakra, arrastando todo aquele monte de folhas e galhos e os inimigos. Mesmo devastador. Os dois garotos já estavam sem muita energia, mas conseguiram ferir relativamente os inimigos.
- Hiro, você ainda tem destes scrolls com muitas armas? Se tiver, lance-as todas para eu poder usar depois meu Soshujin. – Disse Michael baixinho.
- Não acho que funcionará... Mas sim, vou usar... – Ao dizer isto, Hiro retirou um scroll... Nele estavam guardados pouco mais que uma centena de kunais. Tudo com linha...

- Agora é hora de eu usar as agulhas do meu pião, seus clones e toda a velocidade. Chuuzai... Lute a sério! – Disse Pion numa voz incisiva. Afinal eles ainda estavam bem, e tinham tudo para vencer os dois gennins que lutavam pelos dois pergaminhos com toda a fúria.

- Cria clones Hiro... Muitos clones, junto comigo... Eles nos ajudarão no combate e em nossa defesa... Vamos lutar até nossos limites! – Disse Michael, que se preparava para fazer seus Mizu bunshins... Hiro também começou a concentrar lentamente seu chakra... Aos fazerem curtos selos, várias criaturas começaram a surgir. Tipos idênticos a Michael se erguiam da água, e outros clones perfeitos do garoto loiro se moldavam do vento, pouco a pouco...

- A brincadeira acabou! Preparai-vos para vosso fim! – Disse Pion, incisivamente, fitando ambos os garotos, incitando insegurança... A adrenalina ia a mil, e os garotos se preparavam para combater de verdade...

Até onde vai a força de um ninja? E até onde vai a honra de um ninja? Até quando vale a pena lutar e se sacrificar?... As mesmas perguntas que preencheram o dilema que os garotos passaram, agora faziam todo o sentido. O propósito de ambos os garotos tinha muitos obstáculos e agora ambos estavam destinados a lutar com toda a sua valentia por seus propósitos... Para provar suas honras como homens e shinobis! Para lutar pelas suas vidas com todo o suor. Este era o sentido de ser um ninja, a competir, provando sua capacidade de ser um líder shinobi, um chunnin! Lutar com todas as forças por um propósito.

Hiro Tegiraku e Michael Hyage agora enfrentavam um novo obstáculo, heroicamente. Até os seus limites...


Voltar ao Topo Ir em baixo
DeathWhisper

Membro | Kumo
Membro | Kumo
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 26
Localização : Behind you...
Número de Mensagens : 377

Registo Ninja
Nome: Miyuki Ozawa
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 33,75

MensagemAssunto: Re: Team Inhana e Pitangueira   Qui 8 Jul 2010 - 17:11

─ A brincadeira acabou! Preparai-vos para o vosso fim!

Nisto, Pion criou três cópias do seu pião, ao mesmo tempo que Hiro desenrolava os scrolls. Quando Chuuzai decidiu lançar as suas senbous, a guerra de projécteis tinha começado. As senbous de Pion e do seu colega embatiam contra as kunais de Hiro. Michael e os seus clones concentravam o seu chakra em linhas para pegar nas armas que estavam no chão para voltar a lançá-las contra os seus adversários.
─ Shumpo Akatu! ─ Proferiu Pion.
Subitamente, um dos piões ganhou o dobro da velocidade e saltou contra um mizu bunshin, desfazendo-o em água. De seguida, os dois clones de vento de Hiro saltaram entre os seus inimigos.
─ Fuuton, daitoppa!
A grande explosão de vento arrastou todos para os respectivos cantos. A luta de projécteis tinha sido forçada a parar.
Ao levantar-se, Michael viu Pion à sua frente e Chuuzai e Hiro já mais afastados dos dois. Entraria numa luta de um para um.
─ Se pensas enfrentar-me sozinho, estás a cometer um erro. ─ Avisou o rapaz adversário de Suna.
O shinobi de Kumo reparou que Pion ainda tinha os seus quatro piões. Ele já só tinha mais dois clones de água, visto que os outros tinham sido apanhados ou pelos senbous ou pelo daitoppa de Hiro.
Um dos piões atacou na sua direcção. Rapidamente concentrou chakra nos pulmões.
─ Suiton, mizurappa. ─ Proferiu enquanto fazia os selos.
As três bolas de água acertaram no pião, desfazendo-o em fumo. Uma cópia já tinha ido. Um dos clones de Michael lançou uma kunai na direcção de outro pião, mas este desviara-se. O objecto depois saltou, mas o verdadeiro shinobi de Kumo lançou uma kunai com papel explosivo. A explosão desfez o pião e a sua cópia de água.
Quando olhou para o lado, viu o seu último clone preso por fios.
─ Enquanto estavas distraído, um dos meus piões saltou para a tua bolsa, fazendo-a cair no chão. ─ Michael olhou para baixo para confirmar o que o rapaz estava a dizer. ─ Aí peguei nos teus fios com os dois piões restantes e prendi o teu clone.
Tudo isto enquanto eu ataquei o outro?, questionou-se o shinobi de Kumo. Ele pensava bem, e rápido. Isso era um problema. Os dois piões afastaram-se mais um do outro, fazendo com que o fio desfizesse em água a sua última cópia.
De seguida os dois objectos viraram-se para si. Um deles saltou na sua direcção. Michael então pegou numa kunai, pronto para defender. No entanto, o outro pião atingiu-o na sua mão esquerda, fazendo-o largar a sua arma. Totalmente desprotegido, apanhou do primeiro pião um forte golpe no seu peito, fazendo-o sangrar um pouco.
─ Agora, tu estás a sangrar, por isso estás a perder a concentração nas dores que estás a sentir. Já não tens nenhum clone para te ajudar, também. Por isso, eu posso atacar-te mais facilmente que tu nem irás reparar. Talvez pelas costas…
Ao ouvir isto, Michael virou-se rapidamente para trás. Um pião estava a dirigir-se à sua cabeça. Teve ainda tempo de se abaixar, mesmo o pião caiu logo sobre as suas costas, tentando perfura-las. Nesse momento, o seu corpo foi substituído por um tronco de madeira. O pião, sozinho, foi repentinamente atingido por uma kunai que explodiu com ele. E agora só sobrara o original.

─ Hiro, eu realmente pensei que vocês não nos iam atacar. ─ Começou Chuuzai. ─ Principalmente depois de ter ajudado o teu colega.
─ Eh, nós no início também não íamos atacar. Mas repara Chuuzai, nós fizemos isto para te ensinar uma lição. ─ Ao ver o rapaz de cabelos lambidos confuso, Hiro continuou. ─ Imagina que nós éramos o inimigo disfarçado. Estavas a ajudar o inimigo sem saber.
─ Então estás a dizer que não posso confiar em ninguém, nem nos meus amigos?
─ Hum… Não era bem isso que eu queria dizer. De qualquer forma, no fim do combate agradecemos.
Chuuzai sorriu, para logo ordenar a sua marionete atacar Hiro. O rapaz loiro fez um gangeki. Embora tivesse deixado uma marca no local onde tinha acertado, tinha ficado com vários cortes na sua mão. Aparentemente aquela armadura não se deixava acertar sem retribuir o favor.
A cabeça da marionete abriu-se. Nesse momento dezenas de senbous foram disparadas na direcção de Hiro. O rapaz ainda teve tempo de tirar a sua katana e defender-se de algumas, porém, foi atingido por outras, assim como um dos seus clones.
─ Tens sorte que desta vez não trouxe o meu veneno mais forte. Este ainda demora algum tempo a fazer efeito.
Hiro olhou para as agulhas caídas no chão. Claro que toda e qualquer marionete tinha de ter o seu veneno escondido. Tinha então de ser rápido para acabar com isto antes de cair envenenado.
A perna direita da marionete virou-se para fora, mostrando as várias kunais com veneno que aí estavam armazenadas. Hiro sabia que tinha de evitar a todo custo que mais veneno ainda entrasse no seu organismo.
Quando as kunais começaram a ser disparadas, Hiro, juntamente com o seu restante clone, concentrou chakra e depois de fazer uns selos, soprou um fluxo baixo que criou uma bola de vento que ao expandir-se ia girando a uma velocidade que conseguiu desviar a direcção das armas. De seguida, o rapaz saltou por cima da marionete e canalizou chakra para os seus pulmões, depois de fazer os selos necessários.
─ Katon, gōkakyū no jutsu!
Uma grande bola de fogo saiu da sua boca para atingir a área onde os seus adversários estavam. Quando pousou os pés no solo, estranhou não ver nem Chuuzai nem a sua marionete.
Ao sentir um movimento vindo do seu lado direito, Hiro olhou. Era já tarde demais para se defender quando reparou que a marionete se aproximava de si a grande velocidade. De punho fechado, desferiu um golpe forte no ombro do shinobi loiro, fazendo-o ser projectado até uns metros à sua frente. De seguida a marionete saltou e desferiu um pontapé na sua cópia, desfazendo-a também em vento.
Hiro levantou-se rapidamente e pegou numa kemuridama que atirou ao chão. Um manto de fumo cobriu os dois ninjas de Suna, agora adversários. Escondido, o rapaz loiro moveu-se em shunshins até chegar a Chuuzai. Já perto dele atirou com duas kunais presas num fio, que prendeu o outro. Quando Hiro puxou o fio ficou impressionado ao ver um tronco de madeira no lugar dele.
Hiro estranhou o fumo ainda perdurar. A granada de fumaça que tinha lançado era pequena, por isso já se devia ter dissipado. Sem saber a razão, começou a sentir-se tonto e cada vez mais fraco. A sua respiração estava mais pesada e começava a sentir os músculos prenderem os seus movimentos.
─ O gás da minha marionete ficou disfarçado na tua bomba, por isso nem reparaste que estavas a respirar algo tóxico. ─ Ouviu Chuuzai dizer.
─ Michael… ─ Tentou chamar Hiro, ao sentir-se desfalecer naquela nuvem tóxica.

O rapaz de Kumo olhou para o lado depois de ouvir o seu nome. Aquela estranha nuvem de gás estava a envolver Hiro. Será tóxica?, ponderou. Sabia que as marionetes escondiam frequentemente venenos nas suas entranhas. Talvez esta fosse também uma delas. Repentinamente, sentiu um corte profundo no seu braço.
─ Não te aconselho a distrair-te. ─ Disse Pion, ligeiramente aborrecido.
Michael lançou três shurikens e depois de concentrar chakra sobre eles, multiplicou-os. Aproveitou que Pion estava ocupado a defender-se, para fazer um shunshin que o colocou à beira do seu colega, depois de a nuvem estar dissipada. Hiro tinha vários cortes no seu corpo. Reparou nas agulhas que se encontravam no chão. Todas elas tinham um líquido roxo. Mais veneno?
Quando aquela marionete abriu um compartimento na barriga, três mangueiras de gás saíram e Michael reparou nos pequenos frascos que se escondiam lá. Saltou para o rio, de modo a não ser apanhado naquela nuvem tóxica. Nadou uns metros para sair do alcance do ataque.
Aqueles frascos, são iguais aos da outra vez… têm de ser o antídoto.
Tapando o nariz com uma mão, o rapaz de Kumo começou a correr na direcção do brinquedo de Chuuzai. Viu o braço esquerdo desmontar-se para disparar novamente senbous. Michael não se desviou de nenhuma. Se conseguisse chegar àqueles frascos, não teria de se preocupar com o veneno, tinha apenas de lidar com a dor de sentir todo o seu corpo subitamente rasgado por agulhas. Continuou a correr e quando estava já próximo atirou-se no ar, de braço esticado. O rapaz de cabelos lambidos e azuis não esperava que o outro fosse simplesmente ignorar os senbous com veneno, por isso ficara tão impressionado que nem movera a sua marionete para se defender.
Já tinha os fracos na mão! Agora tinha só de recuar e…
Olhou para baixo. Uma afiada lâmina saía do braço direito da marionete e perfurava o lado esquerdo do abdómen de Michael. Felizmente a nuvem de gás já se tinha dissipado, porque agora tinha-se esquecido suster a respiração. A lâmina cresceu com a ajuda de chakra, causando tenebrosas dores. O jovem de Kumo concentrou chakra no seu punho e deu um murro na espada. Rachou ligeiramente. Repetiu o processo e na segunda vez, a espada tinha quebrado.
Livre, deu três saltos para trás, ficando junto do seu colega. Rapidamente injectou o antídoto nos dois. Com algum cuidado, foi tirando a lâmina do seu corpo, ao mesmo tempo que ia controlando o seu chakra pela sua mão, de modo a segurar os ferimentos.
─ Não me parece que consigam resistir muito mais. ─ Afirmou Pion, que agora se juntara a Chuuzai.
Michael sorriu. ─ Já vos percebi. Vocês andam a evitar muitas técnicas. Se estivéssemos no inicio, diria que estavam só a poupar-se, mas não estamos, por isso eu pensei para mim… Será que é por vocês não serem bons nisso? Quer dizer, deve haver uma razão pela qual vocês se escondem atrás desses brinquedos. ─ Depois olhou para Pion enquanto falava. ─ Deve haver uma razão pelo qual usas esse controlador.
─ É porque vocês são mesmo maus nisso. ─ Afirmou Hiro enquanto se levantava, já recuperado.
─ Talvez… De qualquer maneira, vocês não conseguem nem lutar contra ‘brinquedos’. ─ Afirmou calmamente o rapaz de cabelos vermelhos e espetados.
─ Bem… isso foi porque até agora lutamos da maneira errada.
Nesse momento, Michael pegou em Hiro e lançou-o na direcção dos dois rapazes. A marionete de Chuuzai abriu um compartimento nas suas costas, ao mesmo tempo que Pion exclamava “Huito Akatu”. Então, um exército de projécteis preparava-se para atacar novamente o rapaz que se encontrava no ar. Aí, Hiro concentrou o seu chakra.
─ Kaze Rinden!
Uma barreira circular envolveu o rapaz impedindo qualquer projéctil de o atingir. Entretanto, Michael já tinha feito um shunshin que o colocou atrás de Pion. Usou a sua força para executar um erobō, que por ter concentrado chakra fuuton e misturado o jutsu toppa, fez o adversário ser projectado até uma pedra, perdendo os sentidos. Na queda tinha deixado cair o seu controlador. Rapidamente Michael apanhou-o e guardou-o na sua bolsa. Sabia que sem ele, Pion não seria capaz de controlar o seu pião.
A marionete de Chuuzai seguiu em direcção ao jovem de Kumo, com a espada que lhe saía do braço prestes a atacar.
─ Shotto no Chakra no Jutsu!
Hiro tinha concentrado chakra e disparado contra o braço do adversário. Agora que a marionete estava parada pelo facto de Chuuzai se ter distraído com a dor, Michael concentrou chakra na sua perna e depois de dar um salto rotativo desferiu um golpe num dos braços do ‘brinquedo’. Tinha ficado com alguns cortes na zona do impacto, mas pelo menos tinha inutilizado aquele braço para o resto desta luta.
Hiro saltou para Chuuzai, dando-lhe um shōshitsu, mas este desfez-se logo em fumo, mostrando ser apenas um tronco.
O rapaz de cabelos lambidos e azuis, do cimo de uma árvore, rapidamente ligou-se à marionete usando a mão sã que tinha. Michael começou a concentrar as últimas reservas de chakra que tinha e depois de fazer os selos, fez surgir um chicote de água que rapidamente prendeu a marionete.
─ Isso não me impede de te atacar.
Na cabeça da marionete abriu-se um compartimento. Subitamente imensas senbous estavam a apontar para o rapaz ruivo. Michael concentrou-se chakra na água que estava directamente atrás de si, criando dois clones. Com um simples movimento de um dedo de Chuuzai, os projécteis saíram disparados. Rapidamente as cópias colocaram-se na frente do jovem de Kumo. Os dois clones expeliram da boca um forte fluxo de água que parou alguns senbous. Os restantes foram parados pelos próprios corpos que cedo se desfizeram em água.
─ Fuuton, toppa! ─ Gritou Hiro, depois de ter feitos os selos necessários.
A marionete foi projectada para o chão. Depois disso, o rapaz de Suna fez um shunshin para se colocar atrás do seu adversário, agarrando ambos os seus braços. Michael então concentrou a sua última quantidade de chakra no seu punho. Saltou e deu um murro na barriga de Chuuzai, deixando o rapaz com cortes e sem forças para se suster em pé. Por fim, tinha caído desgastado também.
Hiro sentou-se imediatamente, tentando evitar cair de cansaço. Tinham os dois de chegar à torre antes de sucumbirem. Michael vasculhou as bolsas dos outros dois e encontrou um scroll de fogo e dois de água.
─ Esperamos que acordem, para ver se ficam bem? ─ Perguntou Hiro, preocupado com Chuuzai.
O shinobi de Kumo acenou afirmativamente com a cabeça. Até os ajudaria com as dores de algumas feridas, se tivesse algum chakra.
Não demorou muito para que Pion acordasse. Estava meio desorientado.
─ A luta acabou. ─ Falou Michael. ─ Nós temos de ir indo para a torre, vocês ficam bem? Aqui têm o vosso scroll da água. Espero que encontrem o outro rápido.
O rapaz de cabelos espetados abriu bem os olhos. Depois sorriu e estendeu a mão a Michael, num cumprimento.

─ Mostrem-me os vossos scrolls. ─ Pediu um jounin que estaria encarregado de tal missão.
Finalmente tinham chegado ao seu destino. Depois de verificar que os médicos estavam já a tratar do seu colega, Michael tirou os dois objectos da sua bolsa.
─ Parabéns, passaram à fase seguinte.

Até onde vai a força de um ninja?
Olhou para Hiro que já sorria para si ao ouvir aquela frase do jounin. Apesar de estar todo ferido, o rapaz ainda conseguia esboçar aquele tolo sorriso.
─ No que estás a pensar?

E até onde vai a honra de um ninja?
─ Espero que o Pion e o Chuuzai estejam bem. Gostava de os enfrentar na próxima fase.
Hiro abanou a cabeça. Também ele queria lutar contra eles. E se por acaso fosse contra Chuuzai, talvez deixasse dar-lhe dois murros, desforra de lhe ter atacado depois de ter salvo Michael. Talvez só um.

Até quando vale a pena lutar e se sacrificar?
─ Não fiques assim… Também quero lutar contra ti. ─ Afirmou o rapaz de Kumo.
Hiro ia responder, mas gritou ao sentir uma das suas feridas serem pressionadas pelo médico que estava a tratar de si.
─ … Isto é, depois de ficares bem. ─ Disse Michael, agradecendo não estar no lugar do seu…amigo.

FIM

_________________
Tav, foi um prazer trabalhar contigo!
Sennin, o susto que eu apanhei quando vi tu reservares isto antes de ter acabado. Nunca mais faças uma coisa destas! owned
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sennin

Administrador | Suna
Administrador | Suna
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Your mom's rear
Número de Mensagens : 7042

Registo Ninja
Nome: Kaito
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 500
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: Team Inhana e Pitangueira   Qui 8 Jul 2010 - 17:16

Culpa os exames, já nem sei o que ando a fazer -.-
Tópico limpo e reservado para avaliação


Michael Hyage

HC
Força: 9,25
Agilidade: 12.75 + 0,75 = 13,5
Controlo de Chakra: 27.5 + 1,25 = 28,75
Raciocínio: 14,75 + 0,75 = 15,5
Constituição: 12 + 0,5 = 12,5

HN
Ninjutsu: 17.25 + 1,25 = 18,5
Taijutsu: 8 + 0,5 = 8,5
Kenjutsu: 14.5 + 0,75 = 15,25
Genjutsu: 3.5 + 0,25 = 3,75
Selos: 9.75 + 1 = 10,75
Trabalho de Equipa: 5.25 + 1 = 6,25

Total: 7 Pontos + 1 Trabalho de Equipa

~~~~~~

Hiro Tegiraku

HC
Força: 7.75 + 0,25 = 8
Agilidade: 14,25 + 0,75 = 15
Controlo de Chakra: 20,25 + 1 = 21,25
Raciocínio: 11 + 0,75 = 11,75
Constituição: 11 + 0,5 = 11,5

HN
Ninjutsu: 13 + 1 = 14
Taijutsu: 9,5 + 1 = 10,5
Kenjutsu: 12 + 0,75 = 12,75
Genjutsu: 6
Selos: 7,25 + 1 = 8,25
Trabalho de Equipa: 5,5 + 1 = 6,5

Total: 7 Pontos + 1 Trabalho de Equipa

~~~~~~

Comentários: Acho que os pontos que dei falam por si xd E posso garantir-vos uma coisa, fui bem mais rigoroso que aquilo que costumo ser nas avaliações. E mesmo assim, conseguiram ter tantos pontos. Muitas dificuldades tiveram os rapazes, fogo o.o
Boa sorte para a 3ª fase, estão oficialmente passados ^^



Actualizado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tav

Membro | Iwa
Membro | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : Brasil
Número de Mensagens : 941

Registo Ninja
Nome: Yoko
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1450
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: Team Inhana e Pitangueira   Sex 9 Jul 2010 - 2:57

Nossa, não esperava ganhar atté em bônus! Muito obrigado Sennin.
E aqui deixo meus ditos que foi MESMO um prazer ir junto á DW! Ajudou em muito com as ideias, em toda a estrutura e os planejamento que eu tinha a início de uma simples prova virou mesmo um grande texto com as sugestões da DW e seus posts. ^^

E DW, este final simplesmente RULOU! Nem eu esperava que fosses a responder as perguntas do tão falado "dilema" dos garotos com narrações ao final do texto. Teus posts foram todos bem escritos e este final simplesmente épico e pronto, adorei lê-lo, emocionou-me até!

E vou-te fazer uma vênia quando estiveres ao chat, DW! xd

E claro, seria estupidez não me lembrar de dar meus gratos ao Assassins por mais uma vez me emprestar um personagem, e também ao Dri, por me dar a honra de poder usar o Pion como meu antagonista. Descrever aqueles ataques de pião foi simplesmente uma ótima experiência! ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Team Inhana e Pitangueira
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Mundo Ninja :: Exames & Torneios :: [Arquivo] Exame Chuunin Agosto 2010 :: [2ª Fase] Floresta da Morte-
'); }