Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Missão Privada de Rank C - Invasão e destruição

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Kadmos

Membro | Suna
Membro | Suna
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 28
Localização : Queluz
Número de Mensagens : 2853

Registo Ninja
Nome: Maketoshi Ingo
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 450
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Missão Privada de Rank C - Invasão e destruição   Sex 18 Jun 2010 - 13:07

Descrição da missão: Fontes externas informaram o Kage de que dois rapazes (necessariamente irmãos, moram na mesma casa sozinhos e já foram treinados com técnicas ninja) estão a praticar tráfico de drogas pelas bandas perto de suas casas. Sabe-se que há muitos "clientes" destes dois elementos por lá e tememos que eles possam tornar aquilo em algo maior. Portanto, precisamos de alguém que mate-os sem pudor e varra qualquer coisa a ver com drogas em sua casa. Eles não conhecem muitas técnicas ninja, sabe-se que lutam artes marciais muito bem, mas só. Portanto, um ou dois gennins são suficientes

Recompensa: 300 ryo + 1 scroll de novo jutsu + 1 ponto de cumprimento

Pessoas inscritas: Tegiraku Hiro, Tahuka Hamakitsu.


Última edição por Kadmos em Sab 19 Jun 2010 - 21:55, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tav

Membro | Iwa
Membro | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : Brasil
Número de Mensagens : 941

Registo Ninja
Nome: Yoko
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1450
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: Missão Privada de Rank C - Invasão e destruição   Sex 18 Jun 2010 - 21:37

Hamakitsu e Hiro estariam a se encontrar com seu sensei, a treino, quando este os alertou de uma missão. Disse que, numa de suas conversas com os superiores, estariam a precisar de dois gennins, e logo, Tetsu os recomendou. Disse para ir à sala do Kazekage àquela hora mesmo, e que outro dia deixariam a treinar. Assim foi...
Eis que m alguns minutos, os garotos já estavam na sala do Kazekage. Hiro, como já conhecia o companheiro bem, poderia ter a certeza de que não havia pormenores a irritá-lo em sua missão.
- Boas!
- Grande Arashi! – Dizia Hiro, num tom alto, como quem estivesse a falar com o melhor dos teus amigos.
- Humpf... – Dizia Hamakitsu, meio que a rir-se da estabanice do companheiro, não mais que esperada.
- Bem, com certeza devem ter vindo ao mando de Tetsu... Ótimo! A missão é a seguinte: prestem bastante atenção nestes dois elementos. – Ao dizer isto, Arashi mostra duas fotos... É impressão minha ou o Arashi tem fotos de toda a gente?! Isto não vem ao caso... Eram dois estranhos tipos, tinham uma estranha pinta de drogado, ambos branquelões, de olhos fundos que mais pareciam não dormir há dias e um cabelo negro bem crespo e mal cortado. Parecia até ser sujo. – Estes dois estão a criar uma “nova vendinha”, se é que me entendem, pelos cantos de sua casa. Sabe-se que são garotos que abandonaram o mundo shinobi há algum tempo, são irmãos e portanto, sabem técnicas shinobi. São elementos pouco importantes e não quero perder tempo com eles... Portanto matem-nos e desforrem sua casa à tirada de tudo que for droga!
- Entendido! – Dizia um tipo empolgado, como quem estivesse em sua primeira missão. Hiro...
- Endereço... – Hamakitsu olha de canto pro Hiro, como quem o martirizasse por não s lembrar deste pormenor.
- Pois aqui está! – Arashi mostra um pequeno papel, e, por coincidência, a tal casa ficava perto da de Hamakitsu!
- Hahaha! Se bobear é você que já ta comprando coisas ali na mão dos “bons vendedores”, não, Hamakitsu? – Dizia o garoto, seguindo com um riso histérico. O Kazekage e Hamakitsu olham como quem pergunta “Este garoto é normal?”, abaixando o rosto impacientes; porém Hamakitsu já conhecia as brincadeiras do colega
- Agora que o momento palhaço já acabou, dá pra ir ou ta difícil?
- Vamos... – Dizia o garoto, como quem tivesse meia vergonha.

Após estarem fora, Hiro meio que pensa e olha para o colega, numa expressão pensativa:
- É mesmo melhor irmos lá para a noite, não acha?... Pra esses horários agora, de certeza não teremos nada...
- É, também tava pensando nisso. Mas vamos lá só olhar por onde caminham os tipos e como é o lugar.
Ao chegar lá... Uma estranha favela, um beco sem fim, em que mesmo ao dia já estava um pouco escuro... Tipos estranhos e visivelmente pobres a andar por aí.
- É aqui mesmo que você mora?...
- Bah! Moro pra outro canto, e não amoles! – Dizia o garoto, mas mesmo assim numa expressão visivelmente matreira, como quem estivesse a brincar.
- Pronto, EU já observei... Vou-me embora... À noite viremos aqui.
- Hora?... – Dizia o garoto, numa voz vaga, mas incisiva.
- Pras 23... Até mais.

Hiro então se foi, logo depois Hamakitsu também se ia... Restava se preparar para finalmente poder fazer a missão de uma vez.

[Estranha favela, 23:15]

- Hiro, aprende a ser pontual. Até que enfim chegou... Os novos “empreendedores” já estão a fazer das peripécias. – Dizia “Hamakitsu, O Garoto Pontual”.
- Bah! Estou a ver... Invasão em massa? – Dizia o garoto, como quem já conhecesse os planos do amigo.
- Bem... Vamos brincar um pouco com eles... O que acha? É melhor para economizarmos energia no caso de eles terem qualquer surpresa e ainda cansá-los um pouco... Não sabemos sua resistência, é o melhor a se fazer... Você tem algo?...
- Bem... Talvez... Mas vou precisar de algum clone seu para dar assistência... Veja o plano: a gente fica devidamente escondida, você deve fazer um clone e ele irá lá a fingir que é o único a tentar caçar os dois... Então a cada golpe acertado você deve fazer um outro clone no mesmo lugar para dar a impressão de que não é um clone que está a lutar... Então guardaremos um pouco de energia e evitaremos nos ferir, para quando formos atacar a casa... Caso eles sejam muito fortes, eles irão se cansar, favorecendo-nos... Ah, faça em algum momento o clone fingir que está a evocar algum ser... – Hamakitsu tinha entendido bem, e já se punha a concentrar chakra. Uma grande interrogação foi a parte do evocar, mas prontos...
- Tsuchi bunshin nu jutsu... – Dizia o garoto, em voz baixa, enquanto criava um tipo que avançava como um furioso pros cantos dos dois elementos. Bom teatro.
- Agora sou eu... – Dizia Hiro a si mesmo em voz baixa, quando se punha a concentrar bastante do seu chakra, pensando na criatura que iria invocar... – Kuchiyose no jutsu: Tokage! – Após dizer aquilo e realizar uma grande sequência de selos, brotava o maior lagarto que invocara em sua vida! Ta, não era grande, na verdade era o lagarto não muito desenvolvido, mas para Hiro era o orgulho!
O lagarto então corre naquela direção ao mando de Hiro, e o teatro estava feito... Hamakitsu mesmo surpreso, pois não sabia que Hiro havia aprendido a invocar lagartos, mas mesmo assim continuava a missão tranquilamente, comandando seu clone, enquanto Hiro usava sua kuchiyose para fazer morder os dois elementos. Todos os outros bandidos que estavam ao local fogem, restando apenas os dois traficantes!
- Vim a mando do Kage. Vocês estão presos! – Dizia o bunshin enquanto mandava a sua falsa kuchiyose correr a morder os dois garotos. Uma dentada na perna e já era um pouco de sangue.
- Kage bunshin no jutsu! – Dizia um dos dois irmãos. Kizuki para ser mais exato.
- “KAGE bunshin?! Mas este é um jutsu acima até mesmo das minhas capacidades...” – Pensava Hamakitsu consigo mesmo. Ao olhar para Hiro, via que a expressão do outro gennin também mudou...
- Hamakitsu... Isto é... Assustador... Eles são visivelmente mais fortes que nós...
- Força é apenas um ponto técnico... Nós somos uma mente! Uma equipa! – Dizia o gennin, em voz baixa para o outro garoto.

Hiro então concentra um pequeno bocado de chakra e faz um tipo surgir do vento. Este seu clone vai rápido como o vento até a direção do que estava a criar os clones e o interrompe, como que a voar por cima dele, dissipando-se sem rastro após o ataque. O falso bunshin lutava e se fingia de real, enquanto os outros se preparavam. O lagarto mordia os oponentes conforme podia e corria a os atrapalhar em seus ataques.
Hamakitsu então diz a Hiro algo aos ouvidos. O recado foi logo entendido...
Hiro saiu de perto do garoto e se foi metros para trás dos dois garotos... Então, sacou seis kunais, e as enrolou linhas, e depois, enrolou kibaku fudas...
Lançando-as de forma a prender os dois garotos, logo incitou seu chakra às linhas, de forma a protegê-las da eminente explosão... Eles, enfim, decidiram não ficar naquele truque...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tav

Membro | Iwa
Membro | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : Brasil
Número de Mensagens : 941

Registo Ninja
Nome: Yoko
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1450
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: Missão Privada de Rank C - Invasão e destruição   Sab 19 Jun 2010 - 21:54

Uma grande explosão se desencadeia, porém as linhas se mantêm firme a prender os dois garotos, que ficam ligeiramente feridos e envoltos num monte de fumaça.
- Ganban Kyu! – Dizia Hamakitsu, que usando seu chakra e fazendo um selo, fazia levantarem-se do solo duas enormes placas de terra. Após tomar o controle sobre elas, impulsiona-as com seu chakra a irem à toda velocidade contra os garotos presos. Ao se chocarem, estouram a deixar pedras em todo o canto, e algo deixa os gennins assustados... Os garotos já não estavam mais ali, e tinham duas pedras a chocarem com os blocos...
- AH! E agora...? Onde eles estão?... – Dizia Hiro, que agora já era observado pelos inimigos. Hamakitsu ainda se mantinha escondido.
- “Kawarimi?”
Hiro saca suas duas adagas para própria defesa e Hamakitsu observa.
- “Oh, porque estou nervoso?... Esta beleza ao meu lado possui olfato de chakra!” – Após pensar isto, Hiro ganha confiança. Faz como se fosse um sinal a mostrar o nariz e um sinal de interrogação para o lagarto, que aponta para dois cantos opostos, e fica a apontar sucessivamente como se mudassem de lugar a cada minuto.
Neste momento, Hamakitsu observa alguém a se mover rapidamente para perto de Hiro, sem que o mesmo percebesse. Ao ponto de atacar pelas costas, Hamakitsu logo se revela e tira-o de perto, avançando e caindo com o inimigo ao chão.
- Kai! – Proferia o garoto, a realizar o selo, que libertava todos de um suposto genjutsu. – Hiro, estes dois, com um genjutsu, turvaram o sentido do lagarto, por isso ele ficou confuso a detectar os dois!
- Ora, ora... Por acaso são dois? Quantos mais irão aparecer? Hahaha! – Dizia um dos elementos, visivelmente tranquilo.
- Cala-te! – Berrava Hiro, quando começa a concentrar uma boa parte do seu chakra e fazer o selo do tigre! – Katon: Gõkakyu no jutsu!
Daquela vez não havia falha: Hamakitsu segurava o garoto no chão! Uma onda razoável sai da boca de Hiro, e, ao momento de atingir, Hamakitsu rola rapidamente, deixando o inimigo solto a receber o poder sem tempo de montar defesa!
O lagarto de Hiro aponta a um ponto, indicando o esconderijo do oponente. Hamakitsu então faz um estranho movimento... Após fazer um selo, ele mergulha na terra de uma forma estranha. Utilizando seu chakra, dá continuidade à técnica e move-se sem que ninguém perceba.
Em poucos segundos, o inimigo sente sua perna ser puxada. Hamakitsu troca de lugar com o oponente de uma forma muito perspicaz, mergulhando-o na terra, deixando apenas sua cabeça livre!
- “Menos um...” – Pensava o garoto, quando corre em direção a Hiro para ajudá-lo.
- Hiro, tome conta daquele outro que eu cuido deste...

Hiro então olha para o outro, e o vê quase completamente soterrado.
- “Tenho de matá-lo...” – Pensava o garoto, que andava lentamente, a sorrir como um maníaco encarando o inimigo. Abaixa-se, posiciona sua adaga ao pescoço do oponente. – Você gosta de sua cabeça?... Pois, cortá-la-ei como uma fatia de carne para mim... O legal é que não precisarás ser enterrado, pois já estás! AH AHAHAHAHAHA!
Após dizer isto, o gennin começa a serrar o pescoço do oponente com sua adaga. O sorriso do gennin torna-se uma expressão de espanto impagável: aquilo se desaparece, queimando-se como fogo, causando ardor na mão do garoto. Era um Ho bunshin!
Após olhar para trás, o que vê? Nada! Isto mesmo. Absolutamente nada... Eles haviam conseguido forma de levar Hamakitsu para longe sem algum rastro! O lagarto estava desmaiado no chão, então Hiro para seu fluxo de chakra para fazê-lo “desinvocar-se”.

O garoto fica muito nervoso de momento, pois não fazia ideia de onde eles poderiam estar. O fato é que o bandido que havia feito o Ho shunshin, subitamente tampou a boca de Hamakitsu enquanto este lutava contra o outro, e o pôs KO, com um golpe ao pescoço. Mas isto Hiro ao saberia a menos que achasse o garoto de volta. Não sabia se vivo ou morto estava... Pensou em procurá-lo em todo o canto, mas olhou para o lado e viu a casa dos bandidos... Era a oportunidade que tinha para destruir aquele local, e já que não tinha esperanças de achar o colega, resolveu fazê-lo ali mesmo!
Aproximou-se da porta e, concentrando chakra nos pés, observou o local. Após ter energia suficiente, desferiu um poderoso chute, que detonou a porta de madeira, deixando passagem.
Estava num barracão pequeno, sujo e fedorento; era apenas um local todo aberto, não separado em cômodos, com uma pia, duas camas do outro lado e um pequeno lugarzinho fechado, que com certeza seria um banheiro. Hiro observou o local com desprezo, e enriquecendo seu poder com ódio, começou a concentrar seu chakra no peito.
- Incinerarei este local por todo... – Dizia o garoto, que concentrava uma enorme quantidade de chakra no peito, lentamente, e tomava fôlego, enquanto fazia alguns selos. – Katon: Gõkakyu no jutsu!
Ao dizer isto, sopra com toda a intensidade que podia, criando fogo que se alastrava, e logo formava um incêndio sem que o garoto precisasse se esforçar mais.
- Agora... Fuuton bunshin no jutsu! – Dizia o garoto, que, do moldava seu chakra de forma a surgirem oito tipos do vento, idênticos a ele! – Vamos botar este barracão abaixo, pessoal!

Todos os garotos então, concentraram toda a sua energia nos pés e mãos. Pouco a pouco, foram dando murros e chutes fortificados drasticamente, liberando uma precisa dose de chakra em cada golpe, nos quatro cantos do barraco, quebrando e desestruturando parede por parede, aparelho por aparelho, aos poucos, com toda a sua força e velocidade, em golpes intensos e hábeis! Pouco a pouco seu chakra foi se acabando, e a casa já estava num estado deplorável. Hiro então dissipou todos os seus clones, parando o fluxo de chakra. Ao sair da casa, eis o susto que tem: Hamakitsu à porta! Sem ninguém! Com uma expressão matreira.
- BU! – Dizia o garoto, bem alegre e confiante.
- Ma-mas... Mas... O que houve?
- Eu os fiz pegar um bunshin de engano... Como fizeram com você! Despistei-me e safei o lagarto real, deixando outro falso por ali... E você nem foi me salvar... – Dizia a brincar, enquanto o colega sorria como quem se livrasse de uma preocupação, abraçando-o.
- Agora, espera apenas um pouco... E se afasta. – Disse Hiro, que logo deu um grande salto a lançar kunais com chaveiros explosivos! No seu último resto de chakra, concentrou-o à ponta de dedo, e em poucos segundos disparou à força toda, desencadeando uma enorme explosão que detonou com a casa dos dois podres bandidos.

- Agora... Onde estão os bandidos? – Disse Hiro ao Hamakitsu.
- Disseram um pro outro o cato que iam enquanto “eu” estava desmaiado, mas já devem ter percebido a farsa... Fica bem longe, eu conheço onde é, não se preocupe... Agora é só esperar que eles voltem quando perceberem a farsa e vamos emboscá-los... Poderemos descansar e repor nossas energias, enquanto eles estarão cansados de correr! – Disse o garoto, sorrindo confiante: mais uma estratégia havia dado certo. Agora faltava esperar os bandidos...
- Ei... Tenho uma grande ideia... – Dizia Hiro, numa expressão que chegava a ser indescritível.
- Qual?
- Vamos sobre os escombros... Transformar-me-ei em casa... Transforma-te em porta e teremos uma prisão a eles... Faço meu Kokohi no genjutsu. Quando eles entraram na “casa”, verão o lugar com tal aparência e, enquanto eu os prendo no genjutsu; você se destransforma sem que eles percebam, coloca no lugar da porta um bloco de terra e eu dou continuidade com o genjutsu, enquanto você, de longe, ataca-os com jutsus doton... Eles irão se ver em tortura!
- Mas isto é... GENIAL! Porém atenta-te que será difícil... Sem mãos para os selos terás de confiar na tua concentração apenas...
- Sim... Enquanto eles não chegam, eu já começo a tentar adaptar meu chakra a esta forma, vamos! Henge no jutsu!
Então, Hiro se transforma num cubículo como parede apenas, Hamakitsu se transforma na porta...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tav

Membro | Iwa
Membro | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : Brasil
Número de Mensagens : 941

Registo Ninja
Nome: Yoko
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1450
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: Missão Privada de Rank C - Invasão e destruição   Sab 19 Jun 2010 - 23:54

[“Casa” dos bandidos, 1:00]

Em passos vagarosos vinham os bandidos, que abriam a falsa porta e viam tudo como se estivesse na mais perfeita ordem. Tropeçavam ao acaso nos escombros, que não lhes eram visíveis, perante o genjutsu que Hiro iniciava...
- Então... Aqueles dois cobardes fugiram... Desgraçados! Agora virão ninjas mais fortes nos caçarem! – Dizia um deles, furioso, enquanto já ia se deitar.
- Cala-te e vamos dormir, pá! Caímos o truque, não há o que possamos fazer, eles já se foram...

Os dois em pouco tempo se deitam na falsa cama e nem percebem que estavam a cair numa grande ilusão e que nem numa cama estavam. Após fecharem os olhos, Hiro dissipa seu genjutsu, que havia feito com muito custo, controlando seu chakra e despejando-o aos poucos de forma a mudar a mente de ambos, fazendo visualizações tão estranhas...

Hamakitsu então rompe sua transformação e se esconde atrás da “janela,”, onde podia visualizar os dois. Cuidadosamente, amarrou ambos de forma que não pudessem juntar as mãos e Hiro, aos poucos, fortificou a linha com seu chakra, com uma enorme dificuldade.
O seu amigo então, começou a concentrar chakra e executou três selos, rapidamente.
- Doton: Ganban Kyu! – Disse o garoto, fazendo seis placas levantarem-se do chão, atrapalhando completamente o sono de ambos e assustando-os! O impacto foi tão forte que quebrou o braço dos dois, que foram atingidos em cheio com o corpo completamente fraco e a guarda toda aberta.
Ambos berraram assustados, e já estavam presos pelos blocos e pelas linhas. Hiro então dissipou sua forma.
- Agora se preparem! Terão a pior morte que poderão ver... Infelizmente, a vítima será vocês dois. – Após dizer isto, riu-se, riu-se como um maníaco! Passou suas linhas para Hamakitsu, que os continuou a prender, sacou uma de suas adagas, olhou para ela, como quem apreciasse um filho e disse com uma expressão carinhosa. – Há tempos não vê sangue, não é mesmo, querida arma? Não o deixarei seca por mais tempo... Delicia-te com estes monstros.
Os dois bandidos finalmente viam os escombros em que sua casa se tornou. Nada inteiro. Desesperados, tentaram se mexer. Sem sucesso, estavam completamente imobilizados.
Hiro os olhou com uma expressão estranha, como a de um louco prestes a fazer maldades. E então fitou os olhos de um deles, mudando subitamente a expressão para um olhar doentio e frio. Aproximou-se em passos devagares, passando a língua pelos lábios, encarando-os como uma cobra que visualizava a presa. Ajoelhou-se ao mesmo que lhe havia queimado com o Ho bunshin, e disse-lhe, sorrindo com uma voz calma e palavra por palavra...
- Agora não tens escapatória... – Ao dizer isto, pegou uma kunai e fez pequenos furos nos olhos dele, que o cegaram. Pegou sua adaga e posicionou sua lâmina fina no pescoço do rapaz. Começou a serrá-la bem devagar, fazendo o sangue o oponente brotasse aos poucos, enquanto seus olhos ardiam e jorravam um pequeno sangue pelos pequenos vasinhos. Iniciava mais um de seus loucos assassinatos. Foi fatiando a cabeça do bandido como quem cortasse o mais delicioso pedaço de carne, deixando o sangue brotar aos poucos. O outro o olhava com uma expressão de horror, enquanto o colega berrava!
Após a cabeça de o garoto ter sido completamente decepada, Hiro pegou-a a sangrar e colocou-a alguns centímetros sobre a boca do outro shinobi.
- Beba o sangue do teu irmãozinho, Hahahaha! – Dizia o garoto, enquanto aquela cabeça com os olhos furados jorrava sangue na boca do outro shinobi, que se debatia com o rosto. O sangue caía-lhe à boca, aos olhos, molhava-lhe os ouvidos, até que se cessa.
- Agora vamos começar... – Hiro continuava em sua expressão doentia, com a boca a sorrir os máximos, os olhos esbugalhados e as mãos juntas. Sacou logo uma kunai, e se pôs atrás do oponente, executando com força seu sennen goroshi! Penetrou com toda a força a kunai no reto do oponente, quando lhe é visível a expressão de dor. Hamakitsu fecha os olhos pelo nojo. Os olhos do oponente se enchem de água.
Hiro deixou a kunai ali, enquanto aquilo descia sangue e o oponente sentia-se humilhado e dolorido. O gennin impiedoso logo saca mais duas kunais e começa a furar o garoto em todo o lugar do corpo, não pegando em nenhum ponto vital, para fazê-lo sentir dor sem morrer. Por último, fincou-lhe uma nos testículos à toda força, arrancando sangue, lágrimas, e um grito ensurdecedor, digno de pena.
- Agora, o grande final! – Dizia o garoto, que deixa as kunais nos olhos do shinobi e se põe a concentrar o um pouco de seu chakra, fazendo rápidos selos. – Katon: Gõkakyu no jutsu!
Uma bola de fogo se formou, e o suficiente para queimar o rapaz. Então suas roupas começaram a arder e queimar, quando o jutsu se dissipou. Hiro falou para Hamakitsu ir embora, aquele homem não oferecia perigo. Embora a vontade de ver sua vítima a gritar de dor e morrer ali cega, Hiro tinha de ir. Como prova do assassinato, pegou a cabeça do morto, cujo sangue já estava a secar, acariciou a cabeça careca como quem abraçasse um filho com orgulho e foi-se com Hamakitsu.
Hamakitsu achou aquilo tudo muito estranho e nojento; realmente não faziam missões juntos há tempos! Afinal, ambos receberam uma boa recompensa. Perderam um dia de treino, mas fizeram um grande trabalho em missão...


MISSÃO COMPLETA!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sennin

Administrador | Suna
Administrador | Suna
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 24
Localização : Your mom's rear
Número de Mensagens : 7042

Registo Ninja
Nome: Kaito
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 500
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: Missão Privada de Rank C - Invasão e destruição   Dom 20 Jun 2010 - 13:35

Reservado

Hiro Tegiraku

HC
Força: 7.5
Agilidade: 13,75
Controlo de Chakra: 18 + 1,25 = 19,25
Raciocínio: 8.25 + 0,5 = 8,75
Constituição: 10.75

HN
Ninjutsu: 10,5 + 1 = 11,5
Taijutsu: 9
Kenjutsu: 11 + 0,5 = 11,5
Genjutsu: 5.25 + 0,25 = 5,5
Selos: 6,25 + 0,75 = 7
Trabalho de Equipa: 4,75 + 0,5 = 5,25

Total: 4,75 / 7 Pontos

Recompensa: Completa

Comentários: Shocked Dude... o que é que tu fizeste ao Hiro? O gajo está pior que um psicopata o.o
A missão está boa, deu para uns bons pontos e tiveste a recompensa toda ^^


Actualizado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado





MensagemAssunto: Re: Missão Privada de Rank C - Invasão e destruição   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Missão Privada de Rank C - Invasão e destruição
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Sunagakure :: Missões :: Missões Arquivadas-
'); }