Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Missão de Rank B] Rapto

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
itachi dattebayo

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 30
Localização : No escritório do Kishi
Número de Mensagens : 9438

Registo Ninja
Nome: Kazuki Hitsuyaga
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 12650
Total de Habilitações: 383,75

MensagemAssunto: [Missão de Rank B] Rapto   Qui 14 Jan 2010 - 21:01

A um comerciante importante de konoha perto de kirigakure, mas ele está potencialmente guardado pelos homens do senhor feudal, Rapte o Comerciante e o traga para aqui.

Nota: Há grandes Hipóteses de encontrar o Clã Hitsuyaga a guardar o comerciante também.

Recompensa: 1200 ryo + 1 Scroll + 1 ponto de cumprimento.

Número de ninjas: 2 rank Chuunin ou acima.

Pessoas inscritas:
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.myspace.com/eddywang
Haetae

Conselheiro | Outras Vilas
Conselheiro | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Terra
Número de Mensagens : 990

Registo Ninja
Nome: Hayato Isao
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1000
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: [Missão de Rank B] Rapto   Sab 4 Out 2014 - 18:00

Me inscrevo, qualquer coisa, faço a missão sozinho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.google.com
Annatar

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Porto
Número de Mensagens : 1602

Registo Ninja
Nome: Selim Puraido
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1505
Total de Habilitações: 262

MensagemAssunto: Re: [Missão de Rank B] Rapto   Sab 4 Out 2014 - 19:52

Inscrito. Vamos esperar por mais alguém antes de iniciar sim? (:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Haetae

Conselheiro | Outras Vilas
Conselheiro | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Terra
Número de Mensagens : 990

Registo Ninja
Nome: Hayato Isao
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1000
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: [Missão de Rank B] Rapto   Seg 6 Out 2014 - 15:42

Ninguém vem, posso começá-la?
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.google.com
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão de Rank B] Rapto   Seg 6 Out 2014 - 16:34

Podes sim, senhor. Leva uma char secundária caso não queiras fazer a missão sozinho!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
Haetae

Conselheiro | Outras Vilas
Conselheiro | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Terra
Número de Mensagens : 990

Registo Ninja
Nome: Hayato Isao
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1000
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: [Missão de Rank B] Rapto   Ter 7 Out 2014 - 0:31

Rapto


Post #1

* * *

Katsuo fora invocado no gabinete do Raikage com grande urgência, este surpreso e imaginando qual seria o assunto tratou rapidamente de ir até o escritório de seu líder, para tratar do tal assunto urgente que atormentava o pobre homem. Chegando no local, girou a maçaneta e adentrou no recinto, notando de imediato o kage, sua bela assistente e uma outra mulher – não tão bela assim -, de considerável reputação na vila, seu nome era Karui.

A mulher era uma jounin habilidosa, que lutou com grandes shinobis e sobreviveu, e que lutou ao lado da Aliança Shinobi em guerras passadas, era também uma amiga muito próxima a de Darui e Omoi, o antigo mestre do mais recente jounin de Kumogakure, Katsuo. O loiro executou uma reverência respeitosa, como era de seu feitio e então encarou todos os presentes, esperando que a natureza de seu chamado se revelasse em seguida.

— Esse é o moleque que vai comigo? — disse Karui, impaciente e grossa, como era de costume com todos. Hiroshi irritou-se internamente com a ousadia da mulher, que mesmo sendo amiga do Raikage, devia respeito a ele, ela notou a reação do loiro e o encarou nos olhos, após olhá-lo de cima a baixo com seu olhar arrogante.

— Paciência, Karui-san... Boa tarde, Katsuo, chamei-o aqui para lhe passar uma missão, e também para parabenizá-lo pela sua promoção. — disse calmamente, apaziguando o ânimo tenso que subitamente invadira o recinto.

— Obrigado senhor! Qual missão tem para mim? — perguntou cordialmente, virando-se para seu superior e ignorando a mulher, que evidentemente odiou a atitude do rapaz.

— Vamos ao que interessa. Um comerciante de Konoha de considerável influência está tratando de negócios com Kiri, mas precisamos interromper esta reunião pois representa perigo a economia de ambas as vilas, como estamos mais perto deles do que os shinobis de Konoha eles nos passaram essa missão. Vocês devem raptar o comerciante de Konoha e trazer para cá, para conversarmos com ele e resolver este impasse econômico. — explicou Darui, retirando um pergaminho lacrado da gaveta de sua mesa e atirando para o loiro, que pegou rapidamente, depositando-o na bolsa shinobi. — Você lidera a missão, Katsuo. Alguma dúvida? — finalizou, posicionando os cotovelos na mesa e trazendo suas mãos para perto do rosto. Karui se alterou e tomou a frente com passos brutos.

— Por que ele irá liderar? Eu sou claramente mais habilidosa e experiente! Quando ele era criança eu já empunhava espada e lutava contra nossos inimigos! — disse furiosamente, batendo seu punho direito contra a mesa. O kage não se surpreendeu com a atitude da mulher, pelo contrário, já esperava, e também já tinha uma resposta preparada para a mesma.

— Normalmente eu entregaria o comando da missão a você, Karui. Mas, Katsuo é um recém Jounin, ele não é mais um aprendiz, precisa adquirir uma experiência mais profunda em campo de batalha. Ele deve saber liderar e comandar uma equipe, precisa aprender como proceder agora que subiu de posto. — terminou o kage. A mulher interrompeu os gritos e pareceu retomar a razão, após divagar em pensamentos, assentiu com grande desgosto a decisão de seu superior, e então os dois se retiraram do gabinete do homem.

Os dois jounins se encontraram na base da montanha onde ficava o escritório do kage, permaneceram calados enquanto o loiro analisava rapidamente algumas informações do pergaminho e repassava para sua parceira, após trinta minutos, terminaram de repassar algumas poucas informações – porque não leram tudo -, e aproximando-se da mulher, iniciou.

— Prepare-se, partiremos em uma hora, quero cobrir uma distância considerável antes do anoitecer e assim chegar na fronteira logo. Junte apenas suprimentos necessários, tente não levar muita coisa. Nos encontramos no portão norte da vila, se não estiver lá partirei sem você. — falou autoritariamente, como um verdadeiro capitão de uma equipe. A mulher odiou receber ordens de um jounin recém promovido que era mais novo que ela, e mais baixo também.

— Certo garoto, nos vemos no portão norte. — retrucou secamente, deixando o loiro infeliz, que aproveitou a situação. Ele deu um passo para perto da mulher e a encarou com as orbes inexpressivas.

— Capitão, não garoto. Ok? — proferiu com autoridade, mostrando a mulher quem era subordinado e quem era superior. Sua reação foi simplesmente um ódio interno, que fazia sua mão coçar para sacar sua katana e tentar cortar o kumonin.

— Certo... Capitão... Nos encontramos no portão norte. — respondeu com todo o auto controle que conseguiu reunir naquele curto espaço de tempo, e então ela sumiu num shunshin.



Considerações: N/A.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.google.com
Haetae

Conselheiro | Outras Vilas
Conselheiro | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Terra
Número de Mensagens : 990

Registo Ninja
Nome: Hayato Isao
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1000
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: [Missão de Rank B] Rapto   Dom 12 Out 2014 - 20:01

Rapto

Post #2

* * *

Após se reunirem no portão norte da vila, partiram de imediato para a fronteira, com o intuito de pegar uma nau no porto comercial da área e partir para o País da Água pela Baía de Haran, e desembarcar na ilha que formava um arquipélago em volta do "país" verdadeiro, onde estava a capital e era onde tinham as maiores chances de encontrar o comerciante, na capital, a parte mais comercial e importante do país e onde vivia os líderes políticos com exceção do kage.

— E então capitão? — disse Karui, que remexia uma fogueira com um pedaço de galho de árvore, e o loiro mexia a carne de javali que tinha pego numa caçada nas proximidades do acampamento.

— Você leu as informações, o mais provável é que o comerciante esteja na capital, afinal lá é o eixo do país. — respondeu calmamente, sem motivação alguma para as provocações da mulher. Ofereceu um punhado de carne assada a sua companheira, esta aceitou e abocanhou uma boa dose, utilizando sua mandíbula para mastigar e engolir logo em seguida, e o loiro também o fez.

— O velho deve estar prevenido pra não ser interrompido nessa reunião garoto, ele deve estar na capital de fato, mas vamos ter que revirar toda aquela cidade, sugiro que começamos por cada buraco de rato daquele lugar. Não seria óbvio demais ir no restaurante mais caro da capital e encontrar o comerciante? — sugeriu a mulher, abrindo o cantil e tomando um gole de água.

— A arrogância humana não pode ser subestimada, mantemos o plano original. Começemos pelos locais mais ricos e privilegiados, ele há de estar em algum deles. — retrucou de maneira seca, após ter sua autoridade e plano confrontado.

— Nesse caso concordo. — rebateu àcidamente, dando uma alfinetada no humor do jounin.

— Vá descansar, partimos ao amanhecer, quero chegar na Baía de Haran antes do anoitecer. — declarou, chutando um punhado de terra na fogueira e apagando-a. Em seguida, saltou para uma árvore, se prostrando sentado no local e fazendo sua vigia noturna.
♦ ♦ ♦

No dia seguinte, os dois shinobis ergueram acampamento e partiram rapidamente para a fronteira. Com o objetivo de chegarem no porto da Baía de Haran e de lá pegar o primeiro navio mercante que partisse para o País das Águas, ou que pelo menos passasse pelas proximidades.

Chegando no porto, depararam-se com uma atividade altamente intensiva, mercadorias eram transportadas para todos os lados, pessoas berravam umas para as outras e outras gritavam acusando meninos de rua ou aspirantes a ladrões de furtos, aquele local exalava atividade humana de tal maneira que Karui nunca tinha visto. Saltaram para a rua, descendo de um armazém, e se dirigiram ao homem que fazia o registro das naus.

— Senhor, qual o próximo barco para o País das Águas? — perguntou Katsuo, num tom respeitoso.

— O próximo barco é o Basilisco, ele parte daqui cinco minutos, senhor. — retrucou o homem, após ajeitar seus óculos que pendiam na ponta do nariz e analisar o pesado livro que carregava num braço, algo que parecia demasiado pesado para o mesmo.

— Poderia nos encaixar nessa nau? — pediu, dessa vez Karui, abordando o homem – que parecia demasiado fresco e "elegante" demais -, o que resultou num olhar de repulsa dirigido a morena de Kumo.

— Certamente que não, já estão lotados de mercadoria e passageiros, sem contar que estão já preparando a nau para partir. — Karui cerrou os punhos e os dentes em ódio a atitude pomposa e esnobe do homem, para ela, ele era apenas um zé ninguém que administrava um porto... Um dos portos que praticamente movimentava o mercantilismo por mar do País do Relâmpago.

— Poderíamos pagar uma soma de dinheiro. — insistiu o loiro, retirando um punhado de notas verdes de cem ryos, amarradas delicadamente num pequeno "bolinho".

— Senhor, já tenho dinheiro de sobra, não creio que essa soma me faça mudar de ideia. Agora, saiam daqui. — retrucou de modo zombeteiro. Péssima escolha. Katsuo retirou sua lâmina oculta debaixo da manga e posicionou na costela do homem delicadamente, puxando-o para trás de uma pilha de caixas e agarrando-lhe o pescoço.

— Peço que reconsidere gentilmente minha proposta, senhor... — ameaçou, apertando o pescoço do homem com pouca força, mas o suficiente para privar-lhe algum punhado de oxigênio. Karui pareceu admirar a ação do garoto, e esboçou um sorriso de canto de boca pela atitude.

" Quem sabe assim eu consiga embarcar no maldito Basilisco, e essa mulher pare de questionar minha autoridade. " — pensou o jounin, tentando "matar dois coelhos com uma cajadada".

— C-C-Claro, sen...hor. Ele está no cais 7, é uma fragata, três mastros e com acrostóbulo de serpente. O nome do capitão é Kaien, mostre este papel e ele lhe dará uma cabine em sua nau. Desculpe o incômodo. — proferiu de modo choroso, tentando engolir a humilhação que sofrera.

— Obrigado. — finalizou o loiro, recolhendo a lâmina e jogando os ryos em cima de seu livro, como uma compensação, e assim sumiu com um shunshin, indo em direção ao Basilisco, junto de sua parceira. Logo, estariam no País da Água, onde a verdadeira missão começaria.
Continua...


Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.google.com
Haetae

Conselheiro | Outras Vilas
Conselheiro | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Terra
Número de Mensagens : 990

Registo Ninja
Nome: Hayato Isao
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1000
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: [Missão de Rank B] Rapto   Ter 14 Out 2014 - 3:58

Rapto

Post #3

* * *

Após quatro dias em alto mar, na nau denominada Basilisco, aportaram no porto do País das Águas, e coincidentemente, a alguns poucos quilômetros da capital do país. Aproveitaram, indo para a cidade e arrumando um quarto discreto para descansarem por algumas horas antes de começarem o trabalho de coleta de informações para prepararem o golpe que iriam dar.

Separaram-se, Karui ficou responsável pela área menos privilegiada da capital, onde escondiam-se aqueles de índole duvidosa ou simplesmente desfavorecidos economicamente e socialmente, já Katsuo, foi para a área mais privilegiada e rica, onde concentraria mais seus esforços no mercado e nos bazares ali dispostos, infiltrando-se e recolhendo informações dos civis, e possivelmente, dos guardas.

Com intuito de se disfarçar e não levantar suspeitas a cerca de sua aparência e de seus reais objetivos na área. Analisando um civil qualquer que se afastava da área, gravou sua aparência na mente, e realizando alguma sequência de selos definidos, deixou-se transformar enquanto espalhava seu chakra por seu corpo, transmutando-se por completo no homem que olhara. Era alto, cabelos pretos, pele negra, olhos castanhos, pouco musculado e de roupas comuns. Henge no Jutsu

Indo próximo a uma barraca de especiarias, tal quais pimenta, açúcar, sal, orégano e outras mais que o jovem nem reconhecia, notou o comércio muito intenso, artigos de luxo geralmente encontrados em lojas especializadas e outras bugigangas mais difíceis de se encontrar, e uma ideia lhe veio a mente.

" Talvez esses civis saibam da presença do comerciante, ou talvez saibam que um acordo financeiro está para acontecer, por isso que tem intensificado o comércio assim? " — raciocinou brevemente, tocando o queixo com uma das mãos e afastando-se, sentou-se num caixote danificado e concentrou-se, agindo o mais normal possível até se tornar parte da paisagem, se tornar "a" paisagem. Agora era um espectro sem cor ou presença, tal qual um ninja de verdade.

" Procuro por pistas... Qualquer burburinho a mais... Guardas excessivos... Confusões... Civis agindo de modo estranho... Qualquer coisa... " — pensou, varrendo cada loja, barra, e pessoa, de modo sistemático. Imaginou que uma grade existia ali, e foi analisado quadrado por quadrado, de modo atencioso e sistemático. De repente, notou uma confusão numa loja, uma churrascaria para ser exato. Curioso, levantou-se de seu assento improvisado e serpenteando os civis mais desatentos, aproximou-se do estabelecimento e aguçou os tímpanos para escutar os gritos. Eram dois homens.

— Que roubo! Já não basta as mercadorias dessa cidade serem um assalto aos bolsos só por estarem sendo vendidas na capital, agora acha que só porque Han está fazendo um contrato com um mercado influente, acha que pode aumentar os preços dessa maneira? Você é um nada, acha que ele vai te dar apoio após o negócio? — gritou o homem, erguendo o punho em ódio ao dono da churrascaria e esbravejando ofensas e palavras desmoralizadoras. A multidão juntava-se ao seu redor, esperando que algo acontecesse, como se aquilo fosse algum espetáculo inédito de algum circo local.

— Meus negócios com Han não são da sua conta, seu patife! E sugiro que saia daqui e nunca mais volte, ou vai sofrer as consequências!! — gritou o dono do estabelecimento, balançando uma longa faca, comum para fatiar grandes doses de carne. O homem recuou meio passo, temendo ser atingindo por um ataque de fúria do dono do restaurante, e a multidão se acuou em surpresa.

Quatro guardas da cidadela chegaram, retirando katanas das bainhas e atropelando os civis curiosos que formaram um círculo em volta da confusão. Estes esbravejavam palavras como: Ordem! Ordem! ou Dispersar! Não há nada para ver bando de curiosos! A multidão se dissolveu aos poucos, com suspiros de desanimo, talvez por não terem visto a luta que poderia ter acontecido. Os guardas se aproximaram do comerciante e começaram a conversar num tom baixo, impedindo o loiro de escutar a conversa, mas captou um fragmento.

— ... Tudo bem, sr. Masato? — apenas isto foi captado, até um guarda encarar o jounin disfarçado e lhe ameaçar com uma carranca, que foi suficiente para fazer este recuar, não por medo, mas para evitar uma luta desnecessária. Virou-se, entrou num beco, convergiu chakra nos pés e nas pernas e saltou nas paredes opostas algumas vezes, grudando-se e subindo até o telhado de um edifício de dois andares, tentando localizar o antigo cliente hostil do sujeito chamado Masato. Kinobori no Jutsu

" Ele pode me fornecer algumas respostas talvez, afinal ele soltou algumas farpas que feriram o ego daquele homem, e também, é um língua solta. " — maquinou mentalmente, varrendo a paisagem com seus olhos e procurando o homem. Civil por civil, procurando as características do sujeito. Reconheceu seu alvo, a cerca de quinze metros, prestes a virar num beco qualquer. Flexionou os joelhos e saltou para o telhado do restaurante, tomando uma marquize qualquer como trampolim, reuniu chakra e saltou para um telhado na via oposta e com um shunshin desapareceu. Shunshin no Jutsu

Agora estava acima de seu alvo, que andava lentamente no beco, sem saber o que estava a sua espera. Dirigiu uma olhadela a um guarda disperso, e copiou suas vestimentas de patrulheiro com um henge, mas mantendo ainda a aparência do homem que copiara a minutos atrás. Em seguida, saltou para o beco e se escondeu na bifurcação, esperando-o. Ele surgiu logo em seguida, e o loiro, ou melhor, moreno, agiu. Agarrou a gola do homem e o girou, colocando-o de costas para a parede, apertando sua gola ameaçou dar-lhe um murro na face, para infringir medo e mostrar quem é que estava no controle.

— Responda minhas perguntas. Se gritar, morre. Se fugir, morre. Se tudo correr bem e tiver algo a me oferecer, tudo fica bem. Ok? — iniciou de modo completamente ríspido e intimidador, tentando penetrar no psicológico de sua vítima e abalar o mesmo.

— O-Ok... Apenas não me mate... P-Por favor... — respondeu, sem pleno controle.

— O que você sabe sobre Masato? — perguntou, olhando sua presa nos olhos, como se fosse um tigre prestes a abater uma gazela, já ferida e cansada.

— E-Ele é dono de uma rede de restaurantes em algumas cidades do País das Águas, inclusive em Kirigakure. — respondeu, tenso e atônito.

— Preciso de mais! — rebateu o jounin, apertando a gola e posicionando sua mão livre no pescoço do homem, mas sem apertar nem nada, apenas para intimidar.

— E-Ele tem lucrado bastante com os preços exorbitantes dele, tem aumentado desde que alguns restaurantes começaram a fechar sem motivos aparentes... Dizem que ele tem comprado outros restaurantes à força por meio de intimidação, e tem reformado os locais e instalado outros tipos de comércio. — falou novamente, ainda mais apavorado.

— Quem são seus financiadores? — falou, afinal um homem com algumas churrascarias não conseguiria comprar tantos restaurantes e instalar comércios diferentes.

— Dizem que é este tal de Han, um comerciante que tem conexões com investidores e alguns dizem que até com o senhor feudal. — proferiu com evidente nervosismo em seu tom de voz.

— Isso é tudo? — ameaçou, chocando-o contra a parede.

— S-Sim eu prometo! É tudo que sei, senhor! Por favor. — disse, erguendo as mãos perto do rosto, em súplica pela sua vida. Katsuo, soltou-lhe a gola, mas antes de partir, agaixou-se e olhou nos olhos de seu informante, e disse com toda seriedade e toque sombrio possível.

— Se você abrir a boca, eu vou garantir para que você fique preso o resta da sua vida miserável. Entendeu? — proferiu, sombriamente. O homem simplesmente calou-se e balançou a cabeça positivamente, e então o jounin virou a bifurcação e saltou para os telhados com um shunshin. Shunshin no Jutsu

" Melhor recolher mais algumas informações antes de voltar e me reunir com Karui. " — falou mentalmente, saltando para o solo e misturando-se a multidão, analisando alguns mercadores e fazendo-lhes perguntas sobre Han, até que, sentiu uma mão em seu ombro e virou-se rapidamente, preparando para invocar uma arma, por via das dúvidas.

— Rokuro-san! Achei que estivesse de folga do serviço de guarda hoje? Que está fazendo aqui? — disse um guarda, acompanhado por mais dois, e embora a pergunta pudesse indicar suspeita, não indicava, parecia que o tal Rokuro e os três guardas eram bastante amigos, portanto não precisava ficar totalmente alerta.

— O chefe pediu para eu ir trabalhar de novo, aquele maldito não me deu a folga que prometeu... — respondeu Hiroshi, afastando o nervosismo e tensão em que se encontrava.

— Ah sim, ele é um pé no saco, nos obriga a fazer hora extra e nos paga uma miséria. — retrucou um outro guarda.

— Verdade... Tenho tentado ganhar um dinheiro extra, afinal, ser guarda da capital não é lá o melhor emprego. — disse, plantando a isca para tentar conseguir uma pista a mais.

— Dinheiro extra? Mas você não vai fazer aquele trabalho na reunião daquele mercador, qual o nome dele? Aquele que vai negociar com o mercador estrangeiro? ... — inquiriu, com uma pontada de desconfiança e também esquecimento.

— Han... Bem sim... Mas dinheiro nunca é demais meu amigo, não concorda? — rebateu Hiroshi, com um nervosismo quase indetectável na voz, mas ainda sim, existente.

— Assim que se fala Rokuro-san! Junte-se a nós, estamos patrulhando a área e conseguindo algumas mercadorias pelo belo serviço prestado a comunidade. — sorriu de modo depravado, indicando que estavam a subornar os pequenos comerciantes. Neste momento o sangue do garoto subiu, mas teve de se conter, para não ser descoberto.
♦ ♦ ♦

Mais tarde, precisamente ao cair da noite, e após patrulhar e conversar com os guardas "amigos", despistou os homens e reagrupou no hotel barato em que estava hospedado com sua parceira de equipa, pronto para divulgar as informações que colhera em sua espionagem.

— Conseguiu algo? — perguntou Karui, com evidente sorriso na face, o que indicava que sua busca também fora produtiva.

Continua...




Considerações: N/A.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.google.com
Haetae

Conselheiro | Outras Vilas
Conselheiro | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Terra
Número de Mensagens : 990

Registo Ninja
Nome: Hayato Isao
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1000
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: [Missão de Rank B] Rapto   Ter 14 Out 2014 - 22:42

Rapto

Post #4

* * *

Katsuo e Karui sentaram-se juntos à mesa do quarto onde estavam hospedados, a mulher brincava com uma kunai, fazendo inscrições na mesa de madeira enquanto escutava as informações que o loiro tinha coletado a algumas horas atrás no mercado da cidade.

— Hmm, só isso garoto? — disse, recolhendo a kunai para dentro do colete e olhando-o nos olhos, retirou algum pergaminho enrolado e um papel semi amassado, colocou em cima da mesa e o abriu, destacando alguns pontos com uma tinta à base de seu chakra que se projetava de seu dedo indicador. Era uma planta de um edifício e um mapa da cidade.

— Enquanto você perambulava com aqueles soldadinhos e comerciantes, eu fui até o  "esgoto" dessa cidade e falei com alguns sujeitos de índole duvidosa. Bem, descobri que a tal reunião que devemos parar vai acontecer amanhã de noite, e também descobri que um grupo de ladrões especializados com artes ninjas vai tentar atacar o encontro para raptar os dois comerciantes e pedir resgate. — declarou a mulher, mostrando o mapa da cidade com uma rota pré definida pelos ladrões, sua rota de ataque e de fuga estava ali. Seu plano despido, nú, diante dos jounins.

— Então temos que parar eles e raptar o comerciante, mais problemas, ótimo. — disse nervoso, socando a mesa.

— Não necessariamente, eu posso ir disfarçada de um deles e participar da atividade. Você vai transformado de guarda, fazer o trabalho extra, lá, eu com minha "equipe" ataco a reunião e você some com o comerciante em meio a confusão. Ataque duplo. Assim pegamos o homem, paramos a reunião, condenamos alguns ladrões e eles não suspeitam de Kumo ou Konoha. — terminou orgulhosamente, esboçando um sorriso de sagacidade em seu rosto que denotava simplesmente a astúcia em planejar aquele grande plano.

— Perfeito, parece que estamos com sorte. Faremos assim então, amanhã irei rastrear o meu "sósia" e eliminá-lo para tomar o lugar dele. — rebateu pensativamente, analisando o mapa e tentando definir uma área de busca para localizar o guarda que iria se tornar.

— Sorte? Sorte uma porra moleque, isso foi astúcia, inteligência. Eu monto esse plano, melhor do que qualquer outro seu e você fala que é sorte? Ora seu!! — vociferou a mulher, socando o braço metálico do jounin, e recebendo apenas uma pequena dor lasciva em troca que a enfureceu ainda mais.

— Satisfeita? Agora, vá descansar, amanhã começamos os preparativos para raptar o homem. — disse com um toque de ironia. Após alguns minutos, Karui e Katsuo deitaram-se, e descansaram para a o dia que viria à seguir.
♦ ♦ ♦

No dia seguinte, Hiroshi andava pelos telhados dos edifícios da cidade, analisando as ruas com toda atenção possível, como se fosse uma águia a procurar uma presa em meio a uma floresta. Após permanecer pouco mais de uma hora em uma caçada infrutífera, juntou as mãos realizando um selo e convergiu seu chakra pelo corpo, criando assim dois clones de sombra que seriam usados para ampliar o alcance de sua empreitada. Kage Bunshin no Jutsu

Os três sumiram em direções opostas, triângulando a área em que estavam e criando assim maiores chances de achar o guarda que iriam abater. Não demorou para a presa se revelar, agora com seu uniforme de guarda, e acompanhado por mais um companheiro militar. Desfazendo os clones para economizar seu chakra, examinou a situação para traçar um plano de ação.

" Não posso atacar eles abertamente, isso apenas despertaria suspeitas de outros guardas e seria como um chamariz de confusão. A essa altura seu parceiro já deve estar desconfiando o do porque "Ele" aparecera no trabalho.  Hmmm, é isso, chamariz... Preciso atrair a atenção dos civis e dos guardas, não pode ser nada muito escandaloso para não fazê-los entrarem na ofensiva e nem muito fraco, a ponto de não atrair a atenção deles. Mas o que será?... " — recebeu uma dose de epifania assim que viu alguns pássaros presos em gaiolas e sendo expostos para venda e admiração alheia. Pensou em utilizar seu arco e flecha para atingir a fechadura da gaiola maior e liberar alguns pássaros e causar uma pequena confusão, e assim raptar o seu alvo em meio ao pequeno caos.

Fazendo seu chakra circular pelo seu corpo, focou a energia em seus braços e ativando as tatuagens do Kobushi no Tsumeato, invocou um arco longo de madeira e uma aljava com dez flechas. Saltando com um shunshin para um telhado com uma linha de tiro mais clara, posicionou uma flecha no cordel do arco e aproximou a mira de seu olho direito, puxando a corda e recurvando a arma, respirou fundo enquanto mirava na fechadura frágil. Soltou a corda e enviou a flecha, que viajou entre a multidão rapidamente. A seta chocou-se contra a fechadura e no segundo seguinte escancarou a portinhola da jaula dos pássaros, fazendo com que talvez oito ou dez voassem em meio a multidão, assustando-a e gerando gritos. Kobushi no Tsumeato

— O que é isso? — perguntou o alvo, atropelando alguns civis e se aproximando, se andasse alguns metros a mais, estaria fora de alcance.

— Meus pássaros! Eles são raros! Meus pássaros, seus soldados inúteis! Façam alguma coisa! — gritou o comerciante silvestre, os civis ao redor abanavam-se para não serem atingidos pelas aves, e o parceiro do alvo se separou dele para auxiliar o homem, era o momento perfeito.

" Agora... " — pensou, cancelando o Hijutsu, realizando uma sequência de selos, criou um clone de terra que permaneceu ao seu lado. Saltando para a beirada do prédio, apontou seu braço, e enviou um pulso de chakra que fez com que o punho de ferro se soltasse e voasse na direção do tornozelo do alvo, agarrando-o, e começando a puxar com toda a força (auxiliado é claro pelo clone de terra), trazendo para o telhado do prédio de dois andares em segundos. O alvo fora extraído. Corrente de Marioneta, Tsuchi Bunshin no Jutsu

— Agarre-o, agora! — ordenou o original, o clone saltou em cima do guarda e agarrou-o por trás, posicionando a mão em sua boca e atingindo sua nuca com um soco forte que o fez apagar na hora. Rakanken: Gangeki

— Vamos escondê-lo, e nos preparar para a reunião. — proferiu o jounin, recolhendo a corrente de seu automail e ajudando a amarrar os punhos e selar a boca do cativo.
Continua...




Considerações: N/A.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.google.com
Haetae

Conselheiro | Outras Vilas
Conselheiro | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Terra
Número de Mensagens : 990

Registo Ninja
Nome: Hayato Isao
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1000
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: [Missão de Rank B] Rapto   Dom 19 Out 2014 - 4:01

Rapto

Post #5

* * *

Todos os preparativos estavam feitos, e com o cair da noite, veio também o início do espetáculo que aconteceria com a reunião daqueles dois comerciantes que tinham planos de esmagar a concorrência e criar um monopólio abusivo. Katsuo, já disfarçado, encontrou-se com seus "companheiros" onde os mesmos haviam dito, no mercado, já pouco movimentado e sem comércio algum, todo o movimento ali eram meramente civis utilizando a rua. Karui, estava com sua equipe, a prepararem-se.

— Rokuro-san, vamos lá, iremos buscar Han-sama. — disse um soldado, cumprimentando o Jounin disfarçado. "Rokuro" o cumprimentou amigavelmente com um aperto de mão, e ajeitou a katana roubada do homem que amordaçara e escondera.

— Certo, vamos lá, você na frente. Mas vamos apenas nós? — proferiu, de forma descontraída e casual, tentando se parecer ao máximo com um guarda de cidadela. Seu parceiro indicou o caminho, sempre com um andar superior e com a mão repousada no cabo da katana, localizada na cintura.

— Óh não, pelos deuses Rokuro-san! Ele está acompanhado por mais de nós, vamos levá-lo ao ponto de encontro e montar a guarda para garantir que nenhum infortúnio aconteça. Ouvi boatos de ninjas estrangeiros perambulando pela capital, temos que estar atentos a qualquer adversidade! — respondeu normalmente, dobrando uma esquina.

— Ah claro, que burro eu sou. Não me lembro direito, desculpe. — desculpou-se com amargura interior por se chamar de burro, e fazer a si mesmo se sentir inferior diante um guarda de cidade. Caminhando mais alguns minutos, seu parceiro parou diante uma grande mansão, e não demorou para o portão de ferro se abrir e de lá surgiu uma carruagem puxada por dois cavalos, ela parou diante dos dois e a portinhola se abriu revelando o rosto do sujeito chamado Han, vestido com vestes discretas, mas que ainda sim, denunciavam sua classe sócio-econômica.

— Os dois, entrem. — disse, fechando a portinhola. Em seguida a porta da carruagem se abriu, e Katsuo e seu "amigo" entraram, o jovem com relutância. O recinto estava completamente em penumbra, bem, quase completamente, se não fosse pelo lâmpião de querosene preso ao batente do portão de ferro da casa do homem.

— Senhor Han. — disse o guarda, e o Jounin apenas imitou a reverência respeitosa que seu parceiro temporário executou. O mercador deu dois toques no teto e os dois cocheiros, que eram soldados também, deram início ao destino.

— Como estão os preparativos para esta noite? — perguntou, mantendo os olhos em "Rokuro".

— Anh, bem senhor. Logo chegaremos na reunião, os rumores de ninjas estrangeiros na capital não foram confirmados, todavia, melhor mantermos os olhos e atenção no máximo. — respondeu o kumonin, tentando ser o mais teatral e convincente possível. Han o encarou com os olhos semi cerrados, mas tal olhar se desfez tão rápido como se formou.

Enquanto isto, Karui e sua equipa de ladrões moviam-se pelos telhados, saltando de prédio e prédio enquanto alcançavam a carruagem e a observavam, sem realizar qualquer ação. A shinobi saltou para perto do líder, questionando-o sobre a operação e este não a respondeu, em vez disso, dois dos cinco ladrões (sem contar com Karui), lançaram duas Kibaku Kemuridama na trajetória da carruagem, produzindo uma espessa cortina de fumaça.

" O que é isso? Estamos sendo atacados? Porra, ela deve ter mudado o plano! " — a carruagem freou com um relinchar apavorado de cavalos, os soldados que exerciam a direção saltaram dos bancos e sacaram suas katanas, mas foram facilmente neutralizados pelos ladrões, que lançaram flechas em seus corpos, mandando-os para o inferno. Han perdeu a calma e gritou para os dois soldados em sua cabine o protegerem, e Katsuo viu-se obrigado a realizá-lo se quisesse por as mãos no comerciante de Konoha.

Abrindo a porta, o kumonin e seu parceiro saltaram para fora da carruagem e a fecharam. Os dois retiraram suas espadas, Karui iniciou seu ataque contra seus parceiros temporários, empunhando sua katana e realizando arcos com sua espada enquanto desferia golpes num ladrão que movimentava-se com rapidez, mas que ainda sim era pressionado pelo estilo misto da mulher que combinava Kenjutsu e Taijutsu.

Um ladrão saltou na direção de seu parceiro, digladiando-se com o mesmo utilizando duas kunais curvas. Katsuo, saltou rapidamente com um shunshin e aproveitou-se da guarda baixa de um ladrão e cortou-lhe no lugar da costela esquerda, fazendo um talho efetivo que derrubou seu inimigo, mas não o matou. Hadan

Irritado, o ladrão retirou duas tonfas e correu na direção (de forma um pouco desajeitada devido a seu ferimento), saltou e girou o corpo tentando um chute, mas o loiro defendeu utilizando a lateral da lâmina, e recuando por um momento, deslizou com um passo rápido para frente e inclinando-se desferiu um corte no peito do ladrão, fazendo-o cair ferido e indisposto. Onsurōtorai

Seu parceiro havia finalizado um ladrão mas outro se aproximava. Karui, digladiava-se contra o líder, executando uma sequência de cortes, socos e chutes que era rebatidos e defendidos. A mulher fraquejou ao receber um corte de uma kunai curva, e recebeu uma rasteira que a derrubou. Indo ajudar a mulher, saltou em cima da carruagem e a usando como trampolim, utilizou-se de um shunshin para surgir atrás do líder e tentar um corte na vertical pelas costas, visando o ombro, para não matá-lo. Iaigiri

O líder rugiu de dor ao ser surpreendido por trás, e então se desfazeu num bloco de madeira, revelando ser uma substituição e revelando sua habilidades ninjas. Surpreso, o loiro foi pego de surpreso com um poderoso chute nas costas que o lançou contra a parede de um edifício, causando uma cratera de dois metros de diâmetro. Karui recuperou-se, e saltou sobre o homem, socando-lhe a face com grande potência e deixando-lhe tonto por meio segundo.

O henge do kumonin desvaneceu-se com o golpe, e então, fora revelado quem era ele diante dos olhos de seu "parceiro" que já tinha matado outro ladrão, totalizando dois, porém, um terceiro se aproximava pelas costas, agarrando-o por trás e deslizando uma adaga curva diante sua garganta. O sangue desceu como cascata, enquanto seu olhar focava-se em Hiroshi, petrificado por um momento, enquanto lutava pelo restante de vida que cada vez mais sumia de seu corpo.

O mesmo ladrão que o mata correra na direção da carruagem e saltou para o banco do cocheiro e chicoteou os cavalos, fazendo-os relinchar e disparar em alta velocidade. O shinobi examinou a situação e julgou que Karui era capaz de vencê-los, e assim sinalizou para ela que iria atrás da carruagem de Han. Produzindo um selo com as duas mãos, convergiu chakra pelo corpo dando origem a um clone de sombra, em seguida, ambos saltaram para os telhados (em vias opostas) e iniciaram uma corrida alimentada por um veloz shunshin, seguindo a carruagem em alta velocidade. Kage Bunshin no Jutsu, Shunshin no Jutsu

" Precisamos matar o ladrão e recuperar Han! " — transmitiu telepaticamente, já que tinham uma ligação, ambos entenderam o raciocínio e apelaram para os selos nos pulsos, invocando algumas shurikens que voavam segundos depois de surgirem nas mãos, entretanto, a carruagem estava rápida demais e executava alguns baques que faziam com que as estrelas atingissem o teto e as janelas da carruagem, e nesse ritmo, acabariam matando o comerciante e não o ladrão. Kuchiyose: Raikō Kenka

— As rodas! Use o Doton para quebrar as rodas, assim a carruagem para! — indicou o original, esboçando um plano que consistia em utilizar alguns espigões para danificar as rodas e incapacitar a carruagem. Sincronizando seus selos, os dois loiros convergiram chakra e o mandaram na direção do veículo, produzindo duas protuberâncias (uma em cada roda), que originaram grandes espigões que empalaram as rodas e alguma parte da carruagem, impedindo a movimentação da mesma. Doton: Ganchūsō

O veículo interrompeu sua corrida, e o clone de sombra saltou para o solo de um beco, mergulhando na terra com o auxílio de seu chakra Doton. Doton: Dochū Eigyo no Jutsu. O ladrão saltou do assentou e retirou algumas estrelas ninjas que atirou com grande precisão contra Hiroshi. Planejando se defender, realizou uma rápida sequência de selos e bateu as mãos no solo, enviando sua energia e erguendo uma parede de terra que conteu ou projéteis. Doton: Doroku Gaeshi

Retirando duas kunais da bolsa ninja, correu com um shunshin na direção do ladrão, executando alguns cortes e chutes, que produziam todo variado som e também um montante de faíscas que por segundos iluminavam aquele pequeno campo de batalha. O ladrão saltou e atirou mais shurikens, o kumonin executou um salto mortal e atirou as duas kunais na direção do ladrão, atingindo-o na coxa direito e no ombro esquerdo.

Caído no solo, rastejou-se até a carruagem e apanhou Han, o comerciante, posicionando uma kunai curva em sua garganta. Katsuo, parou, analisando a situação e bolando um plano de ação.

" Não posso deixá-lo matar Han, preciso dele vivo para entrar na reunião em segurança e raptar o comerciante de Konoha. Posso atraí-lo para mais longe da carruagem e o clone afunda o ladrão, capturo Han, extraio informações e rapto o outro. " — pensou. Ameaçando dar um passo, o ladrão afastou-se alguns da carruagem e o puxou para perto de um beco, gritando algumas ameaças em meio a gemidos e grasnos de dor.

No segundo seguinte, o clone de sombra agarrou o tornozelo do ladrão, atraindo-lhe a atenção, e após isto, o original correu na direção de Han, pulando em cima dele e tirando-lhe do perigo. Doton: Shinjū Zanshu no Jutsu, Doton: Dochū Eigyo no Jutsu

— Agora, me dê as informações que preciso ou morre para eu entrar naquela reunião. — disse, agarrando a gola do homem e acionando sua lâmina oculta. O homem riu e cuspiu na face do loiro, dizendo que ele tinha dinheiro e poder, e nada poderia fazer. Katsuo perfurou seu ombro com a lâmina oculta, atravessando a clavícula, o homem gritou de dor, dando as informações necessárias.
♦ ♦ ♦

Após o ocorrido, Katsuo e Karui foram até a reunião, transformados em Han e em guardas de escolta, utilizando-se da informação privilegiada que tiveram do comerciante, agora amordaçado no apartamento em que alugaram. E então, raptaram o comerciante de Konoha, trazendo-lhe junto com o de Kiri (que no caso é Han), para sofrerem julgamento formal e serem presos sob acusação de fraude, traição e conspiração.
FIM




Considerações: Quis dar uma virada na mesa, não deixar a missão fácil e bonitinha com um bom plano, e assim dar uma reviravolta com alguma luta. O final foi feito deste jeito (me refiro ao rapto do comerciante de Konoha), pois o texto estava à ficar enorme e não poderia se alongar para mais um capítulo da missão, espero que levem em conta isto! Enjoy!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.google.com
Jow

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 32
Localização : Hall of Valhalla
Número de Mensagens : 866

Registo Ninja
Nome: Jow Yagami
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 6515
Total de Habilitações: 446,5

MensagemAssunto: Re: [Missão de Rank B] Rapto   Qua 22 Out 2014 - 1:42

Reservo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Haetae

Conselheiro | Outras Vilas
Conselheiro | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Terra
Número de Mensagens : 990

Registo Ninja
Nome: Hayato Isao
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1000
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: [Missão de Rank B] Rapto   Sex 24 Out 2014 - 0:21

BUMP!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.google.com
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão de Rank B] Rapto   Sex 24 Out 2014 - 20:45

Avaliação de Hiroshi Katsuo:

HN:
Ninjutsu: 47+1=48
Taijutsu: 24+0,25=24,25
Kenjutsu: 58,75+1,25=60
Genjutsu: 0
Selos: 27,75+0,75=28,5
Trabalho de Equipa: 4,5

HC:
Força: 21,75
Agilidade: 39+1,25=40,25
Controle de Chakra: 57,5+1,25=58,75
Raciocínio: 18,75+1=19,75
Constituição: 37+0,25=37,25

Total avaliado: 7/7
Total de Habs.: 336+7=343

Comentário:
Citação :
aquele local exalava atividade humana de tal maneira que Karui nunca tinha visto
Então a Karui não andou na guerra? Ou andou em guerras com pouca atividade humana? Ahah.

Gostei da missão. Ainda acho que a tua escrita está muito confuso desde que, aparentemente, fizeste greve com os pontos finais. Recompensa completa ^^.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
 
[Missão de Rank B] Rapto
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kumogakure :: Missões :: Missões Arquivadas-
'); }