Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [OVA III] A Criança

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Haetae

Conselheiro | Outras Vilas
Conselheiro | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Terra
Número de Mensagens : 990

Registo Ninja
Nome: Hayato Isao
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1000
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: [OVA III] A Criança   Sab 4 Fev 2017 - 18:45


陽気な家族

Citação :
Essa pequena crônica em formato de OVA se passará anos antes do personagem principal, mostrando seu nascimento, sua família e mais alguns outros detalhes que ajudarão a construir o futuro contexto da trama principal do Hayato Isao. O protagonista teoricamente será Shizuko Isao, pai do personagem principal, mas pode ocorrer alterações dependendo do capítulo.

O homem encapuzado permanecia sentado na janela do leito com sua capa negra a cobrir todo seu corpo e ela cobria também o rosto do mesmo. Shizuko ajeitou-se em seu leito, gemendo de dor e por fim sentou-se. - Nem sequer um dia de folga eu mereço, não é mesmo? - Comentou, segurando um sorriso de dor.

- Me poupe de suas lamentações Shizuko, me diga o que conseguiu, preciso reportar tudo a sucursal imediatamente. - Respondeu grosseiramente observando o sunanin com seus olhos ocultos e inquietantes.

- Viajei até o local designado e investiguei a região como me foi instruído, a informação que recebemos estava correta, entretanto não sei dizer até que ponto. - Explicou, ignorando a grosseria de seu colega.

- O que quer dizer com isto? - Perguntou, perplexo.

- Algo está lá, não tenho dúvidas, encontrei sobre uma geleira uma pedra obscurecida que nunca tinha visto e que contém uma precisão matemática em seus lados que simplesmente parecem ser impossíveis de se alcançar sem técnicas avançadas e habilidade extrema. Cataloguei tudo que pude mas falhei ao tentar localizar mais dessas pedras devido ao inverno da região e aos ninjas locais. - Continuou, realizando uma sequência de selos e influindo chakra numa tatuagem oculta em sua perna direita, de lá, um livro de capa de couro surgiu. Mais alguns selos e o mesmo processo revelaram a tinta depositada nas folhas daquele diário, dando toda a informação coletada e catalogada por Shizuko.

- Era suposto você permanecer lá até decifrar isto tudo para a Ordem e trazer uma resposta conclusiva sobre isto. - Insistiu, insatisfeito, tomando o livro de informações para si e folheando lentamente para lê-lo e analisar os desenhos feitos pelo shinobi.

- Como eu disse, o clima e a resistência local não me deixaram escolhas, caçaram-me até fugir do país e quando havia chegado no País do Ferro contrataram mercenários para me pegar, Akio. Não foi fácil, precisamos de mais inteligência no campo, mais agentes. - Disse de forma irritadiça e firme, segurando seu corpo para evitar que os pontos abrissem repentinamente. Os pacientes dos leitos vizinhos resmungavam, sonâmbulos, e a conversa tornou-se menos audível por precaução.

- Entendo, mas temos poucos recursos ainda e o inimigo se espalhou há muito tempo e dispõe de mais ferramentas que nós. Nossos melhores agentes foram para Iwa, Konoha, Kumo, Kiri, receio que estamos sozinhos por hora. Muito bem, vou analisar a fundo essas informações e fazer alguns contatos, aguarde instruções. - E por fim a conversa misteriosa acabou-se com a partida de Akio e o ambiente voltou a ficar calmo, sem um ruído sequer além da respiração pesada dos pacientes em sono profundo.

- Essa é toda a informação? - Perguntou outra voz diferente que advinha do leito vizinho separado por uma cortina hospitalar. A divisória de tecido agitou-se e uma mulher saiu da mesma, com roupas normais para o cotidiano mas estranhas para um paciente internado.

- Você… Sim, basicamente. Enviarei um relatório mais detalhado sobre esta missão. - Suspirou em seguida de cansaço e irritação. Ser importunado numa hora como aquelas pelos dois agentes opostos era algo que não pretendia fazer ou aturar, entretanto, não deveria tomar reações drásticas, este era o preço por fazer o que estava fazendo.

- O Grão-Mestre aguardará seu relatório ansiosamente, Shizuko-kun. Boa noite. - E despediu-se com um selo de chakra que fez o mesmo irromper numa névoa de fumo e Shizuko permitiu-se adormecer por um longo período para voltar descansado pelo fim da manhã. Uma enfermeira recolheu as bolsas de sangue e por fim trocou os curativos e enrolou-o em gaze, cobrindo todo o tronco do homem.

“Devo ir vê-la.” Pensou consigo mesmo após fazer uma pequena refeição, e assim o fez, foi de encontro a sua mulher. Com auxílio de uma cadeira de rodas o mesmo atingiu o objetivo. Kazumi estava deitada numa maca, acordada, mas imóvel, olhando para a janela do quarto e observando o lindo dia ensolarado.

- Kazumi-chan… - Chamou-a pelo nome de forma carinhosa, como sempre costumava fazer nos tempos em que eram dois jovens consumidos pela paixão e romantismo juvenil. A mulher ficou surpresa, sorriu e virou-se lentamente para a voz do homem que um dia fora seu universo.

- Shizuko-kun. - Respondeu com a voz doce, mas cansada. Tinha olheiras, estava mais branca que de costume, com a face fina e dedos ossudos e por um tempo o sunanin perguntou-se se ela realmente estava saudável, se ela não estava pondo a vida de Hayato em perigo. - Não se preocupe, estou bem, e a criança também. - Explicou, olhando para sua barriga com tristeza, escorrendo o nariz como se estivesse prestes a chorar tanto que ficaria com os olhos e o nariz entupidos…

“O nome dele é Hayato, porra. Hayato. Qual o problema de vocês…” Pensou consigo mesmo, rangendo os dentes de leve com esse pensamento. “Isso é influência de Asuka?” Ponderou.

- Posso sentir ele, querida? - Perguntou por fim, quebrando sua linha de raciocínio. Kazumi acenou positivamente, desviando o olhar para a janela com o cenho franzido.

Shizuko aproximou-se com a cadeira de rodas, encostou-a na maca, tomou a mão da esposa na sua mas não encarou-a, estava irritadiço com tantos pensamentos. Sua mão direita deslizou até a barriga da companheira e então sentiu a criança. A prole mexia-se lentamente, sentia isso, mas chutava e se mexia, isso era bom.

“Chakra?” Pensou ao sentir uma energia fluir pelo corpo da mulher e se concentrar onde a criança estava. Shizuko concentrou-se para sentir o chakra da esposa enquanto passava a mão sobre seu corpo e depois retornava ao útero, de forma carinhosa, a mulher estranhou e manteve o semblante franzido e distante como era de costume. “Chakras diferentes, posso sentir, o dela quente intenso, apesar da mente estar fraca e no útero não… Hayato…” Evitou cogitar sobre tal assunto tão mórbido em relação à seu filho não nascido. Esboçou um sorriso e alisou o rosto da mulher para beijar-lhe a testa com muito esforço físico devido os ferimentos da noite anterior cujos estavam em processo de cura.




Legenda

Falas
Narração
Pensamentos
Falas de Terceiros
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.google.com
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: Re: [OVA III] A Criança   Sab 4 Fev 2017 - 19:26

Realmente isto está a ficar interessante. Fiquei curiosa quanto à esta missão... Incrível como algumas organizações parecem ser 100% gelo ahahaha. Espero que Hayato consiga conquistar o amor da irmã e da mãe:x Continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[OVA III] A Criança
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Nukenins e Outras Vilas :: Fillers-
'); }