Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [OVA II] Fim de Noite Incômodo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Haetae

Conselheiro | Outras Vilas
Conselheiro | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Terra
Número de Mensagens : 990

Registo Ninja
Nome: Hayato Isao
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1000
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: [OVA II] Fim de Noite Incômodo   Qua 25 Jan 2017 - 0:17


陽気な家族

Citação :
Essa pequena crônica em formato de OVA se passará anos antes do personagem principal, mostrando seu nascimento, sua família e mais alguns outros detalhes que ajudarão a construir o futuro contexto da trama principal do Hayato Isao. O protagonista teoricamente será Shizuko Isao, pai do personagem principal, mas pode ocorrer alterações dependendo do capítulo.

A cena havia retomado seu ritmo inicial. Um homem encapuzado, todavia ensanguentado e pendurado no pescoço de um equino, avançava. A lua o banhava junto das estrelas. Enquanto o cavalo avançava no deserto, ao longe, uma sombra se projetava pouco a pouco, crescendo a cada punhado de minuto que se passava…

O cavalo então parou após incontáveis minutos de caminhada, agitou sua cabeça, porém nada. O sangue escorria para o lombo do animal e tingia a areia do deserto. Relinchou, nada. Por fim o quadrúpede se pôs em duas patas e derrubou seu passageiro no solo, fazendo-o rolar duna abaixo e parar alguns metros, perto da sombra projetada.

O homem pálido então acordou tossindo e limpando o rosto da areia, colocou-se de pé e chamou o animal, porém tudo que ouviu foi dois shinobis à sua frente com kunais sacadas. - Identifique-se! - Exclamou um, retirando duas shurikens com a mão livre. O homem tomou o hitaite das vestes e o atirou em direção aos dois, a dor o alvejou e não teve como não gemer por ela.

- Preciso de ajuda… - Disse por fim, caindo sobre seus próprios joelhos. Os homens correram em sua direção, todavia este deslizou mentalmente e desmaiou. Quando acordou, visivelmente perturbado e suando frio pode ver uma luz fria sobre si, o metal também frio embaixo de si e uma sensação de queimação no dorso que o fez agitar-se.

- Estou limpando esses cortes para aplicar a linha, papá. - Exclamou uma jovem de cabelos curtos pretos, roupa de cirurgiã branca e uma pele bronzeada pelo sol do deserto.

- Asuka! - Surpreendeu-se o homem.

- É bom ver você também, papá. Agora fique quietinho para eu terminar isso logo. - Apontou para um assistente. - Traga-me duas bolsas de sangue, precisamos fazer uma transfusão, ele perdeu muito do dele. Seu tipo é AB. - Continuou, aplicando a solução ácida enquanto enxugava com pequenos pedaços de algodão.

- Como está Kazumi? - Perguntou, tossindo e gemendo logo em seguida.

- Mamá está bem, melhor do que você para ser sincera, já está para ganhar o bebê acredito eu, aliás já deveria ter ganhado eu acho. Não sei ao certo, não tenho tido muito tempo para ir visitá-la, tenho trabalhado muito nas pesquisas aqui no hospital, o médico-chefe e Gaara-sama esperam resultados… - Proferiu, terminando de fazer a limpeza dos cortes e se preparando com uma agulha cirúrgica e uma linha de pontos.

- E o Hayato? Como está? - Perguntou sorrindo para evitar grunhir de dor, embora estivesse feliz com tais notícias.

- Argh, já disse, já devia ter nascido, mas ele deve estar esperando crescer mais ou você chegar para nascer. - Fez uma pausa, rindo de forma natural. - Mas o médico que fez o pré-natal dela disse que havia um coágulo no seio nasal da criança, mas quando ele foi checar de novo tinha sumido. Bem estranho. - Informou a jovem, delineando os pontos sobre cada corte com bastante maestria. O homem permaneceu calado com o cenho franzido e olhar distante.

- Entendo. - Comentou, viajando em seus pensamentos.

- Ah, me desculpe papá, sei que não gosta que eu chame a criança de criança, prefere pelo nome, não tive a intenção de soar insensível. - Asuka tinha essa aptidão para soar distante e fria, tal traço tinha aparecido quando tornou-se chunin e decidiu dedicar-se a iryo-jutsu e seu pai sempre desgostou de tal mudança de personalidade, porém, não estava distante ou chateado com isto, óh não.

- Ela está internada aqui ou sendo assistida em casa? - Perguntou novamente, ignorando as palavras de sua filha.

- Anh. Sim, ela está aqui, o médico acha que vai ser melhor para mamá e a crian… Digo, para o Hayato se ela estiver por perto. Depois eu te levo até o quarto dela, amanhã. - Respondeu, terminando os últimos pontos nos ferimentos.

- Ela melhorou da depressão? - Disse, e arrependeu-se repentinamente, tocar nesse assunto sempre foi difícil para ele e o mesmo não parecia para Asuka, o que fazia com que toda a tristeza se convertesse em raiva pois a mesma parecia não se importar com a própria mãe, apenas com seu trabalho, com sua pesquisa que visava salvar vidas enquanto ignorava a vida familiar à sua volta.

- Não muito, continua da mesma forma, apenas se alimenta por causa de Hayato. Nas últimas semanas passava horas na cama sem sair para fazer nada. - Explicou, terminando os pontos. Asuka retirou uma luva nova de látex e vestiu-a, tomou um pote de vidro com uma pomada e aplicou sobre os cortes. Uma queimação na pele se iniciou. - Isso vai ajudar a cicatrizar, o enfermeiro trará duas bolsas de sangue para repor o que você perdeu, tome estes comprimidos e espere até ser transferido para um leito. Boa noite, papá. - E retirou-se do quarto.

O enfermeiro trouxe a bolsa e a instalou adequadamente no suporte e ligou-a até a veia do shinobi pálido, trocou a camisola hospitalar branca do homem e conduziu o mesmo até seu leito numa maca com rodinhas. O leito era simples, com mais quatro pessoas fechadas em suas cortinas cor de areia. A janela estava aberta e uma brisa leve entrava. O homem foi posto no leito próximo a janela e o enfermeiro foi embora, todas as luzes apagadas.

- Shizuko-san, boa noite, espero não estar incomodando. - Sussurrou uma voz misteriosa pertencente a um homem encapuzado sentado na janela do quarto.

- Você… - Suspirou tranquilamente.

- Informe. - Retrucou secamente.




Legenda

Falas
Narração
Pensamentos
Falas de Terceiros
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.google.com
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: Re: [OVA II] Fim de Noite Incômodo   Qui 2 Fev 2017 - 14:36

A família do Hayato é bem... peculiar. Principalmente sua irmã. História bem interessante, continua logo! xd
Voltar ao Topo Ir em baixo
Haetae

Conselheiro | Outras Vilas
Conselheiro | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Terra
Número de Mensagens : 990

Registo Ninja
Nome: Hayato Isao
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1000
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: [OVA II] Fim de Noite Incômodo   Sab 4 Fev 2017 - 18:35

Alguns dizem que quanto mais peculiar mais a coisa fica interessante, veremos se isto é verdade ou não nesses OVA's. Obrigado por ter lido e espero que continue a acompanhar!

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.google.com
 
[OVA II] Fim de Noite Incômodo
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Nukenins e Outras Vilas :: Fillers-
'); }