Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Missão Bingo Book] - Junso Kuroiary

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Dark_Akira

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Mafra
Número de Mensagens : 1493

Registo Ninja
Nome: Zehel Matsuri
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5225
Total de Habilitações: 359

MensagemAssunto: [Missão Bingo Book] - Junso Kuroiary   Sex 14 Nov 2014 - 19:05

Pedido de Missão

Info de Criminosa:
 

Personagens em missão:

  • Zehel Matsuri (Dark_Akira)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dark_Akira

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Mafra
Número de Mensagens : 1493

Registo Ninja
Nome: Zehel Matsuri
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5225
Total de Habilitações: 359

MensagemAssunto: Re: [Missão Bingo Book] - Junso Kuroiary   Ter 18 Nov 2014 - 19:02

Cobrindo um grande bocejo com a mão, Zehel percorria as ruas da vila antes destas sequer terem movimento, às quatro da manhã não havia quase movimento nenhum em kirigakure  pelo que vagueava sozinho no meio da névoa. Tinha o seu destino bem traçado, Okashi-sama tinha enviado um jounin para o alertar de que se encontrariam naquele dia. Alcançando o grande edifício pôde constatar que também ali se verificava a inexistência de movimento, tudo estava calmo, não haviam shinobis a saltar nem a correr de um lado para o outro, fora uma boa escolha ter vindo àquela hora. Com os nós dos dedos bateu suavemente à porta do Mizukage aguardando uma resposta. Sem um único som a pesada porta castanha afastou-se dando entrada para a sala do shinobi mais poderoso da vila. 

- Bom dia. - Cumprimentou o rapaz fazendo uma pequena vénia. 

Esforçou-se por manter a sua expressão neutra, mas a verdade é que tinha sido surpreendido pela presença de Mihail dentro da sala. Fora o homem velho que lhe tinha aberto a porta, porém ele não esboçou o mais pequeno espanto agindo como se soubesse que aquilo fosse acontecer. 

- Apanhas-te um bom shinobi, não se deixa transbordar pelas emoções. - comentou Okashi soltando uma risada. 

- Ora Zehel, não precisas de trancar tanto a face. - reclamou Mihail, o líder da Dark Destiny era uma pessoa bastante amigável, mas não era ele que deixava o chunnin desconfortável. 

A verdade é que Zehel não estava muito habituado a estar na presença do Mizukage, sobretudo pois ultimamente não tinha feito muito trabalho como shinobi mas sim como herdeiro do seu clã. 

- Põe te à vontade rapaz - falou o Kage. - que curioso termos um shinobi em comum. 

Okashi parecia estranhamente chegado a Mihail, era de supor que eles se tivessem cruzado no passado. No entanto Zehel mantinha-se calado, não era da sua competência perguntar tais coisas. 

- Não é comum a Dark Destiny ter shinobis de kirigakure? - questionou Zehel. 

- Não, na verdade é que nós podemos ser considerados um sub-ramo da força ninja de kirigakure. Por isso é tão incomum ter alguém que está ligado ao ramo principal e ao sub-ramo. - esclareceu o Líder. 

- Bem de qualquer modo nós chamámos-te aqui por uma razão. Agora que és chunnin os teus deveres foram ampliados, não farás apenas missões requeridas pelos habitantes de kiri, mas levarás a cabo missões de caça a criminosos. - falou calmamente o Kage, para aquela hora da manhã parecia estar perfeitamente desperto apesar de todos saberem que passa quase toda a noite a trabalhar. 

- É aqui que os nossos domínios se cruzam, a Dark Destiny também participa neste dever e por isso é conveniente uma parceria entre a vila e a organização. - referiu Mihail. 

- Entendo, então estou aqui para caçar alguém. - declarou Zehel tirando a conclusão óbvia. 

- Exactamente, Junso Kuroiary é a tua alvo, tem provocado bastantes danos em Sunagakure, porém parece ter regressado à nossa vila. É o teu trabalho persegui-la e capturá-la. - declarou Okashi colocando uma foto da rapariga em cima da mesa. 

Após discutir com os pormenores com os seus mentores, partiu levando consigo a foto da rapariga. Tinha tentado decorar o máximo de traços da rapariga, era ridículo precisar de uma fotografia para reconhecer a sua presa. Mas primeiro ainda necessitava de a encontrar, felizmente os Kuroiary eram uma família que o kirinin conhecia de vista. Possuíam um grande casarão nos arredores da vila e com todas as regalias que o dinheiro tinha conseguiriam calar quaisquer tentativas de capturar a filhinha querida. Teria de ser calmo e efectuar uma boa pesquisa primeiro. Já tinha o disfarce perfeito pensado, seria uma ótima missão de recolha de informação e captura. 

Deixando toda a sua roupa de luta e armas em casa, partiu com um traje mais formal, uma simples camisola bastante limpa e perfumada, deixou as calças negras em casa e vestiu algo mais casual na parte de baixo, dando a aparência relaxada. Levando consigo um pequeno bloco e um lápis partiu em corrida, focando chakra nas suas pernas de modo a conseguir correr para os telhados, teria de ter muito cuidado com a maneira como usava chakra agora, podia rebentar o seu disfarce. Por sorte os seus traços físicos tinham mudado bastante uma vez que estivera muito tempo debaixo de terra a treinar em Valéria, por isso não seria denunciado por ninguém. 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
8:00 AM - Arredores da casa de Junso. 

Aproximando-se do posto de correios ia começar a desenvolver o seu plano. 

- Ohayo. - cumprimentou muito alegremente. - Por acaso não tem aí nada para a família Matsuri, Ojii-san?  

O isco estava lançado, o senhor que manuseava as cartas era um alegre conversador pelo que podia estar ali à vontade sem parecer suspeito. 

- Hoje não rapaz, bolas como cresceste! Conheci-te com esta altura sabes? - falou o senhor baixando a mão aproximando-se da altura com que conhecera Zehel. - vinhas aqui todas as manhãs enviado pelo teu avô. Por falar nisso como anda o teu velhote? 

A conversa ia-se desenvolvendo entre os dois com toda a naturalidade possível entre duas pessoas que se conhecem à muito tempo, porém o shinobi mantinha calmamente o seu fluxo de chakra e os sentidos apurados usando o seu chakra chie. Mantinha-se atento a quaisquer assinaturas de chakra estranhas, decerto que ia conseguir sentir o chakra de Junso. A meio de uma frase as suas suspeitas concretizaram-se, sentiu a adição de um novo chakra e avistou a porta da mansão da presa a abrir-se e uma jovem muito bela a deixar o seu interior, trazia o cabelo apanhado num rabo de cavalo dourado que lhe fluía dos ombros. Engasgando-se simulou a reação mais normal arregalando os olhos para a rapariga de 16 anos. 

- Quem é? - questionou apontando suavemente com a cabeça para a jovem que fechava o portão de ferro. - Nunca a tinha visto antes. 

- Haa a filha dos Kuroiary, regressou à pouco tempo de Sunagakure, bem bonita não é verdade? Aí quem me dera ser mais novo. - lamentava o homem admirando a beleza da rapariga. 

Tudo estava a correr perfeitamente, tinha o seu plano a correr sem grandes problemas. Agora era altura de deixar as coisas correrem. Despedindo-se do homem com a desculpa que o seu avô estava à espera dele no dojo o rapaz começou a correr pela rua fora. Enfiando-se num beco, mordeu o dedo fazendo uma série de selos e concentrou uma onda de chakra para fazer um kuchyose no jutsu. De uma grande nuvem de fumo surgiu uma raposa negra com 7 caudas. 

- Oh Zehel-kun, orissachi-buri, alguém morreu? Não é comum invocares-me. - falou a raposa partindo logo para o cenário mais negativo. 

- Bolas Kishin, não te podia só invocar só por ter saudades tuas? - falou o shinobi. 

- Pff tanta graxa... Vais me pedir pa trabalhar é o que é! - a raposa acertou logo no que dali vinha. 

Com um sorriso muito aberto o rapaz explicou-lhe tudo e pediu-lhe que o ajudasse, a sua invocação era muito útil porque se podia fundir com as sombras e assim podia seguir a rapariga sempre para onde fosse. Saltando com toda a força de pernas que tinha, o chunnin e a sua invocação alcançaram o telhado da casa começando a correr a toda a velocidade pelos telhados de kirigakure tentando alcançar o objectivo da missão. Mantendo a concentração de chakra, ele conseguia procurar pelos chakras que existiam em redor tentando perceber onde a rapariga podia estar. Aproximando-se da praça central ele conseguiu observá-la, a sua visão tinha-se desenvolvido bastante devido ao treino com as impact guns. 

- É ela ali a entrar para o café. - disse ocultando-se no edificio. - a rapariga bonita e com o peito grande. 

- Aff mais uma mamalhuda, já não te chega a Ykarus? Ou é a Ivy? - lançou a segunda questão só para provocar o seu invocador, porém este não reagiu como ela esperava. 

- Cala-te e faz o que te pedi. - respondeu o rapaz vendo a raposa a partir escondendo-se nas sombras até ficar na de Junso. - Gajas... - Sussurrou o chunnin revirando os olhos. 

A primeira parte do plano estava concluída, só faltava deixar desenrolar a teia que o shinobi tecia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dark_Akira

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Mafra
Número de Mensagens : 1493

Registo Ninja
Nome: Zehel Matsuri
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5225
Total de Habilitações: 359

MensagemAssunto: Re: [Missão Bingo Book] - Junso Kuroiary   Qui 20 Nov 2014 - 14:30

Nesse dia o shinobi não se aproximou mais do seu alvo, não podia arriscar a deixar já desconfianças.
À noite a kurotsune voltava com as informações relativas ao seu trabalho, tinha conseguido espiar a rapariga o dia todo, descobrindo que esta visitava o café, onde a tinham visto entrar, mais do que 2 vezes por dia. A jovem não fazia nada mais durante o dia sem ser escrevinhar num caderno e olhar disfarçadamente para o café. Era sem duvida o próximo alvo da criminosa, recentemente uma critica bastante positiva tinha catapultado a fama de tal café. Como tal, ela não conseguia resistir à atração que o dinheiro do negócio prolifero exercia sobre ela.

Agarrando as suas roupas de luta e as suas impact guns, deixou a sua casa concentrando chakra nas pernas colando-se à parede da casa começando a correr pelos telhados da vila. Mantendo um passo moderado inspirava e expirava com calma enquanto saltava de um telhado para o outro ou rodava numa parede para mudar a sua direção. Rapidamente alcançou o telhado em frente ao café aproximando-se enquanto se ocultava nas sombras para não ser detectado. Lá aguardou uma grande parte da noite, ficando atento a qualquer movimento, passara um bêbado na rua, um grupo de jovens vindo do jantar, mas de resto tudo estava pacifico. 

Na semana que se seguiu adoptou os mesmos passos indo de manha buscar as cartas ao posto dos correios e mesmo antes de Junso  sair de casa ficava no café a tomar o seu pequeno almoço aguardando a chegada da jovem. Quando ela chegava ele olhava para ela periodicamente observando os seus traços, ocasionalmente ele fazia com que se cruzassem na rua como se fosse o destino a aproximá-los. A rapariga começava a desconfiar da atitude stalker do rapaz e cada vez mais parecia irritada com a atitude. 

No entanto ao quarto dia o rapaz não apareceu no Posto dos correios nem no café. De tão habituada à rotina a rapariga estranhou a ausência, como se uma parte do seu dia tivesse sido cancelada. Ao sentar-se na mesa habitual olhou instintivamente para a mesa onde o rapaz não estava. Evitando ser consumida por questões parvas, a rapariga concentrou-se no real objectivo que a tinha trazido ali ao café. O dia para o grande golpe aproximava-se e ela precisava de estar totalmente concentrada. 

- Tem aqui a sua conta- disse a empregada deixando um pequeno prato com os talões.

Apanhada desprevenida, a criminosa abriu um papel que estava no prato revelando um desenho a carvão dela sentada na mesa do café. Escrito numa das bordas a letra do kirinin quebrava o resto da concentração da jovem. 

" Lamento a minha indecência nesta ultima semana, porém não podia deixar de desenhar tal beleza."

A rapariga ficou sem palavras ao ver a obra de arte que o seu "stalker" lhe tinha feito, O resto do dia esperou que o rapaz de olhos esverdeados se cruzasse com ela, sem cessar procurou-o, vagueou pelas ruas e, sem o encontrar, voltou a casa um pouco decepcionada com o facto de não o ter encontrado. 

Zehel mantinha-se no seu quarto, ajustando os pormenores da captura, tudo estava a correr como planeado,durante 3 dias não ia aparecer, porém manteria kishin a espiar a sua presa a partir da sua sombra. A rapariga tentava ocupar-se de todos os pormenores da sua pequena missão, abstendo-se do seu desgosto. Não devia faltar muito tempo até chegar a hora do ataque. 

----------------------------------------------------

Três noites se passaram e estava na hora de iniciar a captura. Uma sombra negra aguardava no topo de um prédio mantendo um fluxo constante de chakra, recorrendo ao chakra chie conseguia antecipar a posição do seu alvo. Com uma sequência de selos e libertando o seu chakra, fez uma kuchyose no jutsu surgindo do meio do fumo uma cabeça de aspecto horripilante. 

- Fica preparado. - disse o shinobi descendo do telhado com um salto. 

Trazia uma roupa negra com um casaco comprido que abanava ao vento, trazia a sua bandana de kirigaure presa ao pescoço e as suas armas junto ao corpo prontas a serem usadas.

- Yo, encontramo-nos finalmente. - falou o chunnin surpreendendo a criminosa.

Com um salto a rapariga virou-se partindo o bobby pin com o qual tentava arrombar a porta. Vendo quem a incomodava deixou o queixo cair em espanto, o artista que a tinha deixado com um fraquinho era na verdade um caçador de criminosos. O seu desgosto aumentou ainda mais, porém misturou-se com um pouco de raiva. Raiva de si mesma.
Com uma rápida sequência de selos, a rapariga concentrava o seu chakra suiton criando uma espada feita de água. Partindo em investida rápida, empunhava a sua espada de água tentando atingir o rapaz. Com um movimento relaxado, Zehel baixou-se de modo a esquivar do ataque. Desembainhando metade da sua espada, atingia a rapariga na barriga projectando-a com força para trás. Recompondo-se com uma pirueta a mulher perdia um bocado de equilíbrio por causa dos seus seios e aproveitando esse facto o rapaz aproveitava para tentar disferir um pontapé que a levasse ao chão. Atingido um pedaço de madeira, Zehel levou com uma dinâmic entry em cheio nas costas. Chocando de frente com a parede, o shinobi sentiu a dor atravessar tanto as costas como o peito aquando do impacto. Um estalar sou perto dos seus ouvidos rasgando o seu casaco nas costas. 

A rapariga agitava um chicote de água com grande habilidade, demonstrando que estava habituada a usar aquele tipo de armas. 

- Boazona e a sabe usar o chicote, belo naipe que foste arranjar. - comentou o Contemplador que aparecia ao lado do jovem. 

- Caluda. - silvou Zehel arrancando o seu casaco e preparando-se para levar aquilo um pouco mais a sério.

A oponente agitava de novo o chicote na direcção de zehel, este por sua vez sacava uma impact gun deixando fluir o chakra para o braço esquerdo, apertando o gatilho acertava com precisão na ponta do chicote, desviando o seu trajecto. Tentando aproveitar a oportunidade, a criminosa movia-se com velocidade aproximado-se do oponente por uma posição baixa. Levando a sua perna para a frente tentando fazer uma rasteira ao chunnin, viu-se impedida de o atingir. O rapaz deixava mais chakra fluir, mas desta vez para a mão direita convertendo a sua espada num machado que caía no chão impedindo a progressão da perna da mulher. Junso estava a começar a ficar aborrecida com aquilo e recuava com um salto preparando um novo ataque, chicoteando o ar em direção a Zehel tentava atingir o rapaz esquivo, este moveu rapidamente a sua arma bloqueando o ataque da oponente. Era exactamente o que ela esperava, em redor do machado o chicote enrolou-se e a rapariga pôde puxá-lo, roubando-o assim do chunnin. 

Sem perder um momento ele usou um shunshin para cobrir a distância e alcançou o corpo da mulher antes que ela pudesse receber a espada. Com uma rápida concentração de chakra o kirinin usou um kage buyo, pontapeando a mulher para o alto. 
Ia continuar o seu combo de taijutsu porém viu o corpo de Junso a desfazer-se em água, tinha substituído o seu corpo por um clone, traiçoeira a miúda. 

- Huu até não és nada mau nisto. - provocou a criminosa metendo a mão sorrateiramente no bolso.

- E ainda não viste nada. - ripostou Zehel, o rapaz ainda não tinha usado sequer nenhum dos jutsus mais fortes, não queria exagerar na captura dela mas sim capturá-la com astucia.

Ela começou a aproximar-se dele encostando-se ao seu braço de modo a metê-lo encostado aos seus seios, ia optar por usar o seu charme para o distrair. Num movimento rápido ela tirou a mão da bolsa e espetou uma kunai nas costas dele. Atrás dela a voz do rapaz falou-lhe perto do ouvido dizendo-lhe que aquilo não ia resultar. A rapariga ficou confusa se aquilo seria genjutsu, pois tinha sido tão fluído que parecia realmente ser. No entanto o corpo atingido desfez-se em fumo, Zehel tinha usado a mesma técnica que a rapariga, um kawarimi com um clone. Incrédula virou-se para tentar disferir um ataque de desespero. O chunnin, agarrando-lhe a mão com a kunai, parou-lhe o movimento após realizar uma série de selos e concentrar chakra. Sem lhe dar tempo para reagir juntou os seus lábios aos dela deixando o vapor ilusório espalhar-se em redor deles. 

Zehel tinha planeado tudo perfeitamente para fragilizar o psicológico da rapariga com o beijo. Durante 3 dias deixou-a com ele na mente e aquele beijo tinha sido o suficiente para lhe dar um coice no cérebro. A rapariga sentiu-se a gelar, porém ainda estava confusa se seria alguma reação do corpo ao beijo. Caiu no genjutsu do rapaz ficando imobilizada. Tinha sido capturada com sucesso após uma semana de trabalho, pegou nela que caíra na inconsciência por não ter aguentado o stress do genjutsu. O shinobi levava consigo o contemplador que estava encarregue de, no caso de Junso acordar, lançar imediatamente um genjutsu para a nocautear. Chegou pelas 2 da manhã ao local onde deveria entregar a criminosa e deixando-a lá ao cargo dos shinobis mais graduados, dirigiu-se para o edifício central da vila indo reportar ao Kage.

- Com licença, Okashi-sama a missão foi concluída com sucesso. - Falou entregando-lhe o seu relatório acerca da missão de caça.

- Demorou rapaz, andaste a tentar capturá-la ou a enamorá-la hum? - brincou o Kage abrindo o relatório.

O jovem manteve-se calado esperando para ver a expressão do Kage, quando o homem leu a estratégia de missão soltou uma gargalhada por ver que o chunnin tinha mesmo andado a enamorar a criminosa. Levantando-se ainda a rir deu uma palmada nas costas.

- Bem ela foi capturada de qualquer modo, bom trabalho. -falou Okashi dando como completa a missão.

Fim
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dark_Akira

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Mafra
Número de Mensagens : 1493

Registo Ninja
Nome: Zehel Matsuri
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5225
Total de Habilitações: 359

MensagemAssunto: Re: [Missão Bingo Book] - Junso Kuroiary   Ter 25 Nov 2014 - 8:36

Mega Dumper Bump!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Bingo Book] - Junso Kuroiary   Ter 25 Nov 2014 - 13:57

Avaliação de Zé Garanhão:

HN:
Ninjutsu: 37+1=38
Taijutsu: 21+0,5=21,5
Kenjutsu: 27,5+0,75=28,25
Genjutsu: 10+0,25=10,25
Selos: 18+0,75=18,75
Trabalho de Equipa: 8,25

HC:
Força: 22,75+0,25=23
Agilidade: 33+1,25=34,25
Controlo de Chakra: 51,25+1=52,25
Raciocínio: 10,75+0,5=11,25
Constituição: 36,25+0,75=37

Total avaliado: 7/7
Total de Habs.: 275,5+7=282,5

Comentários: Tenho de avisar-te que o Kage Buyo não é pontapear o oponente para o alto. O Kage Buyo serve, para quando o oponente estiver no ar, aparecer nas costas dele como magicamente e assim seguir com a ofensiva.
Não tenho nada a dizer, capturaste uma criminosa fácil, recompensa completa!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
Conteúdo patrocinado





MensagemAssunto: Re: [Missão Bingo Book] - Junso Kuroiary   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Missão Bingo Book] - Junso Kuroiary
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kirigakure :: Missões :: Missões Arquivadas-
'); }