Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Treino 01 - Amar cansa!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Kylo Soldier

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 97
Localização : Algum lugar do mundo.
Número de Mensagens : 874

Registo Ninja
Nome: Uchiha Sekai
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Treino 01 - Amar cansa!   Qui 19 Dez 2013 - 1:24

Treino 01 - Amar cansa!


Um neblina densa atrapalhava a visão de Ki, ele sabia que já tinha chegado ao local onde iria treinar, mas lembrava-se daquilo com mais sol e luminosidade. Dava para perceber perfeitamente todo o campo, só que às vezes parecia um imenso borrão branco. O garoto aproximou-se a passos curtos da beira do imenso lago, ajoelhou-se e usando o dedo indicador tocou a água. No mesmo instante o ruivo sentiu o corpo estremecer. Eu que não quero cair nesta água hoje, pensou o rapaz enquanto voltava a ficar de pé.

A vista da beira do lago era melhor, dava para ver perfeitamente o alinhamento das “mini montanhas”, como Kiyoto chamava. Reparar nas pedras redondas em forma de arena entre essas montanhas pequeninas. Eu não me lembrava o quanto este lugar é bonito, disse para si mentalmente ao reparar na beleza do lugar.

Vai ficar observando o local ou iremos treinar? – Kaori dizia enquanto se aproximava de seu amigo, ela tinha notado o quanto ele estava alegre por rever aquele local, o que a deixou igualmente alegre.

Bem, acho que não tenho alternativa a não ser treinar. Não é mesmo? – Disse o ruivo em resposta.

A brisa soprava suave naquela manhã, estava um pouco frio, mas o calor do sol começava a ultrapassar as nuvens e aquecer o local. Ambos sabiam que o frio não iria importar quando o treino realmente começasse, o calor que os corpos deles produziriam durante cada movimento de sua pequena disputa seria o suficiente para mantê-los aquecidos.

Kaori, a jovem morena, tomou a iniciativa. Utilizando uma técnica que aprendera na academia a garota correu sobre a água em direção ao primeiro dos círculos-arena. Mizu no Kinobori, faz tempo que não o prático, dizia Ki em sua mente, reconhecendo a técnica e lembrando de como executa-la. O Gennin rapidamente fez um selo com suas mãos, o selo do bode, então fechou os olhos por um instante, pareceu sentir o chakra percorrer seu corpo inteiro, sentindo toda a sua energia fluir como as águas daquele lago. Quando tornou a abrir os olhos o jovem fez o necessário para a execução da técnica, começou a concentrar uma quantidade de seu chakra na sola de sua bota, ele precisava da quantidade certa, um pouco a mais ou um pouco a menos iria fazer com que ele se desestabiliza-se e afundasse rapidamente. Antes de realmente começar a andar sobre a água o garoto fez dois testes, colocando apenas um dos pés e forçando sobre o liquido. Ambas as tentativas não foram bem sucedidas, fazendo que ele tivesse que reequilibrar a quantidade de chakra que estava usando na sola de suas botas pretas. Droga, estou parecendo patético, não conseguindo executar uma técnica básica como esta, o jovem se castigava mentalmente, estava com vergonha e medo de que sua amada o achasse ridículo. Mas foi na terceira vez que tentou que tudo deu certo, o garoto conseguiu manter-se de pé sobre a água e então começou a correr para o círculo, que estava aproximadamente a dez metros de distância da beirada do lago.

Finalmente chegou, cabeça de fosforo. – A morena soltou um risadinha, mas não achou realmente engraçado, apenas o fez para deixar o rapaz constrangido.

Fazia um bom tempo que eu não usava esta técnica. – Disse Ki tentando justificar-se.

Não se preocupe, sei que andou ocupado os últimos três anos. – Falou a garota, compreensiva. – Bem, acho que ainda lembra-se de como eram os nossos treinos. O primeiro que cair do círculo ou desistir, perde.

Ainda lembro-me bem de como funciona. – Afirmou o garoto dando um sorriso simpático.

A menina seguiu para o lado oposto do círculo, ficou de frente para o ruivo e deu um sorriso que fez com que o coração do garoto derretesse em seu peito. Foco, não posso amolecer agora, pensou Ki enquanto tentava disciplinar a si mesmo para não abaixar a guarda só por que ela era uma garota e também a garota que ele achava mais linda de todas.

De um lado da “arena” encontrava-se Kiyoto, um garoto ruivo, gennin de Kumo, com cerca de 1 metro e 78 centímetros de altura, pesando 68 quilogramas, vestindo roupas pretas, com uma luva-escudo branca em sua mão esquerda e uma Katana embainhada presta as costas. Do outro lado tinha Kaori, uma garota de cabelos escuros, seios não muito fartos, braços um pouco finos, com cerca de 1 metro e 68 centímetros, pesando 56 quilogramas, vestindo um casaco branco com detalhes roxo claro, faixas brancas enroladas em sua mão direita.

Os dois olhavam-se intensamente, chegaram até a ficar um pouco corados de terem passado tanto tempo se encarando, mas então finalmente a batalha se inicia. Kaori segue correndo velozmente em direção ao ruivo, em meio ao movimento a jovem inicia uma sequência rápida de selos com as mãos, enquanto ia se aproximando de Ki, dois clones surgiram ao lado da garota, e então as três Kaoris começaram a correr em ziguezague, se embaralhando para confundir o seu adversário.

Bushin no Jutsu, reconheceu o rapaz, Apenas uma delas é a verdadeira, mas ai que está o problema, qual delas. Infelizmente ele não teve muito mais tempo para pensar, quando percebeu as duas falsas haviam sumido e a verdadeira, que localizava-se a direita dele, já estava perto demais e pronta para atacar. A jovem morena apoiou-se na perna esquerda, jogando todo o seu peso nela, depois ergueu a direita, girou o quadril rapidamente e sua perna seguiu o movimento com velocidade e força. Aquele seria um chute certeiro nas costelas de Ki se ele não tivesse pensado rápido o suficiente para utilizar a parte dura de sua luva, que se localizava no antebraço, para defender o chute. Mesmo com a defesa o garoto pode sentir uma leve dor nas costelas, pois tinham sido elas que serviram de apoio para o braço executar a defesa.

O ruivo nem mesmo conseguiu parar para raciocinar o quanto sua amiga havia ficado forte no tempo que passou fora, porque logo após o chute a jovem sacou uma Kunai com a mão esquerda e tentou cortar o rosto dele, e novamente a agilidade do garoto o salvou, conseguiu ser rápido o bastante para desviar do golpe, mas quase caiu na água, o que causaria a sua derrota. O rapaz logo percebeu que não deveria ficar se questionando e deveria agir, fez o que sempre fazia quando ela tentava lutar corpo-a-corpo e arrasta-lo para a beirada, ele se aproximou dela, fazendo ela perder espaço de ação, o que seria um raciocínio tolo quando luta contra alguém que tem vantagem sobre você na luta corpo-a-corpo, mas Ki conhecia a morena, e sabia o que viria a seguir. A jovem começou a recuar para o centro da arena conforme o jovem a pressionava, fazendo com que ela perdesse espaço e não conseguisse prosseguir com a luta. E foi em um desses momentos que Kiyoto achou o momento perfeito para o ataque, Kaori deu um passo para trás, mas por um instante perdeu o equilíbrio, o que foi mais do que suficiente para sua defesa abrir brechas, Ki aproveitou-se desses espaços no bloqueio da garota e conseguiu acertar uma sequência de cinco socos na base do tórax da menina, fazendo ela recuar mais ainda para tentar recuperar o folego e faze-la ficar na beira do círculo.

Você realmente não muda não é? – Falou Ki com um sorriso de canto de boca e um olhar de como quem diz: “Eu sei o que vem agora.”

A Yamada não perdeu tempo tentou voltar para o ataque, mas seu adversário agora estava preparado. Ki havia sacado sua Katana e a segurava com a mão direita, era de costume do jovem manter a esquerda desocupada para defender-se e quem sabe tentar um ataque sempre que ocupasse as mãos do inimigo tentando parar a Katana. Kaori também conhecia os truques de Ki, mas o que ela não esperava é que ao contrário dela, ele havia mudado as táticas de luta. O ruivo avançou para o ataque com sua espada em mãos, a jovem pensou que ele utilizaria a espada para distrai-la enquanto ele tentava soca-la, mas estava enganada, o Murakami continuou com o golpe da espada, a menina foi obrigada a saltar para o lado e rolar no chão para não ser atingida pelo golpe.

Não se iluda tanto, você sabe que nunca fui muito de manter a mesma tática muito tempo. – Disse Ki na intensão de provocar sua adversaria, pois ele sabia que ela ficava facilmente irritada e perdia o controle quando ele começava a fazer chacota dela.

O ruivo não queria que aquilo se prolongasse muito, não gostava da ideia de estar tentando “machucar” Kaori, doía mais nele do que nela os golpes que ele acertava. Foi então que decidiu que acabaria com aquilo logo, mas mesmo sendo um pouco superior a Kaori não seria muito fácil acabar com a luta, a forma mais fácil de vencer era lançando ela para fora do círculo, mas ele sabia que ela sempre dava uma forma de manter-se dentro.

O garoto então prosseguiu seu ataque, tentando manter sua adversaria nas beiradas da arena, a agilidade não era o forte de Ki, mas ele andava treinando e estava se esforçando para ficar mais rápido, e sua habilidade com espadas vinha melhorando. Por alguns minutos a luta ficou entre uma Kunai e uma Katana, Ki desferindo golpes rápidos e fortes, as vezes até empunhava a arma com as duas mãos, movimentos um pouco duros, mas nada que um pouco de treino não resolvesse. Apesar da dificuldade a jovem conseguia defender-se bem dos golpes com uma pequena Kunai, mas não era o suficiente, o shinobi continuava a pressiona-la, tentou acertar chutes e socos, alguns bem sucedidos outros nem tanto.

Isso está ficando cansativo, se continuarmos nessa briga ficaremos aqui até amanhã, pensava o menino enquanto voltava a embainhar sua Katana. Ele tomou distancia de sua adversaria, permitindo que ambos respirassem e tentassem descansar um pouco, já havia passado algumas horas desde que começaram a luta, e até agora nada havia acontecido, apenas pontapés e alguns arranhões tinham sido trocados.

Irei fazer do seu jeito, nós dois no mano-a-mano, sem armas e sem jutsus, apenas nossos corpos. – Falou Ki com intusiasmo.

Já que é assim que deseja, assim será. – Kaori guardou a Kunai que tinha em mãos e fez um rápido alongamento enquanto aproximava-se do centro, onde o adversário encontrava-se

A partir daquele momento a luta mudara completamente, deixou de ser algo que visava acertar qualquer ponto que desse, para se tornar algo mais mental, pois ali cada soco iria contar para a vitória de um dos dois, como já estavam cansados sabiam que não aguentariam muito mais, e precisavam ou esgotar o outro ou jogar o outro na água.

A luta continuou com socos, de início Ki batia com bastante força, mas começou a fraquejar, a potência dos chutes começou a diminuir, a cada golpe parecia mais esgotado, após alguns chutes e socos ele parecia que cairia a qualquer momento, enquanto Kaori tentava ao máximo manter-se de pé, mas também estava quase a desabar. Mas a maior surpresa foi quando ambos socaram ao mesmo tempo atingindo os rostos um do outro e então caíram no chão juntos. Ki ficou de joelho no chão, mas Kaori havia apagado, a jovem desabou de joelho e depois começou a cair para frente, a sorte dela foi que o rapaz estava ali para segura-la. Alguns minutos se passaram enquanto Ki cuidava de Kaori e tentava mantê-la o mais confortável possível naquele chão de pedra. Por fim ele ficou sentado ao lado da jovem até que ela acordasse, a noite já cai quando isso aconteceu.

Então finalmente acordou. – Disse o ruivo ao ver que a morena acordara.

O que aconteceu? – perguntou ela.

Você esgotou-se, e acabou desmaiando, eu fiquei aqui esperando até você acordar. – Respondeu o jovem enquanto observava as estrelas brilharem no céu.

Acho melhor voltarmos para casa já está escuro. – Falou a garota.

Acabou de anoitecer, mas concordo com você, é melhor irmos. – Concordou o jovem.




Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bruno Moraes

Administrador | Iwa
Administrador | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Localização : Em algum lugar de lugar nenhum
Número de Mensagens : 3387

Registo Ninja
Nome: Kyo Kusanagi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 14350
Total de Habilitações: 733,75

MensagemAssunto: Re: Treino 01 - Amar cansa!   Sex 20 Dez 2013 - 21:35

Avaliação do Amor incubado:

H.N

Ninjutsu: 4 + 0,25 = 4,25
Taijutsu: 1 + 0,5 = 1,5
Kenjutsu: 2 + 0,5 = 2,5
Genjutsu: 1
Selos: 3 + 0,25 = 3,25
Trabalho de Equipa: 1

H.C

Força: 2
Agilidade: 3 + 0,25 = 3,25
Controlo de Chakra: 2 + 0,25 = 2,25
Raciocínio: 3 + 0,5 = 3,5
Constituição: 2 + 0,5 = 2,5

Avaliação: 3/7

Total de habilidades: 24 + 3 = 27

Comentários:

É bom você explicar melhor seus golpes e esquivas. Começou bem o treino descrevendo bem as ações, mas chegou a um ponto que só falava: “acertei cinco socos”, “esquivei antes de me acertar”, “trocamos golpes por um tempo”. Ganharia mais pontos se explica-se bem a seqüência de socos, a forma que conseguiu esquivar do ataque, os danos e golpes que trocaram no final do treino. No treino não precisa focar tanto nos sentimentos do se personagem, mas foi muito bom a forma que colocou seu personagem a analisar sua adversária, tanto que ganhou bons pontos de Rac.

Se esse sua luva tem algo de diferente como falou no treino em que ela era mais dura e dá uma maior defesa, digo que terá que ir ao conselho para criar essa arma, pois é uma arma já que lhe dar uma vantagem na luta. OK
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Treino 01 - Amar cansa!
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kumogakure :: Treinos :: Treinos Arquivados-
'); }