Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Dorou

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Belem/ Pa - Brasil
Número de Mensagens : 2883

Registo Ninja
Nome: Azura Inugami
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 16915
Total de Habilitações: 349,5

MensagemAssunto: [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan   Sab 21 Set 2013 - 0:58

Duelo de Shibiusa

A água corria num fluxo descendente, fluida e limpa, espalhando-se no lavatório de pedra. Fechou a torneia e respirou fundo, colocando a face submersa. Um puxar brusco do seu cabelo retirou-a do seu pequeno ritual. Virou-se para trás, ainda com a cara molhada.
- Se te querias afogar, podias ter dito logo – disse o homem de longos cabelos ruivos que se encontrava a olhar para Ayame com um ar desafiador. – Escusava de perder o meu tempo a polir um diamante que se quer mandar para o esgoto.
A kunoichi pegou na toalha que estava pendurada junto do lavatório e atirou-lha, não conseguindo evitar um sorriso.
- Ei ei, guarda essa raiva toda para o duelo – desafiou ele ao agarrar a toalha e mandá-la de volta. – Guarda tudo isso para usares contra o teu adversário. Pior que tu quando te irritas, só mesmo a chefa.
Hikaru referia-se a Tsunade, uma das mentoras dele enquanto médico, que era reconhecida pelo seu temperamento facilmente inflamável. O pavio curto parecia ser uma característica comum das médicas. Pelo menos, Ayame reagia assim com ele, embora fosse capaz de jurar a pés juntos que ela não era assim com outros. Já a espreitara várias vezes durante os treinos de sutura e ela tinha uma paciência e uma delicadeza dignas de uma santa.
- Não tenho medo de lutar. Não gosto é de ser julgada por isso – disse ela ao pousar a toalha depois de se secar.
- Sabes que te vais safar bem. Pode não ser como os outros esperam, mas isso não importa. Sabes que vais sempre criticada, por muito bem que te saias. Esforçaste-te para chegar até aqui e vais brilhar, de certeza – disse ele, colocando a mão na cabeça dela como que a transmitir-lhe confiança. - Ou não fosses tu minha aluna.
Um murro na lateral da barriga fê-lo ganir e afastar-se dela.
- Interpreta isto como um agradecimento – retorquiu ela, com um sorriso fingidamente doce. Começou a caminhar para junto da porta e deteve-se: - Vais ver-me?
Ele olhou para ela. Naquele momento, ela precisava de um reforço positivo para soltar a guerreira que havia nela sempre que estava confiante.
- Vou. Não perdia isto por nada – confirmou ele, acompanhando-a até ao corredor que ia dar à arena. Acrescentou num tom mais baixo, junto do ouvido dela, para que apenas ela ouvisse: - E vais-me deixar orgulhoso, tenho a certeza.
O sorriso dela surgiu. O sorriso como um raio de sol no meio de uma tempestade, grandioso como o luar numa noite de lua cheia. Aquele que continha a confiança e a força que a levaram àquele momento.
O staff do Exame começou a preparar-se para apresentar o combate seguinte. Vozes sobrepunham-se e esperavam o momento certo. Quando surgiu Shinuyan, Hikaru afastou-se para se juntar à plateia, ainda sendo capaz de ouvir o “obrigada” da jovem que treinava antes de cruzar a esquina.
Ayame respirou fundo, tentando abstrair-se da confusão. Já estava a entrar dentro do seu estado de concentração quando Shinuyan a interpelou, visivelmente nervoso pelo ligeiro tremelicar da voz:
- Hey… Boa sorte para ti.
- E para ti também – desejou ela, sorrindo.
Enquanto caminhavam para a arena, ela soube. Nada nem ninguém iria fazê-la perder a confiança em si mesma. Por ela, por aqueles que confiavam nela.
A arena era essencialmente de terra batida, com ocasionais árvores, arbustos e pequenas zonas relvadas, e tinha longas paredes que terminavam nas bancadas, cheias de espectadores, que conversavam alegremente, criando um burburinho de vozes.
Ayame reparou numa kunoichi loira que facilmente reconheceria, a esbracejar na bancada para atrair a sua atenção, ao lado de uma outra com cabelo azul ao seu lado que olhava para a amiga com um ar embaraçado. Não resistiu a rir e acenou ligeiramente para as amigas. Viu a felicidade de Hana a agarrar-se a Tora quando acenou.
O jounin que acompanhara Ayame e Shinuyan até à arena parou junto do centro desta e leu rapidamente as regras do combate, perguntando se tinham entendido. Perante a confirmação dos dois, o ninja deu ordem para iniciar o combate, desaparecendo num shunshin.
Os dois konohanins fitaram-se durante alguns segundos em silêncio, esperando que um iniciasse o combate. Ayame sabia que não queria fazer o primeiro golpe. Afinal, aprendera que era com os primeiros movimentos que se fazia a análise primária de um adversário e ela queria ter essa vantagem. Esperaria que Shinuyan se fartasse de esperar para assim construir uma estratégia.
Sabia que ele era um Hyuuga, logo teria garantidamente o Byakugan. Saberia onde atacar para a dominar, tal e qual como ela sabia através do estudo de anatomia, e ele ainda tinha a vantagem de ver o local certo no exacto momento. Quase sem hipóteses de falhar. Não poderia garantir que ele tinha o Juuken, o estilo de luta típico dos Hyuuga, pois haviam raras excepções à regra. Mas mais valia prevenir que remediar. Assim que percebesse um pouco mais das suas habilidades, iria afastar-se e manter-se longe dele, atacando de longe.
A sua paciência foi recompensada. Shinuyan fartara-se da troca de olhares e partira para a kunoichi com as palmas abertas. Ao tentar ataca-la com um Shukūken, uma palmada de chakra, bateu simplesmente num tronco. Ayame tinha sido mais rápida que ele a realizar o selo para o kawarimi.
Só com aquele pequeno movimento, Ayame percebera que era mais rápida a realizar selos e que a velocidade de Shin era algo a temer se não quisesse ser tocada.
O Hyuuga voltou-se rapidamente e desapareceu num shunshin, tentando apanhar a iryo-nin de surpresa pelas costas. Com selos rápidos, iniciou o Raiton: Sogeki Tenrai, cobrindo a sua mão com pequenos relâmpagos, sem reparar no cabelo eriçado da adversária. Ao mandar o seu chakra concentrado em forma de raio, foi igualmente atacado com o Harisenbon, um ataque que utilizava o cabelo como espinhos de cacto. Foram ambos projectados alguns metros. Ayame sentia a sua pele quente do raiton que levara nas costas e Shin acabara de ser picado por dezenas de espinhos na parte frontal do seu corpo, tendo protegido a face a tempo.
- Não me apanharias desprevenida só por tentares atacar nas minhas costas – disse ela, de forma calma e com um sorriso desafiador, enquanto via Shin a sacudir os espinhos. Por trás dela, ouviam-se algumas vozes espantadas naquele burburinho da bancada.
- Admito que essa foi uma boa jogada. Estarei atento a mais surpresas como essa – reflectiu o rapaz dos olhos claros. – E tu também devias estar. Byakugan!
Ao terminar de falar e activar o seu doujutsu, criou um clone seu com o Karasu Bunshin no Jutsu e ambos partiram para a gennin com chakra a brilhar na palma das mãos.
Aproveitando a distância entre os dois, Ayame utilizou o Ha no Kata para criar um tensen e, quase de forma automática, preparou e lançou um Kamaitachi no Jutsu contra Shin e o seu clone, foram projectados para trás e este último desfez-se em corvos. Antes que os corvos se tornassem um impecilho, a kunoichi mandou um segundo Kamaitachi no Jutsu, para reforçar o efeito do primeiro e inclusive levantou poeira. No meio da mesma, a kunoichi iniciou a sua pequena estratégia. Sabia que ele era competição feroz em velocidade e, como tal, tinha que estar prevenida. Desfez o seu tensen para recuperar algum chakra e invocou o seu Bane no Homunkurusu de forma discreta, escondendo-o entre as folhas das árvores e finalizando com alguns selos. Preparava assim um jutsu para utilizar quando necessário.
Na bancada norte, Hana e Tora observavam atentamente a batalha, ansiosas por uma vitória da amiga.
- Um segundo kamaitachi? Sem sequer se inteirar da posição do Shinuyan? Parece desperdício de chakra – comentou Tora, preocupada com as reservas de chakra da amiga. Afinal, ninguém tinha reservas infinitas e qualquer jutsu iria pesar nelas.
- A Ayame terá pensado em algum plano. Não me parece que ela fosse tão precipitada – disse Hana, colocando a face entre as mãos, apoiada no corrimão da bancada. – Os iryo-nin não devem desperdiçar o chakra. É uma das coisas que nos dizem desde o primeiro dia.
- E ela não o fez – disse uma voz masculina ao lado delas.
As kunoichi olharam para a origem da mesma e Hana abafou um gritinho de surpresa. Ele aparecera de repente. Sussurrou para Tora, para a inteirar da situação:
- Aquele é Hikaru-sensei, um dos médicos do hospital. Julgo que é o tutor da Ayame.
A Nara fez um sinal de compreensão. A iryo-nin perguntou então:
- Então acha que ela fez aquilo com alguma intenção?
- Tenho a certeza. Para levantar pó. Podem não ter reparado, mas ela agora tem uma pequena surpresa escondida naquela árvore à direita da nuvem de pó que pode virar o combate para ela facilmente.
Hana e Tora voltaram-se novamente para a arena à procura da surpresa que o jounin falava, onde a poeira começava a assentar.
Shinuyan levantou-se. Levara com um dos kamaitachi directamente sem que o conseguisse impedir. O poder de ninjutsu da kunoichi era bem superior ao seu. Se havia algo em que sabia que seria melhor que ela, seria no taijutsu.
- Está na hora de acabar com a brincadeira – disse ele, cuspindo para o lado a saliva empoeirada que tinha na boca.
Com um shunshin, aproximou-se da kunoichi e iniciou o seu Hakke Sanjūni Shō, um dos estilos pertencentes ao Juuken Ryuu. No entanto, os dois primeiros golpes, Ni Shou, acertaram no ar e em algumas folhas esvoaçantes. Ayame escapara com um shunshin.
- Mas que… - balbuciou ele, surpreendido com a escapatória. Sabia que ela não teria hipóteses de escapar com a velocidade que vira nela. Tinham velocidades semelhantes e ela seria apanhada facilmente dentro do alcance do juuken. No entanto fora capaz de escapar.
Ayame soltou uma leve gargalhada, sem comentar a surpresa de Shin. O Hijou Kaihi seria o seu pequeno segredo para a vitória.
Shinuyan voltou a repetir o processo: shunshin seguido de Hakke Sanjūni Shō. Novamente acertou no nada e Ayame estava novamente noutra posição, com um sorriso na cara. De alguma forma, ela conseguia escapar àquele que era o seu melhor jutsu. Ela estava a brincar com ele e a manter-se à distância. Se era distância que ela queria, então iria ver como é que ela se safava contra dois. Fez alguns selos rápidos, mordeu o seu polegar e invocou Gogyou, a sua kuchiyose. Gogyou era uma kuchiyose humanoide e visivelmente mutante, com quatro braços e menos dedos nas mãos e nos pés do que seria esperado, factor compensado com a grossura destes. Era grande, com pele escura, com um aspecto grotesco.
Ayame revirou os olhos. Ela também conseguia ter apoio e alguém para lidar com a kuchiyose. Repetiu o mesmo procedimento rapidamente e invocou Daichi, a sua bela raposa da terra, que se enrolou de imediato nas suas pernas.
- Daichi, preciso que mantenhas aquele gigante ocupado. Mesmo que não consigas ganhar. Ok? Dá-me algum tempo – pediu ela para que apenas ele ouvisse. – Tenho uma coisa planeada e preciso de tempo para ver se resulta.
Ele não precisou de falar. Ronronou, acenando com o focinho, e caminhou em frente para junto do gigante, que era bem maior que ele. Bastava mantê-lo entretido. Ayame faria o resto. Durante minutos, a raposa era capaz de saltar e esquivar os ataques, aproveitando a sua agilidade e utilizando o peso e a grandeza daquela kuchiyose contra ela própria.
Aproveitando aquele momento, a kunoichi iniciou um Hyakkaryōran e uma cortina de pétalas envolveu os dois konohanins.
- Achas que isso funciona contra mim? Consigo ver onde tu estás – questionou Shin, retirando a sua katana para atacar.
Ela sabia disso. Por isso, com alguns selos rápidos, activou a sua kekkei genkai no primeiro nível, Rinsei no chi, que lhe permitia ter uma maior percepção de todos os acontecimentos próximos que envolvessem a natureza, e fez os selos para o Kōsui Seishinbyō, um genjutsu psicótico seu, enquanto se dirigia até ele, esperando que fosse um dos seus últimos jutsus naquele duelo. O aroma floral do genjutsu misturou-se ao Hyakkaryōran, mesclando-se. E Shin caiu na armadilha.
Na sua óptica, Gogyou reclamava da sua incompetência enquanto tentava lutar contra uma raposa esquiva, como se fosse ele o único capaz de fazer alguma coisa, situação que o irritou.
- Pelo menos, estou a esforçar-me, enquanto tu não consegues acertar uma – gritou-lhe.
- O que estás para aí a dizer? – questionou o gigante, que estava longe demais para ser envolvido no genjutsu.
- O que tu ouviste. Se sou um inútil, tu também és!
- Bateste com a cabeça, rapaz?
O Yon Hoko começava a ficar irritado com os insultos sem sentido. A irritação começava a afectar o seu julgamento e a toldar-lhe a visão.
Nas bancadas, o público não entendera o que se passara. O duelo parecia ter entrado numa pausa, com troca de insultos entre invocador e invocado.
- Hana-chan, isto é um genjutsu? – perguntou Tora, uma vez que Hana conseguia ver o coração dos envolvidos.
- Sim – confirmou ela, acrescentando alguns detalhes: - O Shinuyan caiu na genjutsu da Ayame e está a sentir-se insultado pela própria kuchiyose, que, por sua vez, está bastante irritado. Foi uma ideia interessante da parte da Ayame tentar combinar o Hana Ninpou com o seu próprio jutsu. Ele dificilmente repararia que era um genjutsu desta forma.
Na arena, Gogyou parara de tentar atacar Daichi, irritado. Viera em socorro do seu invocador e este apenas o maltratava.
- Não vim aqui para isto – disse ele.
- Exacto, não vieste aqui para nada, pelos vistos – retorquiu Shin ao comentário da kuchiyose. Sabia que Gogyou tinha pouca paciência e se irritava facilmente, mas não esperava que este o insultasse. Resolveu terminar com o jutsu de invocação, já irritado com a situação. Quando deu por si, estava preso dentro de uma trepadeira de Ayame (Tsubaki no Shibari) e esta estava a apontar-lhe uma katana.
- Desiste. Estás cercado. Em dois segundos, terás dezenas de shurikens a atacar-te. Não tens hipóteses, nem mesmo com o teu juuken ryuu – ameaçou ela.
- Nem pensar!
Ayame utilizou o Hana Ninpō: Hikarakuyō, transformando as pétalas em shurikens que se dirigiram para Shinuyan. Antes que o tocassem, com um selo rápido, o Hyuuga utilizou o kawarimi, deixando para trás um tronco com uma kibaku fuuda. Ayame redirecionou as pétalas de imediato, sendo projectada contra uma parede pela explosão do papel.
A multidão de espectadores ficou em silêncio por momentos pela tensão do momento. Shin tinha sido atingido pelo redireccionamento das shurikens de flor e Ayame levara com uma explosão. Quem se levantasse seria o vencedor.
Foi então que Ayame se levantou a custo e observou a arena, confusa. Os espectadores gritaram em excitação pelo final emocionante.
Shin estava no chão, com dezenas de cortes no corpo. Ela tinha conseguido perceber o local para onde Shinuyan se tinha movido através da sua kekkei genkai e, no último momento, movimentara o seu braço para direcionar as shurikens. Abdicara da sua protecção por uma hipótese de vencer o combate e conseguira.
O jounin que apresentou o combate aproximou-se dela e levantou-lhe o braço:
- E a vencedora é Ayame Midori!
Uma enchente de aplausos invadiu a bancada, levando a jovem a ficar vermelha de embaraço. Hana e Tora saltavam na bancada. Ayame era capaz de jurar que ouvia as duas a gritar “Eu sabia que conseguias!”. Uma dupla entrou de rompante pela arena. Era Kazuma e Hikaru, que a abraçaram e parabenizaram pelo excelente combate.
- Foste brilhante! Muito bem! – dizia Kazuma, orgulhoso da irmã.
- Um espectáculo. Só podias ser minha aluna – comentou Hikaru, que se habilitava a levar com outro murro.
No entanto, Ayame não reagiu como fizera anteriormente. Fazia questão de se dirigir a Shin para o curar. Fora um pouco violenta com ele. Hikaru, entendendo a acção dela, seguiu-a.
- Eu faço isso. Abusaste um bocado no chakra.
Hikaru já estava a curá-lo quando entraram os paramédicos e Shinuyan acordou. Enquanto o jounin orientava os paramédicos quanto ao estado de Shin, Ayame dirigiu-se a ele:
- Parabéns, Shin. Foi um excelente combate.
- Os parabéns são para ti. Mereceste. E ainda vieste aqui para me ajudar – disse ele, com a voz cansada.
- Não me ia sentir bem comigo mesma se não o fizesse, para ser sincera. E safaste-te muito bem, a sério. – disse ela, sorrindo. – Sabes… Queria também pedir-te desculpa por ter usado aquele genjutsu em ti. Na verdade, a tua kuchiyose não disse nada pejorativo.
Shinuyan fitou Ayame, um pouco incrédulo. Acabou por bater com a mão na testa.
- Oh… Suponho que agora deva um pedido de desculpas ao Gogyou…
- De certeza que ele perceberá a situação…
Os paramédicos interromperam a conversa para levarem o Hyuuga para observação. Os dois konanins falariam mais tarde, de certeza. Naquele momento, precisavam ambos de descansar.


Duelo de Rich
Citação :
"Eu...eu passei?! Eu não acredito que passei..."

Continuei a caminhar pelo corredor. No fundo havia a mesma luz que eu reconhecia da semana anterior, quando tinha lutado contra Zef. Quando mais me aproximava mais nítida se tornava a figura do lado oposto. Apenas conseguia ver manchas rosa. Quando saí do tunel a figura tornou-se nítida: uma linda kunoichi, colega de vila e uma amiga. Pela segunda vez consecutiva eu lutava com um amigo e era o que mais me custava. Aproximámo-nos do centro da arena onde o mesmo jounin nos aguarda:

- Bem-vindos à 2ª fase do exame. As regras do combate são as mesmas: No duelo quase tudo é permitido, menos matar o adversário, mutilá-lo, abusar de seu corpo ou sair da Arena. Entendido?

- Hai
- Hai - dissémos

- Muito bem... Boa sorte aos dois!

Assim que o jounin saiu, com um shunshin, uma voz no altifalante anunciou o início do combate e a plateia explodiu de euforia. Fizémos uma vénia e, antes de começarmos a lutar, eu pronunciei apenas com os lábios "Boa Sorte" e pareceu-me que ela tinha correspondido á mensagem.
- "Byakugan"!

Ativei o meu Byakugan para acompanhar os movimentos de Ayame. Começámos uma corrida em volta da arena, esperando alguém lançar o primeiro ataque. Ayame começa a fazer uma combinação de selos e, das suas mangas, saem alguams pétalas de cerejeira. Em segundos, estas começam a levitar e a rodar, sempre no mesmo sítio. Ao comando de Ayame, as flores são lançadas na minha direção.

"Porra...."

O byakugan ajudava a acompanhar os movimentos da shurikens de flores, mas não era tão eficaz como o Sharingan. Duas atreveram-se a ir mais rápido, mas com um mortal para trás, desvio-me delas. Outras duas vieram logo de seguida. Saquei duas kunais e lancei-as em direção ás duas shurikens, que desviaram-se da sua rota, mas uma terceira shuriken apareceu do nada e raspou-me o braço:

- Arrgh! - gemi

Um pequeno dente de leão desce em frente aos meus olhos e, atrás dele, aparecem mais dentes de leão. Ao olhar em redor vejo que estou rodeado de cópias da kunoichi. Todas elas tinham uma pequena percentagem de chakra, mas uma tinha um fonte "normal":

- Apanhei-te!

Concentrando chakra pelo corpo e depois o chakra raiton na mão, faço a combinação necessária de selos e disparo uma raio de Raiton na direção da suposta cópia. Ayame foi projetada para trás e, quando o jutsu acabou, o seu abdómen ficou dormente. O jutsu dela foi cancelado e esta era a minha oportunidade para contra-atacar. Enquanto ela se levantava, agarrada ao abdómen, usei alguns shunshins para me aproximar o suficiente dela. Com a bandana colocada, dou uma cabeçada nela. Ayame, apanhada de surpresa, cambalea para trás com um golpe na cabeça. Caminho para ela:

- Desculpa...

E dou-lhe um murro no abdómen fazendo-a contorcer-se para a frente:

- E desculpa.

Por fim dei-lhe uma joelhada na cara. Ayame cai para trás, mas com um kawarimi ela substituí-se por uma das suas shurikens de pétala. Ayame re-aparece alguns metros mais atrás enquanto fazia selos. Num rápida passagem a sua pele começa a ficar num ligeiro tom esverdeado e a ferida na cara e testa começam a ser regeneradas pela fotossíntesse que Ayame fazia. Em breves momentos as suas feridas estavam saradas e não se viam mais. Voltámos a iniciar uma corrida em volta da arena. Ela faz mais uma sequência e eu vejo uma nova alteração no seu chakra. A partir da sua posição, o chão parece que se eleva um pouco e o meu Byakugan vê uma corrente de chakra vindo na minha direção. Viro-me para trás e começo a correr para a parede da Arena. A corrente estava cada vez mais próxima, mas eu também estava mais próximo da parede. Com uma concentração de chakra na sola dos pés, dou um salto e agarro-me á parede. Nesse momento um grupo de trepadeiras elevam-se do chão e começam a perseguir-me pelas paredes da Arena. Utilizando o Kinobiri, continuo a correr pela Arena com as trepadeiras a seguir-me:

- Arrgh larguem-me! - resmungo

Tiro a katana e viro-me para as trepadeiras. Elas investem para mim, mas com um golpe, corto-as. Pensando que elas já estivessem destruídas. Onde elas estavam cortadas nascem novas partes. Estas voltam a investir contra mim e, com mais um corte, elas são destruídas. Como aconteceu anteriormente as trepadeiras voltam a crescer como se nada tivesse acontecido.

"Vou ter de atacar a raíz do problema: Ayame!"

Com um rápido shunshin, uso esse impulso para me atirar da parede em direção a Ayame. As trepadeiras voltam a seguir-me a uma enorme velocidade. Tem de haver uma maneira de eu cancelar o jutsu e acho que já tenho a solução. Com o selo do Rato feito começo a concentrar chakra Raiton na mão até esta ficar amarelada. Já perto dela uso o selo do Pássaro e deixei a energia sair. Ao mesmo tempo um turbilhão de pétalas começou a rodear-me, mas como Ayame estava momentaneamente cega, o jutsu não foi efetivo. Com um rápido corte com a katana, avancei pelo turbilhão, deixando para trás alguns papéis explosivos. Concentrei chakra na palma da mão e, quando Ayame recuperou a visão já era tarde, dei-lhe uma descarga de chakra no braço, fechando alguns pontos de chakra e causando dor e dormência. As trepadeiras estavam agora mais fracas, mas continuavam a querer prender-me. Com outro rápido corte, destruí as trepadeiras e desta vez elas não regeneraram-se. Ayame forma algumas pétalas na sua mão e pronuncia:

- Katana!

As pétalas começam a moldar-se na forma de uma katana e parecia ter a mesma resistência que uma arma real. Ayame experimentou cortar o ar com a katana, testando-a. Ao ver que a arma estava em excelentes condições, iniciámos uma corrida com as armas em riste. Num rápido choque as armas lançaram as suas faíscas e uma dança quase-mortal iniciou-se. Eu e Ayame rodopiávamos em faíscas, som de metal a chocar. Era uma dança equilibrada e não parecia que nenhuma ia ceder. Eu procurava constatemente uma brecha, mas Ayame era uma excelente lutador e nós estávamos muito equilibrados. Apliquei mais força na espada e a lâmina de Ayame escorregou dando, finalmente, a brecha necessaária. Dei-lhe com a parte oposta à lâmina nas costelas, seguido de uma rasteira que fez Ayame cair de joelhos:

- Isto acaba aqui! - disse-lhe

Coloquei-me na posição do Juuken e concentrei o chakra pelo corpo:

- Hakke Sanjūni Shō.

A área mudou e eu comeceia distribuir os golpes:

Dois Golpes : Ni Shou;
Mais dois golpes (totalizando quatro golpes) : You Shou
Mais quatro golpes (totalizando um total de oito golpes) : Hachi Shou
Mais oito golpes (totalizando um total de dezasseis golpes) : Juroku Shou
Mais dezasseis golpes (totalizando e terminando com trinta e dois golpes) : Sanjuni Shou.

Quando acabei, Ayame foi atirada para trás ofegante e magoada. O Jounin aproximou-se e agarrou-me no braço:


- O vencedor é.... Hyuuga Shinuyan!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorou

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Belem/ Pa - Brasil
Número de Mensagens : 2883

Registo Ninja
Nome: Azura Inugami
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 16915
Total de Habilitações: 349,5

MensagemAssunto: Re: [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan   Sab 21 Set 2013 - 0:58

Votações Abertas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rods

Conselheiro | Kumo
Conselheiro | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nas nuvens
Número de Mensagens : 236

Registo Ninja
Nome: Kou Mitsukubane
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7360
Total de Habilitações: 158,25

MensagemAssunto: Re: [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan   Sab 21 Set 2013 - 1:53

Uma coisa que é válida ressaltar é a escrita de ambos os duelos. Se fizeram de forma clara e cumpriram seu papel de transmitir, no fim das contas, o que se passou a arena. Tanto a Shibi quando o Rich já haviam mostrado o quanto podem ser bons e organizados quando a questão é uma boa escrita.

Dito isso, devo dizer que o meu voto, dessa vez, vai para a Shibi. O agradável no texto dela é que, além da batalha proposta em si, há toda uma assinatura da própria personagem:suas determinações, suas atitudes, tudo isso se mostrou muito vivo durante os momentos (e até depois dela, na cena da cura). Por mais que, como confessado em uma conversa, lutas não sejam o seu forte, a Ana soube muito bem como levar isso de modo que se tinha uma estratégia como base e desdobrou todos os outros movimentos (muito coerentes, devo ressaltar).

O texto do Rich, não obstante, se fez tão leve quanto sucinto. Utilizou de trocadilhos cômicos e movimentos característicos em seu decorrer e o fez muito bem, sem dúvida. Entretanto, enquanto lia, me parecia que "lutava somente por lutar", sem táticas, apego a fidelidade ao adversário. Talvez por ser sua segunda luta não tenha tido muitas opções para diferenciar os jutsus ao longo disso (o fim foi bem semelhante ao do Zef, por exemplo) .

As lutas foram muito boas e me agradaram bastante. Parabéns aos dois.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bruno Moraes

Administrador | Iwa
Administrador | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Localização : Em algum lugar de lugar nenhum
Número de Mensagens : 3387

Registo Ninja
Nome: Kyo Kusanagi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 14350
Total de Habilitações: 733,75

MensagemAssunto: Re: [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan   Sab 21 Set 2013 - 2:54

Para ser sincero não gostei muito do final dos dois, achei que não foi algo impactante e que fosse surpreendente. Sobre os duelos achei de mesmo nível em comparação os combates, só que Shibi conseguiu me cativar melhor com os sentimentos de seu personagem, apesar de Rich escrever algo em primeira pessoa não senti isso em seu personagem. Outra coisa que vi é não usaram muito bem um o char do outro, creio por nunca terem feito algo em conjunto dificultou para saber usar de melhor forma o char de seu oponente.
 
Mas gostei da forma simples e suave que os dois textos se apresentaram, não sendo difícil imaginar as cenas, por isso dou os parabéns a ambos. Mas meu voto vai para Shibi por ser mais coesa a usar os dois chars e conseguir passar melhor os sentimentos do char.
 
Então mais um voto para a Shibi  
 
P.S: Foquei-me mais no que não gostei para melhorar isso no próximo duelo. OK 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hana

Conselheiro | Konoha
Conselheiro | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : In your mind ;)
Número de Mensagens : 3255

Registo Ninja
Nome: Hana Yamanaka
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7945
Total de Habilitações: 362,5

MensagemAssunto: Re: [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan   Sab 21 Set 2013 - 5:44

Citação :
O pavio curto parecia ser uma característica comum das médicas.
Juro que ri-me demasiado disso Razz
Com Hana é principalmente no que diz respeito à beleza para tirá-la do sério xd

E Shibi, a única coisa que devo dizer sobre a utilização de Hana, é que ela SEMPRE usa -san para todos, há exceções de Kou-kun, Mo-kun, Sakura-sama e Tsunade-sama, fora isso ela sempre usa -san, para kuchiyoses, melhores amigos, inimigos, todos Wink

Agora vamos falar dos duelos, fiquei extremamente contente em ver que o que eu ia comentar foi dito pelo Bruno e pelo Rods, let's go:

Ação: Rich escreve algo muito mais dinâmico, não há o que se pensar, o texto dele dá certa adrenalina que falta ao da Shibi.

Táticas: Como o Rods disse, o duelo do Rich me passou a ideia que ele atacava somente por atacar, não percebi muito a utilização da inteligência, o que foi totalmente o oposto ao da Shibi em que Ayame utilizara estratégias todo o tempo.

Utilização do adversário: Confesso que fiquei extremamente decepcionado com isso, ambos utilizaram muito mal o inimigo, digo em termos de duelo (isso minha opinião). Shibi fez o Shin ser praticamente humilhado por não conseguir pensar em uma tática, apenas Ayame pensava no duelo. Rich fez Ayame lutar como um boneco programado, ela usava jutsus, algumas combinações, mas nada realmente inteligente. Repito, podiam ter prestigiado os inimigos com algumas táticas mais legais.

"Parte filler": Para mim foi a decisiva, chamo de filler a parte que não seja da ação (não que seja sem importância, apenas não tem ação). Shibi descreveu lindamente o ambiente e os sentimentos que Ayame tinha, as descrições foram fabulosas e deram suavidade na leitura, eu com muito sono consegui ler o texto dela sem problemas tamanha fora a delicadeza da escrita, ela se preocupou bastante em deixar algo prazeroso ao leitor. Rich pecou nisso, focou demasiado em ação e, como disse o Bruno, mesmo o texto em primeira pessoa não conseguiu passar os sentimentos de Shin (até parabenizo a Shibi pela ideia de usar Hana com o jutsu de perceber os sentimentos para descrever os sentimentos dos adversários).

Voto: Em termos de duelo achei o nível semelhante (Shibi com táticas, Rich com descrição da ação; e ambos a não usarem bem a personagem do outro). Agora em termos gerais fico com a Shibi pela escrita impecável, suave, prazerosa e muito bem descrita, de forma que transporta o leitor à todo Exame Chuunin, é possível sentir a tensão e o ambiente de tal evento, não apenas o duelo do momento.

(Desculpem, escrevi demais :c e tal como o Bruno, foquei nos 'problemas',
dessa forma poderão ter maior atenção nos próximos textos^~
Parabéns à ambos, gostei de ter esse tempo a ler o texto de vocês )
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rich

Moderador | Konoha
Moderador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Não olhes para trás neste momento...
Número de Mensagens : 1766

Registo Ninja
Nome: Uchiha Takeshi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 630
Total de Habilitações: 257,5

MensagemAssunto: Re: [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan   Sab 21 Set 2013 - 10:30

  Eu vou votar na Shibi, não só pelo fair-play, mas porque ela merece. Ela fez um duelo brilhante e quase perfeito. Shibi, tu mereces esta vitória, PARABÉNS!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://senpai-k.tk
Brian$

Administrador | Suna
Administrador | Suna
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 24
Número de Mensagens : 1661

Registo Ninja
Nome: Brian Borges
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 279
Total de Habilitações: 758,5

MensagemAssunto: Re: [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan   Sab 21 Set 2013 - 16:20

Ao meu ver, ambos os duelos tinha uma boa linguagem, que de tão fluída possibilitou uma leitura rápida de ambos sem acarretarem em cansaço por parte do leitor. Porém, eu dou meu voto para a Shibi, pois, além da bela escrita isenta de erros de concordância, ela usou o char do Rich de forma mais coesa, enquanto que o rich parece não ter frisado bem em alguns momentos as diferenças entre as habs. da Ayame, tendo esta um nível superior de ninjutsu.

Mas, dou os parabéns aos dois. Dou a shibi os parabéns por, mesmo não sendo muito fã de duelos, fez um com uma linguagem de fluida e ao meu ver com boas estratégias. Também dou meus parabéns ao Rich por ter feito um bom combate e por ter perseverado bastante no exame e, considerando que ele fez este novo char a pouco tempo e já se engajou num teste desse nível, ele se provou ter um grande potencial. Mas, mesmo assim, dou meu voto para shibi pelos motivos expostos anteriormente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan   Sab 21 Set 2013 - 16:40

Reservo já que ninguém quer D:
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
killer999

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 26
Localização : In your head
Número de Mensagens : 12265

Registo Ninja
Nome: Angelus
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 31866
Total de Habilitações: 693,75

MensagemAssunto: Re: [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan   Dom 22 Set 2013 - 20:55

Excelente escrita Shibi, adorei o teu duelo e a forma como conseguiste ganhar, a forma como puseste todos os personagens a interagir foi interessante. Contudo acho que podias ter utilizado melhor o taijutsu do personagem do Rich, assim como as suas ideias (teoricamente os Hyuugas até são inteligentes ).

Rich o teu duelo foi mais curto que o da Shibi, mas também teve emoção, em termos de acção esteve superior ao da Shibi, mas acho que utilizaste e sobrestimaste e muito a personagem da Shibi, que até é superior a tua. 


O meu voto vai para a menina
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.dragonball-pt.info
Shibiusa

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 26
Localização : Jardim à beira-mar plantado
Número de Mensagens : 3515

Registo Ninja
Nome: Ayame Midori
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5470
Total de Habilitações: 228,5

MensagemAssunto: Re: [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan   Dom 22 Set 2013 - 21:46

Agradeço os comentários Smile
Tive muitas dificuldades a utilizar o Shin, é verdade. E logo eu, que adoro os Hyuuga (até costumo utilizar a Hinata nos jogos de Naruto porque acho o juuken extremamente interessante e forte). Acho que a culpa é mesmo de estar habituada a fazer combos na minha cabeça e a falta de jutsus do Shin levou a que ficasse um bocado bloqueada nisso (Rich, faz um favor a toda a gente e vai comprar mais jutsus, sff xd). O final não foi do meu agrado, de todo. O Brian que o diga, que me aturou a queixar-me do meu final não sei quanto tempo xd Decidi enviar assim por falta de ideias de como resolver aquele final. Talvez me custe o rank de chuunin (se é que algum dia tive hipóteses), mas pronto. Sabia que tinha que dar tudo por tudo neste duelo porque era o único onde podia ter alguma hipótese de brilhar e essa hipótese desfez-se com aquele final.

Concordo que, tanto eu como o Rich, utilizamos mal a personagem um do outro e não há volta a dar. É um facto. O Rich tem uma coisa que eu não tenho, que é conseguir visualizar um combate. Mesmo com isso, acho que faltava a estratégia. Apesar da escrita, apesar da acção, falhou ali a estratégia porque parecia que ambos (não era só a Ayame) estavam ali a atacar por atacar, a mandar uns jutsus e a responder aos ataques do outro. Nada que uma pessoa não aprenda com mais prática, não é? E o essencial está lá. A escrita, a visão e a motivação Smile
Por isso, dou um voto ao Rich ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rich

Moderador | Konoha
Moderador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Não olhes para trás neste momento...
Número de Mensagens : 1766

Registo Ninja
Nome: Uchiha Takeshi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 630
Total de Habilitações: 257,5

MensagemAssunto: Re: [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan   Qua 25 Set 2013 - 14:03

Um Bump para avaliarem os duelos, por favor :/
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://senpai-k.tk
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan   Sab 28 Set 2013 - 0:40

Avaliação de Ayame Midori:
HN:
Ninjutsu: 20,5+1,75=22,25
Taijutsu: 4
Kenjutsu: 6,75
Genjutsu: 5,25+0,25=5,5
Selos: 8,75+0,5=9,25
Trabalho de Equipe: 7,5

HC:
Força: 3,5
Agilidade: 9+0,75=9,75
Controle de Chakra: 16,75+1,75=18,5
Raciocínio: 7+0,75=7,75
Constituição: 7,5+0,5=8

Total avaliado: 6,25/7
Total de Habs.: 96,5+6,25=102,75

Avaliação do Hyuuga:

HN:
Ninjutsu: 10,25+0,5=10,75
Taijutsu: 8,5+0,75=9,25
Kenjutsu: 5,25+0,5=5,75
Genjutsu: 2,5
Selos: 6+0,25=6,25
Trabalho em Equipa: 2,75

HC:
Força: 5
Agilidade: 8,5+0,5=9
Controlo de Chakra: 11,5+0,75=12,25
Raciocínio: 3,25
Constituição: 6,75+0,25=7

Total avaliado: 3,5/7
Total de Habs.: 70,25+3,5=73,75

Comentários: A sério, não estou com cabeça para comentários extensos T_T.

O duelo da Shibi foi melhor em muitos pontos, perdendo só na dinâmica do duelo (apesar do seu final ter superado em muito o do Rich). Acho que ambos não usaram o personagem do outro no seu melhor, mas esse factor não é assim tão decisiva.
Voto na Shibi, there u go girl!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
Shibiusa

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 26
Localização : Jardim à beira-mar plantado
Número de Mensagens : 3515

Registo Ninja
Nome: Ayame Midori
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5470
Total de Habilitações: 228,5

MensagemAssunto: Re: [2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan   Seg 30 Set 2013 - 0:01

Resultados da votação:
Shibiusa -> 7
Rich -> 1

A recompensa de 1000 ryos é dividida de acordo com os resultados. Assim, Shibiusa ganha 875 ryos e Rich ganha 125 ryos.
Recompensas atribuídas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[2º Ronda] - Ayame Midori Vs Hyuuga Shinuyan
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Mundo Ninja :: Exames & Torneios :: [Arquivo] Exame Chuunin Julho 2013 :: 3ª Fase - Torneio-
'); }