Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [A Flor e o Tigre de Konoha] 17 - Festival

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: [A Flor e o Tigre de Konoha] 17 - Festival   Sab 11 Maio 2013 - 0:51

Filler
Título com Link
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
[url=]Hanami High School (Parte Final)[/url]
11
12
13
14
15
16
17



A Flor e o Tigre de Konoha
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
Saga Conjunta - Yamanaka Hana e Nara Tora

Filler 17 - Festival








No outro dia, Hana havia se recuperado um pouco daquele choque inicial. Estava bem mais tranqüila, mas ainda assim, inquieta com o ocorrido. O quarto das chuunins estava silencioso, exceto pelo barulho no banheiro, onde Tora cantarolava uma música qualquer enquanto tomava banho. Quando a Nara saía, percebia uma pensativa Yamanaka olhando a rua pela janela, e decidia chamar sua atenção jogando sua toalha ensopada na amiga, ficando completamente nua:

- Hey, Hana-chan, não fica assim. Vamos ter uma noite de garotas hoje, para esqueceres isso!

- YAAAAAAAAAAH, Tora-san! – gritava a loira, completamente vermelha ao virar a cabeça e ver Tora nua. – Ponha uma roupa, pelo menos! – completava, fechando os olhos e virando a cara.

- Hunf, não era isso o que eu pretendia... Mas não é má idéia... – dizia a kunoichi de cabelos azuis, com um tom de voz malicioso.

- YAAAAAAAAAH!

- Vamos Hana-chan, vamos passear pela cidade. Afinal, amanhã temos um novo destino, qual é mesmo? – perguntava, enquanto procurava algo para vestir.

- País do Céu. Espera Tora-san, País do Céu! O velho disse que era a terra natal dele. Não estou gostando nada disso... – dizia uma alarmada Hana.

- Deixa de coisa, gata, deve ser só uma simples coincidência, talvez ele nem more lá. – resmungava a menor, colocando suas roupas íntimas.

- Essas coincidências estão muito estranhas, Tora-san... Ele sabia meu nome e do meu namoro com o Yagami-san, e nosso próximo destino fica justamente no País do Céu. Acho que não devíamos ir... – finalizava a loira, preocupada.

- Ok, amanhã vemos isto com mais calma, hoje é a noite de garotas! Preferes esta ou esta roupa? – perguntava Tora, segurando duas peças em cada mão.

- Esta blusa rosa combina bastante com a saia preta da outra mão – respondia ela.

- Pois é com isto que tu sairás comigo. Eu vou com este vestidinho verde – respondia a Nara, mostrando um vestido um tanto ousado.

- Não o achas muito curto? E com muito decote? – a Yamanaka perguntava, um pouco envergonhada.

- Quero chamar a atenção. Principalmente por que o Akaho me disse ontem que estaria onde vamos hoje! – gargalhava a smurf.

(***)

A Vila dos Artesãos estava em festividades locais, portanto havia uma comemoração central, com diversas barracas na praça mais importante. Tora e Hana chegaram pouco depois do cair da noite, cerca de sete horas da noite. Já havia um número considerável de pessoas circulando, muitas famílias passeando com suas crianças – e mulheres compromissadas olhando torto para a chuunin de cabelos azulados, que chamava bastante atenção com pernas e colo à mostra. A Nara não parecia importar-se com os olhares e comentários à sua volta, enquanto varria o local à procura do rapaz que havia conhecido no spa. Até que de repente, avista uma conhecida mão a acenar, pedindo que se aproximasse. Radiante, ela puxava Hana até uma barraca mais além, de tiro ao alvo. Cumprimentaram-se, e logo depois Tora apresentava sua amiga ao rapaz que conhecera no dia anterior:

- Ah, então esta é a famosa moça de quem volta e meia falavas ontem, Tora-chan? Muito prazer, Hana-sama, sou Akaho. – dizia polidamente o rapaz, beijando uma mão da loira.

- O prazer é meu, mas não precisa me chamar de –sama! – respondia uma desconcertada Yamanaka. – Bem, eu vou... eu vou comprar uma bebida para nós, Tora-san! – dizia ela nervosamente, a levantar-se e sair com alguma pressa após ver uma figura um tanto familiar.

- O que houve com ela? – perguntava o ruivo.

- Ela é daquele jeito mesmo, e deve também estar com saudades do namorado, hahahaha, além de teres tratado ela por –sama. E bem, onde paramos mesmo a conversa de ontem? – perguntava “inocentemente” a garota Nara.

Hana havia corrido por entre algumas pessoas, mas o que quer que vira simplesmente havia sumido. Ela ainda dera mais umas voltas pelo festival, mas a figura não tornou a aparecer, certamente por causa do número de pessoas que estava crescendo continuamente. Decidiu voltar para a barraca onde estava sua amiga, mas antes, comprar uma bebida como havia prometido. Comprara um suco para si, e um amazake para a Nara, pois sabia que ela gostava de álcool mas não podia tomar bebidas fortes, como sakê. Após pagar, a Yamanaka sentia o chakra de sua amiga se aproximando aos poucos, parando em seguida. A loira olhava na direção de onde havia sentido o chakra, e no meio de duas barracas, via sua amiga em ponta de pé, com seus braços envoltos no pescoço do ruivo e os braços dele enlaçando sua cintura, beijando-se apaixonadamente. Quando a Nara descolava sua boca dos lábios do rapaz, ela percebia sua amiga pouco mais além, olhando embasbacada a cena. Corando de leve, Tora largava-se do abraço do rapaz e dirigia-se até a loira:

- Trouxeste amazake para mim, Hana-chan? – perguntava, tentando demonstrar naturalidade. – Sabes que eu prefiro algo mais forte, né?

- Hai, mas acho que sakê não ia te fazer bem – respondia ela. – Não mesmo! – completava, baixinho.

- Deixe de preocupação, viemos nos divertir! Vamos numa barraca de tiro ao alvo? O Akaho-kun disse que me venceria facilmente, quero massacrá-lo! – respondia, com brilho nos olhos.

- Tiro ao alvo contra uma kunoichi? Coitado do rapaz! – ria-se a Yamanaka. – Acho que vocês ficam bem juntos, eu vou voltar ao hotel...

- Nada disso, eu disse que essa noite seria de garotas. E as garotas devem vencer os garotos, não se preocupe com o...

- Ah, então estás aqui, Tora-chan! Pensava que tinhas desistido da disputa. – Akaho aproximava-se

- Claro que não, eu ganharei de ti de olhos fechados! Hana-chan, por favor... – pedia Tora, a segurar as mãos da amiga.

- Se eu não estiver atrapalhando nada... – dizia Hana, arqueando uma sobrancelha e olhando ora Tora, ora Akaho.

- Nã... Não atrapalharás nada! – a Nara apressava-se em dizer.

A loira divertia-se com o ar embaraçado de sua amiga, e resolveu acompanhá-la. Tora caminhava silenciosamente, tomando rapidamente seu amazake. Chegaram a uma barraca de tiro ao alvo, onde o ruivo ofereceu-se para iniciar a aposta que tinha feito com a pequena chuunin, derrubando duas caixas de chocolate, dois chaveiros e um urso de pelúcia. Chegava a vez da Nara, e antes de ela dar seu primeiro lance, alguém pousava uma mão no ombro do ruivo, apertando-o levemente. O rapaz parecia reconhecer aquilo sem nem mesmo olhar para trás, mas instintivamente, a Nara olhava para sua amiga, que encarava a figura com um ar de pânico:

- O que você quer aqui? O que fez à Hana-chan? – perguntava raivosamente a chuunin de cabelos azuis, pondo-se à frente de sua amiga.

- Hana-chan, um namorado e uma amiga impuros? Tsc, realmente é algo deprimente. – dizia o velho, sem olhar a Nara. – Não tens de se intrometer em assuntos que não te dizem respeito, garota impura. Pensava que eras apenas mais uma criatura mundana, mas não, seu chakra tinha de ser parecido com o daquele maldito.

- Hã? – perguntava-se a adolescente, visivelmente confusa.

- Sim, deves de ser alguém próximo dele. Deixariam o mundo bem mais limpo se fossem eliminados!

- Como é que é? – Tora preparava-se para avançar no velho, mas Hana segurava-lhe o pulso. – De quem você está falando? Você nem me conhece!


- Realmente não conheço, e nem desejo ter conhecimento de tal podridão. Espero que não corrompas a pobre Hana-chan com este teu chakra maldito – continuava o velho. – Vamos, Akaho-kun, temos de voltar ao País do Céu. Estarei esperando por ti... Ha-na-chan... – o ancião dizia pausadamente o nome da chuunin.

- A... Akaho, você... Está com este velho gagá?! – pergunta Tora, completamente confusa, e com uma lágrima equilibrando na pálpebra esquerda.

- Ordens são ordens, tenho de ir. Nos encontramos depois, Tora-chan – dizia, a piscar para a kunoichi.

- Malditos! Vocês me pagam! – a konohanin livrava-se da mão de sua amiga.

O velho sorria, criando um escudo rosa e sumindo à vista dos presentes. Já o ruivo lançava uma ofuuda para o alto, realizando uns breves selos e sumindo junto com o papel. Tora estava raivosa, e agora não mais escondia suas lágrimas, enquanto se segurava para não sair quebrando as barracas. Hana abraçava-a, e com algum esforço, conseguia convencê-la a ir para o hotel:

- Hana-chan, é questão de honra: temos de ir ao País do Céu! – declarava Tora, ainda em polvorosa pelo ocorrido.

- Mas Tora-san, não sei se seja uma boa idéia... Ele tem um chakra bondoso, mas mesmo assim eu sinto receio dele, não sei do que ele é capaz de fazer a nós. – comentava a Yamanaka.

- Não podemos fugir, Hana-chan! De qualquer maneira teríamos que ir para lá. Se queres saber a verdade sobre teu pai, ele é uma das etapas, temos de encará-lo. Apesar que, confesso, fiquei curiosa sobre o que ele falou em relação a mim, era como se...

- Ele conhecesse alguém com um chakra semelhante ao seu? – completava Hana.

- Será possível? Pelo que ele falou, não é como se fosse qualquer pessoa do meu clã, e sim alguém próximo. Será que ele conheceu o Shinji, ou até mesmo Tsuki? – perguntava-se a kunoichi de olhos verdes.

- Ou o seu desaparecido pai? – sugeria a loira.

O silêncio reinou no quarto. Tora respirou fundo, e soltou um quase inaudível “talvez”. Soltando seus cabelos, deitou-se na cama e fingia dormir, pensando em tudo o que acontecera: os insultos do velho, Akaho sumindo com ele... Hana também deitava-se, preocupada com o dia seguinte. Se ela mesma queria saber sobre seu pai, não podia negar este mesmo direito à sua amiga:

- Amanhã, Tora-san, sairemos de manhã cedinho. Precisamos chegar logo ao País do Céu. Boa noite – finalizava a chuunin de olhos azuis, desligando seu abajur de cabeceira.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bruno Moraes

Administrador | Iwa
Administrador | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Localização : Em algum lugar de lugar nenhum
Número de Mensagens : 3387

Registo Ninja
Nome: Kyo Kusanagi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 14350
Total de Habilitações: 733,75

MensagemAssunto: Re: [A Flor e o Tigre de Konoha] 17 - Festival   Sab 11 Maio 2013 - 1:33

Além da afinidade do velho com Hana, agora tem uma provável historia com Tora. Está ficando muito boa o enredo dessa historia.

Gostaria que o Kyo estivesse aí para dar cabo desse Akaho Mad . Como ousa beijar a minha Smurf (até parece que a Tora é pura xd), vou enviar o Kusanagi para o País do Céu para fazer esse Otário arder com as suas chamas Twisted Evil .

Agora me lembrei que a Tora é pura... pura maldade Hoho

Continua galera

Voltar ao Topo Ir em baixo
Jow

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 32
Localização : Hall of Valhalla
Número de Mensagens : 866

Registo Ninja
Nome: Jow Yagami
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 6515
Total de Habilitações: 446,5

MensagemAssunto: Re: [A Flor e o Tigre de Konoha] 17 - Festival   Dom 12 Maio 2013 - 16:26

Acho que vou fazer o Jow ir junto com o Kyo para o País do Céu, fazer com esse carinha vá literalmente para o céu .
Excelente filler Eve manda mais
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado





MensagemAssunto: Re: [A Flor e o Tigre de Konoha] 17 - Festival   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[A Flor e o Tigre de Konoha] 17 - Festival
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Konohagakure :: Fillers :: Fillers Arquivados-
'); }