Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Missão rank A - Os mortos caminham

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: Missão rank A - Os mortos caminham   Qui 9 Maio 2013 - 16:59

Rank da missão: A
Titulo da missão: Os mortos caminham
Descrição: Segundo relatos, dois grandes jounins já mortos a muito tempo foram vistos andando nos arredores de algumas vilas, se isto for verdade significa que algum nukenin poderoso os está controlando com o Edo Tensei. Sua missão é localizar o mestre deles e mata-lo, mas lembrem-se, lutar contra ninjas revividos com o Edo Tensei é algo extremamente perigoso, por isto todo cuidado é pouco.
Recompensa: 2400 ryos + 2 scrolls de novo jutsu + 1 ponto de cumprimento
Número de Ninjas: 3 ninjas de rank chuunin mais 1 de rank jounin
Pessoas Inscritas: 


  • Angelus (Killer999)
  • Kimura Endo (Orochi)
Voltar ao Topo Ir em baixo
killer999

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 26
Localização : In your head
Número de Mensagens : 12265

Registo Ninja
Nome: Angelus
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 31866
Total de Habilitações: 693,75

MensagemAssunto: Re: Missão rank A - Os mortos caminham   Qua 31 Jul 2013 - 0:13

Inscrito :=)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.dragonball-pt.info
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank A - Os mortos caminham   Qua 31 Jul 2013 - 1:16

Inscrevo-me para o Killer poder viajar pra minha Vila e fazer missão em Kiri. Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
killer999

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 26
Localização : In your head
Número de Mensagens : 12265

Registo Ninja
Nome: Angelus
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 31866
Total de Habilitações: 693,75

MensagemAssunto: Re: Missão rank A - Os mortos caminham   Qua 31 Jul 2013 - 12:54

Thanki Smile, mais um e começamos
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.dragonball-pt.info
killer999

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 26
Localização : In your head
Número de Mensagens : 12265

Registo Ninja
Nome: Angelus
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 31866
Total de Habilitações: 693,75

MensagemAssunto: Re: Missão rank A - Os mortos caminham   Qui 1 Ago 2013 - 20:27

Os nosso niveis são muito altos, acho que podemos começar (já agora podes dar início Smile)

Edit: Ótimo, pode deixar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.dragonball-pt.info
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank A - Os mortos caminham   Sab 3 Ago 2013 - 2:27

PRELÚDIO


A densa neblina cobria o vale vulcânico onde as águas quentes desciam até a entrada de uma grande e escura caverna encravada numa cadeia de montanhas serrilhadas ao norte do País da Água. Dois vultos serpenteavam rapidamente entre os riachos borbulhantes até que conseguiram chegar à entrada da caverna, onde um velho os aguardava com as mãos escondidas em seu pesado manto negro. Adornado com kanjis minúsculos, a túnica elegante balançava a medida que a neblina quente adentrava na passagem montanhosa. Seu dono, ansiosamente sorriu com a chegada dos dois vultos que terminaram por se colocar ao seu lado. - Irmão, conseguimos a atenção das Vilas próximas. - Disse um deles ao mostrar seus olhos escuros e seu rosto estranhamente pálido e sem vida que mostrava algumas cicatrizes na maior parte de seu rosto. Ao ouvir aquilo, o velho suspirou aliviado e iniciou uma vagarosa caminhada para entrar na caverna, seguido pelos dois vultos que de tão silenciosos, pareciam fantasmas na bruma.

Não demorou muito até que os três adentraram num grande salão iluminado por alguns veios de lava que traziam calor ao local. Nas paredes escavadas em dezenas de túmulos, esqueletos de ninjas antigos descansavam eternamente, exceto por duas covas que jaziam vazias. Sentando-se numa almofada em cima de um luxuoso tapete estendido no chão, o velho ergueu a mão convidando os dois para o acompanhasse enquanto ele iniciava a cerimônia do chá no momento em que a chaleira começava a zumbir. - Ótimo. Agora que chamamos a atenção dos vilarejos, a notícia se espalhará. Kirigakure mandará seus ninjas mais fortes. - Sorriu o velho, continuando. - Adicionarei mais ninjas à minha coleção. E depois nos vingaremos por nos terem traído, meus irmãos. - Terminou, levantando a xícara em reverência aos dois zumbis que o observavam com semblante sério.

*****

INTRODUÇÃO



O dia acabara de nascer quando Kimura acordou com repetidas batidas na janela de seu quarto. Ainda zonzo e sem ter noção de que horas eram aquelas, o jovem atirou-se da cama até o chão, tateando o botão de seu abajur para iluminar o cômodo. Acionando o objeto, a luz se fez clareando as frestas da janela escura, deixando transparecer o reflexo de uma máscara ANBU do lado de fora. - O Kage gostaria de lhe falar neste momento. - Sussurrou o ninja mascarado. Assustado com o horário que foi convocado, a adrenalina das palavras de seu companheiro o fez acordar instantaneamente e procurar por suas roupas e equipamento ninja. - Estou indo. - Balbuciou o garoto, amarrando o restante da mochila de viajem que sempre mantinha pronta para estas situações.

Abrindo a janela silenciosamente para não acordar ninguém em sua casa, Kimura sentiu o ar gelado atravessar seu corpo num estranho calafrio à medida que acompanhou o ANBU com um rápido shunshin, completando com vários saltos na direção da torre central. Os raios de sol já clareavam o telhado das residências mais altas no momento em que os dois ninjas convergiram chakra nos pés e correram pela lateral do prédio até a sala do Kage. As janelas estavam abertas e lá dentro, Okashii estava sentado aguardando a aproximação dos dois ninjas que acabavam de chegar. - Ohayô, Kage-sama. - Comentaram assim que surgiram na borda da janela. Acenando com a cabeça positivamente, Okashi os mandou entrar na sala. Kimura se espremeu cuidadosamente para não derrubar nenhum dos pergaminhos que estavam recostados à mesa, quando percebeu que já existiam mais dois ninjas na sala.

Um deles tinha porte mediano, com uniforme padrão de chuunin, contudo o emblema na forma de furacão indicava sua procedência. Ele possuía uma cicatriz de corte profundo em seu olho direito, deixando apenas o olho esbranquiçado à mostra. Aparentando ter trinta anos, ele carregava uma máscara ANBU amarrada em seu ombro esquerdo, além de um grande pergaminho às costas. Virando-se, Kimura logo reconheceu um antigo companheiro de missão. - Ângelus. - Sussurrou, fazendo uma reverência ao ninja de nível superior. O loiro de Konoha acenou com a cabeça e sorriu de leve num gesto acolhedor. Okashi assistia a tudo com seriedade, como se esperasse que as apresentações terminassem para poder falar o motivo de ter invocado os ninjas tão cedo.

- Sentem-se, por favor. - Acenou o Kage para as outras cadeiras perto de sua mesa. Em semicírculos, os quatro ANBUS se acomodaram atentamente, mas logo foram interrompidos por uma mulher que entrara na sala com uma badeja de onde o aroma de um chá delicioso chegava a atrapalhar os pensamentos naquela manhã. Com um sorriso, Okashi autorizou que ela servisse o chá que certamente animaria os ninjas naquela hora da manhã. Então, quando as cerimônias de boas-vindas terminaram, o líder levantou-se da cadeira e vislumbrou a névoa que escondia os raios do sol da manhã. Suspirando profundamente, Kimura estava ansioso em saber o motivo de tanta preocupação e não esperou muito para começar a ouvir a voz de seu mestre.

- Primeiramente, desculpe-me por trazê-los aqui tão cedo. - Começou o discurso, apoiando-se no parapeito. - Todos sabem que no passado, a Vila da Névoa era conhecida como "Névoa Sangrenta". Durante essa época, os ninjas que possuíam Kekkei Genkai eram perseguidos e assassinados friamente por nós. - Pausou novamente por causa do desgosto em suas palavras. - Então, muito morreram em nossas linhas e agora isso é passado que gostaria de esquecer. Porém, notícias que recebo do norte são ao mesmo tempo tenebrosas e estranhas. Os rumores apontam que dois jounins conhecidos como "irmãos fogo-e-gelo" estão caminhando pelas redondezas das vilas, indicando que possivelmente algum nukenin poderoso capaz de usar o Edo-tensei está por trás disso. Essa é a missão de vocês cavalheiros.

Sabemos que o irmão mais velho - Oburo - é capaz de manipular lava, enquanto seu irmão - Obuki - é capaz de manipular o gelo. Na época eles eram famosos, mas infelizmente foram perseguidos e mortos por sua capacidade.
- Disse ao se virar novamente para os ninjas.- Estou enviando vocês para capturarem estes revividos e eliminarem quem quer que seja o utilizador desta técnica pavorosa. Então, como estamos com vários ninjas em missão, solicitei o auxílio de Konoha para nos enviar uma equipe de selamento. Naruto-domo foi muito prestativo em nos enviar Hozuki e Ângelus para nos auxiliar. Hozuki... - Disse apontando para o ninja caolho. - É especialista em selamento. E Matsui é especialista médico. - Apontou para o ninja que acompanhou Kimura. - Desejo sorte a todos vocês. Boa caçada. - Ele terminou, sentando-se pesadamente na poltrona.

Ângelus foi o primeiro a se levantar, acompanhado pelos outros dois, quando Kimura recostou sua xícara apressadamente na mesa e os acompanhou para fora da sala. Em silêncio, os quatro desceram os degraus vagarosamente como se fizessem alguma oração e assim que ganharam o lado de fora, Ângelus começou a falar. - Muito bem, todos prontos? - Perguntou o Konohanin, e quando recebeu a aceno positivo dos três ninjas, o grupo focalizou seu chakra nas pernas e em um veloz shunshin ganharam os telhados das residências em direção ao portão principal. Kimura estava animado porque sabia que se o Kage confiou quatro ninjas experientes é porque esperava que a missão fosse difícil. Aquilo animava o jovem Hebi que ziguezagueava velozmente entre as vigas das casas com cuidado para não escorregar nos telhados úmidos da garoa da noite anterior.

Neste momento, o sol já surgia com toda sua luminosidade, banhando com calor as pessoas que saíam para o comércio. Contudo, mais uma vez Kimura sentiu um frio subir pela sua espinha à medida que se aproximavam do paredão. Mais uma vez focalizando chakra na sola dos pés, os quatro saltaram e aterraram seus pés na lateral do alto muro, subindo em disparada até chegarem ao alto com piruetas coordenadas, para então jogar-se para o lado de fora, rente ao muro de pedra. E assim que eles atingiram a altura das copas das árvores, Ângelus que vinha à frente juntou os pés e utilizou de apoio da murada para ricochetear entre as árvores numa velocidade incrível. Kimura e os outros seguiram a manobra e usaram toda a força de suas pernas para alcançar o Konohanin ansioso por ação. A viagem não seria tão longa. Mas, quando mais se aproximavam da região, Kimura sentia seus calafrios mais e mais frequentes.

- Um aviso, talvez. - Pensou consigo mesmo. Como se cobrasse atenção durante toda a viagem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
killer999

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 26
Localização : In your head
Número de Mensagens : 12265

Registo Ninja
Nome: Angelus
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 31866
Total de Habilitações: 693,75

MensagemAssunto: Re: Missão rank A - Os mortos caminham   Sab 3 Ago 2013 - 17:26

Os quatro moviam-se agilmente de árvore em árvore, mas os calafrios de Kimura pareciam estar certos, com toda a equipa da Anbu destacada para esta missão a parar em simultâneo, quando um vasto número de mercenários se encontravam parados a cerca de uns trezentos metros.

- Ou sabiam que vínhamos a caminho ou simplesmente é uma precaução feita contra qualquer estranho que possa aparecer.  - comentou Hozuki
- Não parecem ter sido alvos de uma invocação de Edo Tensei, pela minha análise são apenas mercenários contratados, para proteger alguma coisa que possa vir a interromper os planos de alguém. - respondeu o especialista em medicina do grupo

Angelus activou o seu doujutsu – Estes mercenários estão a ser controlados, os seus chakras estão fora do normal, parece que viemos na direcção certa e quem está por detrás dos Edo Tensei é muito mais poderoso do que pensavamos – afirmou o loiro depois de ter analisado o sistema de chakra dos inimigos, rapidamente percebendo que os mesmos estavam a ser controlados.

- Eu bem que estavam com uns calafrios esquisitos, mas não me parece que possamos passar sem dar luta, se vieram ter ao nosso caminho é porque tem algum sistema para nos encontrar. - expôs o homem serpente. Logo após de Kimura falar, os vários mercenários começarem a correr na direcção dos Anbus, que só poderiam lutar para poderem continuar o caminho.

Os quatro correram numa formação quadrada, com Angelu a frente do grupo, focando chakra. - Genjutsu Shibari – proferiu o mesmo paralisando vários inimigos de uma só vez, desaparecendo da vista de todos com apenas uma movimento de pernas chamado shukuchi.

A primeira frente dos inimigos encontrava-se parada, atrapalhando aqueles que estavam mais atrás, levando vários homens a chocar uns com os outros como a paragem subita dos seus companheiros.

Hozuki depois de uma sequência de selos, criava um rio de lama, enquanto a Matsui cuspia fogo na direcção dos inimigos, levando os mercenários a dispersar, enfraquecendo-os. O especialista em selamento, retirava da sua Ninjaken para fazer frente as fracas katanas dos inimigos, envolvendo-se numa luta de armas com os mesmos.

Do outro lado, Matsui atacava os inimigos com um estilo de taijutsu pouco ortadoxo, mas a verdade é que era eficaz, levando vários inimigos a cair só com um golpe, mostrando que não era apenas um médico e que tinha muito para dar em termos de poder e força ao grupo.

Kimura criando com companheiro semelhante assim, desfrutava do combate. Correndo com o seu gémeo, distribuíam placagens em vários inimigos, sempre com um olho atento aos restantes, de modo a não sofrerem ataques surpresa. Tudo parecia estar a correr bem para Kimura e como seria de esperar de um membro do clã Hebi, cobras iriam aparecer no combate. Com uma pequena concentração de chakra, o shinobi invocou várias cobras que saíram do seu pulso, dirigindo-se a um grupo que havia ficado ao longo, como se fossem a última defesa, enquanto o clone de Kimura saltando de um lado para o outro, atingia os adversários com alguns pontapés rotativos e uns ganchos que chegavam para os por inconscientes e ficarem libertados da manipulação de quem fosse que os manipulava.

As cobras de Kimura serviam o seu propósito, atacando o grupo mais afastado com fortes investidas  e mordidelas que injectavam veneno nos seus inimigos.

Enquanto isto, acontecia Angelus utilizava a sua técnica de supressão do espaço, através da uma explosão de força nas ancas e nos pés uma velocidade altíssima, sendo imperceptível ao olho nu, movia-se para os oponentes que tentavam ataques de longo alcance, com isto os seus companheiros não teriam de se preocupar com as suas costas. Um a um iam caindo sem grandes hipóteses de ataque, com apenas um golpe e a força necessária iam ficando inconscientes.

O jounin depois de acabar rapidamente com estes seus alvos, atirou uma kunai para o meio  do grupo que se debatia com as cobras de Kimura, levando Angelus a teletransportar-se de imediato para o centro do grupo. - Juukenhou - Hakke Hyakunijuuhachi Shou! - exclamou o shinobi com os oponentes dentro do seu círculo de ataque, levando Angelus a golpear os vários inimigos num total de 128 vezes, que iam caindo um a um no chão, sem para falar daqueles que já lá estavam graças as cobras do pequeno Endo.

Matsui acabava de atirar um inimigo para o chão, pisando-o como se nada fosse, enquanto Hozuki terminava com o último dos seus oponentes ao espetar-lhe o cabo da sua ninjaken na cara, fazendo cada dente que este ainda tinha cair um a um. Ao passo que Kimura acaba por atirar o seu último oponente ao chão com um joelhada violenta e feroz no queixo, levando o resto do grupo a olhar para ele. - Não estava a gostar daqueles  calafrios que estava a sentir. – declarou o mesmo, levando os seus companheiros a soltarem uma gargalhada.

Longe desta situação o velho do restelo via o desenrolar através dos olhos daqueles que estavam sobre o seu controlo. Levando a mão a cabeça, um dos oponentes derrotados pelo grupo da Anbu levanta-se, apesar dos seus olhos e corpo expressarem que ainda estava inconsciente.

- Vocês são muito interessantes, gostaria de vos ter na minha colecção, ficarei a vossa espera – disse o inimigo, levando o corpo do mesmo a colapsar logo de seguida.

O grupo continuou a sua caminhada, enquanto falavam entre si, onde resumiam as informações que tinham sobre o Edo Tensei, sabendo que mesmo se derrotassem o inimigo, o jutsu não seria quebrado.

Os quatros estavam a chegar a uma cadeia de montanhas serrilhadas no norte do País da Água, como haviam sido informados. Ao chegarem ao local viram de imediato, aquilo que apresentava ser um dos Edo Tenseis, pelo seu aspecto, no cimo de uma grande rocha.

-Aquele é o irmão Gelo, mas o outro não está aqui, eles nunca se separavam, tenham atenção! - gritou  Matsui, apesar de se manter extremamente calmo, como se o objectivo fosse tirar o coelho da toca

O irmão fogo, utilizador de Youton,  surgia detrás de uma rocha, saltando para o ar cuspindo lava contra o grupo, que não se mexia nem um centímetro apesar da lava descer na sua direcção, excepto Angelus que atirou uma kunai na direcção da lava. Concentrando chakra o jounin fez surgir do solo  pilares de diamante que apareciam da esquerda e da direita, criando uma cúpula de diamante, que a lava pouco tempo depois atingia.

- Isto é lava, achas que uma parede defensiva sólida vai resistir? - questionou o irmão fogo, ao que parecia o utilizador do Edo Tensei, tinha-lhe dado alguma da sua personalidade para o embate contra o grupo.

-Sim. - respondeu Angelus que aparecia graças ao seu Hirashin no Jutsu por cima do oponente a segurar a kunai, anteriormente atirada para a lava, que tendo sido convertida em diamante pelo chakra de Angelus não tinha sido derretida ao passar pela lava. - Naiton: Mukankaku Yoroi! - proferiu Angeus ao concentrar chakra no seu braço, convertendo o mesmo em diamante, dando de imediato um soco na barrida do edo tensei, atirando-o brutalmente contra o chão.

O resto do grupo sabia de dentro da cúpula que havia ficado intacta, apesar de ter sido atingida por lava, com Angelus a juntar-se de imediato aos mesmos. O irmão gelo, saltava para junto do irmão fogo, enquanto este se recompunha devido ao Edo Tensei.

-Então isto é o Edo Tensei, será interessante participar num combate destes – proferia Kimura pronto para um verdadeiro embate de shinobis.

- Mano, parece que vamos ter de lutar a sério. - declarou o poderoso controlador de gelo, que havia sido eliminado pela sua própria vila.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.dragonball-pt.info
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank A - Os mortos caminham   Seg 5 Ago 2013 - 17:18

- Suiton: Dai Bakusui Shoha!- Gritou o zumbi do gelo. Nesse momento, uma gigantesca massa de água invadiu o vale e atingiu à rocha derretida numa grande explosão de valor. Pegos de surpresa, os quatro ainda conseguiram algumas queimaduras superficiais nas costas enquanto saltavam para se proteger na cúpula, permanecendo rente à barreira de diamante para evitar outro contato com o vapor que seguia em sucessivos ataques escaldantes, chocando-se com o paredão brilhante. Ângelus já começava a bolar um plano para contra-atacar quando toda a evaporação começou a condensar e congelar rapidamente, deixando todo o local sob uma fina camada de neve quase que instantaneamente, dificultado a visão dos inimigos. - Formação de combate padrão. Vão! - Gritou o preocupado konohanin para os ANBUS. Hozuki e Matsui sabiam o que aquele comando significava. Rapidamente eles efetuaram um shunshin em recuo até a linha das árvores, e assim o ninja médico ficaria afastado e Matsui protegeria a retaguarda. Agora Kimura e Ângelus estavam sozinhos na beirada da barreira quando a queda da neve começou a se tornar mais escarça, deixando os irmãos novamente à mostra. Acenando com a cabeça, os dois ninjas focalizaram chakra nas pernas e saltaram para o ataque em rápidos shunshins. E durante o avanço, convergindo sua energia na tatuagem esquerda, Kimura invocou uma kunai com uma tarja pegajosa e a arremessou parra passar no meio dos dois inimigos. Estes estranharam que a trajetória do projétil ia passar por eles sem qualquer dano, quando um fio shinobi brilhou com os raios do sol à medida que o Hebi o puxava com toda força de seu braço. Instantaneamente a kunai parou exatamente no meio deles, estourando numa grande massa pegajosa. Sem alternativas, os dois saltaram para lados opostos e após algumas piruetas se postaram novamente para a batalha.

Fazendo rápidos selos, o irmão-fogo olhou furiosamente para Ângelus e efetuou selos numa velocidade incrível, quando o chão começou a evaporar o gelo da superfície até eclodir em vários pilares de lava para impedir o avanço do ninja de konoha. Rapidamente Ângelus passava por entre os "gêiseres" fumegantes que faiscavam na sua passagem até conseguir alcance suficiente e utilizar sua lâmina curta para efetuar um golpe lateral que atingiu o pescoço do zumbi, que institivamente levou à mão ao pescoço e estourou numa explosão de lava. - Um bunshin. - Sussurrou o loiro, após ter focalizado chakra pelo corpo e "saltar" até a kunai que atirara no primeiro contato com os dois. Havia escapado por pouco de não ser ferido seriamente. Enquanto isso, Kimura avançava na direção do irmão gelo quando viu dezenas de espigões de gelo que tentava trespassá-lo. Colocando os pés à frente, ele utilizou seu chakra para utilizar o primeiro espigão como trampolim e mudar a trajetória num veloz shunshin. Ziguezagueando pelos obstáculos que eram criados quase que instantaneamente, a serpente focalizou chakra no cérebro e enviou a energia após um rápido selo quando ressurgiu atrás do inimigo e girou o corpo com toda força ao invocar sua lâmina. O raio prata riscou o ar num silvo e atingiu o zumbi com a guarda aberta por causa do genjutsu, raspando-lhe as costas. O homem rapidamente se desfez em neve e logo uma cúpula espelhada cercou o garoto que agora se posicionava defensivamente. Os espelhos brilharam e logo dezenas de senbous eram disparadas de todos os cantos da cúpula. Seria impossível esquivar-se. A névoa que as agulhas de gelo faziam ao atingir o alvo escondeu Kimura e assim o inimigo desfez a cúpula confiante com a sua armadilha perfurante. - Nani...! - Surpreendeu-se quando a névoa baixou, mostrando uma serpente esbranquiçada, totalmente enrolada no ninja para protegê-lo, sumindo logo após.

Kimura havia focalizado chakra e efetuado um selo rapidamente em tempo de utilizar sua kuchiyose antes de ser atingido pelas agulhas. - Você é habilidoso, kirinin. - Elogiava o zumbi, com um olhar gélido. - Mas nem tanto. - Completou ao apontar o veio de sangue na coxa de Kimura. O jovem havia se cortado na passagem entre os espigões de gelo, mas só agora via que o corte era profundo suficiente para sujar seu uniforme com seu sangue esverdeado. Enquanto isso, Ângelus acionava seu doujutsu para fazer uma busca na região à procura do verdadeiro inimigo quando o viu surgir a alguns metros dele. - Yoton: Yokai no Jutsu (Aparição Fantasma) - Gritou ao expelir da sua boca um fino manto de lava, tentando cobrir o ninja por cima. Com sua lâmina em punho, o loiro a arremessa rente ao rosto do zumbi que não se mexe confiante em seu fator de regeneração. A lâmina rasgou sua bochecha num filete que começou a se fechar como papéis se aglomerando e assim que atingiu a distância cerca, Ângelus focalizou seu chakra e realizou sua técnica de teleporte para surgir atrás do inimigo, já se inclinando numa posição de ataque, fazendo surgir vários círculos num verde brilhante que determinava seu alcance. - Agora você termina aqui. - Sussurrou. Tudo fora muito rápido. O irmão-fogo ainda não percebia o que acontecia, pois ainda enxergava a imagem do loiro a ser alvo de seu ataque. Ângelus havia se movimentado de uma maneira tão rápida que deixara sua imagem no mesmo local. - Juukenhou - Hakke Hyakunijuuhachi Shou! - Ele gritou. - Ni Shou! - Completou o movimento que atingiu os primeiros dos cento e vinte oito pontos no corpo do adversário, quando o mesmo se tornou lava e estourou num grande espetáculo vermelho. Novamente Ângelus pretendia ressurgir no ponto da primeira kunai arremessada para fugir, contudo, o verdadeiro irmão-fogo já a segurava em sua mão direita, derretendo-a pelo calor extremo, impossibilitando que o loiro terminasse a movimentação.

- Argh! - Gritou o jounin ao ser arremessado com força na neve remanescente, com sérias queimaduras pelo corpo.
- Sabia que você tentaria fugir novamente. Não me subestime, ninja de Konoha. - Gritava o zumbi, furiosamente.

Vendo o oponente no chão, Oburo inflou o peito pronto para dar o tiro fatal. - Yoton: Yokai Tosakano! - Esbravejou ao cuspir vários tiros de lava em sua direção. Esquivando-se com dificuldade, Ângelus gingava de uma ponta a outra do cenário enquanto as explosões incandescentes derretiam tudo a sua volta. Mas quando se sentiu confiante com o ângulo certo, invés de esquivar-se mesmo com as roupas fumegando, ele formou selo na forma de um triângulo com a kunai de três pontas, fazendo surgir uma espécie de portal que carregou a poderosa bala de lava para as costas do zumbi. O homem gritou com o estouro que arrebentou suas costas e o jogou na direção do loiro, que num sorriso de vingança, já o esperava com uma boa concentração de chakra na palma da mão direita. E logo, um turbilhão tomou forma de esfera e o konohanin recebeu o que restava do corpo do zumbi com um grito, atingindo-o no peito. - Rasengan! - Esbravejou mais pela raiva de ter se ferido, do que pela dor das queimaduras. O restante do corpo do irmão-fogo estourou em várias partículas de papel, deixando uma cratera no local. E enquanto os papéis começavam a se regenerar, o jounin comandou que Matsui e Hozuki avançassem para sua posição. Matsui rapidamente retirou o pergaminho que levava às costas e o desenrolou para iniciar o processo de selamento. - Deixe-me cuidar de seus ferimento. - Comandou Hozuki, ao levar suas mãos brilhantes à queimaduras do ninja. Sentando-se para receber atendimento, ele olhava em volta à procura de Kimura e do irmão-gelo. Preocupado com o destino do garoto, ele se angustiava, mas quanto tentava se levantar para buscá-lo, Hozuki o impedia. "Não até você estar bem." - Ele dizia. Neste momento, sons de luta ecoaram pela floresta congelada. Kimura estava com respiração forte que condensava com o frio, pois aquele zumbi não cairia tão facilmente.

Focalizando chakra pelo corpo, Kimura criou dois clones seus e os três invocaram suas lâminas para realizar sua dança mortal. Com vários shunshins, os três ziguezagueavam para atingir o inimigo quando Obuki fez alguns selos e de sua boca uma tremenda rajada de vento congelante atingia os três de frente. Levando chakra para as pernas, os três usaram toda força de suas pernas para resistir o poder da rajada, mas logo suas peles começaram a congelar. - Merda! Que frio! - Reclamou o chuunin, quando fez um rápido selo e as escamas dos três vibraram numa explosão de adaptação. Logo, os três retornaram a movimentar-se com desenvoltura na direção do inimigo para a surpresa do zumbi. Desfazendo o jutsu que parecia ineficaz, Obuki esticou o braço fazendo surgir uma lâmina de gelo e convergiu na direção dos "Kimuras". Agora, os quatro lutavam com agilidade através das árvores e arbustos cobertos de neve. A primeira cópia levou sua lâmina num forte golpe lateral, enquanto a segunda cópia gingava o corpo por cima para esquivar-se do golpe e rodopiava para atingir o inimigo pelas costas. Enquanto isso, o original focalizava chakra no braço e após rápidos selos, kanjis dançaram pelo seu braço até alcançarem seu dedo indicador. Uma vez pronto, ele avançou num shunshin até o inimigo, tentando utilizar o selo que acabara de invocar, quando o inimigo bloqueava o primeiro golpe e deixava-se atingir pelo segundo para então girar com os braços à frente, donde surgiram dois dragões na forma de tufões escurecidos pelo congelamento. - Não! - Sussurrou o Hebi ao ser pego de surpresa pelo contra-ataque do inimigo que o levou para o alto a grande velocidade, junto com todos os clones e destroços de árvores e pedras. Os clones sumiram com os sucessivos golpes dos destroços que os atingiam enquanto giravam incontrolavelmente. Com Kimura não era diferente. Pedras, madeira e gelo o atingiam com toda força.

Consequentemente, os golpes sucessivos quebravam duas de suas costelas e rasgavam sua pele com vários cortes superficiais mais dolorosos. Só não morreu naquele golpe, pois seu jutsu de adaptação o impediu de congelar com o frio extremo. Nesse momento, o jutsu terminou e todos os destroços foram arremessados no chão de grande altura. Fazendo rápidos selos, resistindo à dor, a serpente inspirou grande quantidade de ar com chakra e expirou uma rajada de ar para diminuir o dano pela queda, sendo jogado entre os galhos de um carvalho que o seguraram dolorosamente. - Preciso de um plano melhor. - Ele reclamava enquanto via seu inimigo se aproximar saltando entre as árvores. - Devo te parabenizar garoto. Poucos conseguiram sair vivos de meu golpe mais forte. - Provocou arrogantemente. Sem responder, Kimura deixou-se cair no chão para tentar fugir, invocando seis bombas de fumaça que as deixou cair à sua volta. A cortina de fumaça foi rapidamente rechaçada com um balançar de mãos do zumbi que agora trilhava em volta à procura do ninja que acabara de sumir. Até que percebeu uma movimentação atrás de algumas árvores mais à frente. Sorrindo ao ver a trilha de sangue pelos galhos, Obuki saltou em perseguição, mas quando atingiu o galho próximo, viu-se cercado por dezenas de papéis explosivos em todos os galhos das árvores. - Mas como... - Ele reclamou ao fazer surgir uma redoma de gelo a sua volta aguardando as explosões, quando sentiu um golpe em suas costas. Kimura ressurgia de sua invisibilidade dentro da redoma com ele, golpeando as costas com o fuinjutsu que invocara anteriormente. E enquanto o zumbi ia sendo paralisado com o "abraço da serpente", Kimura explicava que havia ficado invisível e enviado chakra para o seu cérebro quando a cortina se esvaiu, pondo-o num genjutsu após fazer rápidos selos. Primeiro fez a trilha de sangue e depois as diversas tarjas nas árvores. - O ruído foi pura sorte. Deve ter sido algum animal fugitivo. - Comemorava.

Com muitas dores, o kirinin usou a força de seu corpo para levantar o zumbi às costas e começou a caminhar em direção ao grupo. Sentados à beira de uma pequena cratera, eles se assustaram ao ver a movimentação nos arbustos, mas logo se tranquilizaram quando Kimura surgiu com o irmão-gelo reclamando de que o chuunin não agira com honra, que ele era um pária, entre outros insultos que não caberia citar. Jogando-o no chão próximo ao pergaminho já aberto, Kimura sentou-se ao lado de Ângelus que terminava de ser curado pelo ninja-médico. - Droga! Sempre ouvi dizer que eles eram fortes na época e agora sei na própria pele. - Disse ao levantar a blusa ensanguentada e mostrar os inúmeros cortes que os destroços causaram em sua pele. Tomando cuidade para não se envenenar, Hozuki começou os trabalhos no garoto e agora o konohanin esta de pé olhando ao redor até que encontrou a entrada da caverna de onde os zumbis tinham aparecido. - O responsável por isso deve estar lá dentro. - Comentou com seus companheiros. Perguntando pelo serviço de Hozuki, este respondeu que em alguns minutos ele conseguiria fazer Kimura ficar de pé novamente. - Não precisa. Estou bem para continuar. - Retrucou o jovem Kimura ao ver que o líder queria resolver aquilo o quanto antes. Ângelus olhou novamente para Hozuki e este deu de ombros como se aguardasse seu comando. Confiando nas palavras da jovem serpente, o jounin estendeu sua mão para ele e o puxou para ajudá-lo a ficar de pé. - Ok, vamos lá. - Sorriu ao focalizar chakra nas pernas e saltar para dentro da caverna. Imitando-o, o chuunin acenou para os companheiros que terminavam o processo de selamento com o irmão-gelo e convergiu chakra nas pernas para acompanhar seu líder que já se perdera na escuridão da trilha que levava à passagem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
killer999

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 26
Localização : In your head
Número de Mensagens : 12265

Registo Ninja
Nome: Angelus
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 31866
Total de Habilitações: 693,75

MensagemAssunto: Re: Missão rank A - Os mortos caminham   Ter 6 Ago 2013 - 20:25

Angelus e Kimura entravam na gruta, caminhavam com um passo acelerado, mas sempre com a atenção no máximo, caso surgisse alguma armadilha. Pouco tempo depois os dois shinobis deram caras com um velho, sentado numa cadeira como se fosse o rei da zona.

-Vocês selaram os meus irmãos, depois de todo o trabalho em que os tive para trazer de volta, irão pagar caro, irão lutar com o mais forte dos meus Edo Tensei, e quando estiverem mortos, voltaram a vida sob o meu comando e irão libertar os meus irmãos e juntos iremos destruir Kirigakure! - gritou o velho, acabando por tossir no final, como se tivesse utilizado muita força física para gritar com os Anbus.

-Estás a dizer-nos o teu plano e achas que vamos deixar-te invocar mais um zombie? - questionou Kimura tomando uma posição ofensiva, levando o inimigo a soltar uma gargalhada respondendo de imediato ao chuunin -Ele já foi invocado à muito, apresento-vos o primeiro Mizukage. E ao contrário dos meus irmãos, tirei-lhe a personalidade, tornando-o em apenas uma máquina de matar ao meu comando. - proferiu o velho muito seguro que a sua vitória estava assegurada graças a um pequeno trunfo, o primeiro Kage da vila da névoa, a surgir por detrás da cadeira do mesmo, levando os dois shinobis a pensarem numa nova solução, pois lutar contra um Kage iria exigir o máximo dos dois, mas o jovem Hebi parecia ter ficado um pouco fora de si.


-Kimura, sei que lutar contra um antigo Kage da tua vila pode ser difícil, mas como ele próprio disse, não passa de uma marioneta para matar, honra o Mizukage ao mostrares que Kirigakure está bem servida de excelentes shinobis como tu – declarou Angelus movendo-se a uma velocidade extrema, que um shinobi normal não poderia seguir.

Angelus de imediato recua, pulando para trás, enquanto estava no ar focou chakra e com uma rápida sequência de selos cuspiu um grande bola de fogo na direcção do seu oponente, que contra-atacou sem qualquer tipo de selos com um jacto de água vindo da sua boca. Kimura habilidoso como sempre, canalizou o seu chakra e contra atacou o golpe do mizukage, ao expelir um forte fluxo de vento, aumentando o poder da bola de fogo de Angelus, o jutsu combinado parecia estar a começar a ganhar vantagem, quando o Shodaime Mizukage, libertou um ainda maior fluxo de água, apagando por completo o ataque combinado dos dois Anbus.

Controlado e sendo neste momento apenas uma máquina de morte, o Mizukage avançava, atirando várias shurikens feitas de cristal contra os anbu, obrigando os dois a retirarem kunais das suas bolsas, bloqueando as mesmas, enquanto o kage lançava um jacto de água extremamente forte contra as paredes da gruta.

-Isto vai ceder. - afirmou Angelus correndo para Kimura que continuava a bloquear shurikens de cristal. O jounin mal alcançou o chunin, tocou-lhe e desapareçam de imediato da gruta, enquanto ela desabava, aparecendo juntos dois seus outros dois companheiros. Angelus havia ficado com algumas shurikens enfiadas no seu corpo, quando corria para Kimura. De imediato o ninja médico começou a tratar das feridas de Angelus, enquanto os dois explicavam a situação antes que os inimigos saíssem dos escombros e planeavam uma forma de os deter.

O Mizukage aparecia no cimo de uma rocha, chamando a atenção dos da equipa, Kimura e Angelus para preparem tudo para selar o kage, enquanto eles tentavam-no parar o mais rapidamente possível. Os dois começaram a correr na direcção do inimigo, saltando de rocha em rocha, com Angelus a atirar uma kunai que se multiplicou em várias, já perto do mizukage que volta a cuspir um jacto de água para as parar, com isto Kimura tinha arranjado uma abertura e aparecendo por debaixo do inimigo, utilizou toda a sua energia física com um pouco de chakra para pontapear o mesmo para   céu, atingindo-o em cheio no queixo, que se desfazia em água, essa água reagrupava-se noutra rocha, com o kage a aparecer.

-Ele também é capaz de se lidificar, assim será difícil de o selar – comentava o Hozuki de longe.

O kage criava um enorme golem de terra fortalecendo o mesmo com cristal, dando-lhe ordem de ataque. Kimura focando chakra, invocava uma cobra, com Angelus e o próprio Kimura a saltar para o topo da cabeça da serpente.

Deslizando pelas rochas, a serpente enrolava-se no golem de cristal, apertando o mesmo, começando a criar fendas, mas com um simples selo inimigo, ramos de cristal começavam a nascer do golem, perfurando a cobra em vários locais.

Kimura saltou de imediato para perto do Mizukage e começou atacar o mesmo com uma poderosa combinação de murros e pontapés. Os golpes eram extremamente velozes, mas o kage acompanhava a velocidade do mesmo e utilizando um escudo de cristal nos antebraços bloqueava os golpes. Angelus juntou-se a Kimura na troca de murros e pontapés, mas o poderoso Kage aguentava com os dois.  -Naiton: Mukankaku Yoroi – proferiu Angelus ao concentrar chakra nos seus braços, convertendo-os em diamante, bastando um poderoso murro para partir o escudo de cristal e desfazer um pouco da mão do zombie. O kage de imediato contra-atacou, levando o seu braço contra a cara de Angelus, que deixou o seu corpo cair para trás como se tivesse a realizar um backflip ao contrário, enquanto o murro passava por cima de si, pondo as mãos no chão, Angelus levantava a sua perna direita também já convertida em diamante, atingindo o inimigo no peito fazendo-o levantar os pés do chão.

O jovem Endo focando chakra aumentando o tamanho da sua mão golpeou em cheio o Kage, atirando-o ferozmente contra várias rochas. A equipa começava a preparar rapidamente o selamento,  vários espigões afiados feitos de cristal atacam os quatro anbus, que se viram obrigados a mudar de posição para não serem perfurados.

Os dois anbus voltaram de imediato ao ataque, movendo-se de um lado para o outro, para evitar que espigões surgissem para os perfurar. Kimura reparando que Angelus retirava uma das suas kunais , saltou para o ar, realizando uns selos, chamando a atenção do zombie, enquanto Angelus atirava a mesma na direcção do inimigo, num movimento rotatório.

O Mizukage mum movimento rápido, apanhou a kunai pela sua extremidade traseira. Preparando-se para a atirar contra Kimura que estava em pleno ar, acabou por ficar a examinar a kunai, observando os símbolos estranhos na mesma.

Enquanto o kage observava os símbolos estranhos na kunai, Angelus já estava atrás dele, com uma poderosa rotação de chakra puro - Rasengan! - exclamou Angelus empurrando o chakra giratório nas costas do seu adversário que se despedaçava-se em pedaços de cristal. O inimigo apareceu de imediato por detrás, solidificando-se, ante que Angelus pudesse reagir era cortado nas costas por uma lâmina de cristal levando logo de seguida com um rotativo sendo atirado para longe.

O inimigo de imediato expeliu um jacto de água extremamente potente, capaz de quebrar rochas, contra o caído Angelus, acertando no seu peito, que se desfazia em várias pequenas cobras.

A uns metros de distância, surgia uma cobra com Kimura e Angelus saíram de lá dentro. - Obrigado pela ajuda Kimura – declarou Angelus, com  sangue a escorrer pelas suas costas.

-De nada, já consegui juntar todo o chakra natural que precisava, estou pronto para entrar no Sennin-Mōdo – respondeu Kimura

-Iremos avançar com o nosso plano agora, chegou a hora de utilizar o Rozan Sho Ryu Ha Ken – expôs Angelus com um sorriso de confiança que tanto ele como Kimura iriam sair como vencedores.


----------
Desculpa, está a dar-me uma falta de imaginação :S
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.dragonball-pt.info
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank A - Os mortos caminham   Qua 7 Ago 2013 - 4:03

Off.: Caramba... O primeiro Mizukage?! Hahahaha.

Misturando grande quantidade de chakra com a energia natural acumulada após um rápido selo, Kimura enfim entrou no modo sannin. Suas escamas se tornaram mais visíveis e dois pares de chifres cresceram instantaneamente nas suas têmporas deixando seus cabelos mais espalhados, enquanto sua boca se tornou maior e logo presas se pronunciaram num grande sorriso maldoso. - Ha, ha, ha, ha! - Gargalhou a serpente num grito gutural. Todos os presentes sentiram uma grande quantidade de energia eclodir de seu corpo, fazendo a parte de cima de seu uniforme rasgar, deixando à mostra seu torso escamoso. Surpreso ao ver aquilo, Ângelus tentou concentrar-se na luta, convergindo chakra pelo corpo, e num último esforço ativou seu jutsu supremo. Aumentando exponencialmente suas capacidades físicas num estrondo de velocidade e força, o loiro criou uma divisão na terra enquanto corria em alta velocidade até o alvo. O primeiro Mizukage quase não o viu e fechou as mãos num selo, criando uma poderosa barreira de cristal à frente, na esperança de impedir o avanço dos dois ninjas.

Ângelus pretendia derrubar aquela barreira com seus golpes, mas rapidamente Kimura focalizou sua energia natural na barreira cristalizada, e num balançar de mãos, dividiu o obstáculo sem energia vital ao meio num piscar de olhos, deixando o Mizukage desprotegido contra os repetidos golpes que o konohanin começou a desferir. O estrondo da barreira do som sendo rompida fazia toda a região tremer a cada golpe, deixando o corpo do zumbi com marcas profundas que começavam a regenerar-se. Com a passagem do Ângelus, Kimura intercedeu num rápido shunshin, invocando sua lâmina após convergir chakra para a região, ele desferiu um forte golpe lateral que pela rapidez e precisão, dividiu o corpo do homem surpreso em dois. - Rápido! Selamento! - Autorizava Ângelus ao desfazer o jutsu e cair exausto no chão. A seu lado, o Hebi parecia farejar entre os pedregulhos do desabamento da caverna quando esticou e afilou o braço com chakra, projetando-o entre as rochas até que ampliou sua força que deformou seu braço e puxou o velho cheio de hematomas de seu esconderijo incógnito.

- Achei você seu rato! - Gargalhou o garoto, levantando-o com toda força ao mesmo tempo em que abria a boca parecendo querer comê-lo vivo. - Não. Seria melhor mantê-lo vivo. - Comandou Ângelus com muita dificuldade após praticamente rastejar até o jovem pelo cansaço que sentia.  Velho se debatia e chorava, suplicando por sua vida quando viu o jovem tornar sua forma normal e deixá-lo cair ileso no chão. Amarrando-o com sua linha shinobi, os dois ninjas aguardaram o atendimento médico quando o processo de selamento enfim terminou. - Parece que terminamos aqui. Mas que confusão nos metemos. - Brincou Matsui após enfaixar as costas feridas de Ângelus que concordava com dificuldade. Terminando de amarrá-lo, o Hebi jogou o velho nas costas e fez sinal de que estava pronto para partir. Nesse momento, o konohanin fez um gesto e a equipe ANBU convergiu chakra nas pernas, sumindo em rápidos shunshins na floresta densa até sumirem na imensidão verde com a consciência de que seu dever fora cumprido.

FIM
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hana

Conselheiro | Konoha
Conselheiro | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : In your mind ;)
Número de Mensagens : 3255

Registo Ninja
Nome: Hana Yamanaka
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7945
Total de Habilitações: 362,5

MensagemAssunto: Re: Missão rank A - Os mortos caminham   Sex 9 Ago 2013 - 2:15

AVALIAÇÃO

Kimura


Ninjutsu: 57 + 1 = 58
Taijutsu: 55,25 + 1 = 56,25
Kenjutsu: 55,25 + 1 = 56,25
Genjutsu: 27 + 0,25 = 27,25
Selos: 28,25 + 0,75 = 29
Trabalho de Equipa: 10,5 + 0,75 = 11,25

Força: 47,25 + 0,5 = 47,75
Agilidade: 55,75 + 0,75 = 56,5
Controlo de Chakra: 89,75 + 0,75 = 90,5
Raciocínio: 17 + 0,5 = 17,5
Constituição: 63,25 + 0,5 = 63,75

Total: 7/7 (+0,75 trabalho em equipe)
Total de Habilitações: 504,75 + 7,75 = 512,5

Angelus

Ninjutsu: 77,25 + 1,25 = 78,5
Taijutsu: 53,5 + 1 = 54,5
Kenjutsu: 22,75 + 0,75 = 23,5
Genjutsu: 62 + 0,25 = 62,25
Selos: 31 + 0,5 = 31,5
Trabalho de Equipa: 19,75 + 0,75 = 20,5

Força: 18,5 + 0,5 = 19
Agilidade: 55,25 + 0,75 = 56
Controlo de Chakra: 76 + 0,75 = 76,75
Raciocínio: 22,5 + 0,5 = 23
Constituição: 31,75  + 0,75 = 32,5

Total: 7/7 (+0,75 trabalho em equipe)

Total de Habilitações: 470,25 + 7,75 = 478


Recompensas entregues na totalidade para ambos. Parabéns, conseguiram prender minha atenção =3
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Missão rank A - Os mortos caminham
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kirigakure :: Missões :: Missões Arquivadas-
'); }