Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Missão rank C - A Múmia!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: Missão rank C - A Múmia!   Qui 9 Maio 2013 - 16:53

Rank da missão: C
Titulo da missão: A múmia!
Descrição: Arqueológos encontram recentemente uma tumba muito antiga, aproximadamente 2000 anos, nesta tumba foi encontrado o que parecia ser uma múmia, contudo, apenas um dos arqueólogos conseguiu sair de lá e estava mentalmente perturbado, afirmando ter visto olhos vermelhos, horror e um ser nem morte e nem vivo. Sua missão, é resgatar os arqueólogos desaparecidos e selar esta tumba de uma vez por todas.
Recompensa: 600 ryos + scroll de novo jutsu + 1 ponto de cumprimento
Número de Ninjas: 2/3 ninjas
Pessoas Inscritas:


  • Brian Borges  (Brian$)
  • Kimura Endo (Orochi)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Brian$

Administrador | Suna
Administrador | Suna
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Número de Mensagens : 1661

Registo Ninja
Nome: Brian Borges
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 279
Total de Habilitações: 758,5

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - A Múmia!   Ter 18 Jun 2013 - 17:21

Me inscrevo para essa missão!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - A Múmia!   Ter 18 Jun 2013 - 19:01

Inscrito... Aguarda 24 horas para ver se mais alguém te acompanha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - A Múmia!   Qua 19 Jun 2013 - 21:49

Inscrevo-me... Very Happy
Vamos começar?

Ordem de Postagem:

Kimura Endo
Brian Borges
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - A Múmia!   Qua 19 Jun 2013 - 23:04

O sol causticante e a falta de umidade no ar indicava sua chegada ao País do Vento, onde a brisa quente fazia sua pele pálida arder em dias longos, com noites extremamente frias. - Aqui estou novamente. - Sussurrava Kimura, enquanto olhava a imensidão de areia. Com memórias vívidas, ele se lembrava das cenas de horror que aconteceram durante o ataque dos lobos de chakra e toda a sua destruição. Tomando água abundantemente de seu cantil, ele o depositou na velha mochila de viagem, puxando-a para suas costas e assim continuar a viagem até da Vila da Areia. Convergindo chakra nos pés para evitar que a areia atrapalhasse seus movimentos, o ANBU atingiu certa velocidade em vários shunshins pela areia até que parou no primeiro posto de vigília, onde alguns ninjas da areia conferiram seus papéis de autorização com olhos vidrados no seu corpo totalmente coberto para se proteger do sol. - Pode seguir viagem. - Sorriu o ninja, carimbando seu papel. Sorrindo de volta pela cooperação dos sunanins, o ANBU retornou a viagem para então atingir a estreita entrada da Vila, onde foi recebido por um chuunin que já o aguardava.
 
- Senhor Kimura? Seja bem vindo novamente à Suna. - Recebia-o com alegria.
- Eu te conheço! Kisume, não? Lembro de você. - Alegrava-se, passando a mão na nuca.
- Isso mesmo! O senhor subiu rápido. Já um ANBU? - Disse, olhando sua tatuagem.
- Nada demais. Precisavam de ninjas nas fileiras. - Respondeu humildemente.
 
Kisume então apontou para a entrada e os dois adentraram na Vila da Areia, onde as pessoas os olhavam enquanto eles passavam pelos becos e vielas. - Melhor tirar isso. - Comentou Kimura, ao retirar a máscara, para não chamar tanta atenção. Assim, após alguns minutos de prazerosa caminhada, os dois chegaram ao prédio do Kazekage, onde convergiram seus chakras nas pernas e subiram rapidamente até o salão principal, onde Gaara já aguardava em conjunto com um ninja totalmente vestido de negro, com óculos que lhe cobriam toda região dos olhos. Estranhamente, apesar de identificá-lo como gennin, seus sentidos lhe diziam que se tratava de um jovem poderoso. Gaara então se levantou de sua cadeira e circundou a mesa em pequenos passos até ficar posicionado no meio dos dois ninjas. Kisume cumprimentou Kimura rapidamente e saiu, deixando-os a sós. Com um sorriso estranho e quase sem expressão, Gaara cumprimentou o ANBU com pompa e indicou aos dois as duas poltronas que descansavam à frente de sua mesa. - Aqui, por favor. - Disse calmamente, dirigindo-se de volta à mesa.
 
"Este é Brian Borges. Um gennin habilidoso que te acompanhará nesta missão estranha, mas necessária." - Começou Gaara, sentando-se em sua cadeira acolchoada. - "Existia uma escavação arqueológica ao oeste de Suna que fizera uma grande descoberta de um túmulo antigo, com cerca de dois mil anos. Conta-se que pertencia à Towa Kurasawa, um famoso líder bélico que comandava um clã há séculos extinto. O problema é que me parece que toda a equipe enviada para as escavações está desaparecida e somente um deles conseguiu fugir, dizendo que a múmia de Towa havia levantado do túmulo." - Deu uma pausa com seriedade. - "Não estou acreditando que isto se deva ao jutsu Edo Tensei, mas é melhor garantir. Por isso Kirigakure enviou um ANBU para auxiliar na descoberta do que quer que seja. Dessa forma, descubram onde o resto da equipe se encontra e selem aquela tumba antes que nos tragam mais problemas.” - Terminou, acenando para que os ninjas saíssem. Kimura e Borges então se levantaram em silêncio e cumprimentaram Gaara com respeito, saindo com ansiedade enquanto mais ninjas aguardavam para receber suas missões.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - A Múmia!   Dom 23 Jun 2013 - 20:34

-        E  então... Brian Borges, nome diferente. – Brincou Kimura com um leve desconforto.
-        Isso mesmo. Já ouvi falar de você também. – Respondeu com seriedade.
 
Rapidamente os dois desceram as escadarias até chegarem na parte exterior do complexo, quando o chuunin resolveu iniciar a missão. Deixando a máscara na mochila para não passar mal durante a viagem, os ninjas convergiram seus chakras nas pernas para realizarem sucessivos shunshins até conquistarem o alto das estruturas de barro endurecido, saltando velozmente em zigue-zague quando alcançaram a saída principal, onde o Hebi deu sinal para que interrompessem o avanço. - Já vai, Kimura-kun? Pensei que teríamos tempo para jogar conversa fora. – Comentou Kizume em seu posto de vigília. Cumprimentando seu amigo, Kimura logo se despediu e seguiu viagem enquanto conversava com seu companheiro de viagem para então adentrar no grande mar de areia que os separava das escavações há cerca de cinquenta quilômetros dali.
 
Deixando seus chakras descerem aos pés para não serem atrapalhados pela areia, os ninjas corriam em velocidade pelas dunas douradas pela luz do sol. Sua pele já começava a arder por não estar acostumado com o ambiente, enquanto Brian parecia não se importar com toda aquele calor através de seus óculos escuros. Então, quando se passou algumas horas de corrida, os viajantes alcançaram o primeiro ponto de descanso num oásis. A área era pequena. Entre algumas dunas medianas, alguns coqueiros despontavam acima, jogando suas raízes na direção de um pequeno lago de águas límpidas próprias para um banho refrescante. - Bom, melhor descansarmos aqui por uma hora, e então seguiremos para o próximo ponto de parada. – Comentou Borges, mostrando-se grande conhecedor da região. Mas Kimura nem aguardou suas palavras, já se debruçando sob a água e se molhando.
 
- Não está acostumado com esse tipo de terreno, não é? – Perguntou o garoto dos “quatro-olhos”.
- Verdade. Não sou fã de regiões quentes. – Respondeu embaraçosamente.
 
Os dois sorriram brevemente quando ouviram alguém se aproximar por detrás das dunas que cercavam o local. Saltando lateralmente, Kimura focalizou chakra na tatuagem, trazendo uma tanto a suas mãos, enquanto Brian executou uma grande quantidade de selos para então concentrar areia em sua mão, tornando-a esférica até tomar forma de um olho, fazendo-o flutuar por entre as dunas à procura do invasor. A serpente ficou surpresa ao ver esta técnica peculiar, ao tempo em que via o globo flutuar e dar voltas por trás das dunas. Mas o sunanin não demorou muito até encontrar a origem dos leves ruídos. Brian conseguiu ver outra sunanin que rastejava na areia. Tentando ver o que acontecia dentro do oásis, a garota tinha seu corpo coberto por uma capa, fazendo um jutsu que a fazia camuflar-se na areia, quando o globo se aproximou silenciosamente.
 
-        O que você faz aqui? – Perguntou Brian, ao realizar um veloz shunshin até a garota.
-        Ah! Como me descobriu?! – Revoltou-se a gennin, jogando a capa no chão.
 
Vendo que Brian continuava sério e sem falar uma palavra, a gennin entendeu  que devia abrir o jogo.
 
-        É que meu avô é um dos escavadores. – Sussurrou com tristeza.
-        Você só iria nos atrapalhar. – Disse Kimura, ao realizar um shunshin e se aproximar.
-        Ah! Mas meu avô... Preciso salvá-lo! – Assustou-se ao notar o chuunin em suas costas.
 
O silêncio do impasse se abateu nos três. A garota se desesperava e chorava ajoelhada numa súplica para acompanhá-los na viajem. Kimura permanecia frio em relação a isso. Ele já tinha visto alguns de seus companheiros morrerem em missões, e a vinda da garota só aumentaria o risco disto acontecer novamente. Contudo, a menina parecia sincera em sua angústia pela busca do avô perdido. Desfazendo o jutsu ocular, Brian não falou nada a não ser olhar par ao chuunin com um certo ar de clemência. Ele não queria deixar a garota sozinha naquele lugar, e como já começava a escurecer, o risco de se encontrar com algum predador do deserto tornaria sua viagem solitária ainda mais perigosa. - Está bem! Mas não nos atrapalhe! – Disse o kirinin, ao perceber que já era voto vencido. A menina deu um grito de alegria, levantando-se e limpando a areia que acumulava em seu uniforme.
 
Caminhando de volta para o centro o oásis, satisfeitos com o resultado da pequena reunião, os três subiam a duna em silêncio, quando Kimura percebeu uma estranha movimentação na areia a seu lado. Rapidamente jogando-se para o lado, o chuunin viu uma imensa cauda de escorpião cujo ferrão passou-lhe rente ao braço arranhando-o superficialmente. Foi então que toda a duna tremeu. Surpresos com o ataque, Brian e a garota que não lhes disse o nome saltaram para longe, enquanto Kimura permaneceu no local para cobrir sua fuga. Logo, das profundezas da areia, um escorpião gigante eclodiu furioso por ter falhado em seu primeiro bote, jogando suas pinças poderosas na direção da serpente. - What the Fuck! – Pensou, enquanto saltava mais uma vez para esquivar-se do ataque, convergindo chakra nas tatuagens para invocar três shurikens e um kunai com uma tarja explosiva amarrada.
 
Balançando os braços com toda força, o chuunin arremessou os shurikens que resvalaram na forte carapaça do inseto gigante, ao mesmo tempo em que acertou a areia logo a sua frente com a tarja. O papel fumegou e a explosão levantou quantidade de areia suficiente para distraí-lo tempo suficiente para realizar um shunshin e se reagrupar com os outros ninjas que viam tudo aquilo há uma certa distância. - Você está bem? – Perguntou Brian, preocupado com o filete de sangue que sujava o uniforme do chuunin. Respondendo positivamente, Kimura puxava a garota para suas costas num movimento de proteção enquanto o animal se aproximava com sua cauda em riste. Fazendo rápidos selos, Brian levou as mãos à frente, quando um grande quantidade de areia envolveu o inseto, aprisionando-o com grande esforço.
 
- Sabaku Sōsō! – Gritou o sunanin, quando toda a areia ao redor do escorpião se compactou num espetáculo grandioso, sumindo com o inseto que afundo com a pressão. A garota e Kimura se impressionaram com o poder das areia que o jovem controlava com habilidade. Suspirando aliviado, Brian retornava à postura normal, quando mais uma vez o chão tremeu e o escorpião ressurgiu das areias, jogando a todos para o alto. Com sua carapaça com alguns pontos de rachadura, ele inclinava o corpo à procura do responsável pelo seu sofrimento, quando esticou a cauda para tentar ferroar Brian que tentava aprumar seu corpo com velocidade. A menina, por sua vez, gritou em desespero mas conseguiu aprumar-se e cair de pé. Fazendo o mesmo, Kimura agiu rápido enquanto fazia os selos necessários e focalizava chakra no braço para então formar o selo em sua mão.
 
Vendo que não teria como esquivar-se da ferroada, o sunanin focalizou chakra em todo o corpo e logo se transformou numa cortina de areia, sendo levado pelo vento, deixando o ferrão passar incólume por ele. O escorpião girou a sua procura quando percebeu que Kimura já se aproximara com um shunshin, tocando levemente uma de seus patas, pra então esquivar-se de uma de suas garras logo ao sair de seu alcance. Ativando o selo, faixas negras cobriram todo o corpo do animal, que ficou paralisado rapidamente. Urrando em fúria, o escorpião sentiu sua carapaça ser pressionada com grande força, como se uma serpente constritora o envolvesse por completo. E como seu exoesqueleto já estava avariado pelo golpe anterior, as faixas fizeram o resto para estourar seu corpo em diversos pedaços. Todos gritaram enojados com o muco que se projetou por toda a área. - Que belo comitê de boas-vindas. – Reclamou a menina, indo até o oásis para se lavar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Brian$

Administrador | Suna
Administrador | Suna
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Número de Mensagens : 1661

Registo Ninja
Nome: Brian Borges
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 279
Total de Habilitações: 758,5

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - A Múmia!   Qua 26 Jun 2013 - 18:49

Depois do longo banho a garota, mesmo tendo sido avisada para se apressar por Kimura e Brian, os três jovens retomam ao seu trajeto rumo ao famigerado túmulo de Towa.

- Agora que você percebeu o quão é perigoso ir conosco não acha melhor ir embora garota? _ pergunta Kimura.

- Meu nome é Mikasa e não garota, além do mais eu não estava com medo daquele escorpião.

Brian olha discretamente para a jovem e percebe o quão ela ficou vermelha ao fazer aquele projeto de blefe. Mas ele tinha coisas mais importante para tratar e, depois de 1 hora de caminhada, finalmente ele chegam ao local de escavação. Ele está realmente abandonado, com barracas caídas, ferramentas espalhada pelo chão e no centro, uma grande entrada (3 metros de altura) com letras numa língua a muito tempo perdida e que levava ao subsolo, sem dúvida se tratava da tumba amaldiçoada.

- Creio que este é o local que o Kazekage Gaara mencionou! _ fala Brian com um tom sério.

- Verdade, acho melhor termos cuidado ao entrar pois não sabemos que tipos de armadilhas podemos encontrar lá dentro. _ responde Kimura.

Ouvindo o que Kimura tem a dizer, o sunannin de óculos verdes concentra seu chakra e o divide uniformemente para criar da areia ao seu lado uma cópia exata sua com o Suna Kage Bunshin. Para em seguida dizer:

- O que você disse é válido, então creio que seja melhor usarmos clones para entrarem na nossa frente pois caso algo aconteça teremos alguns segundos de vantagem para reagir apropriadamente.

Kimura acena em concordância e igualmente concentra seu chakra para criar uma cópia sua com o Kage Bunshin. Então, os dois clones abrem caminho desbravando as entranhas da tumba, sendo seguidos por Kimura, Brian e Mikasa respectivamente. A descida não foi muito conturbada, de fato vez ou outra Mikasa esbarrava em alguma teia de aranha e se assustava mas nada fora do normal. No entanto, ao descerem a escadaria e chegarem num túnel dentro do subterrâneo da tumba os jovens percebem que tudo estava iluminado por tochas, mas elas eram diferentes, emitiam uma chama verde que parecia não emitir calor e quando Brian ordena que seu clone toque na chama ele não se queima.

- Estranho, Kimura, sendo você um membro da Anbu você já viu algum jutsu assim? _ pergunta o sunannin ainda bastante curioso.

- Honestamente, eu nunca vi um jutsu assim mas creio que ele existir aqui em baixo não seja um bom sinal. _ responde a serpente.

Os jovens então voltam sua caminhada pelo túnel passando por sua luminárias macabras, o caminho estava sendo tranquilo, afinal os clones não fora destruídos. Entretanto, num determinado momento o clone de Kimura pisa numa rocha que parecia estar sobre uma falsa saliência, que fez a pedra afundar, gerando um som alto parecido com o de engrenagens se movendo.

Subitamente, o chão se abre em baixo de onde Kimura e Brian estavam, fazendo os dois caírem na escuridão, no entanto, os dois shinobis eram habilidosos e Kimura expande seu braço direito (Dou Kawari), tornando-o maior e mais largo e agarra a beirada oposta (onde os clones estavam) e começa e a subir, ao seu lado, Brian focaliza seu chakra na areia de sua cabaça e, ao mover seu braço direito num movimento de agarrar, a areia o reproduz criando um enorme braço arenoso (Suna no Membã) que se agarra também na beirada oposta do lado de Kimura.

Os dois sobem a beirada ainda ofegantes por quase terem morrido, aquela tumba era realmente muito perigosa.

- Esta foi por muito pouco! _ fala kimura ofegante.

- Ei vocês dois, é bom ver que vocês estão bem mas como é que eu vou atravessar? _ fala Mikasa que embora não quisesse mostrar, parecia bem perplexa com o que acabara de acontecer.

Brian, depois de recuperar o fôlego, usa o mesmo jutsu e cria um braço de areia para agarrar a outra beirada e criar uma pequena ponte, o qual a garota passa por cima. Feito isto, os jovens agora caminham com atenção dobrada, no intuito de evitar que algo pior aconteça.

Continua ...

Código:
 Desculpa a demora Orochi, mas agora que voltei de viagem podemos terminar a missão mais rápido :)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - A Múmia!   Seg 1 Jul 2013 - 16:10

Há alguns metros dali...

O barulho do acionamento da armadilha reverberou nas paredes lisas de pedra que serpenteavam num labirinto até chegarem a um grande cômodo, onde um homem todo coberto por um pesado poncho estava sentado num trono escavado na rocha. O salão empoeirado era iluminado apenas por algumas tochas azuladas que circundavam sua forma retangular. No centro do cômodo existia um sarcófago vazio cuja tampa estava encostada na pedra. Rachada quase que totalmente, a tampa parecia ter sido empurrada violentamente. Enquanto isso, cerca de cinco homens vigiava nove trabalhadores que carregavam peças preciosas através do túnel que se escondia atrás de uma gigantesca estátua que tinha a aparência horripilante de uma mistura entre o chacal e o homem. Com os poderosos braços levantados, a estátua parecia segurar todo teto com as mãos livres, enquanto fitava com seus olhos vazios a entrada do salão principal de onde ecoou o ruído.

Ao ouvirem o aviso, os vigias se entreolharam e começavam a revirar o salão à procura de mais alguma coisa para surrupiar, o que pareceu irritar o homem sentado no trono. - Idiotas! Já temos o suficiente para todos nós! Vamos embora, irei distrair quem ousou a entrar no túmulo de meu ancestral! - Esbravejou. Assustados, todos os vigias começaram a sair pelo túnel secreto, enquanto os trabalhadores paravam seu transporte e agiam mecanicamente, dirigindo-se à entrada principal em movimentos coordenados. - Vão! Destruam os invasores! - Comandou o misterioso, levantando-se do trono num balançar de sua capa, fugindo pelo túnel que se fechou num arrastar de rocha. Enquanto isso, da testa dos trabalhadores surgiu um símbolo brilhante em forma de um único olho, fazendo-os levantar suas pás e picaretas para empreender corrida desordenada pela entrada principal em direção aos ninjas desavisados.

*****

- Mas que ruído é esse? - Sussurrou Mikasa, recostando-se no ombro de Brian. Tensos, os três percorriam um emaranhado de túneis na penumbra até que eles se depararam com um desvio à direita donde começaram ouvir ruídos repetidos de passos e o arrastar irritante de metal contra rocha. Levantando a mão, Kimura fez sinal para que parassem enquanto deslizava até a congruência da parede, onde pôs apenas a lateral de seu rosto para verificar o que acontecia quando tomou um susto ao esquivar-se de uma picareta que fora arremessada em sua direção. Dando uma pirueta em recuo, o chuunin tomou posição de combate. - Aí vêm eles! – Gritou no momento em que os nove trabalhadores surgiram no corredor. Sem emoções, todos eles carregavam ferramentas perigosas, precipitando-se sobre os três. Empurrando Mikasa com força, Brian tomou sua frente para protegê-la, enquanto se punha ombro-a-ombro com o chuunin. E num movimento sincronizado, os dois focalizaram chakra nas pernas e efetuaram um veloz shunshin em direção ao grupo. Logo o choque foi inevitável.

Fazendo um rápido selo, Kimura enviou chakra para os cérebros dos atacantes que o viram eclodir numa luz ofuscante. Enquanto isso, Brian saltou com os dois pés no primeiro homem, utilizando-o como trampolim para girar e alcançar o segundo na ordem, elevando a perna num chute rápido. Enquanto isso, Kimura girava a perna numa rápida rasteira para derrubar o homem que Brian usara como trampolim, para então chutá-lo na direção dos outros. O homem deslizou na rocha lisa e derrubou outros três que tentavam flanqueá-los. Quando Brian aterrissou no meio de outros três e se esquivou do giro de uma picareta, que resvalou tirando lascas da parede, enquanto girava e atingia outro com um chute alto na têmpora. O homem cambaleou e caiu no chão perto de Kimura, que se esquivava dos ataques incessantes dos três que atrapalhara no primeiro ataque. Inclinando o corpo, a serpente desviava-se de uma pá que vinha em sua direção. Neste momento, focalizando chakra no braço, Kimura o esticou em velocidade para atingir a mandíbula do atacante. O impacto foi suficiente para que o homem tropeçasse no corpo inconsciente no chão e caísse ruidosamente.

- Argh! - Nesse momento, Mikaza se defendia como podia da picareta de outro trabalhador. Desviando-se agilmente do outros dois golpes, Kimura ainda tentou alcançá-la, mas fora cercado pelo grupo que o atacava. Brian, por sua vez, atingia o último homem com uma forte joelhada e se virou rapidamente para focalizar chakra e fazer alguns selos, quando pequenas garras se enroscaram nos pés do atacante que tentava ferir Mikaza, deixando a sunanin com tempo para recuar. Nesse momento Kimura convergiu chakra nos pés e num só movimento, esquivou-se dos homens que o cercavam grudando seus pés na parede, e num movimento "à lá" Matrix, girou o corpo e chutou o homem aprisionado com toda força, fazendo bater forte na parede e ficar inconsciente. Contudo, sua manobra para salvar a companheira lhe custou sua defesa, pois no momento em que pousou seus pés no chão, Kimura fora atingido de raspão nas costas por uma pá arremessada. Seu sangue ferveu, e quando se virou furioso para vingar-se do velho que acabara de lhe ferir, focalizou chakra na tatuagem e invocou uma tanto.

Utilizando sua força bruta, ele derrubou todos os trabalhadores que estavam entre ele e o velho, atingindo-os com socos e pontapés até girar a tanto num corte lateral. - Não! - Gritou Mikaza, jogando-se na frente do velho. Com o susto, a serpente se desequilibrou e caiu sobre os últimos trabalhadores que tentavam se levantar. Ainda mais furioso, o chuunin olhou ameaçadoramente para a garota que agora tentava segurar o velho com todas as forças. - Não o mate! Esse é meu avô! - Esbravejou a menina, com seus olhos lacrimejando. Mais surpreso ainda, Brian atingiu o único homem que estava de pé com outro chute e se virou para ver que o grupo estava trajado como arqueólogos, com suas roupas caqui, cheia de bolsos. Com um sorriso a contragosto a serpente também percebeu do que se tratava e se levantou num rápida pirueta para então ajudar a garota que se debatia para não deixar que seu avô a atacasse. Espalmando a mão, Kimura atingiu a nuca do velho que caiu inconsciente nos braços da neta.

- Achamos os arqueólogos. Agora vamos selar este túmulo. - Disse Brian, satisfeito com a missão cumprida.
- Não. Vamos ver quem está por trás disso. - Respondeu o chuunin, ainda com sede de sangue.
- Eu não vou a lugar algum. Achei meu avô! - Declarou a sunanin, emocionada.
- Pois nos espere aqui. Voltaremos assim que puder. - Comandou Kimura, reiniciando a caminhada.

Deixando a garota para trás, os dois continuaram a jornada na penumbra até adentrarem na câmara principal, onde ainda existiam alguns pertences históricos revirados no chão, além de dezenas de pegadas que se espalhavam por todo o local. Dividindo-se em dois, os ninjas percorreram cuidadosamente a sala fúnebre, mas não encontraram ninguém. "Droga!" - Pensou Brian, tentando imaginar para onde o responsável pelo controle dos trabalhadores havia fugido, até que notou um fraco brilho refletido numa gema de cor rubi que estava esmagada entre o paredão de pedra e uma suposta passagem secreta. - Ali! - Apontou o jovem com ansiedade. Deixando os rastros de lado, Kimura se aproximou da rocha e percebeu que de alguma forma, aquela passagem se abrira. O problema seria em como abri-la. Nesse momento, Brian pediu que o chuunin se afastasse da entrada selada, quando focalizou chakra na areia em sua cabaça, de onde surgiram duas poderosas mãos de areia, que se esgueiraram pelas frestas da parede e começaram a puxar a rocha com grande poder.

Gemendo pelo esforço, Brian suava enquanto Kimura via a rocha se movimentar lateralmente, quebrando alguns mecanismos que a mantinham no lugar. E logo uma brisa fresca invadiu o local, deixando à mostra um túnel estreito que ia numa linha reta até uma luminosidade em seu final. - Parabéns! - Comemorou o kirinin, jogando-se pelo túnel ansioso por ação real. Brian se recompôs e correu logo atrás, quando atingiram as areias do deserto. Seus olhos demoraram alguns milésimos de segundo para se acostumarem com a nova luminosidade quando viram um escorpião gigante ao longe. Com uma espécie de sela. O escorpião carregava cerca de seis homens e caixas amarradas que balançavam com os passos do inseto. Surpresos, os dois partiram em perseguição quando foram vistos pelos homens que empreendiam fuga. O escorpião parou e se virou, enquanto os cinco homens desceram em velocidade e convergiram na direção dos dois brandindo perigosamente suas lâminas.

- Destruam eles! Destruam completamente! - Comandou o misterioso homem.

Kimura invocou sua espada prateada, enquanto Brian sacou sua foice escura. O embate estava pronto. Pela movimentação do inimigo, diferente dos trabalhadores, eles pareciam ter treinamento ninja, pois aumentaram a velocidade em rápidos shunshins até se chocarem com os dois. Nesse momento, o chuunin enviou chakra para a cabeça dos inimigos, e após um selo rápido, todos eles estavam sob o efeito de seu genjutsu do engodo, o que os fez abrir a guarda. Assim, balançando a espada num corte lateral, Kimura atingiu a barriga de um deles, fazendo o sangue espirrar, enquanto arremessava dois shurikens para o outro logo atrás. O homem bloqueou os projéteis com um balançar de katana e tentou atingir Kimura no ombro. O jovem esquivou-se ao se inclinar e então fez um selo com uma das mãos e logo os shurikens que arremessou retornaram com seu chakra fuuton e atingiram o inimigo pelas costas. Brian, por sua vez, cruzava a foice acima da cabeça para aparar o golpe dos outros dois para então utilizá-la como apoio e desferir um chute no primeiro, e num só movimento, balançar a lâmina lateralmente, que dividiu o bandido ao meio.

Vendo isso, os outros dois ainda tentaram fugir, mas Kimura arremessou duas senbous precisamente em seus pescoços, fazendo-os cair nas areias e se debater ao tentar retirar as agulhas que se aprofundaram nas jugulares. - Muito bem! Vocês são fortes! Mas vamos ver se podem comigo! - Gritou o homem misterioso ao ver que seus lacaios estavam estirados, inertes na areia. Saltando do escorpião, o homem retirou a capa, mostrando todo o seu corpo de marionete. Para a surpresa dos dois, o homem ou "a coisa" tinha quatro braços e era robusto. Com a boca que se abria de maneira artificial, a marionete sorria de forma macabra, enquanto quatro lâminas surgiram de pequenos espaços em seus pulsos. Contudo, apesar de ser todo artificial, parecia que seus olhos eram as únicas coisas que lembravam que aquilo fora um dia um homem. Então, perfazendo uma postura totalmente bizarra, aproveitando todo o poder de suas articulações, o boneco os olhou profundamente, quando tudo escureceu.

- Tome cuidado! Genjutsu! - Gritou Kimura, ficando costa-à-costa com Brian.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - A Múmia!   Dom 7 Jul 2013 - 3:42

- KAI! - Gritou Kimura ao contrair os dedos num rápido selo, eviando chakra para as terminações nervosas. Enquanto isso, Brian focalizava chakra em sua areia, formando uma espécie de escudo semicircular para proteger a retaguarda dos dois numa estratégia inteligente. Tudo fora muito rápido. O sunanin sentiu diversos ataques que tentaram romper sua defesa arenosa, ao mesmo tempo em que a serpente se libertava do genjutsu e via os cinco ninjas que eles haviam derrotado circulando ao redor deles com feições frias e artificiais. "Ele os está usando como marionetes!" - Pensaram os dois, ao começarem a utilizar suas lâminas numa perigosa dança de defesa e ataque. Esquivando-se do primeiro atacante ao se inclinar em direção ao solo, Kimura levou sua espada com toda força num corte ascendente, atingindo o corpo da marionete que quase se dividiu pela metade, caindo ao solo sem condições de mover-se. Logo outros dois se aproximavam em rápidos shunshins e saltavam em sua direção. Focalizando chakra nos braços, a serpente agiu esticando seu braço esquerdo de maneira a se enrolar numa das marionetes macabras, ampliando sua força constritiva. Seu braço tomou formas poderosas e o corpo estalou com os ossos quebrados. O segundo corpo então balançou sua katana para atingir o corpo do ninja, que não teve alternativa senão receber o golpe para não deixar Brian com as costas desprotegidas.

Inclinando o corpo para trás, Kimura diminuiu o dano causado pela lâmina que rasgou seu quimono e atingiu seu peito de raspão. Nesse momento, segurando a dor, a serpente atingiu seu outro braço nas costas do sunanin que se protegia como podia na escuridão, enviando sua energia para que Brian escapasse da ilusão. O jovem de suna sentiu um forte soco atingir-lhe a face quando Kimura o atingiu com seu "kai", permitindo-o ver o último zumbi momentos antes de seu ataque mortal. Levando as mãos numa rápida defesa, Brian levou areia para sua lateral e aparou o ataque. - Obrigado. - Sussurrou ao verificar que Kimura já despachava o outro zumbi com uma giro de sua espada que cortou as pernas do homem. "Não vou ficar atrás." - Pensou o sunanin ao convergir chakra na mão esquerda e após um rápido selo, atingir sua barreira de areia com um golpe, fazendo com que dezenas de balas de areia fossem projetadas no último boneco e em seu mestre. Cortando a ligação com os corpos, o Nukenin arqueou o corpo e saltou lateralmente para esquivar-se, jogando-se sobre os dois com as quatro lâminas eletrificadas. Enviando areia para sua proteção, Brian viu uma das lâminas rasgar sua proteção com facilidade, atingindo-o de raspão na barriga, fazendo-o gritar de dor. Vendo isso, Kimura rapidamente usou a força de seus braços para puxá-lo para trás e tomar a frente num movimento de kenjutsu, aparando a segunda lâmina com sua presa-de-prata.

A espada eletrificada partiu a lâmina de Kimura facilmente, deixando-o à mercê das outras duas que se seguiam enquanto o inimigo girava. - Merda! - Gritou o chuunin, saltitando lateralmente numa ágil pirueta. Brian o seguiu, apoiando-se no ombro do líder e se colocando novamente na lateral, tentando recompor-se do corte cauterizado pelo relâmpago. - Alguma ideia? - Perguntou à Kimura, enquanto os dois recuavam mais uma vez em rápidos shunshins para esquivar-se das quatro lâminas mortais. O nukenin parecia se divertir com a falta de criatividade dos ninjas, pois os perseguia com um sorriso no rosto. E quanto os dois se esquivavam do combate corpo-a-corpo, o boneco abria a boca de onde seu chakra concentrou a energia necessária para disparar um poderoso raio que fez a areia do deserto se dividir até atingir os dois num espetáculo de areia e vidro recém formado pela areia aquecida à grandes temperaturas. Com queimaduras espalhadas pelo corpo, os dois lutavam para rastejar para fora da pequena cratera criada. Desesperados e com fortes dores, os dois ninjas focalizaram chakra nas pernas e efetuaram um veloz shunshin até a beirada do buraco, onde convergiram até o inimigo que elevava duas de suas armas para aparar a foice e uma kunai que Kimura havia invocado antes de atacar. E a dança mortal começava novamente.

A marionete parecia ter uma agilidade incrível, já que o chuunin balançava a kunai de uma lado à outro tentando atingi-lo ao mesmo tempo em que saltava por cima para dar espaço à foice do sunanin que rasgava o ar na horizontal. Com a vantagem de ter dois braços à mais, a marionete aparava e contra-atacava com rasgos elétricos no ar, procurando o corpo dos dois que se distanciavam como podiam das rápidas manobras do inimigo que investiu sobre Brian, fazendo-o perder a sustentação de seus pés e cair ofegante ao chão. - Não! - Gritou o jovem vendo a morte chegar. Foi quando Kimura saltou à frente e conseguiu bloquear e agarrar os quatro punhos do boneco com braços recém-formados de suas costelas, travando um embate de forças por quem conseguia ganhar mais terreno. O boneco se surpreendeu com aquela demonstração de força, e mais ainda quando sentiu a foice atingir o pescoço pelas costas. A cabeça da marionete voou para o alto, enquanto os dois clones que os ninjas haviam feitos se desfizeram em fumaça, deixando os verdadeiros surgirem da pequena cratera de onde não haviam saído desde o ataque relâmpago. Logo a cabeça vislumbrou seu corpo artificial cair sem força ao chão. - Desgraçados! Ainda estou vivo! - Gritou o homem. - Os ossos de Towa me pertencem! Eu sou descendente direto dele! - Completou.

Ofegantes com toda aquela ação, os ninjas não se importaram com a reclamação da cabeça, dirigindo-se ao escorpião gigante para recuperar os pertences roubados pela quadrilha. Abrindo seu pergaminho, Kimura fez rápidos selos e selou toda carga em seu pergaminho para então levar até o mausoléu e devolver tudo no seu devido lugar. Brian, por sua vez, ficou responsável por levar a cabeça do "homem-marionete" a fim de entregá-lo pessoalmente ao Kazekage, como responsável pela disseminação de lendas e roube de artefatos antigos. - Você está de parabéns. Uma missão perfeita. - Elogiou o chuunin pelo bom trabalho em equipe dos dois. Acenando com a cabeça, Brian tampou a boca do nukenin com um pedaço de tecido e acenou para que Mikaza os acompanhasse com seu avô já recuperado de seu controle mental. - Um dia me tornarei mais forte que vocês. - Provocou a garota ao se despedir no portão principal da Vila da Areia. Sorrindo, os dois efetuaram vários shunshins até chegarem ao centro administrativo, onde entregaram a cabeça e as informações sobre o que teria acontecido naquele mausoléu. Assim, após o relatório de toda a ação, Kimura e Brian se despediram para descansarem, pois logo o ANBU viajaria de volta à sua Vila com a ciência de que o dever fora cumprido.

FIM

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - A Múmia!   Qua 10 Jul 2013 - 2:18

BUMP!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - A Múmia!   Sex 12 Jul 2013 - 23:49

BUMP... Vamos lá pessoal.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bruno Moraes

Administrador | Iwa
Administrador | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Localização : Em algum lugar de lugar nenhum
Número de Mensagens : 3387

Registo Ninja
Nome: Kyo Kusanagi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 14350
Total de Habilitações: 733,75

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - A Múmia!   Sab 13 Jul 2013 - 15:33

Avaliação de Kimura Endo:

Habilitações Ninjas:

Ninjutsu: 54,5 + 1,25 = 55,75
Taijutsu: 53,5 + 0,75 = 54,25
Kenjutsu: 53,5 + 0,5 = 54
Genjutsu: 26 + 0,75 = 26,75
Selos: 27 + 0,75 = 27,75
Trabalho de Equipa: 9,5 + 1 = 10,5

Habilitações Corporais:

Força: 45,75
Agilidade: 54,5 + 0,5 = 55
Controlo de Chakra: 86,25 + 1,75 = 88
Raciocínio: 16,75
Constituição: 61 + 0,75 = 61,75

Avaliação: 7/7 + 1 T.E

Total de Habilitações: 487,25 + 8 = 495,25

Avaliação de Brian Borges:

Habilitações Ninjas:

Ninjutsu: 45,25 + 2,25 = 47,5
Taijutsu: 15,25 + 0,5 = 15,75
Kenjutsu: 21,5 + 0,25 = 21,75
Genjutsu: 8
Selos: 11,25 + 0,75 = 12
Trabalho em Equipa: 6 + 1 = 7

Habilitações Corporais:

Força: 12,25
Agilidade: 25,5 + 0,75 = 26,25
Controlo de Chakra: 47 + 2,25 = 49,25
Raciocínio: 9
Constituição: 20,5 + 0,25 = 20,75

Avaliação: 7/7 + 1 T.E

Total de Habilitações: 221,5 + 8 = 229,5

Comentários:

Foi uma missão simples e até de certa forma rápida, mas acho que exageraram no uso de ninjutsu do Brian, poderia avançar mais outros aspectos. Como o Brian só postou uma vez vou dar apenas o Scroll para ele e passar metade dos seus ryos para o Orochi, que praticamente escreveu a missão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Brian$

Administrador | Suna
Administrador | Suna
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Número de Mensagens : 1661

Registo Ninja
Nome: Brian Borges
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 279
Total de Habilitações: 758,5

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - A Múmia!   Sab 13 Jul 2013 - 19:59

É justo, realmente todo o trabalho foi do Orochi e honestamente eu gostei de ganhar muito em ninjutsu e CC. Pois como o Gaara, quero me especializar no controle de jutsus.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Missão rank C - A Múmia!
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Sunagakure :: Missões :: Missões Arquivadas-
'); }