Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [A Flor e o Tigre de Konoha] 14 - O Espelho (Parte IV)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: [A Flor e o Tigre de Konoha] 14 - O Espelho (Parte IV)   Qua 3 Abr 2013 - 23:21

Filler
Título com Link
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
[url=]Hanami High School (Parte Final)[/url]
11
12
13
14


A Flor e o Tigre de Konoha
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
Saga Conjunta - Yamanaka Hana e Nara Tora

Filler 14 - O Espelho (Parte IV)

Citação :
Tora = Tora Original
ToraF = Tora Falsa



Citação :
_ Ora, ora, agora somos só nós duas. Preparada para conhecer a dor? – perguntou ToraF.

_ Seu azar é que a única pessoa que podia te ajudar saiu com sua amiguinha. Agora posso fazer você engolir as próprias palavras juntamente com seus dentes. – diz Tora a estalar o pescoço e dar um soco na própria mão.




- Tsc não faça-me rir. Este duelo já tem uma vencedora - a cópia estava realmente confiante.


- Então queres mesmo ganhar de mim? Sonha impostora! - dizia a verdadeira Nara a adquirir uma postura ofensiva junto com seu tessen.

- Eu não quero... Eu VOU! - respondia ToraF com um sorriso no rosto.

Sem perder tempo, a chuunin concentrava seu chakra fuuton no leque aberto, decidida a dar uma lição naquela cópia; porém esta rapidamente sumia de sua vista. Sem aviso, ToraF chutava com violência s costas da verdadeira, que revelava-se ser um tronco. Uma chuva de shurikens caía da copa de uma árvore em direção à Nara falsa, deixando uma nuvem de fumo no local. A original aterrava no solo com um joelho e um pé, tentando perceber o chakra de sua cópia com o Chakra Chie, quando uma mão saía da terra agarrando um de seus tornozelos. Ao percebera intenção, a kunoichi com um selo fazia queimar uns papéis aderidos em pontos estratégicos de seu corpo causando uma intensa explosão. Um monte de rochas agora estavam empilhadas, denunciando o breve combate de dois tsuchi bunshin's:

- Ok, você agora você me estressou, sua vadia... Pensas igualmente a mim! - a konohanin original irritava-se.

- Pois, benzinho, o meu jutsu copia tudo o que é teu, desde jutsus até pensamentos. Não tens a menor chance contra mim pois eu sou tu mesma - provocava a falsa.

- Tu que pensas... anãzinha! - retorquia a verdadeira kunoichi, rindo-se da idéia que acabava de ter.

-És maluca para pôr-se a rir deste modo? E anã é tua mãe, vadia! - gritava uma furiosa ToraF.

Tora nada dizia, seus pensamentos estavam bem além dos xingamentos de alguém que era cópia de si mesma. Sua preocupação com Hana e seus parentes obrigavam-na a manter o sangue frio e análise calculista que tanto tinha dificuldade em lidar - principalmente em situações hostis como aquela. Um erro seria fatal, e pela primeira vez na vida, a criação com os Nara dava seus frutos: conseguia deixar de lado seus sentimentos pessoais e suas típicas reações de garota mimada, deixando aflorar uma Tora nunca antes vista - e que não fora copiada por aquele estranho e infame jutsu:

- Por acaso, a minha mãe é a tua, logo não há diferença nenhuma em xingar-me - a Nara comentava calmamente.

- O contrário também ocorre, logo por que o fazes? - perguntava a cópia, confusa depois que refletiu sobre aquilo.

- Porque és medíocre... - respondia a original sem emoção na voz, usando um shunshin e aparecendo por trás da oponente, sacando um kunai.

- Achas mesmo que vou cair num truque tão fajuto quanto este? - dizia a falsa desviando-se da investida.

- És uma humilhante cópia minha. Não mereces viver. - respondia Tora, com um diferente tom de voz.

Agarrando duas pequenas esferas, a verdadeira Nara atirava-as juntas à adversária criando uma espessa cortina de fumo. Instintivamente, ToraF lançava um Reppushõ para dissipá-la, e concentrando seu chakra doton, afundava rapidamente no solo quando sentiu o chakra da verdadeira atrás de si, concentrando perigosamente chakra fuuton nas soqueiras de metal e tentando cortar sua jugular. A Nara original continuava a soltar piadas sobre a altura da cópia e falar coisas das quais ela mesma detestava, tentando distraí-la com seu próprio ponto fraco para forçar aberturas de guarda.

Não tardava a isto ocorrer, já que tal como Tora, a cópia havia herdado a dificuldade em raciocinar quando provocada. Ela corria em direção à chuunin, que com mais auto-controle desviava-se facilmente das investidas com kunai aleatórias da oponente, aplicando-lhe uma joelhada na boca do estômago num momento oportuno. Com a surpresa, a impostora abria ainda mais a sua guarda, e a kunoichi não perdoava: aplicando um pontapé ascendente, a adversária elevava-se alguns centímetros, e girando sobre seu próprio eixo, a Nara aplicava um potente chute no abdômen, projetando a cópia por alguns metros até embater violentamente contra uma árvore. Sem perder tempo - e sem um pingo de remorso - a kunoichi sacava seu tessen concentrando uma massiva quantidade de chakra fuuton enquanto abria seu leque:

- Sayonnara... - dizia ao libertar um forte daikamaitachi na oponente, totalmente à mercê de seu jutsu. - Mas que... Que diabos é isto?! - assustava-se ela, ao perceber uma aura roxa emanar daquele corpo.

- Não tão rápido... Achas mesmo que podes comigo? - dizia Toraf, a levantar-se pingando sangue com diversos cortes espalhados por seu corpo.

- Como ainda ficas de pé? Recebeste todo o impacto do meu jutsu! - Tora realmente não compreendia, dando passos para trás instintivamente.

- Simples... Eu SOU melhor que tu! - a cópia retorquia, aumentando sua aura roxa. - Agora vais pagar-me caro por todos estes cortes! - bradava ela, irada.

- Isso é humanamente impossível, mas que raios és tu?! - a konohanin estava começando a ficar com medo.

- Sou aquela que roubará a tua vida, a tua família e tudo o mais. Pois eu SOU a verdadeira Nara Tora por aqui! - dizia ToraF concentrando chakra doton na pele e deixando-a com um aspecto similar a ferro.

- Entendo. Ela quer utilizar o mesmo raciocínio que usei para forçá-la a abrir a guarda. Claro que isso não vai acontecer, mas essa aura roxa parece bem perigosa... - pensava a chuunin encarando sua oponente.

- Vais aí ficar muda? Diga algo antes de morrer, mosquito! - ordenava, antes de usar um shunshin absurdamente mais ágil que o comum, acertando um soco destro no rosto da original.

O sangue escorria pelo canto da boca e apesar de pega de surpresa, Tora reagia tentando iniciar um combate de taijutsu. Porém, a aura roxa aumentava inexplicavelmente a força e agilidade da cópia, e para piorar a situação, havia gasto uma boa dose de chakra no último jutsu. Socos, chutes, cabeçadas, cotoveladas e joelhadas: todos esses golpes foram absorvidos por zonas diferentes do corpo da original, e por um triz, uma kunai não cortara seu pescoço. Até que a Nara falsa tossiu e cuspiu uma boa dose de sangue:

- Vais morrer deste modo! - dizia a kunoichi ao notar o estado da inimiga.

- Eu morro... Mas levo-te para o outro lado comigo! - respondia ela, a cuspir mais um tanto de sangue.

- De certeza já eras para estares morta, mas continuas de pé. És realmente incrível, embora não sejas a verdadeira Tora - dizia a original, contorcida em dores apoiando-se num tronco de árvore para levantar-se.

- Não que precises saber disto, mas... Eu não consigo controlar. Sei que posso permanecer viva, mas a prioridade de sua morte é maior que minha própria existência... - declarava a cópia, a sacar suas aian nakkuru e aproximar-se da Nara ferida.

- Estás a ser controlada?! Reaja, isto é uma vergonha para alguém que se diz tão eu! - esbravejava a chuunin, encostada à árvore e respirando com alguma dificuldade.

ToraF não diminuía o passo, mesmo com as tosses e cuspidas de sangue a cada quatro ou cinco segundos. A aura roxa continuava emanando dela, desta vez mais fortemente, pois concentrava uma quantidade enorme nas soqueiras, além de abusar da velocidade. Apesar da agilidade maior, a verdadeira conseguia jogar seu corpo ao chão e escapar de um ataque mortal, forçando sua adversária a acabar com a árvore atrás de si. Tora não tinha mais forças para levantar-se, e a árvore caída separava-a de outro corpo caído, em meio a uma poça enorme de sangue. Forçando seu corpo ao limite numa investida suicida em vão, ToraF dava adeus a este mundo, afogada por seu próprio sangue e contemplando a densa floresta ao seu redor.



Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hana

Conselheiro | Konoha
Conselheiro | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : In your mind ;)
Número de Mensagens : 3255

Registo Ninja
Nome: Hana Yamanaka
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7945
Total de Habilitações: 362,5

MensagemAssunto: Re: [A Flor e o Tigre de Konoha] 14 - O Espelho (Parte IV)   Qui 4 Abr 2013 - 2:54

D=

Eu acabo sempre a chorar no final triste :c

MILHÕES de vezes mais animado que o meu (isso eu já sabia hahaha), Hana é muita conversa e choro, Tora é luta e garra ahhahahaha, faz parte...

Enfim, tirando o teclado que te trollou muito aí, parabéns gata, agora farei o encerramento dessa dupla contando a história deles xd

=*
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[A Flor e o Tigre de Konoha] 14 - O Espelho (Parte IV)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Konohagakure :: Fillers :: Fillers Arquivados-
'); }