Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Treino 45] Kimura Endo - A Ferocidade da Serpente.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: [Treino 45] Kimura Endo - A Ferocidade da Serpente.   Ter 26 Mar 2013 - 1:17

Sua respiração profunda e coordenada ecoava pelas ruas desertas da Vila e seu corpo, já acostumado ao trabalho duro, começava a ganhar pique e aquecê-lo, preparando-o para as atividades vindouras. Kimura já estava acostumado com todos os obstáculos do caminho de saída, mas alegrou-se quando avistou ao longe cerca de seis sacos de arroz empilhados que somavam seis metros de altura. Eles descansavam à frente de um comércio, formando um paredão rígido encostado na parede. - Perfeito. - Disse ofegante, aumentando a velocidade ainda mais, em rápidos shunshins enquanto focalizava chakra nas solas dos pés para uma manobra arriscada. Então, no exato momento, o ninja efetuou um pequeno salto, grudando o pé esquerdo no segundo saco de arroz, quando o utilizou como apoio. Seguindo o movimento, ele forçou os músculos de sua perna para arremessá-lo sobre o último saco de cereais. Seu corpo rodopiou numa ágil pirueta até o alto, quando tocou o topo da pilha com as duas mãos para girar por cima e atravessar o obstáculo com rapidez.

Seus pés deram um giro espetacular e logo retornavam ao chão, onde continuou a corrida num só movimento. Já estava na saída quando concentrou mais chakra nos pés e pernas para ganhar velocidade. Concentrando toda força de suas pernas para realizar o movimento, Kimura deu mais um grande salto até a árvore mais próxima, onde fincou seus pés firmemente no galho mais externo, começando a corrida até o campo de treino. Ele saltitava de um lado para o outro, para cima e para baixo, procurando sempre fixar bem os pés para ganhar velocidade e distância até que, após os mil metros de exaustivos exercícios de agilidade, ele chegou ao destino saindo de dentro dos arbustos numa grande pirueta até a sombra da frondosa árvore a qual sempre descansava. Ofegante, Kimura depositou a mochila no chão e se sentou para ganhar fôlego, pensando no que fazer na próxima meia-hora de treino. Mas não demorou muito até decidir o que fazer.

Levantando-se preguiçosamente, Kimura deixou seu corpo cair com os braços estendidos para interromper a queda, focalizando chakra nas mãos para não tocar na lama que se aglomerava no campo após uma densa chuva. Suas mãos repousaram firmemente no chão lamacento, já ficando em posição para iniciar as duas séries de duzentas flexões que pretendia fazer. - 1, 2, 3.. - Sussurrava enquanto subia e descia numa cadência mediana. Sentia seus músculos enrijecerem à medida que usava sua força para completar os exercícios. Kimura usava sua força de maneira inteligente para potencializar as repetições, assim, ele subia e descia, mas não chegava a encostar-se ao solo. O ninja parava exatamente quando seus braços perfaziam um ângulo de noventa graus, quando esperava um pouco para sentir seu peitoral e tríceps tremerem de esforço, e só então usava toda sua força para retornar a posição original, não demorando muito para terminar a primeira série. Vendo que seus braços já estavam queimando pelo esforço, resolveu intercalar com outro exercício.

Assim, ficando de pé, Kimura enroscou seus dedos sob a cabeça e agachou-se. Iniciando os movimentos repetidos e subida e descida, o chuunin começava a flexionar as pernas usando o peso de seu corpo como resistência. Ele sentia os músculos da sua coxa contraírem enquanto fazia as cinquenta repetições que pretendia. Forçando as pernas, Kimura preferia não só levantar-se do agachamento, mas sim saltar no retorno, maximizando o esforço e a resistência do movimento. Começava a sentir seus pulmões queimarem e suas pernas tremiam com o esforço assim que terminou a quinquagésima repetição. Mas como não pretendia perder tempo, rapidamente caiu ao solo para realizar a segunda e última série de flexões. Subindo e descendo, o ninja sentia cada músculo que usava quando tencionava os braços para manter o ritmo. Já percebia certo desgaste físico, mas esforçou-se para terminar. Então, após a última flexão. - Ufa! Terminei! - Comemorou. Já estava ofegante, sentiu que seus braços e pernas já reclamavam do esforço quando Kimura percebeu que precisaria se poupar para continuar a treinar.

Assim, sentando calmamente sob a sombra do carvalho, ele decidiu iniciar o treino de genjutsu. O kirinin cruzou as pernas em lótus e concentrou seu chakra no cérebro. Fazendo um rápido selo, Kimura fez surgir quatro clones desta vez. Todos sentados a sua volta, o original explicou rapidamente o que fariam. Assim, após segundos de concentração, todos os cinco focalizaram seu chakra e olharam fixamente para seus alvos. Logo todos eles, num movimento quase que coreografado, fizeram os mesmo selos enquanto enviavam o chakra já focalizado para a imagem à esquerda. Assim, sob o efeito do genjutsu um dos outros, todos eles viram a ilusão de que estavam num campo de girassóis ensolarado. Muito diferente ao ambiente débil que estavam na realidade. Kimura então comandou que todos eles cancelassem seus jutsus e recomeçassem. Aquela imagem ilusória não os perturbaria o suficiente para testá-los como queria. Logo, começando a concentrarem novamente, os cinco realizaram novamente os selos necessários e então todos eles se viram num ambiente hostil e quente, como de uma superfície dura de lava ressequida.

Novamente Kimura interrompeu a concentração de todos, comandando que repetissem a técnica. Os quatro clones já começavam a dar sinais de tédio. Pois alguns já abriam a boca, enquanto outros coçavam as cabeças desatentas. - Vamos! - Gritava o Kimura original. E lá foram eles para mais uma sessão de treinos em genjutsu. Concentraram seu chakra e o enviaram para o cérebro dos outros, após alguns selos, alterando o ambiente como desejavam para confundir e enganar. Mais uma vez Kimura comandou a parada e a repetição. Precisava treinar sua fraqueza principal exaustivamente. Pois sabia que o ninja deveria ser uma máquina de combate perfeita. Então, após mais de dez tentativas. Kimura ficou zonzo. Seu chakra acabava à medida que os clones começavam a sumir um a um a cada repetição. Até que resolveu parar para descansar e recuperar a energia.

Contudo a tontura não parava e aquilo o deixou preocupado, principalmente quando algumas gotas de sangue saltaram de sua narina direita. Tinha sentido em primeira mão o que acontece quando do uso excessivo de genjutsus na mente de alguém. Levantando-se com dificuldade, ainda zonzo, o jovem se dirigiu a sua mochila onde começou a comendo lanche que trouxera de casa. Não demorou muito até que começou a se sentir melhor. Agora entendia que o excesso de fluxo de chakra no cérebro fazia. Então, após comer, foi até a beira do lago, onde lavou o sangue e as mãos, retornando à clareira, onde abriu o saco de dormir e ao se aconchegar no seu interior, perguntou-se como seriam os treinos da tarde, já que estava entediado dos sucessivos treinos que fazia naquele local. Seus pensamentos viajavam até que seus olhos pesaram e Kimura não se conteve, cochilando por um par de horas. Quando acordou ainda sonolento ao olhar para a posição da luz solar e supor que horas seria. - Já está na hora de recomeçar. – Disse ao se levantar.

Cruzando os dedos com os braços esticados, os sons dos estalos de seus dedos avisaram ruidosamente que Kimura acabara de resolver em iniciar seu treino de taijutsu, dirigindo-se ao descampado verde, onde ervas daninha alcançavam uma altura mediana. Colocando-se sozinho em posição de ataque no centro do descampado, Kimura cerrou os pulsos e começou a golpear o ar com incessantes socos e pontapés. O jovem socou com a esquerda, deu um gancho com a direita e girou rapidamente o corpo enquanto jogava seu braço com força a fim de acertar um inimigo fictício. Então deu um salto curto o suficiente para elevar seu joelho direito, dando uma joelhada lateral e logo se inclinou, jogando a perna esquerda rente ao solo, efetuando uma rasteira tão forte que balançou a grama alta. E quando terminou o movimento, ele efetuou um forte salto mortal e em pleno ar, focalizou chakra nas tatuagens e invocou duas shurikens, arremessando-as com toda força contra uma das árvores que estava aproximadamente há uns dez metros dele.

Seus shurikens encontraram o alvo com poder, afundando na madeira ao estourar em várias lascas que se espalharam no ar. Então Kimura se dirigiu ao pêndulo de madeira, onde se alongou novamente e começou a esmurrá-lo. Jabs, cruzados e ganchos. Sempre mexendo os pés, Kimura inclinava o corpo e girava o quadril para obter mais força em cada golpe. Cada soco fazia os gomos de suas mãos doerem, mas era o preço que se pagava para se tornar mais forte. O ninja usava os cotovelos e joelhos nas laterais do pêndulo. Institivamente, para seu desprazer, efetuou uma forte cabeçada na madeira que, de tão forte, o fez desequilibrar após criar um grande hematoma em sua testa. - Ai, ai, ai! - Reclamou do ferimento que lhe garantira alguma dor de cabeça. Então, recuperando-se da pancada, o chuunin retornou ao alvo oscilante e recomeçou a dar alguns golpes enquanto balançava.

Às vezes o vento lhe pregava uma peça e desviava o tronco pendurado de sua trajetória, assim dificultava os acertos, às vezes até fazendo-o resvalar alguns golpes em tangente, machucando um pouco as extremidades das mãos. Seus golpes ruidosos assustavam os pássaros das árvores. Uma direita, outra esquerda, outra direita, outra esquerda, depois efetuou mais um soco com a direita, depois rodopiava o corpo e dava um forte golpe com a parte externa da mão esquerda. Saltava e golpeava as partes de cima com repetidos golpes velozes, depois, quando retornava ao chão, começou a dar repetidos pontapés. Logo rodopiava e acertava uma voadora giratória e recuava com pequenos mortais. Só então avançava novamente. Já estava com as mãos e pernas fumegando, doloridas pelo esforço, então resolveu dar mais uma pausa e dirigiu-se a uma árvore morta há dez metros de distância, onde focalizou chakra na tatuagem e invocou sua presa-de-prata. Jogando-a para o alto, Kimura começou a cortar repetidamente o alvo imóvel com movimentos fortes e rápidos, desgastando a madeira em vários cortes diagonais, fazendo várias marcas profundas na árvore.

A lâmina afiada machucava profundamente o objeto enquanto seus músculos contraíram com força enquanto gemia a cada golpe. Mesmo assim, o objeto ainda parecia firme, para a frustração do ninja que resolveu tomar uma atitude drástica. Assim, concentrando chakra na tatuagem, ele invocou uma kunai com uma Kibaku Fuuda presa. Sorrindo maliciosamente, ele saltou com toda a força de suas pernas, recuando ao máximo enquanto atirava o explosivo contra a árvore. Em segundos o tronco rangeu com a explosão e caiu pesadamente no chão. - Agora terminei. - sussurrou ao dar as costas à poeira. Estava exausto, assim, achou melhor parar p treino e retornar caminhando pela trilha até sua residência. Sabia que amanhã seria um novo dia para outro treino.

FIM
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: [Treino 45] Kimura Endo - A Ferocidade da Serpente.   Sex 29 Mar 2013 - 13:23

BUMP!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: Re: [Treino 45] Kimura Endo - A Ferocidade da Serpente.   Sex 29 Mar 2013 - 14:49

Reservo (mas se alguém quiser passar por cima, à vontade, minha internet está um pouco complicada)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: Re: [Treino 45] Kimura Endo - A Ferocidade da Serpente.   Sex 29 Mar 2013 - 19:27

Ninjutsu: 39,75 + 0,25 = 40
Taijutsu: 40 + 0,75 = 40,75
Kenjutsu: 37,75 + 0,5 = 38,25
Genjutsu: 18,75 + 0,5 = 19,25
Selos: 19 + 0,25 = 19,25
Trabalho de Equipa: 7,75

Força: 34,5 + 0,75 = 35,25
Agilidade: 41 + 0,5 = 41,5
Controlo de Chakra: 60,25 + 0,75 = 61
Raciocínio: 14,5
Constituição: 46,75 + 0,75 = 47,5

Total avaliado:
5/5
Total das habs: 360 + 5 = 365

Comentáios: Kimura com esses exercícios vai acabar por competir como ginasta nas próximas Olimpíadas Razz Mais um ótimo treino, adorei as descrições de taijutsu xd Atualizado Cool
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Treino 45] Kimura Endo - A Ferocidade da Serpente.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kirigakure :: Treinos :: Treinos Arquivados-
'); }