Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Missão Express de Rank D] Desmancha Prazeres

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Shibiusa

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 26
Localização : Jardim à beira-mar plantado
Número de Mensagens : 3515

Registo Ninja
Nome: Ayame Midori
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5470
Total de Habilitações: 228,5

MensagemAssunto: [Missão Express de Rank D] Desmancha Prazeres   Qua 20 Fev 2013 - 0:34

Rank da missão: D

Titulo da missão: Desmancha Prazeres

Descrição: Várias pessoas na vila estão a ser alvos de várias partidas desagradáveis. A tua missão é tentar descobrir quem é que anda a fazer isto e fazê-los parar, antes que alguém se magoe a sério.

Recompensa: 300 ryo + 1 scroll de novo jutsu + 1 ponto de cumprimento

Número de Ninjas: 2/3

Instruções para a missão: Os inscritos na missão deverão partilhar os contactos de Msn ou Skype por mensagem privada para se poderem encontrar numa conversa. Combinem um horário que funcione para todos os participantes. A missão é escrita por todos os participantes. Deverão escolher um representante para compilar os parágrafos (recomenda-se o Microsoft Word para correcção dos erros ortográficos). Cada participante, na sua vez (a ordem é colocada por um staffer neste tópico ao dar autorização para o início da missão), escreve um parágrafo, que será compilado pelo representante, até ao final da missão. No final, esse representante deverá colocar a missão no tópico da missão e as recompensas escolhidas por cada participante.
Caso considerem que um dos participantes não utilizou correctamente a vossa personagem, sintam-se à vontade para o corrigir e partilhem ideias. Se não conseguirem terminar a missão numa única reunião, combinem outro horário para se reunirem.
Se tiverem dúvidas sobre o sistema, coloquem aqui ou num tópico na área de dúvidas: http://www.narutoportugalrpg.com/t11691-novo-sistema-missoes-express

Pessoas Inscritas:
  • Nakajima Airi (Eden)
  • Yasei Akage (Kylo Soldier)


Última edição por Kylo Soldier em Seg 20 Mar 2017 - 18:01, editado 1 vez(es) (Razão : Sem razão especificada)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kylo Soldier

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 97
Localização : Algum lugar do mundo.
Número de Mensagens : 874

Registo Ninja
Nome: Uchiha Sekai
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Express de Rank D] Desmancha Prazeres   Seg 20 Mar 2017 - 11:05

Inscrevo-me!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eden

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 24
Número de Mensagens : 646

Registo Ninja
Nome: Nakajima Airi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1500
Total de Habilitações: 30

MensagemAssunto: Re: [Missão Express de Rank D] Desmancha Prazeres   Seg 20 Mar 2017 - 15:45

Quero experimentar isto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kylo Soldier

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 97
Localização : Algum lugar do mundo.
Número de Mensagens : 874

Registo Ninja
Nome: Uchiha Sekai
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Express de Rank D] Desmancha Prazeres   Seg 20 Mar 2017 - 17:56

Inscritos!

Irei dizer que a ordem será por Inscrição.

Ordem dos Parágrafos
  • Eden
  • Kylo Soldier


Com isto Kylo Soldier será o Representante sendo o responsável pela compilação e Publicação da Missão!


Última edição por Kylo Soldier em Seg 20 Mar 2017 - 18:03, editado 1 vez(es) (Razão : Sem razão especificada)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kylo Soldier

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 97
Localização : Algum lugar do mundo.
Número de Mensagens : 874

Registo Ninja
Nome: Uchiha Sekai
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Express de Rank D] Desmancha Prazeres   Ter 21 Mar 2017 - 2:54



Arruaceiros

O dia ainda estava para nascer. Com um sorriso nos lábios, Airi de cabelos vermelhos longos, afastava-se da sua casa até a costa mais próxima. Na noite anterior tinha sido informado que iria fazer parte de uma missão para além da sua aldeia, sim, Airi estava naquele preciso momento a dirigir-se para Kumogakure. Mais uma missão para cimentar a união entre aldeias, cimentar a Aliança Shinobi. O caminho era certo, de barco, para o norte até encontrar a bonita costa do País do Trovão. Calmamente caminhava para a costa de Kirigakure, se tudo estivesse como combinado, um barco iria estar a espera dela. Respirou fundo e logo após uma colina apareceu o denso mar, e de seguida, avistou o barco de madeira que dava uma aparência de fraco mas que provavelmente iria servir para a viagem até Kumogakure. Caminhou lentamente e num gesto lento da sua mão esquerda avisou, a quem estava dentro do barco, que tinha chegado. Quem rapidamente veio até si foi um homem já com alguma idade, olhos quase fechados devido às rugas, sorriso perfeito e inspirador. Atrás de si apareceu um garoto de uma idade mais tenra, com o mesmo sorriso e com um olhar sonhador.

— Nakajima Airi? — Perguntou o dono do barco. Esticando o braço para que Airi subisse para o mesmo. — Avisando que vai fazer frio para norte. Sobretudo no mar. — Avisou o mais velho.

— Sim. Avisaram-me disso. — Era a primeira vez que Airi iria sair de Kirigakure, era a primeira vez que iria ter a possibilidade de avistar outras aldeias e outras culturas. Contudo Airi, como sempre, cumpria o que lhe ordenava e seguia grande parte dos conselhos. Nanadaime Mizukage tinha avisado das temperaturas que se podiam fazer sentir durante a viagem, durante o mar que afastava Kiri de Kumo. Por isso mesmo, a ruiva foi até a sua pasta de cor cinzenta, já com bastante uso e retirou uma capa brilhante, bonita e que nunca tinha sido usada. Colocou essa mesma pelos ombros e com o seu braço esquerdo apertou um pequeno botão que estava no pescoço, cobrindo assim todo o seu corpo. De seguida tomou caminho para o seu lugar, que era dentro do barco juntamente com o capitão, enquanto o mais jovem tratava das velas fora das quatro paredes presentes no barco.

Pouco depois a viagem começou. Lento, como só um barco é, Airi e os marinheiros foram rasgando aquele mar sob uma neblina matinal, o sol estava mesmo quase a nascer e se Airi não estivesse em serviço, talvez fosse aquele o local certo para trazer um namorado ou algo parecido. Pois o sol subia bem lentamente no fundo. Enquanto subia, o capitão reclamava efusivamente de quanto era complicado transitar naquele mar com aquele sol tão forte que se fazia sentir, mas ao mesmo tempo dava graças por ter sol, algo que grande parte de Kirigakure pensa ainda ser um mito.

Viagem essa que terminou já com o sol no topo, com toda a sua força. De onde o barco atracou, até Kumogakure, eram uns minutos. Airi olhou uma vez mais para a ficha que trazia consigo e percebeu que alguém deveria estar ali para a recolher e ensinar o caminho para a aldeia. Olhou em todas as direções, além dos inúmeros pescadores ou transportadores de alguma coisa, estava um jovem de olhos focados em Airi e com uma expressão perdida. Apenas a bandana na cabeça denunciava que ele era diferente dos outros, um shinobi de Kumogakure. Nakajima tentou dar o seu melhor sorriso, tentou pelo menos, enquanto se aproximava do garoto. Esse continuava com o mesmo olhar, observando lentamente aproximação da kunoichi de Kirigakure. Sem medos, Nakajima Airi esticou o braço, apresentando-se alegremente — Airi, prazer! — Mesmo ela não sabendo se aquele era o suposto shinobi que a ia buscar.

— Sim. — A resposta foi seca. Mas mesmo assim o shinobi correspondeu e esticou o braço a Airi, apertando de leve. — Yasei Akage. — Apresentou-se enquanto mantinha o mesmo olhar, só que desta vez percorria o corpo de Airi de cima a baixo. — Segundo os relatórios que me entregaram dizia que você tinha 16 anos de idade. — Confessou Yasei Akage, que mostrava apesar de ter menos tamanho 3 anos, ter a mesma altura e estrutura física do que Airi.

— Você sabe mesmo fazer amigos né? — Perguntou Airi mostrando um ar de furiosa. — Não tenho culpa que você seja alto. — Resmungou Airi. Ela não gostava muito de se sentir mais pequena, mas naquele momento teria de se sentir. O Shinobi de Kumogakure era 3 anos mais novo e mesmo assim era maior que a Airi, que já tinha 16 anos de idade.

— Desculpe. — Pediu desculpa o shinobi, contudo Airi sentiu que ele não estava mesmo a sentir que tivesse dito algo errado, constatou um fato e na verdade? Ele não tinha errado. — Vamos prosseguir? — Perguntou, mas mesmo sem saber da resposta, seguiu caminho para o lado Oeste. Airi, observando o garoto, suspirou e também seguiu caminho, bem logo ao lado de Yasei Akage.

As passadas aceleradas do ruivo acompanhadas pelas da kunoichi ecoavam pelos vales entre as montanhas nas quais se localizavam as sinuosas estradas que tinham tomado a decisão de seguir. Yasei permaneceu em silêncio pela maior parte da viagem, nunca fora o tipo que conversa com desconhecidos. Enquanto Airi parecia incomodada pela atitude do anfitrião, porém não se pronunciou até avistar a imponente vila sobre as montanhas. Era a primeira vez que a garota se via fora de Kirigakure e aquela visão lhe encheu os olhos.

— Vamos. O Raikage nos aguarda. — Informou Akage quando percebeu que a moça havia parado alguns metros atrás de sí. — Acho que podemos acelerar, não é mesmo? — O Kumonin reuniu as mãos e formou um selo, entretanto antes de efetuar a técnica se virou novamente para a visitante. — Sabes utilizar algum modo do Shunshin no Jutsu? — O questionamento se fez válido já que o mesmo não tinha conhecimento das habilidades específicas da garota.

— Claro. Não é por minha idade e estatura que me formei ontem. — Irritou-se a Kirinin com a prepotência do anfitrião. A mesma reuniu as mãos para preparar o mesmo selo que o garoto. Foi então que ambos fizeram com que o fluxo de energia que percorria dentro de si - o seu chakra - fosse direcionado para o comprimento das pernas. Sumiram em uma labareda que se extinguiu com velozmente, assim ganharam velocidade pela estrada em direção a vila nas nuvens.

Katon. — O pensamento irrompeu na mente dos Gennins quando notaram o fogo deixado para trás com o jutsu efetuado. Com a agilidade ganha acabaram por reduzir drasticamente o tempo de chegada. Logo viram-se diante dos imponentes portões de entrada da aldeia, ambiente que o mais novo nem se deu ao trabalho de reparar enquanto passava pelo grande arco. Airi por sua vez olhava com um sorriso no rosto por ter chegado até ali e analisando a beleza do local. — Hoje as ruas estão bastante cheias, então siga-me vamos pegar um atalho até o prédio do Kage. — Yasei disparou com velocidade máxima por uma rua menor e menos movimentada, os pés saltando os obstáculos e traçando o caminho já conhecido. A Nakajima não ficava muito para trás correndo agilmente e seguindo de perto o Shinobi.

Por cima, para encurtar caminho. — Analisou o garoto já preparando um novo selo com as mãos e canalizando seu chakra para que formasse uma leve camada sob seus pés. Flexionou as pernas em meio a corrida e utilizando de toda a sua força saltou para a lateral de um prédio onde repousou com os pés retos e começou a subida. — Ei! — Gritou a Kirinin quando notou o que o companheiro fazia. Se é assim. — Pensou a ruivo lançando os longos cabelos do rosto para trás. Uma lâmina de chakra formou-se na planta dos pés quando a garota redirecionou a energia com auxílio de um selo formado com ambas as mãos. Saltando sobre a parede Airi tentou acelerar para não acabar a cair daquela altura. Sua força completa mantinha o corpo na posição horizontal durante a subida e logo seu abdômen reclamou com o esforço constante.

— Poderia me avisar quando fosse fazer isto. — Reclamou a Nakajima entre os dentes com a respiração descompassada causada pelo cansaço. O anfitrião respirava ruidosamente, mas estava mais bem preparado do que ela com toda a certeza. Aquela situação a fez lembrar de seu irmão prodígio, o que também lhe deu um pensamento de repulsa contra o Kumonin. Porque todas essas crianças malditas tem de ser prodígios e se sentirem superiores? — Questionou-se enquanto erguia o corpo e observava a vastidão da cidade a partir do topo do prédio escalado.

Os próximos movimentos foram mais acanhados. Apenas saltaram por entre alguns telhados até pousarem diante do portão do prédio do Raikage onde guardas se encontravam diante das duas portas. — Ela está comigo, Darui-sama mandou que a trouxesse do porto. — Anunciou o Shinobi de Kumo enquanto adentrava ao prédio e seguia por um corredor e depois para uma escadaria seguido de perto pela garota. Nada mais foi dito até o momento em que o ruivo bateu na porta do Líder da Aldeia e aguardou a autorização. — Não se preocupe. Ele é gente boa, apesar de estar sempre a queixar-se das coisas. — Comunicou Yasei erguendo um leve sorriso com o canto da boca em direção de Airi. A voz do Kage soou por detrás da porta permitindo que entrassem e foi o que fizeram.

O Kumonin não demorou mais tempo e colocou a mão na porta, abrindo causando um pouco de ruído. Do outro lado estava apenas uma pessoa, o Raikage. De olhos semicerrados olhando para as portas, observou Yasei e bem por detrás dele a kunoichi de Kirigakure, Airi. Esta que estava amarrar o cabelo com a sua mão esquerda. Movimento bastante observado pelo Raikage, o que deixou uma sensação de estranheza e que fez Airi corar. Não era normal alguém tão importante observá-la mais do que alguns segundos. Yasei colocou-se bem a frente da mesa de Darui-sama e Airi, observando o companheiro de missão, fez o mesmo. O Raikage procurou durante momentos alguns papéis que estavam na mesa e finalmente encontrou o que queria. Lançou os papéis para as mãos dos Gennins e Airi rapidamente apercebeu-se que eram apenas alguns pontos importantes para começar a missão. Foi aí que Darui começou o seu discurso: — Algum engraçadinho, sem preocupações superiores, lembrou-se de criar partidas desagradáveis para os moradores da nossa aldeia. — Discursava Darui com os olhos, sem expressão, postos nos dois Gennins. — Nesse papel que vos dei, está algumas informações dos locais. — Concluiu Darui ainda revelando alguns fatores importantes para uma missão de Rank D, Airi percebeu era uma missão de Rank D não era de demasiada importância para Darui, ainda segundo o que Yasei tinha revelado, o Raikage preferia reclamar de outras situações.

Ambos, os gennins, saíram do gabinete. O Kumonin de olhos postos nas informações cedidas pelo Raikage e Airi já mais entusiasmada sobre o facto de começar a ação, ela sabia que era Rank D, mas mesmo assim estava entusiasmada com todos os fatores. Desde aldeia nova, até missões. Enquanto caminhava, para fora do prédio que continha o gabinete do Raikage, Airi apercebeu-se que o shinobi de Kumogakure estava bastante pensativo enquanto lia os papéis fornecidos. — Já sabe algo? — Perguntou a kunoichi bastante curiosa sobre os pensamentos mais profundos do garoto de Kumogakure.

— Estava analisando os locais. — Explicou rapidamente o kumonin. — Segundo o que aqui diz, os ataques foram de diversos tipos e em diversos locais. Sobretudo em casas na região mais rica de Kumogakure.

— É natural. É mais fácil encontrar algo com valor em zonas ricas do que em zonas pobres. — Concluiu Airi com uma expressão focada em Akage. — Até em Kirigakure é assim.

— Mas o que me choca — Começou Akage tentando explicar o seu ponto de vista. — É os tipos de ataques que fizeram as casas. Sim tudo bem que houve algumas que foram furtadas, contudo, outras casas apenas sofreram desenhos infantis nas paredes. — Mostrava Yasei com o seu indicador. Airi rapidamente percebeu a lógica do Kumonin, era bastante curioso aquela maneira de agir. Enquanto caminhavam, os dois já em direção a zona onde mais ataques ocorreram, Akage continha ainda aquela atenção toda aos papéis, contudo já não estava a ler quase nada, encontrava-se perdido pelos seus pensamentos.

— Esses desenhos dá para concluir o seguinte. — Começava Airi a falar — Crianças estão por detrás de isto.

— Sim, estes desenhos são maioritariamente desenhos de crianças. — Completou Akage.

Chegaram rapidamente a zona mais rica de Kumogakure, as casas tinham adornos diferentes, uma brisa mais leve até porque não se encontravam muitas pessoas, e as que se encontravam mantinham-se afastadas olhando para o horror das paredes riscadas, comentando os crimes que estavam acontecendo. Airi rapidamente debruçou-se sobre uma casa, analisando os riscos de uma tinta comum em quase toda o mundo. Levando o dedo à parede passou ligeiramente o dedo na tinta apercebendo-se que alguma dessa tinta vinha agarrada ao mesmo. Olhou para Akage e num assobio atraiu atenção do parceiro para o seu indicador.

— Tinta frequentemente usada em trabalhos na Academia. — Retorquiu Akage analisando uma e outra vez o dedo da kunoichi. — Acho que vamos ter mais uma paragem, desta vez na Academia.

Airi assentiu com a cabeça, mas antes, eles mantinham-se naquela zona, analisando as casas que tinham sido furtadas. Observando por onde os ladrões poderiam ter entrado e levado pertences que não são deles. Uma das casas que mais intrigou Akage foi uma que continha adornos em ouro em quase todos os pilares, uma janela gigante onde se podia ver mesas e cadeiras de um século passado que completavam paredes cheias de quadros um tanto ou pouco famosos em terras de Kumogakure. Sem esquecer de uma prateleira completa de livros caros e importantes sobre a história não só de Kumogakure, mas de todo o mundo. — Esta casa está na lista das atingidas pelos crimes? — Perguntou Akage bem perto de Airi, a ruiva aproximou-se das folhas e numa rápida vista pelo papel chegou a conclusão que aquela casa não estava na lista das roubadas, tinha sido poupada pelos ladrões. — Curioso. — Concluiu o mais novo do grupo olhando uma vez mais para todos os detalhes daquela casa, que “transpirava” riqueza.

— Tempo para ir na Academia? — Perguntou Airi rodando o seu corpo, como perguntando onde ficava. O Kumonin assentiu com a cabeça e afastaram-se da zona mais rica. Mas na cabeça de Akage estava aquela casa tremendamente rica e que não tinha sido furtada, aquela casa tinha mais probabilidades que as outras, mas mesmo assim: Não tinha sido. Num pequeno olhar para um grupo de senhoras e rapidamente um olhar em Airi e a ruiva percebeu tudo. Afastou-se rapidamente com o seu sorriso mais bonito em direção ao grupo das senhoras que comentava todos os crimes.

— Olá. Sou Nakajima Airi. — Apresentou-se Airi para o grupo das idosas. — Eu e o meu companheiro Yasei Akage estamos a trabalhar neste caso que ocorreu nesta zona, todas as partidas e todos os roubos estão a ser estudados por nós. — O sorriso de Airi era completamente oposto a feição séria e imponente de Akage. — Gostaríamos de saber quem é que mora naquela casa ali? Aquela com detalhes em dourado e que não foi destruída nem furtada. — O indicador sujo de tinta de Airi apontava para a casa anteriormente analisada pelos dois.

— Minha querida. — Disse desde logo uma idosa que respondeu com um sorriso ao sorriso da kunoichi de Kirigakure. — Aquela casa é do Sr. Furutani — Respondeu a senhora e rapidamente Airi agradeceu com um sorriso tão humilde que todas as senhoras esqueceram-se por momentos que bem atrás do ombro da kunoichi estava Akage com cara séria, pensativa e preocupada.

- Conheces algum Furutani? - Perguntou Airi afastando-se do grupo das idosas, tomando o caminho da Academia. - É que eu sou de bem longe.

- Conheço sim. - Respondeu prontamente Akage. - Quer dizer, sei algumas coisas. Sei que tem um filho recentemente Gennin que ostentava demasiado nas aulas, contudo não vai passar de Genin e essa é uma certeza. E depois o pai dele é Dono de uma companhia de seguros, ou algo do gênero, aqueles que fazem dinheiro com os que querem tomar cuidado das suas coisas e que negam ajuda quando o problema verdadeiramente acontece.

- Akage. - Disse Airi, chamando atenção do Kumonin. - Seu ídolo é o Raikage ? - Perguntou Airi e Akage não entendeu a razão da pergunta, tentava entender, mas era impossível chegar a conclusão que Airi queria. - Pois você disse que ele reclamava de tudo um pouco, você faz exatamente a mesma coisa. - Depois daquelas palavras a ruiva riu-se. Já Akage rodou o seu corpo e aumentou o passo expressando pela a primeira vez algo diferente do que reflexão. Dava para ver que ele estava um pouco furioso, enraivecido.

Na chegada da Academia, todos os alunos, estavam cá fora conhecendo pela a primeira vez a Kunai. Yasei Akage rapidamente ia entrando na Academia, enquanto Airi ficava observando aquelas pequenas cabeças tentando aprender a defender a aldeia deles. Quando voltou a atenção para o Akage novamente, este estava de olhar sério fitando a ruiva pedindo para ela se despachar, uma vez mais. Airi deu uma pequena corrida e chegou bem perto de Akage, este que continuava caminhando pela Academia adentro. Conhecendo os cantos à casa, o Kumonin prontamente levou a kunoichi para uma sala onde estava alguns professores, alguns conhecidos de Yasei. Era o que eles queriam, questionar um pouco os professores sobre falta de tinta, e na mente do kumonin, questionar um pouco sobre Furutani.

- Sensei. - Apresentou-se Yasei, rapidamente apresentando Airi e mostrando qual a razão pela a qual eles estavam ali. - Sabe alguma coisa sobre a falta de tintas? Analisamos as mesmas e eu vi que eram aquelas que eu anteriormente usei aqui na academia.

- Estamos fazendo o inventário das coisas agora mesmo. - Comentou o sensei da academia. - Deixe-me ver os papéis que falam sobre a quantidade das tintas que compramos e que usamos. - Airi e Akage fizeram um compasso de espera, enquanto o Sensei procurava em todas as folhas qual seria aquela que tinha a informação para os dois Gennins. Mal encontrou a sua expressão de felicidade transformou-se em preocupação. - Eita. - Um som seco, uma voz de desilusão. - Aqui diz que compramos 200 baldes de tinta, foram utilizados até o dia de ontem 60 baldes de tinta numa atividade para os mais novos na academia, contudo só temos em armazém 30 baldes de tinta. - Explicou tudo o sensei mostrando a sua cara de preocupação.
- 110 baldes de tinta é muito. - Disse Airi mostrando-se incrédula com a informação ali recebida. Yasei, mesmo estando admirado com a falhar da Academia, não deixou a sua cara de pensativo. Olhou para Airi e prontamente direcionou o discurso, novamente, para o Sensei.

- Furutani, sabe me dizer algo sobre essa família? - Perguntou Yasei olhando para o sensei que não tirava os olhos do papel.

- Talvez aquilo que tu sabes - Começou o sensei. - Ricos, bastante poder e crescendo cada vez mais no trabalho deles. Mas eles estão de certa forma ligados ao crime de destruição?

- Não. Não. - Declarou Airi num tom de tranquilidade. Impossibilitando Yasei de falar. - Sabe como é? Talvez vamos informar as pessoas a irem falar com a seguradora do Sr. Furutani, para prevenir estes ataques e estarem protegidos pela burocracia. - Akage não percebeu e deitou uns olhares estranhos a Airi, esta que olhou o companheiro de missão e fez um olhar como se dissesse que depois iria explicar.

Ambos se despediram do sensei, ainda com tempo para Airi elogiar a aldeia, e desapareceram da pequena sala. Caminhavam lentamente nos corredores quando a ruiva resolveu explicar a situação ao Kumonin, explicar a razão pela a qual não deixou Yasei falar - Não sei se reparaste, mas atrás do ombro dele, estava um pequeno quadro que dizia: Obrigado pelo apoio, Sr. Furutani - Explicou Airi, mostrando que provavelmente os professores da Academia estariam, de alguma forma, em dívida com o dono da Seguradora. Por esse motivo é que eles não deveriam informar que ele poderia ser um suspeito. - Esclareceu a Kirinin enquanto ambos caminhavam pelo corredor em direção a saída.

Enquanto passavam por uma parte que tinha acesso ao pátio interno do complexo. O Akage mantinha o olhar sério enquanto a mente trabalhava para entender o que ocorria como um todo, quando de repente sua visão periférica captou um movimento sorrateiro que poderia passar facilmente despercebido por uma mente que não estivesse treinada a estar nas florestas caçando durante horas a fio. - Olhe ali. - Yasei cutucou Airi com o cotovelo e apontou com o queixo dois garoto beirando as sombras da marquise do outro lado do pátio, um carregando um saco e outro um balde com tinta preta escorrendo pela lateral. Passaram por uma porta com a placa: Apenas Funcionários.

- Eles estão usando as caldeiras e o porão como esconderijo. - Os ruivos de prontidão dispararam com toda agilidade em direção a porta que mal havia sido fechada. Yasei olhou ao redor por alguns instantes enquanto Airi com toda cautela abria a porta e verificava se alguém ainda estava perto da porta. Quando confirmou que não, informou para que ambos adentrassem. Esgueiraram-se com furtividade enquanto o Kumonin utilizava suas habilidades de caçador para analisar o ambiente, seus dedos tateando o chão e o nariz procurando o ar atrás de algo. Os olhos do garoto moveram-se da menina em direção a uma porta mais à frente de onde um burburinho vinha.

- Certo Airi, está na hora de provarmos do que somos capazes. Ambos sabes que o outro utiliza Katon, mas não temos tempo de discutir sobre habilidades em particular. - Discursava o mais novo enquanto aguardavam um pouco distante - Apenas tenho que confiar em você que vamos entrar lá e vencê-los para entregá-los para as devidas autoridades. E também desmascarar o Furutani.

A Nakajima sorriu com a inesperada vontade do companheiro. Apesar de ter sido carrancudo e sério o momento todo, havia alço e batalhar e "caçar" seus oponentes que acende uma chama dentro do garoto. — Pode deixar. Estarei logo ao seu lado para o combate. — Ambos se ergueram. Airi empunhara sua Katana com ambas as mãos enquanto o Kumonin levava uma mão a maçaneta e outra a bolsa de equipamentos presa na traseira de seu cinto. Então quando a porta se abriu haviam cinco pessoas no total lá dentro, três garotos menores que provavelmente era Alunos e dois que já possuíam o símbolo de Kumo preso às suas testas. Yugi Furutani. — Identificou o garoto assim que viu o rosto do Gennin que estava à frente daqueles problemas.

Os dois gennins meliantes não tardaram a reagir e sacaram shurikens aos quais arremessaram em direção aos companheiros de missão. Airi movimentou sua espada em sua mão desviou alguns dos projetos que direcionaram-se a ela. Yasei por sua vez arqueou o corpo e rolou pelo chão em um salto ágil e preciso para a lateral esquerda da sala. Quando os olhos do ruivo se ergueram avistou a Kirinin partindo para o combate. A sala espaço e quase vazia permitiria um bom combate sem grandes obstáculos.

A Nakajima brandiu a espada no ar em direção ao tórax de um loiro mais próximo a si. O mesmo saltou para trás em evasiva e logo sacou uma kunai em resposta ao combate. — Vamos ver como se sai. — Provocou a ruiva de longos cabelos partindo para uma veloz investida. Os dedos forçaram entorno do punhal da arma enquanto a mesma efetuava um salto e aplicava um golpes descendente com toda a sua força utilizando-se da lâmina. O movimento causará um leve corte no ombro do oponente que deu alguns passos para trás para não ser atingido em cheio.

Enquanto isto o filho do Furutani aproveitou-se da distração da jovem para tentar acertá-la pelas costas com uma shuriken. Yasei já estava alerta e quando percebeu o movimento desonroso tratou de sacar ele mesmo uma shuriken, soltou levemente o punho para que o movimento fosse mais preciso, esticou o braço para trás e o sacudiu o braço com músculos retesados no bíceps aplicando toda a sua força. A arma produziu um silvo metálico enquanto cortava o ar e atingiu lateralmente o equipamento do inimigo que já se aproxima de Airi quando foi detido. — O seu oponente sou. — Proferiu o Kumonin saltando para aterrizar próximo a Yugi.

O moreno tentou golpear o Akage com um soco na direção do rosto. Yasei rodopiou sobre o próprio eixo sem se esforçar e levemente inclinou-se para o lado de forma que o soco passou próximo a seu rosto, mas não tocou-o. Queres lutar com as mãos? — O ruivo fechou os punhos enquanto aglutinava uma porcentagem de seu chakra na mão e em seguida fazia com que a mesma entrasse em combustão. — Blaze Punch! — Gritou o garoto ao erguer o punho flamejante com toda a sua força em um belo gancho que arremessou o oponente para trás fazendo-o cair com os glúteos no chão.

Enquanto isso Airi combatia furiosa seu oponente. O corpo da garota girou com velocidade quando ergueu a lâmina em um golpe diagonal ascendente que passara próximo, mas não alcançara seu alvo. O espaço criado fora o suficiente para que o seu oponente fosse sagaz. O loiro aplicou um forte chute no peito de Airi que lhe causou fortes dores na área atingida e a projetou para trás. Logo atrás de si, caído no chão, estava o filho do Furutani que serviu como um obstáculo que a fez tropeçar e embater com força contra o chão magoando-lhe as costas e fazendo com que a Kusanagi voasse para longe de suas mãos.

Sem tempo para buscar a arma a jovem saltou de pé e viu-se ao lado de Yasei que mal começara a soar. O jovem retirou uma pequena espada da bainha horizontal na parte traseira de sua cintura e entregou a companheira com um sorriso no rosto. — Vamos acabar com isto juntos. — Airi pegou a arma emprestada e se colocou em posição de ataque frente aos adversários.

Os companheiros dispararam e os inimigos o fizeram também. — Por cima! — Comandou Yasei para a Kirinin. O garoto jogou de joelhos de forma a deslizar por alguns instantes de forma que Airi saltasse sobre suas costas e ganha propulsão para pairar no ar alguns instantes. A jovem agilmente sacou algumas senbous que atirou com toda força contra os oponentes que rolaram para frente na tentativa de escapar. O ruivo por sua vez empunhou algumas shurikens as quais arremessou em direção aos oponentes, mas com o máximo de velocidade capaz concluiu uma cadência de selos de forma a lançar seu chakra até as armas arremessadas e então criar diversas cópias das mesmas que fez com que os oponentes tivessem que se distancia para não serem atingidos.

Nakajima pousou após a saraivada de Shurikens já com uma veloz estocada com a Tanto em sua mão em direção ao loiro que saltou por cima da mesma para encontrar com o aliado. — Airi, prepare uma faísca. — Disse Yasei perfazendo uma sequência predeterminada de selos com as mãos. Lançou chakra aos pulmões que se misturaram com o ar e quando cuspiu saiu uma imensa cortina de gás que pairou o ar entre os ruivos e seus oponentes.

Airi então realizou uma junção de selos em uma ordem específica e em seguida esticou a mão para frente com a palma aberta e enviou uma porcentagem de seu chakra para o centro da palma de forma que uma bola de fogo surgiu e fora disparada na direção da nuvem e imensas chamas com uma explosão surgiram tomando conta do lugar.

Quando as chamas baixaram apenas estava os corpos dos dois oponentes caídos ao chão com os cabelos e sobrancelhas chamuscadas e algumas queimaduras pelo corpo, além das roupas estarem um trapo. Um Chunnin surgiu pela porta alguns instantes depois, havia escutado o barulho e correu para verificar. O Kumonin e a Kirinin tiveram uma longa conversa com alguns Chunnins e autoridades na qual explicaram tudo o que acontecera e suas suspeitas a respeito do Furutani estar envolvido de alguma forma naquilo.

No fim do dia os dois Gennins estavam sentados no pátio da escola vendo todos os alunos partirem para suas casas. — Foi um prazer trabalhar com você. Espero que permaneça mais um tempo para que tenhamos a oportunidade de trabalhar juntos e quem sabe treinar um pouco. — Disse o garoto exibindo um sorriso tímido enquanto esfregava a cabeça um pouco sem graça. Airi limitou-se a sorrir brandamente ao ver que afinal o garoto não era de todo mal assim.

Fim
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kylo Soldier

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 97
Localização : Algum lugar do mundo.
Número de Mensagens : 874

Registo Ninja
Nome: Uchiha Sekai
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Express de Rank D] Desmancha Prazeres   Qui 23 Mar 2017 - 11:49

Bumpzinho
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eden

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 24
Número de Mensagens : 646

Registo Ninja
Nome: Nakajima Airi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1500
Total de Habilitações: 30

MensagemAssunto: Re: [Missão Express de Rank D] Desmancha Prazeres   Sex 24 Mar 2017 - 23:38

Sem querer ser chato, BUMP.
É uma missão que vai trazer Recompensas importantes para a minha personagem/história.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kylo Soldier

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 97
Localização : Algum lugar do mundo.
Número de Mensagens : 874

Registo Ninja
Nome: Uchiha Sekai
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Express de Rank D] Desmancha Prazeres   Sab 25 Mar 2017 - 10:01

Eden cuidado, não havia se pssado mais 48h. Apenas 24h do ultimo Bump que ru dei!
Voltar ao Topo Ir em baixo
GhosTTerroR

Administrador | Oto
Administrador | Oto
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 30
Localização : Porto / Coimbra
Número de Mensagens : 5899

Registo Ninja
Nome: Nara Artemiza
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 27,75

MensagemAssunto: Re: [Missão Express de Rank D] Desmancha Prazeres   Sab 25 Mar 2017 - 23:19

Yasei Akage

Ninjutsu: 8,25 +0,25+0,25+0,25 : 9
Taijutsu: 10,25 +0,25 : 10,5
Kenjutsu: 5,5 +0,25 : 5,75
Genjutsu: 0,5
Selos: 8,25 +0,25+0,25+0,25+0,25 : 9,25
Trabalho de Equipa: 0,5+1 : 1,5

Força: 7,5 +0,25 : 7,75
Agilidade: 7 +0,25+0,25(+0,25)+0,25(+0,25) : 8,25
Controlo de Chakra: 10 +0,25+0,25+0,25 : 10,75
Raciocínio: 6,25 +0,25+0,25 : 6,75
Constituição: 5

3,25+2,75= 6/8

68,25+6 : 74,25

---

Nakajima Airi

Ninjutsu: 3 +0,25 : 3,25
Taijutsu: 2
Kenjutsu: 2+0,25+0,25+0,25+0,25 : 3
Genjutsu: 1
Selos: 3 +0,25+0,25+0,25 : 3,75
Trabalho de Equipa: 1+1 : 2

Força: 1
Agilidade: 4 +0,25+0,25(+0,25)(+0,25)+0,25 : 5,25
Controlo de Chakra: 2 +0,25+0,25+0,25 : 2,75
Raciocínio: 4 +0,25(+0,25) : 4,5
Constituição: 1 (+0,25)+0,25 : 1,5

3 + 3 = 6/8

24+6 : 30

-----

Notas:
- acho que resultou muito bem a ideia express pois eu não sei quem escreveu o quê, nem quando muda de escritor.
- boa escrita de ambos! história e raciocínios bem desenvolvidos! *thumbs up*
- depois de TUDO pareceu terminar um pouco repentinamente, mas foi o suficiente, por isso, parabéns e:

RECOMPENSA TOTAL

Ainda não atualizado

-----

Gostaria de saber o vosso Feedback sobre missões express.
O que acharam!? Estariam dispostos a repetir? Ou preferem as normais?


Última edição por GhosTTerroR em Sab 25 Mar 2017 - 23:40, editado 3 vez(es) (Razão : Sem razão especificada)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.myspace.com/ghostterror
 
[Missão Express de Rank D] Desmancha Prazeres
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kumogakure :: Missões :: Missões Arquivadas-
'); }