Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Missão Rank D] Gatinho perdido

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 24
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: [Missão Rank D] Gatinho perdido   Qui 3 Jan 2013 - 3:33

Descrição:O gatinho de uma comerciante assustou-se com fogos de artifício de um festival, e acabou perdido pela cidade. Ache-o e traga-o de volta ao lar o mais rápido possível!
Recompensa: 300 ryos +1 scroll de novo jutsu + 1 ponto de cumprimento
Número de Ninjas: 2 a 3 Gennins
Ninjas Inscritos:
Kou Mitsukubane (Rods)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rods

Conselheiro | Kumo
Conselheiro | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nas nuvens
Número de Mensagens : 236

Registo Ninja
Nome: Kou Mitsukubane
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7360
Total de Habilitações: 158,25

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank D] Gatinho perdido   Sex 18 Jan 2013 - 22:33

Bem, voltando a ativa, haha. Tô dentro! Olha, sou mais chegado a cachorros...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bruno Moraes

Administrador | Iwa
Administrador | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Localização : Em algum lugar de lugar nenhum
Número de Mensagens : 3387

Registo Ninja
Nome: Kyo Kusanagi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 14350
Total de Habilitações: 733,75

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank D] Gatinho perdido   Sex 18 Jan 2013 - 23:06

Está inscrito, se dentro de 24 horas ninguém se pronunciar poderá começar a missão Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bruno Moraes

Administrador | Iwa
Administrador | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Localização : Em algum lugar de lugar nenhum
Número de Mensagens : 3387

Registo Ninja
Nome: Kyo Kusanagi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 14350
Total de Habilitações: 733,75

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank D] Gatinho perdido   Seg 21 Jan 2013 - 0:02

Desculpe Matheus eu me esqueci Embarassed , já podes começar a missão Wink . a Ordem de postagem é:

Você
A sua pessoa
O próprio
por Ultimo, Rods Razz

Vai lá Irmão


Voltar ao Topo Ir em baixo
Rods

Conselheiro | Kumo
Conselheiro | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nas nuvens
Número de Mensagens : 236

Registo Ninja
Nome: Kou Mitsukubane
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7360
Total de Habilitações: 158,25

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank D] Gatinho perdido   Qui 24 Jan 2013 - 23:03

______________________________________

Missão de Mitsukubane Kou
Missão “Gatinho Perdido” – Rank D

_____________________________________________


Fogos de Artifício. Havia um monte deles. Aquele barulho característico ecoava pelos céus de Kumogakure, acompanhado de labaredas coloridas, que se misturavam nas nuvens, proporcionando um belo espetáculo visual. Tratava-se do festival conhecido como Ritual de Honra do Clã Harumi, este último sendo formado por nômades, ciganos e viajantes errantes. No mais, era uma oportunidade de mostrar seus talentos, caso você tivesse um. Um rapaz moreno e franzino – o qual chamavam de Kou – caminhava entre o povo eufórico com sua companheira e amiga, Ayane – uma menina loura e um pouco louca por quem o rapaz tinha grande estima, a qual também fazia parte do tal clã anfitrião. Ambos usavam trajes característicos, algo semelhante a um roupão estampado.

Conversavam animadamente, porém tinham que gritar para que o outro pudesse escutar de tal que era o barulho feito pela multidão. Compraram alguns presentes, andaram abraçados de barraca em barraca, e tudo parecia correr normal. A menina, dali a alguns momentos, se apresentaria, representando os Harumi.

Quando estavam a voltar, tiveram a atenção chamada pela imagem de um menino, que aparentava ter no máximo oito anos. Ele estava de joelhos perto de um poço ornamentado, com as bochechas coradas de tanto chorar. Atirou o que parecia ser uma moeda e começou a murmurar qualquer coisa.

Ayane, curiosa, puxou Kou pelas mangas e o levou até uns arbustos que havia perto, próximo ao poço, fazendo o moreno corar. Mas ele logo entendeu a intenção da menina. Puderam escutar o pedido que o garotinho fazia à conhecida como "fonte dos desejos".

– Por favor – implorava o menor para o nada –, se puder me ajudar a encontrar o Rabisco, prometo ser bonzinho com a mamãe e com o papai. Se ele estiver perdido, mande alguém que o alimente, por favor, por favor! – sussurrava, de mãos juntas.

– Acho que ele perdeu o irmão – comentou Kou. Ayane, involuntariamente, surgiu do meu das folhas para o menino, que caiu de susto.

– Hey, que houve, rapaz? – indagou a moça, no seu melhor tom compreensivo.
– Perdi meu Rabisco...

– Esse é o nome do seu irmão? – quis saber Kou.

– Ele é o meu gatinho! – gritou, feroz, o menino.

– Ah sim, desculpe-me. Mas... Como o perdeu?

– Foram esses fogos feios. Mamãe falou para deixá-lo em casa, mas ele iria ficar sozinho. E se sentisse fome? Sabe, ele vive com fome. Não poderia deixar meu amigo abandonado!

– Entendo. Então ele fugiu porque se assustou, certo?

– Sim. E eu pedi para a fonte mágica trazê-lo de volta. Ele é branco, mas em seu corpo tem um monte de listrinhas, parecendo que foi rabiscado todo. – disse o menino. Sua inocência era admirável.

– Então iremos achá-lo! – gritou Ayane, heroica. Kou afirmou com um aceno de cabeça.

– Mesmo! Que bom então! A fonte agiu muito rápido mandando vocês! Obrigado mesmo! Mamãe pode ficar despreocupada agora. Sabe, o Rabisco é mais dela do que meu. Ela está na nossa lojinha. Tratarei de avisa-la! – Mal terminou de falar, o menino girou os calcanhares e correu para dentro de um estabelecimento próximo, que Kou julgou ser um bar.

– Bem – começou a loirinha –, por onde começamos?

Kou olhava ao redor enquanto sua mente trabalhava. Raciocinou. Se fosse um gato perdido, para onde iria, passado o susto dos fogos? “Pensa Kou, pensa. É certo que uma hora ele ficaria com fome. Como o menino disse, ele vivia com fome. Então, poderia ele estar perto de algum lugar que atraísse seu estômago?” Chegada a essa conclusão, o moreno procurou em volta algum estabelecimento. Foi nesse momento que foi atingido de súbito. Não por um golpe ou projétil. Foi um aroma. Um cheiro tão gostoso de peixe à brasa que até vez seu estômago roncar.

O cheiro vinha de um corredor estreito, de chão de terra um pouco úmida e completamente decorado. Nele, além dos transeuntes, havia muitas barracas com um conteúdo em comum. Peixe. Em uma, este era frito e entregue aos pagantes em pequenos sacos ou espetinhos. Numa outra, vários tanques de água – aquários – eram vendidos. Peixes dos mais variados tipos. Ali parecia haver tudo.

– Se eu fosse um gato – murmurou Ayane, farejando o ar – definitivamente estaria aí.

– E está – indicou Kou com o dedo. – Lá está ele.

Perto de um dos aquários coloridos – em sua borda, na verdade – um felino pequeno de olhos grandes e pelo rajado tentava inutilmente colocar suas patinhas fofas em um grande peixe vermelho. Mas Kou estava prevendo o que iria acontecer. Rabisco cairia com tudo na água.

Hey, continua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rods

Conselheiro | Kumo
Conselheiro | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nas nuvens
Número de Mensagens : 236

Registo Ninja
Nome: Kou Mitsukubane
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7360
Total de Habilitações: 158,25

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank D] Gatinho perdido   Seg 4 Fev 2013 - 20:55

Havia uma multidão naquele corredor. Kou provavelmente não chegaria a tempo sem derrubar pelo menos uns dezesseis transeuntes. Optou então por um caminho alternativo: canalizou uma quantidade equilibrada de seu chakra nos pés e, com um impulso, saltou, passando a correr pelas paredes emadeiradas. Aproximou-se cada vez mais, até que, num pulo, agarrou o bichano com os dois braços e voltou ao chão. Kou, porém, não contava com a antipatia do animal: levou uma mordida no antebraço e teve as mãos arranhadas pelas garras do pequeno e ofensivo gato. Como reflexo condicionado, o moreno largou Rabisco, que não esperou para se enfiar no meio da multidão.

O menino passou então a perseguir o animal por terra. Esquivou-se girando para a direita, desviando um carrinho de peixe frito que quase o atropelou; Curvou-se para não ser atingido por uma placa da loja de comida para peixes; Tentou ser o mais rápido que pode, mas já estava perdendo o animal de vista, já que as pessoas o atrasavam. Pensou e pensou no que poderia fazer para abrir caminho por meio dos vilãos e chegou a uma ideia um pouco grosseira, mas que talvez desse certo.

Kou observou que nas laterais do corredor havia sacadas, mas seu centro era a céu aberto. Pediu desculpas num murmuro, como se este pudesse chegar a cada um dos que ali estavam e começou a executar os selos com as mãos. Depois, guiando um fluxo de chakra por sua boca, atirou para cima uma rajada d’água – Suiton: Mizurappa – que atingiu uma altura considerável antes cair em formado de gotículas pesadas. As pessoas, alarmadas, se esconderam debaixo das sacadas, e um caminho quase que imediatamente foi aberto. O outro lado do “corredor humano” estava Rabisco, ensopado.

O menino saiu em disparada, e o gato percebendo seu predador, também passou a fugir. Só que a água tornava o chão barrento, o que deixava o animal lento. Kou, por outro lado, se mantinha firme graças ao chakra concentrado em seus pés, que o impedia de afundar. Ganhou cada vez mais velocidade, e quando chegou junto ao gato, saltou de mãos abertas. O bichano, molhado, escorregou pelos braços do rapaz e começou a subir por umas caixas empilhadas que havia perto. O genin, completamente sujo, não desistiu. Levantou-se, esgueirou-se por entre as caixas tal como o felino e logo os dois já estavam ambos em um telhado de uma das lojinhas. Encaravam-se com um olhar de desafio, e Kou, por um momento, mesmo achando que estava louco, achou ter ouvido Rabisco miar de desdém. Foi só o menino ameaçar um passo para frente, que o gato se atirou do “precipício” na borda da casa.

O moreno correu até a borda, assustado, mas quando olhou para baixo, a procura de algum cadáver ou corpo inválido, se deparou com o mesmo safo bichano desfilando triunfante com uma corda larga completamente decorada de cerca de dez metros que ligava o terraço de uma loja à outra.

“É por isso que prefiro cachorros”, bufou Kou. Pensou por três ou quatro segundos – a essa altura, sua agilidade mental já era um pouco maior que quando ele havia se formado – e começou a maquinar. Amarrou uma quantidade considerável de linhas harigane retiradas da sua fiel bolsa presa a cintura – agradeceu mentalmente à sua mãe por colocado esta junto com as vestimentas da festa – e a amarrou numa kunai. Com um tiro preciso, fez a arma de prender completamente firme numa pilastra do outro prédio. Depois de se certificar quando a integridade daquele plano verificou o ambiente: havia um desnível; a outra casa parecia cerca de um metro e meio menor que a que estava. Kou colocou a linha shinobi na obstrução de outra kunai e em seguida, amarrou o fio firmemente num canto. Posicionou-se na borda da loja, segurando a arma acima da cabeça com as duas mãos. Mirou no outro lado o gato, provocativo. “Isso vai ser divertido”, imaginou, antes de atirar o peso do seu corpo e deslizar pela linha em alta velocidade até sua presa.

Rabisco, prevendo a chegada o menino se arrepiou todo, e depois de um choque, os dois estavam atracados. “Esse bicho é escorregadio”, pensou Kou, até o momento em que sua testa teve um arranhão profundo feito pelas garras do gato. Se não fosse sua paciência, já teria atirado a peste do lugar, mas continuou firme, tentado capturá-la. Sem perceber, os dois iam rolando até um conjunto de barris empilhados, que desabaram assim que, sem querer, o genin os atingira com um chute. Rabisco, mais ágil, esgueirou-se e fugiu.

Kou achou que os recipientes estavam vazios, porém mudou de ideia quando foi completamente coberto por uma gosmenta e fedida pilha de sardinhas.

– Acho que tenho um plano – murmurou o rapaz, tentando se levantar.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Quando voltou para perto da fonte dos desejos, o moreno pôde avistar Ayane, sentada, conversando animadamente com o menino dono do fugitivo. E desta vez Tohru estava lá também. Não parecia muito animado, mas isso, para ele, era normal. Assim que o viram, seus rostos mudaram de alegria para surpresa.

– Porque trouxe isso? – indagou Ayane, se referindo ao pesado barril lotado de sardinha que eu arrastava com esforço. Aquilo era extremamente pesado.

– Bem, eu tive um plano. E achei que você poderia me ajudar. É o seguinte: com o seu fogo, podemos construir uma brasa capaz de suportar uma grande quantidade de peixe. Assim, podemos espalhar o cheiro e atrair Rabisco para cá. – despejou Kou, arfando.

– Mas, então você não conseguiu capturá-lo? – perguntou o menino.

– É mais difícil do que parece.

– Muito bem, vamos logo com isso. – sugeriu a loirinha.

Enquanto Kou buscava pedras para armar uma base, Ayane utilizava seu “tato” para conseguir carvão com outros comerciantes. Tohru trançava fortes hastes abandonadas num armazém perto para construir uma grelha. Aparentemente havia aprendido aquele tipo de técnica com sua mãe. Até o garoto cooperou, pedindo à sua mãe um pouco dos diversos tipos de óleos do bar, para realçar o aroma. Depois de tudo pronto, atiraram algumas sardinhas na grelha e a menina, com um selo de Tigre, incendiou as pedras de carvão. Bastaram somente alguns minutos para que um aroma forte e agradável de peixe frito estivesse se instalando no lugar. Kou comprou um conjunto de abanadores para atiçar o fogo e espalhar o cheiro.

E por mais difícil que pareça, o plano deu certo.

Rabisco havia aparecido no alto de um quiosque, mexendo o nariz para sentir melhor aquele aroma de comida. Miou e desceu. A princípio, a busca acabaria ali.

Porém, Rabisco não era o único gato da vila.

Um coro de miados se formou, e praticamente uma nuvem de gatos se formou em volta da comida. Kou ergueu a cabeça para tentar achar o gato perdido naquela ninharada de felinos famintos, mas foi impossível. Os genins estavam sendo encurralados pela fome. E Tohru começava a espirrar descontroladamente.

– Você tem alergia? – indagou Ayane.

– O que... ATCHIM! – espirrou o grandão – Você... ATCHIM! – novamente – ...acha?

– Fechem os olhos – pediu o genin franzino. Kou achava que seria maldade fazer aquilo, mas era isso ou morrer soterrado de pelos. Tirou da bolsa uma pequenina granada de luz e a atirou na brasa. Assim que houve o contato, uma forte onde clara se propagou pelo lugar, espantado aquela “gatarada” toda quase que imediatamente. E com eles, Rabisco, provavelmente.

– Será que isso não acaba nunca? – perguntou Kou a si mesmo.

Demorei, mas continua!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Rods

Conselheiro | Kumo
Conselheiro | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nas nuvens
Número de Mensagens : 236

Registo Ninja
Nome: Kou Mitsukubane
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7360
Total de Habilitações: 158,25

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank D] Gatinho perdido   Sex 8 Fev 2013 - 13:48

Depois da explosão de luz, o lugar se assemelhava a ruínas de guerra. Os gatos haviam danificado algumas barracas, arrancando a ira os comerciantes. Já havia passado um tempo considerável desde o início das buscas, e Ayane teria que deixar o grupo afim de se preparar para o espetáculo. Restava somente Tohru e Kou. O menino dono do gato afirmara que o viu seguindo em direção a floresta, o que causou certo desanimo nos dois ninjas de Kumogakure.

Os rapazes, depois de algum tempo caminhando, chegaram a uma parte da vila onde a floresta começava. Porém, não seria tranquilo encontrar um tipo especifico de animal em toda aquela área. Precisavam de algo que pudessem usar como forma de rastreamento. Tohru tirou da cintura um pergaminho médio, com um pincel acoplado.

– O que estás a fazer? - indagou Kou, curioso.

– Já descobres – afirmou o maior, sentando-se ao chão e começando a rabiscar a superfície lisa do papel. Depois de ter desenhando um grande número de ratos, murmurou roucamente – Ninpou: Choju Giga.

E com um som característico, os pequenos animais de tinta desprenderam-se do papel em velocidade única. Rastejavam-se pela relva enquanto seu criador mantinha um selo fixo. Kou entendeu que os ratos fariam uma varredura mais que eficiente na floresta, poupando-lhes tempo. Quando o maior fez uma expressão conclusiva, o outro já sabia o que significava.

– Localização?

– Sessenta e sete metros a noroeste. Boa sorte.

– Não vens? - indagou Kou.

– Não posso, você bem sabe – despediu-se com um aceno, antes de girar os calcanhares.

A verdade é que Kou não sabia, mas preferiu não se estender a isso. Analisou por dois segundos o caminho e logo se pôs a saltar pelas árvores. Esquivou-se de um galho o outro que eventualmente aparecia em seu caminho e utilizava o fluxo de chakra em seus pés – Kinobiri no Jutsu – para manter-se em equilíbrio de uma árvore para outra. Nem demorou quando, numa parte alta da floresta, o garoto encontrou o bichano, arrepiado de medo.

Não era pra menos: uma cobra dona de cerca de três metros de comprimento estava esroscada perto dele, preparando-se para dar um bote fatal. Aquilo alarmou o pequeno. Com a cabeça maquinando mil coisas tentou por em ordem seus pensamentos. Retirou da bolsa a tira colo algum tamanho de linha harigane e duas kunais. Já fizera aquilo uma vez, num treino, então talvez desse certo novamente. Com o máximo de precisão, atirou uma delas – a qual a linha havia sido presa – que se fez firme no alto de um galho e, com um movimento pendular, lançou-se, atirando-se com tudo para a direção do gato. Arremessou a outra tendo em vista evitar o ataque peçonhento, e, tentado ser o menos assustador possível, pegou o bichano no colo. Aterrissando no chão, tomou o cuidado de fazer um cafuné no animal para lhe ganhar a confiança. Este ronronou grato.

Kou virou-se para cima, distraído, e quase foi pego de surpresa pelo bote errante da naja. Ele rodopiou para o lado protegendo o gatinho com seus pequenos braços, e teve que se manter em movimento para não ser alcançado pelo bicho. A cobra tentou mais uma vez abocanhá-lo, furiosa por este ter tirado seu almoço, mas Kou promoveu um chute de calcanhar que atingiu a lateral da peçonhenta. E aplicou outro golpe descendente que lhe deixou tonta. Não iria matá-la, mas também não deixaria por se tornar lanche de réptil. Porém a cobra parecia determinada. Abriu o maxilar, deixando à mostra suas presas gigantes, e investiu. Kou, nu movimento rápido, passou o gatinho para o braço direito, e com o esquerdo, puxou novamente sua fiel Tanto, bem a tempo de bloquear o ataque, fazendo a arma tinir contra os dentes venenosos.

Até Rabisco tentava acertar a cobra com suas garrinhas indefesas, o que animava o genin.
Ele então bater com o cabo da arma na cara do réptil, que reagiu com uma potente rasteira, derrubando o menino. Indefeso, ele arrastou-se para o lado, desviando do veneno, e em seguida cambaleou para trás, apenas na defensiva. Largou o pequeno felino por um instante e executou alguns selos, e as mangas de suas vestes começavam a cuspir pétalas e mais pétalas brancas – ninjutsu aprendido com sua mãe. Em pouco tempo, as flores rodopiavam no ar, em torno da cobra, que inutilmente tentava abocanhá-las. Kou aproveitou a oportunidade, agarrou firmemente Rabisco e, com um shunshin, escapou.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

O menino voltou mancando e arranhado da floresta, mas sentia-se bem consigo mesmo por ter conseguido pegar o gatinho. Rabisco seguia viagem no colo macio do genin, brincando com um fiapo que se soltava das roupas do surrado rapaz. Ronronava e ronronava, ainda mais quando o menino, no caminho, lhe comprou um peixe. Andaram mais um pouco até estarem novamente perto da fonte dos desejos, e o menino estava lá, um tanto quanto aflito. Mas nele a alegria se instaurou quando viu o gato são e salvo.

– Meu Rabisco! – gritou ele, correndo para pegar o animalzinho no colo e girá-lo no ar – Muito, muito obrigado mesmo! Minha mãe vai ficar extremamente feliz em saber disso! Venha, venha! – e saiu puxando o seu mais herói pelas mangas.

Kou fora levado até o bar do qual a mãe do rapaz era dona. Era uma moça nova, mas os afazeres do trabalho pareciam ter tirado alguns anos seus de vida. Mas isso não lhe deixava com um aspecto carrancudo não, muito pelo contrário: exalava vivacidade. Pediu para ambos – Kou e o menino – se sentassem junto ao balcão e, enquanto demonstrava sua gratidão lhes servia um copo de leite. Ironia? Provavelmente não. Mas ali passaram um tempo os quatro, bebericando suas bebidas e rindo das proezas do travesso Rabisco.
_____________________________________________________________________________
Fim de missão, afinal.
Sei que demorei com esta, mas foi por ter me enrolado um pouco na vida pessoal, por isso tão curta.
Bem, aguardo (e pacientemente, vale lembrar) qualquer comentário!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bruno Moraes

Administrador | Iwa
Administrador | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Localização : Em algum lugar de lugar nenhum
Número de Mensagens : 3387

Registo Ninja
Nome: Kyo Kusanagi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 14350
Total de Habilitações: 733,75

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank D] Gatinho perdido   Sex 8 Fev 2013 - 21:13

reservo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bruno Moraes

Administrador | Iwa
Administrador | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Localização : Em algum lugar de lugar nenhum
Número de Mensagens : 3387

Registo Ninja
Nome: Kyo Kusanagi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 14350
Total de Habilitações: 733,75

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank D] Gatinho perdido   Sex 8 Fev 2013 - 22:29

Avaliação de Kou Mitsukubane:

Habilitações Ninjas:

Ninjutsu: 11 + 0,75 = 11,75
Taijutsu: 5,5 + 0,25 = 5,75
Kenjutsu: 6,5 + 0,75 = 7,25

Genjutsu: 1,5
Selos: 5,25 + 0,25 = 5,5
Trabalho de Equipa: 5,75

Habilitações Corporais:

Força: 4,25
Agilidade: 11,5 + 0,75 = 12,25
Controlo de Chakra: 15,25 + 1 = 16,25
Raciocínio: 4,75 + 0,75 = 5,5
Constituição: 10 + 0,5 = 10,5


Avaliação: 5/7

Total de Habilitações: 81,25 + 5 = 86,25

Comentários:

Citação :
Ayane, curiosa, puxou Kou pelas mangas e o levou até uns arbustos que havia perto, próximo ao poço, fazendo o moreno corar. Mas ele logo entendeu a intenção da menina.

Infelizmente não foi dessa vez que o jovem Kou se deu bem rsrsrs.

Uma boa missão. Gostei muito das estratégias que fez durante ela. Mesmo sendo algo bem simples ganhou bons pontos de atributos. Quem diria que seria tão difícil recuperar um gato perdido xd.

Recompensa completa Man
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rods

Conselheiro | Kumo
Conselheiro | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nas nuvens
Número de Mensagens : 236

Registo Ninja
Nome: Kou Mitsukubane
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7360
Total de Habilitações: 158,25

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank D] Gatinho perdido   Sab 9 Fev 2013 - 1:40

Agradeço imensamente, irmão!
Sério, me faltou criatividade para desenvolver algo em torno de um gato, mas me esforcei.
Na próxima, esteja junto, okay?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ydo Tensey

Membro | Kumo
Membro | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 17
Número de Mensagens : 33

Registo Ninja
Nome: Ydo Tensey
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 230
Total de Habilitações: 29,25

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank D] Gatinho perdido   Dom 14 Abr 2013 - 2:58

eu posso fazer essa missão sozinho?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sennin

Administrador | Suna
Administrador | Suna
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Your mom's rear
Número de Mensagens : 7042

Registo Ninja
Nome: Kaito
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 500
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank D] Gatinho perdido   Dom 14 Abr 2013 - 3:05

Esta missão já foi feita e avaliada. A não ser que seja reciclada pelo Staff, não a poderás fazer de momento.
Posso dar-te um conselho? Tenta focar-te em criares uma história para o teu personagem e não te metas logo em missões e/ou treinos consecutivos. Eu percebo que seja engraçado fazeres com que o teu personagem se torne forte e por aí fora, mas um personagem forte sem história é só uma máquina de treinos. Este RPG não serve só para criares o teu personagem e treiná-lo até ser o ninja mais forte do mundo, mas também para dares largas à imaginação e criares um personagem com uma história e um crescimento sólidos.

Se quiseres seguir o que te disse, vais ver que te vais divertir mais. Boa sorte ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ydo Tensey

Membro | Kumo
Membro | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 17
Número de Mensagens : 33

Registo Ninja
Nome: Ydo Tensey
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 230
Total de Habilitações: 29,25

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank D] Gatinho perdido   Dom 14 Abr 2013 - 3:32

ok obrigado pelo conselho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Missão Rank D] Gatinho perdido
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kumogakure :: Missões :: Missões Arquivadas-
'); }