Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Madara no Rekishi

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
killer999

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 26
Localização : In your head
Número de Mensagens : 12265

Registo Ninja
Nome: Angelus
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 31866
Total de Habilitações: 693,75

MensagemAssunto: Madara no Rekishi   Ter 20 Nov 2012 - 19:46

Madara no Rekishi

Introdução



Anos atrás, um grupo com o nome Akatsuki, seguia aparentemente o seu líder secreto, Tobi, com o objectivo de conquistar o mundo utilizando os bijus. Os seus planos foram parados graças a combinação de esforços das Cinco Grandes Nações Shinobis.

Anos depois, um grupo de três poderosos ninjas juntaram-se para formar uma nova organização, dedicada a cumprir o objectivo principal de Madara de conquistar o mundo shinobi.

A Princesa Celestial do País da Lua, pediu ajuda depois de várias das suas aldeias quer shinobis quer comuns terem sido completamente varridas do mapa, juntamente com as suas pessoas que se tornaram zombies.

Das poucas informações que foram recolhidas, tudo apontada para que um deles seja a reincarnação do Uchiha Madara. Quem mais conseguiria destruir vilas num abrir e fechar de olhos e até criar zombies? Um homem com cabelos compridos e uns olhos vermelhos extremamente brilhantes ficaram marcados na cabeça dos poucos sobreviventes, assim como as palavras Madara Rekishi que dois deles estavam sempre a pronunciar.

O pânico está instalado naquele país e teme-se que o próximo alvo seja mesmo a princesa, uma vez que o rasto entre as vilas, indica que os próprios caminham para lá, espalhando o terror. Uma missão de reconhecimento feita por um grupo da ANBU resultou na descoberta do objectivo dessa organização que neste preciso momento é obter uma das relíquias mais sagradas desse País. Um objecto de imenso valor e poder que o próprio Uchiha Madara ofereceu, segundo os relatos encontrados nos pergaminhos de antigos sábios.

A princesa já enviou uma notificação para todos os que a irão ajudar, afirmando que essa relíquia é o Madara Rekishi. Um livro foi utilizado para selar os demónios depois da antiga guerra entre os humanos e demónios, seres incontáveis eras atrás. Esse mesmo livro foi dado por Madara a uma jovem rapariga pela qual se tinha apaixonado, muito antes da formação das cinco grandes vilas.

Os números da organização crescem com a infecção do vírus. Estes zombies são canibais e muitos deles, anteriormente simples pessoas, tiveram de ser abatidas, porém o número não para de crescer, sempre que uma aldeia é destruída. Tudo indica que o que quer que transforme as pessoas nestas criaturas é altamente contagioso, uma mera mordida ou arranhadela irá muito provavelmente transferir o vírus, afectando a outra pessoa.

Os comandantes da princesa já colocaram o palácio em alerta total contra qualquer intruso, estando guardo por vários shinobis, mas se for realmente Uchiha Madara, o envolvido, muito dificilmente a pequena fortaleza aguentará.

O grupo de seguidores tem vindo a aumentar e a paz do mundo shinobi pode estar em risco! As cinco grandes vilas já tomaram medidas, com o envio de uma equipa especial, organizada por um dos melhores shinobis da actualidade. Equipa esta que será acompanhada pelas tropas de Iwa, Suna, Kiri, Konoha e em especial Kumogakure, que irá apresentar mais tropas do que qualquer outra vila, contra estas criaturas, deixando oportunidade para a equipa criada por Angelus resolver o assunto.

Contudo as maiores vilas shinobis do mundo, não acreditam que seja o próprio Madara, mas sim um fiel seguidor da sua história.

Kiri e Konoha irão estar impedir que a praga se espalhe pelos outros países, controlando as fronteiras do país, enquanto os melhores ninjas médicos irão tentar arranjar uma cura para todas estas pessoas. Kumogakure que possui o maior exercito irá enviar shinobis para várias frentes juntamente com Suna e Iwa para ajudarem a divisão especial avançar até ao palácio e lidar com a organização e a tal relíquia, enquanto estes ajudam no ataque aos zombies. Todas as forças irão possuir pelo menos um ninja médico e um ninja sensor.

Era assim que Angelus explicava a missão que reservava este grupo de sete shinobis, aliás todos eles estranhavam a dimensão do grupo, tendo agora percebido a razão de tal. – Escolhi-vos porque além de já conhecer a maior parte, tenho boas referências vossas. A partir de agora estão sob as minhas ordens e se não estiverem de acordo, podem sair. – dizia o jovem loiro de Konohagakure num tom sério, levando aos shinobis convocados a perceberem que o problema era bastante grave, uma vez que o próprio loiro de Konohagakure costuma estar quase sempre tanquilo

-Angelus-chan, acho que posso falar por todos nós. Estamos a cem porcento contigo, iremos respeitar todas as tuas ordens. – respondeu Hana esticando o seu braço com a palma da mão aberta, rapidamente Katsu Imagawa, Uchiha Kakushi, Raiden Kiyoshi, Ayame Midori, Kyo Kusanagi,Nara Tora, fizeram o mesmo, faltando apenas o Dragão Dourado juntar as mãos com os seus companheiros.
-Com o apoio das outras forças shinobis, a nossa equipa irá estar dividida por Divisão de Ataque Especial (utilizadores de Genkai), Divisão de Suporte e Médicos. Quero o máximo trabalho de equipa, só em casos mesmos excepcionais poderão existir um a um. O perigo é enorme, não quero correr riscos e cabe-nos a nós de parar esta ameaça antes que tome promoções mundiais. Além disso quero trazer-vos de volta sem quaisquer problemas.

Os shinobis continuaram a falar à medida que avançavam para o ponto de saída da vila, todos estavam preparados para uma missão muito complicada. O primeiro ponto da missão seria a equipa reunir-se com as divisões de ataque normais, que já se encontravam no terreno.

No caminho, Angelus chamou Hana e Ayame para junto de si, entregando um scroll com várias informações sobre o vírus, a pedido de Tsunade, Sakura e Tsuiraiyde. Poderia ser que novas mentes ajudassem a arranjar uma cura para o vírus, sem ser necessário tirar vida aos inocentes apanhados pelo mesmo. As duas iriam estar constantemente em contacto com as três kunoichis e vários outros médicos.

Ordem + info: http://www.narutoportugalrpg.com/t11449p15-procuro-shinobis-para-super-evento#129909
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.dragonball-pt.info
Shibiusa

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 26
Localização : Jardim à beira-mar plantado
Número de Mensagens : 3515

Registo Ninja
Nome: Ayame Midori
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5470
Total de Habilitações: 228,5

MensagemAssunto: Re: Madara no Rekishi   Seg 10 Dez 2012 - 10:42

As duas kunoichi médicas de Konoha olharam uma para a outra, apreensivas com a responsabilidade que lhes fora incumbida. Se falhassem a encontrar uma cura para o vírus zombie, muitos outros podiam ser afectados e ainda não sabiam se podiam ter retorno. Para além disso, sabiam que tinham que ser o mais rápidas possíveis, visto que, enquanto estariam a tentar arranjar uma cura, muitos poderiam ser infectados e a dor de se sentirem responsáveis pelas pessoas afectadas depois de estarem a tentar prevenir que isso acontecesse era insuportável. No entanto, sabiam que de nada lhes valia estarem a remoer o assunto e deviam passar imediatamente ao trabalho.
Assim que o grupo se encontrou com as equipas já no terreno, foram-lhes fornecidas algumas tendas para poderem fazer as reuniões necessárias e onde pudessem permanecer se assim o desejassem. A maior das tendas possuía uma grande mesa, comprida e larga, com cadeiras à volta de forma a que todos se pudessem sentar e ver os outros participantes. Outra das tendas tinha várias macas médicas, vários equipamentos médicos e ainda acesso via corredor a uma outra tenda com material laboratorial. A última das tendas era simplesmente uma tenda com sacos cama e outras macas, onde poderiam descansar quando necessário.
Antes de dividirem o grupo, Angelus permitiu que se reunissem para decidir a estratégia a tomar para que estivessem todos a sintonia. Ayame e Hana possuíam com certeza algum conhecimento que lhes poderia ser útil, bem como outro tipo de raciocínio para analisar e interpretar a informação reunida até ao momento pelas vilas ninja. Depois de estas terem lido e discutido a informação dos scrolls, comunicaram com o grupo.
- Angelus, se nos permites… - pediu Hana, ao aproximar-se com Ayame do grupo já sentado em volta da grande mesa. Obteve confirmação imediata para falar. – Estivemos a reflectir acerca da informação obtida e concluímos que precisamos de um espécimen para poder estudar. Os dados a que tivemos acesso referem apenas análise de comportamento dos zombies, incluindo o seu método de transmissão do vírus.
Ayame continuou o que Hana proferira:
- Tenham cuidado com arranhadelas e mordidelas, visto que o vírus tem que ser transmitido para a rede sanguínea de alguma forma. Toques não têm problema, por isso não tenham medo de usar taijutsu. No entanto, devem ter muita atenção e não permitir que abram qualquer tipo de corte no vosso corpo ou serão infectados. Basta um corte que consiga atingir a derme, a segunda camada da pele, que apenas está protegida por uma fina camada chamada epiderme. Os mecanismos corporais de osmose tratam de infectar o corpo involuntariamente, pois trata-se de um mecanismo básico e sobre o qual não temos controlo. Segundo os dados obtidos, o período de incubação do vírus é de meia hora, o que significa que entrariam naquele modo após esse tempo.
O grupo ouvia e sorvia a informação atentamente. Hana disse ainda:
- Também podemos acrescentar o que a nossa análise nos permitiu concluir, mas não o podemos assumir com toda a certeza por ninguém ter tido acesso a um zombie directamente. O vírus deve adormecer as zonas da volição no sistema nervoso através da introdução do vírus na corrente sanguínea e modificar algumas ligações nervosas de forma a conseguir obter o controlo da própria pessoa. Ao ser impedida a volição, a pessoa apenas possui os instintos animais e isso permite que, o que quer que seja que controle esta epidemia, possa fazê-lo sem problemas.
- Contamos convosco para que seja feita a captura para começarmos a trabalhar na cura. Caso seja necessário, conseguimos entrar em contacto através do jutsu Yamanaka de telepatia ou através de uma kuchiyoses. Também possuímos contacto com Konoha e com os líderes das vilas se for preciso partilhar alguma coisa – terminou Ayame, ao transmitirem todas as informações que precisavam.
O grupo de shinobis de todo o mundo observava as duas jovens kunoichis e esperavam secretamente que elas já tivessem a cura e transmitissem logo esse dado. No entanto, ele nunca chegou e conformaram-se com o que tinha sido dito. Se era necessário um espécimen para ser estudado, seria isso que fariam.
- Obrigado – agradeceu Angelus, assumindo a liderança. – Ouviram as meninas. A divisão de ataque e captura será constituída por mim, pelo Katsu, pelo Kakushi e pelo Raiden. A divisão de suporte será constituída pelas duas ninjas médicas, Hana e Ayame, e pela Tora e pelo Kyo, que irão ajudar a equipa médica e dar apoio aquando da captura. Outro ponto importante que devem também ter em atenção: não podemos atrair zombies para a zona próxima do acampamento, visto que é onde irá estar a investigação a decorrer. A divisão de ataque irá capturar, enquanto a divisão de suporte fica de vigia junto dos limites do acampamento. Podem acompanhar-nos até lá. Assim que esteja feita a captura, a divisão de ataque ficará de vigia e irá manter tudo seguro, enquanto a divisão de suporte retorna à tenda. Tora e Kyo darão o suporte necessário até ser conseguida a cura. Assim que isso seja conseguido, pediremos o apoio das tropas em campo para transmitir a cura a todos os que encontrem afectados. Está muito em jogo e conto com cada um de vocês para ajudar.
- Hai! – exclamaram todos em conjunto a demonstrar que concordavam com o plano. Parecia seguro e de facto a melhor estratégia tendo em conta as circunstâncias. Caso estas se alterassem, então deveriam repensar o que fazer.

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: Re: Madara no Rekishi   Ter 8 Jan 2013 - 23:18

Os últimos preparativos já estavam feitos: Kakushi, Katsu, Angelus e Raiden já conferiam seus equipamentos ninja e davam sinais de que logo partiriam. Ayame e Hana improvisavam o local onde examinariam um dos infectados, enquanto Tora e Kyo montavam já guarda com ajuda de alguns kage bunshins de ambos. A tenda encontrava-se em uma aparente e falsa paz, pois os semblantes dos presentes denunciavam que o mundo corria perigo com aquele vírus à solta, o que ainda preocupava as kunoichis médicas.

Os quatro shinobis encarregados de capturar um espécime para estudo finalmente deixavam o local. Angelus ia à frente do time, e segurava um mapa que tinha a localização dos últimos ataques dos zombies, que estavam marcados a vermelho no pergaminho. O local mais perto encontrava-se a quilômetros de distância da base, em direção a noroeste.O loiro avançava cuidadosamente, sempre atento a toda e qualquer movimentação ao redor. Após cerca de horas de caminhada, um grito ecoado ao longe chamava a atenção do grupo: uma moça estava sendo perseguida pelo que aparentava ser um homem de fisionomia gutural.

A mulher corria agarrada com bastante força a um embrulho de pano, e tinha o horror estampado no rosto. O homem claramente tinha a vantagem na condição física, e pouco a pouco aproximava-se de seu alvo. Angelus fez sinal para que seu grupo ficasse atento para atacá-lo e capturá-lo, visto que aparentemente estava contaminado pelo vírus desconhecido. A seu sinal, os quatro metiam-se no caminho entre o zombie e a mulher - que apesar de tremer, parecia um pouco aliviada ao ver pessoas aparentemente ainda normais. O homem não tinha expressão, pode-se dizer que mais parecia um animal que um ser humano; as roupas estavam rasgadas em diversas zonas, sua boca estava aberta como um cão, da qual caía uma baba viscosa. Soltava uns grunhidos, e olhava com bastante fúria o grupo de ninjas à sua frente:

- Bah, que coisa mais feia! - exclamava Raiden. - De certeza que estás com um péssimo hálito, escovar os dentes após as refeições é uma boa, sabias? – troçava o kirinin.

- Este daí nem sabe mais quem é. Deixou de ser humano quando foi dominado pelo vírus - dizia Kakushi.

O homem começava agora a urrar contra o grupo, e logo depois corria em direção aos quatro shinobis. Kakushi posicionava-se à frente da mulher a fim de defendê-la, empunhando sua tanto, enquanto Raiden corria de encontro ao zombie, a fim de neutralizá-lo com um Konoha Daisenpū. Inesperadamente, porém, o espécime desviou-se, ainda aplicando um pontapé nas costelas do kirinin – que era projetado e amparado dolorosamente por um grosso tronco de árvore. Continuava avançando, e desta vez Katsu usava de seu taijutsu para tentar detê-lo, mas o Imagawa também surpreendia-se com a defesa daquele zumbi, que desviava-se com alguma agilidade.

Desta vez, porém, ele resolveu atacar com uma palmada na direção do moreno, que dava um salto para trás e ficava a milímetros de distância das unhas crescidas do inimigo. Relembrando as palavras da equipa médica, Angelus então usava seu Shukuchi para atacá-lo, aplicando-lhe uma palmada e inserindo o selo “Restringir” bem no peito do adversário. O fuuinjutsu havia funcionado, o zombie apesar de muito tentar, não conseguia mais mexer-se e a equipa finalmente relaxava. A mulher que até aquele momento estava em pânico caía num choro descontrolado de alívio, recebendo a atenção dos quatro shinobis ali – que não tardavam a perceber um belo arranhão que figurava no seu braço esquerdo. A moça logo notava a mudança nas feições daqueles ninjas, que lembravam-se das principais recomendações de Ayame e Hana. Kakushi pedia gentilmente o embrulho que ela carregava – um bebê com cerca de dois a três meses – mas ela agarrava-se com força:

- Vocês querem fazer mal a mim e a meu filho também? Já não basta o meu marido ter se tornado um deles? – perguntava a mulher, num tom um tanto desesperado.

- Pelo visto a senhora foi atacada, e o vírus causador deste caos somente pode ser transmitido a outra pessoa pela corrente sanguínea – iniciava Kakushi.

- Ou seja, o vírus manifestar-se-á em alguns minutos, pois ele deve ter entrado por este arranhão – continuava Raiden.

- Estamos à procura da cura deste mal, pois não queremos que mais pessoas morram – prosseguia o loiro de Konoha. – Portanto, cuidaremos da criança enquanto o vosso marido e a senhora são examinados por nossa equipa médica.

A mulher ainda estava desconfiada, quando sentia uma forte pontada no peito, obrigando-a a ajoelhar-se. Kakushi adiantava-se, e aproveitando-se de sua agilidade encontrava-se à frente dela num segundo, amparando-a juntamente com o bebê. As feições dela começavam subitamente a mudar, e Katsu aproximava-se ao mesmo tempo em que o Uchiha afastava-se com o embrulho. Concentrando seu chakra, o Imagawa usava seu Raikuchu*, cegando temporariamente sua vítima com o genjutsu para distraí-la enquanto usava um Erubõ para tentar retirar sua consciência – algo que não aconteceu, para a surpresa de todos. Angelus usava novamente seu Suji Haji Fuuin para restringir os movimentos da mulher, que parecia estar sofrendo de muitas dores.

Os quatro então puseram-se a amarrar o casal com vários metros de harigane, e também kusari, que o loiro achou por bem colocar. Com um selo, Angelus invocava dois kage bunshins para auxiliar no transporte daqueles dois espécimes (já que a mulher encontrava-se praticamente em estado zombie), enquanto Kakushi seguia caminho segurando o bebê – que apesar de tudo, encontrava-se calmo. A volta fora tranqüila, tendo demorado um pouco mais. Ayame e Hana ficaram surpresas por seus colegas terem conseguido dois espécimes, ficando um pouco decepcionadas por não poderem evitar que a mulher fosse contaminada:

- Não pudemos fazer nada, Hana-chan, ele já havia arranhado-a quando encontramos-nos – dizia Kakushi, a entregar o bebê para a iryo-nin.

- Mesmo assim, Kakushi-san, poderíamos ter evitado! Olha só, um bebê praticamente órfão! – dizia a kunoichi, emocionada ao pegar a criança em seu colo.

- Hana-chan, podemos devolver os pais dela. Temos de dedicar-nos à cura deste vírus, e ela poderá ter um futuro. Por isso confiamos em vocês, da equipa médica – dizia Tora, mais ao longe.

- Exato. Não deixaremos nada acontecer com este acampamento – Kyo completava.

- E então? Animada para começarmos nossa pesquisa? – perguntava Ayame à sua companheira.

- Minna-san... – a kunoichi estava visivelmente emocionada. – Arigatou, vamos sim parar esta calamidade! – dizia, sentindo a confiança de seus companheiros renovar a sua própria.


Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bruno Moraes

Administrador | Iwa
Administrador | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Localização : Em algum lugar de lugar nenhum
Número de Mensagens : 3387

Registo Ninja
Nome: Kyo Kusanagi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 14350
Total de Habilitações: 733,75

MensagemAssunto: Re: Madara no Rekishi   Qui 10 Jan 2013 - 19:43

Era uma catástrofe o que o mundo shinobi estava a tentar impedir, se não agissem rápido poderia ser o fim do mundo como eles conhecem, por isso todos estavam empenhados em lutar contra esse mal. Novamente as Cinco Nações ninjas se tornaram uma, a ultima vez foi no confronto do ataque dos Lobos Deuses. Konoha e Kiri estavam a vigiar muito bem a fronteira para que a nova ameaça não espalhasse, tornando-se pior o problema caso a infecção se espalhe. Iwa, Suna e Kumo já formaram uma grande guarda para que a princesa não fosse
Raptada, além de estarem procurando pelo livro precursor desse evento, o Madara no Rekishi. Um pequeno grupo de ninja, de quase todas as Nações, estava a disposição de Angelus, um famoso shinobi de Konoha e discípulo de Kakashi. Sua primeira missão era descobrir uma forma de deter a infecção, foi dada a idéia de capturar um espécime, o grupo de ataque conseguiu trazer dois, que já estão a serem analisadas pelas kunoichis medicas Yamanaka Hana e Ayame Midori. Pelos dados recebidos já era de fato que o vírus era passado por meio de vias sangüíneas, fazendo os shinobis tomarem o cuidado de não receberem um ferimento, assim não se transformando em uma espécie de zumbi.

- Conseguiram descobrir alguma coisa meninas?_ pergunta o líder do grupo.

- Só como o vírus reage dentro do hospedeiro._ responde a Yamanaka, informando ao líder suas descobertas e confirmação de outros dados.

O vírus tinha as seguintes propriedades: ele aumentava o metabolismo do hospedeiro, ao mesmo tempo aumentava sua força, velocidade e regeneração. Com a aceleração das células e revitalizando as mortas. Tudo isso pelo seguinte preço: as funções cerebrais como raciocínio e discernimento do hospedeiro eram diminuídas drasticamente a praticamente zero, levando a não ter praticamente nenhuma consciência, perdendo sua memória não reconhecendo mais ninguém, lhe restando apenas a auto-preservação. Tudo isso devido a destruição das mitocôndrias nos neurônios, levando a serem meros animais com muita fome. Nota-se também que quando o hospedeiro é ferido a infecção se espalha mais rápido, devido à capacidade regenerativa das células. Só que nem todos tinham a mesma reação, era notório de se vê que o vírus precisava de um corpo resistente, devido a carga grande que dava aos músculos do hospedeiro. Se a pessoa não fosse forte suficiente, o vírus iria acabar com a ela, podendo fazer perder os sentidos, como visão e audição, lhe restando apenas o olfato e audição sendo aumentados. As fibras de seus músculos serão quase todas destruídas, limitando seus movimentos os deixando lentos. Como foi o caso da mulher que não foi forte suficiente a deixando em estado deplorável. O vírus parece não reagir bem a outros vírus, como o da gripe, mas por causa de sua metamorfose consegue se adaptar e volta a crescer.

- Já fiz umas injeções com o vírus da gripe, só que não é uma cura, apenas uma pequena preservação. Não creio que consiga eliminar o vírus, mas pode nos proteger um pouco dos sintomas. Mesmo infectados o vírus não irar se prolongar, mas ainda estaremos infectados, tendo que tomar várias vacinas para não se tornar um zumbi, sendo obsoleta quando o vírus se adaptar totalmente ao outro._ Termina as explicações a Yamanaka.

- Conseguir uma cura definitiva é algo muito difícil, já que com os equipamentos que eu tenho a disposição, não conseguimos isolar o vírus. Creio que tenhamos de ir até um local mais apropriado e com equipamentos avançados de pesquisa, para que tenhamos uma melhor analise do vírus._ fala Midori.

Angelus ouve atentamente tudo o que as Iryonins lhe falam, acaba por concordar com elas e pede para que todos se reúnam. Numa grande mesa redonda estão os oito shinobis, atentos as palavras de seu líder. Ele explica a todos o que lhe falaram sobre essa nova doença, também explica que terão que ir para outra base com mais tecnologia. Ao abrir um grande mapa tenta descobrir o melhor caminho a seguir.

- Creio que o lugar que tenha a maior tecnologia em pesquisas seja aqui (fala apontando para o Vale do Silício, um grande vale do País da Lua, localizado ao extremo oeste, praticamente o lado oposto do país que eles estavam localizados). Aqui onde está Sakura, também fica o centro de pesquisa do País da Lua. Lá deve ter o que há de mais avançado em pesquisas genéticas, além de uma das melhores Iryonins de Konoha._ explica Angelus.

- O caminho mais rápido seria pelas planícies, mas iríamos entrar no centro dos focos dos ataques._ fala o Uchiha.

- Sem chances de irmos por aí, a melhor forma seria ir pela costa. Não creio que esses zumbis sabem nadar._ retruca o Imagawa.

- Mesmo assim teríamos que andar bastante da costa até o vale._ rebate o Chuunin de mechas brancas.

- Mesmo assim, pelo menos iremos fugir de grandes problemas._ Finaliza Katsu.

- Imagawa tem razão, melhor irmos pelos caminhos mais longo já que é o mais seguro. Faremos o seguinte: Kusanagi e Nara irão à frente para preparar um transporte aquático para nós, Ayame e Hana ficarão a vigiar os dois espécimes. Enquanto isso eu, Imagawa, Uchiha e Kiyoshi ficarão de guardas das meninas durante o transporte até o porto. Certo?_ fala o loiro se mostrando um líder capaz.

Todos respondem que sim de prontidão. Uma carroça é preparada para levar os dois infectados. Antes de partir Hana chama todos para lhe aplicar uma vacina preventiva, para que eles não fiquem totalmente desprotegidos da infecção.

- Não gosto muito de vacinas._ reclama Raiden.

- Não acredito que você está com medo de uma agulhazinha._ caçoa Kusanagi.

- Não estou com medo seu cabeço de calho, só disse que não gosto._ retruca o Kirinin.

- Pare de falar e vai logo tomar sua vacina Kyo-kun, não esqueça que vamos à frente._ apressa seu parceiro Tora.

- Calma, calma não precisamos de pressa._ fala Kusanagi.

- Acho que é você que está com medo Kyo-kun._ fala em meio a risadas a Yamanaka _ anda logo virá esse bumbunzinho pra cá.

- Que isso loira, você é namorada de Yagami. Namorada de amigo meu para mim é homem, ainda bem que não considero Jow tanto assim_ brinca Kyo ao abaixar as calças para que possa aplicar a injeção nele.

- Nossa Kusanagi você é tão maduro._ resmunga Midori.

- Olá bela enfermeira, estou aqui para você me dá o seu melhor._ Sussurra Kiyoshi a Ayame, piscando para ela.

- Aqui está o meu melhor._ responde a jovem Botânica, aplicando a vacina com força no rapaz que grita de dor.

- Esse é o tipo de shinobis que temos que conviver nesta missão tão importante._ fala Imagawa a Angelus.

- O que posso fazer? Era o que tinha disponível._ responde a gargalhadas.

Depois de todos os preparos os ninjas partem em rumo ao Vale do Silício, onde se encontra Sakura e um laboratório de Genética mais avançado da região.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: Madara no Rekishi   Sab 26 Jan 2013 - 17:34

Não sabia explicar o porquê, mas um ambiente tenso instalara-se no pequeno laboratório, intensificando-se aquando a saída da Nara e do rapaz de Iwa (cujo nome já nem me lembrava). Provavelmente, era o receio do que nos esperava lá fora, ou então de que algo pudesse acontecer aos dois adolescentes enquanto lutariam por um barco nestes tempos caóticos. Suspirei, este silêncio desanimador quase me afeta.
Olhei para o lado, as médicas de Konoha (uma conhecia por Hana, algo famosa, e a outra era chamada por Ayame) entretinham-se com os infetados, tentando ser o máximo prestáveis possível e evitando algumas mordidelas que os pacientes arriscavam dar. “São só reflexos, acho que ainda estão conscientes dos seus atos” - Aliviam elas, mas eu não acreditava. Tinha a vontade de chegar perto das carcaças e terminar logo com as suas vidas, entretanto, algo também me dizia para não o fazer. Afinal, quando temos uma oportunidade para lutar pela nossa vida, por quê não fazê-lo? Assim coloquei-me a fitar os cadáveres…
Até ser interrompido…
- Hey, Jounnin! - Olhei para a criança. De acordo com a sua badana, fazia parte da minha vila - Sou o Kiyoshi, como nunca nos vimos na vila?
Desenvolvemos uma conversa banal onde nos apresentávamos e falávamos um poucos das nossas habilidades; nesse tópico optei por me disfarçar de um Jounnin vulgar com técnicas vulgares e sem nada em especial, recebendo de imediato olhares avaliadores de outros ninjas que já conheciam os meus poderes. Ao mesmo tempo que falávamos, olhei para outros ninjas. Angelus e o Uchiha de cabelos grisalhos, Kakushi eu acho, também conversavam, mas não pareciam tão animados quanto o pirralho à minha frente. As médicas continuavam entretidas a serem o que são.
- E então, eu peguei no gajo…!
O rapaz tagarelava tão emocionado que até achei uma ofensa o ignorar, respondendo-lhe com acenos de cabeça e ocasionais sorrisos. Desejei ter ido com os outros dois.

Por fim, após alguns minutos de silêncio, menos para rapaz de Kiri de nome Kiyoshi, Angelus levantasse, fitando o restante do seu pelotão.
- Já demos tempo que chegue para que os outros dois preparassem um barco…
O loiro preparava-se para discursar algo, mas depressa fora interrompido pelo Uchiha.
- Eles não deviam ter ido sozinhos! - Barafustou, provavelmente com os nervos a transbordarem.
- Kakushi, acalma-te, já falámos sobre isso! - A voz pesada e autoritária do Jounnin acalmou de imediato a inquietude da criança, apesar de temporariamente - Vamos reunir os nossos pertences e sair daqui o mais rápido possível. Algumas vilas vão enviar reforços para cobrirem a nossa retaguarda e ainda proteger o acampamento. Não temos com que nos preocupar!
Ninguém pareceu muito emocionado com a ideia de voltar para aquele caos e viajar para uma localidade algo longe, mas também não se manifestaram. Tinham de fazê-lo, para o bem da Humanidade ou lá o que era. Suspirei e encaminhei-me para perto da carroça, acho que só eu não estava nervoso…
As médicas entraram para as traseiras, apertando-se contra os seus pacientes (mantendo sempre aquela distância de segurança) e tratando deles. Kiyoshi foi-lhes fechar as portas, sem conseguir evitar uma piscadela de olho a Ayame, e sentou-se sobre a zona de condução, acompanhado pelo Kakushi. Posteriormente, prostraram os olhos em nós.
- Precisam que vá aí buscar-vos? - Perguntou o Gennin com aquela sua voz infantil.
Olhei de lado e vi Angelus a fitar-me.
- Presumo que me vás acompanhar na pequena corrida - Falou-me com um sorriso amistoso.
Gargalhei de leve e devolvi-lhe o sorriso.
- Nem que o céu me caísse em cima é que eu iria naquela carroça… - Pareceu-me ouvir resmungos de determinadas pessoas ofendidas, mas ignorei - Afinal, sinto o mar tão perto de mim, dá-me uma boa razão para ir naquela coisa.
Ele também gargalhou, batendo com a mão no meu ombro e aproximando-se da carroça, onde dois ninjas colocaram as rédeas nos cavalos e os amansavam.
- Nós os dois não vamos na carroça! - Anunciou o loiro, soltando espanto na face deles - Eu consigo acompanhar a velocidade, provavelmente serei mais rápido, e o Katsu vai arranjar a sua forma de nos acompanhar! - À medida que falava, vi-o a pousar a mão sobre a superfície da carroça - Boa sorte camaradas e evitem grandes números de mortos-vivos! - Afastou-se e vi, no local onde pousou a mão, um peculiar selo: Hiraishin
- Na boa, tentem não morrer! - Despediu-se Kiyoshi, dando uma cotovelada em Kakushi e levando-o a olhar nervosamente para as cordas que lhe foram entregues para as mãos - Nunca conduziste uma carroça?
- Claro que não, tenho cara de agricultor? - Respondeu o rapaz, muito mais relaxado agora, entregando as rédeas ao seu parceiro - Conduz tu então, vamos ver como és com eles!
O Kirinin gargalhou, qual cientista louco, e chicoteou as coxas dos cavalos. Estes relincharam e os da dianteira ergueram-se nas patas traseiras, relinchando com ainda mais intensidade. De imediato, iniciaram a sua veloz corrida, galopando acampamento fora e levando os nossos companheiros.
- Eles vão morrer… - Não controlei a saída de um comentário maldoso.
Angelus gargalhou, mas não se pronunciou. Desapareceu de imediato, iniciando a sua corrida naquelas velocidades inimitáveis e às quais eu nem pensei em tentar acompanhar.
- Então… - Sussurrei para ninguém - Onde está aquele som da água?
Corri em direção a um bosque, passando dos limites da segurança do acampamento. Para minha sorte, não havia mortos-vivos entre as árvores ou escondidos entre as rochas e os que eu encontrava já estavam definitivamente mortos. Depressa me deparei com um impressionante penhasco, ao qual os seus pés eram lambidos pela espuma das ondas da água.
Inspirei profundamente, sentindo o cheiro a maresia e o som das gaivotas, deliciadas pela carne podre e espalhada por tantos locais. Olhei pela direção onde a carroça havia partido, sem sinal de algum porto ou algo parecido e, para piorar, o desfiladeiro estendia-se por quilómetros.
- Por isso é que não há um navio com o mar tão perto… - Sussurrei, voltando a fitar a água salgada - E ele está tão bravo hoje…
Acabei por me atirar a ele, sedento pelo seu abraço e por finalmente refrescar a pele. Eles não teriam de esperar muito…

Como dito, Angelus foi o primeiro a chegar ao porto, sendo o primeiro a ficar desconfiado. O local estava todo coberto por uma névoa espessa e densa e não havia sinal de Tora ou de Kyo, mas o navio via-se, parado em frente ao cais e movimentando-se conforme a vontade das ondas ou do vento.
- Tora! - Chamou o Jounnin, colocando as palmas da mão em torno da boca para amplificar o som - Kusanagi!
Sem resposta.
Deu alguns passos em frente, olhando em todos os planos para certificar a sua segurança, mas os seus cabelos eriçados e a névoa faziam-nos desconfiar de tudo. Até, que por fim, ouviu passos no navio.
- Tora! - Gritou, desta vez para o navio, mas sem receber resposta de novo - Não estou a gostar…
Correu em direção à entrada do navio, onde uma pequena plataforma estava instalada para poder-se subir a bordo do barco…

- Vês, vês como sou um espetáculo! - Vangloriou-se Kiyoshi, a meio de gargalhadas, controlando com firmeza as rédeas e conseguindo pôr os cavalos a esforçar-se ao máximo - E falam tão bem dos Uchiha`s, nem são capazes de controlar um cavalo!
Kakushi preparou-se para ripostar, mas então ouviram alguém a bater na superfície de madeira atrás de si.
- Calem-se, há crescidos aqui atrás a tentarem trabalhar! - Ordenou a voz de Ayame.
O Kirinin calou-se imediatamente, tentando parecer o mais maduro possível na presença da Midori, ainda com as suas vãs tentativas de a impressionar. Kakushi suspirou, pousando a cabeça sobre a sua mão e olhando em frente.
- Hey… O que raios é aquilo?

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
Conteúdo patrocinado





MensagemAssunto: Re: Madara no Rekishi   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Madara no Rekishi
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Mundo Ninja :: Eventos Especiais :: Eventos das Vilas :: Konohagakure-
'); }