Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Missão Rank C] Navegar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
killer999

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 26
Localização : In your head
Número de Mensagens : 12265

Registo Ninja
Nome: Angelus
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 31866
Total de Habilitações: 693,75

MensagemAssunto: [Missão Rank C] Navegar   Ter 2 Out 2012 - 18:27

Descrição: Alguns agricultores estrangeiros precisam de ajuda. Eles estão perdidos na vila subaquática e precisam de encontrar o seu caminho de volta para casa. Pelo menos esta é a história. Eles precisam estar em Sunagakure, mas pode ser uma armadilha. Vão averiguar e estejam atentos a todos os pormenores.

Recompensa: 600 ryos + 1 scroll de novo Jutsu + 1 ponto de cumprimento

Número de Ninjas: 2 a 4 Gennins
Ninjas Inscritos: Sokei Fukeru (TioTsu), Seizon(Kiba), Lisandra Lockhart(DarkSoldier), Kenichi Okamoto (Filipe_G)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.dragonball-pt.info
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Sab 15 Nov 2014 - 20:05

PELO NOME DE BELZEBU, EU INSCREVO-ME!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
Kiba

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Puorto
Número de Mensagens : 3441

Registo Ninja
Nome: Seizon
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 900
Total de Habilitações: 52,5

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Sab 15 Nov 2014 - 20:49

Me too o/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kylo Soldier

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 97
Localização : Algum lugar do mundo.
Número de Mensagens : 874

Registo Ninja
Nome: Uchiha Sekai
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Sab 15 Nov 2014 - 21:39

Inscrevo-me!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Filipe_G

Membro | Iwa
Membro | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Your momma's ass
Número de Mensagens : 1252

Registo Ninja
Nome: Kenichi Okamoto
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3940
Total de Habilitações: 182,75

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Dom 16 Nov 2014 - 0:32

Ha espaço para mais um? xd
Voltar ao Topo Ir em baixo
BigBoss

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Número de Mensagens : 1654

Registo Ninja
Nome: Kride Uchiha
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 296,5
Total de Habilitações: 291,25

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Dom 16 Nov 2014 - 2:10

Lotação esgotada!
Ordem de postagem = Ordem de inscrição (ou então combinem entre vocês)
Mocinhos e mocinha inscritos, podem começar ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Dom 16 Nov 2014 - 21:57

Navegando em sanitas


- Vila subaquática? – Perguntou Kenichi, confuso. Desviou o olhar para a sua companheira de vila, Sokei Fukeru, à procura de respostas que nem ela lhe conseguia dar – Nunca ouvi falar nisso!
A loira não esboçou qualquer reação, mantendo-se calada e quieta a olhar para o Mizukage, Okashii, à procura de respostas. Ela também não sabia da existência de uma vila subaquática, pelo que o seu interesse no assunto estava a começar a tornar-se algo incontrolável. À beira dos dois Genin de Iwa, que estavam de frente para Okashii, encontravam-se outros dois de Kirigakure: Seizon e Lisandra Lockhart. Esta era a equipa de quatro Genin encarregue de resgatar uns agricultores que se perderam numa suposta vila subaquática.
- É natural que não tenhas ouvido falar, Kenichi. A vila subaquática não é algo que os líderes de Mizu no Kuni gostem que seja espalhado. É uma vila muito especial - vão notar quando chegarem lá - erguida num templo antigo que permite a sua existência debaixo de água. É também muito frágil e por isso não deixamos qualquer pessoa entrar lá. Vocês os quatro vão ser uma exceção, à falta de Chuunin e Jounin mais confiáveis para este tipo de trabalho delicado. – Explicou Okashii com um tom sereno, encostando-se às costas da sua cadeira e olhando para a equipa com um curto sorriso. A equipa não ficou muito satisfeita com o último aparte – Em ordem para resgatar os agricultores, vão ter de entrar, obviamente, na vila subaquática e esse privilégio vêm com algumas obrigações. Vocês também não serão deixados a vagabundear lá dentro, terão um guia da própria vila a vigiar-vos constantemente. Entendam, as pessoas de lá são muito… rigorosas.
Os Genin engoliram em seco os seus receios. A curiosidade deles em ver essa vila subaquática pessoalmente começava a desmoronar-se devido a tantas restrições e apertos. Kenichi e Soizen entreolharam-se, preocupados, enquanto Sokei e Lisandra permaneciam caladas, submersas nas suas próprias opiniões e pensamentos.
Os olhares preocupados dos rapazes não passaram despercebidos ao líder da névoa, que fungou de diversão.
- Não se preocupem. Quem é o líder da equipa? – Para surpresa de todos, Sokei deu um passo em frente, intitulando-se como a líder. Lisandra foi a única que achou a atitude arrogante, não exteriorizando o que sentia interiormente – Então és tu, Fukeru? Eu preferia que fosse alguém da minha vila, naturalmente…
- Eu sou capaz de liderar esta equipa, senhor, e é o que pretendo fazer. Não gosto de cooperação descontrolada e sou tolerante perante as regras rigorosas dessa vila subaquática. – Defendeu-se Sokei com um tom inexpressivo, fitando o Mizukage com convicção. Ela foi sincera, não queria que a sua equipa agisse sem qualquer senso de organização nem que fosse liderada por alguém inexperiente. Não que ela fosse experiente, muito pelo contrário, mas sabia que teria confiança suficiente para uma boa liderança.
- Muito bem, se ninguém for contra, confiarei os documentos à Sokei. – O Kage olhou para a restante equipa, na expetativa que um dos seus Genin, fosse qual fosse, desse um passo em frente e revelasse a vontade de liderar como aquela Iwanin demonstrara. Suspirou de desapontamento e pediu à Fukeru para se aproximar com um gesto de mão. Quando ela o fez, entregou-lhe uns documentos – Segue rigorosamente o que está descrito nesses documentos para descobrires a localização da vila subaquática. Pede instruções ao Seizon ou a Lisandra caso não saibas onde ficam estes pontos de referência. – A loira deu uma olhada na papelada enquanto atentava nas palavras de Okashii – Quando chegarem à vila subaquática, desfaz-te destes papéis. Não deixes que nem os seus restos esvoacem com o vento! É uma ordem! Entendido?
Os Genin voltaram a engolir em seco ante tanto rigor, acenando com as cabeças afirmativamente. Sokei continuou a esfolhear a papelada, absorvendo todas as informações que conseguia sobre o paradeiro da vila subaquática. Ela não precisava de revelar ao Mizukage que tinha memória eidética… Caso o fizesse, ele certamente iria querer tratar desse “problema”.
- Então se perceberam, estão dispensados. Apressem-se a completar esta missão, se o Kazekage descobrir que agricultores da sua aldeia estão presos numa das relíquias de Mizu no Kuni… A sua reação poderá não ser das melhores. – Foram as últimas palavras que a equipa ouviu antes de Lisandra fechar a porta do gabinete atrás deles…
Os quatro apressaram-se a sair do edifício do Mizukage. Quando chegaram à habitual névoa friorenta de Kirigakure, usufruíram-se de diversos Shunshin velozes para chegarem o mais depressa possível ao portão da vila. Por entre o caminho, a confusão era mais do que esperada.
- Lisandra, tu alguma vez ouviste falar de uma vila subaquática? – Perguntou Seizon, olhando para as costas da sua companheira de vila que corria entre Shunshin à sua frente.
- Acho que não… - Respondeu a rapariga curtamente, não demonstrando no seu tom de voz qualquer intenção de continuar a falar com a restante equipa.
Seizon estranhou tanta frieza, perguntando-se apenas nesse momento o porquê de nunca antes ter ouvido falar do nome “Lisandra Lockhart”… Só quando Lisandra desviou a cabeça para trás e o olhou com agressividade é que ele reparou que tinha passado minutos a observá-la, como se desse modo conseguisse descobrir mais sobre a rapariga tão misteriosa.
- Perdeste alguma coisa? – Perguntou a adolescente, demonstrando que se sentia muito mais incomodada do que realmente havia colocado no tom de voz. Seizon atrapalhou-se com a súbita aspereza, rindo nervosamente e desviando o olhar para Kenichi enquanto assobiava como se não fosse nada com ele – Bem me parecia…
- K-kenichi! Então, ainda estás por Kiri?! – Perguntou o kirinin na tentativa de afastar-se da sua companheira da vila, aproximando-se, ainda a meio da corrida, dele e da sua conversa com Sokei.
- A vila está submersa numa enorme bolha?! – Foi o que Seizon ouviu sair da boca do Okamoto, não se preocupando minimamente se foi ou não ignorado. Os dois Iwanin discutiam sobre o que Sokei conseguira decorar dos papéis entregues pelo Mizukage – E a vila é conectada com a superfície por um lago não muito longe daqui?
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
Kiba

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Puorto
Número de Mensagens : 3441

Registo Ninja
Nome: Seizon
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 900
Total de Habilitações: 52,5

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Seg 17 Nov 2014 - 2:43

Os quatro Gennins partiram em direcção ao local indicado nos documentos. Apesar de ter sido Sokei quem se havia declarado líder do grupo, naquele momento era Lisandra quem ia à frente. Não estava muito interessada em falar com nenhum dos seus colegas e era a que conhecia o melhor trajecto para chegar rapidamente ao lago que servia de ligação com a vila.
- Ela é um bocado esquisita, não é? - Seizon sussurrava enquanto olhava para a sua compatriota que ia na frente. Após Sokei olhar para a Tanto do rapaz com algum desdém acenou com a cabeça.
- Um “bocado” um bocado grande. - riu-se Kenichi. A rapariga que ia avante lançou um ar penetrante para os seus colegas de equipa o que os fez calar de imediato.
À medida que se iam aproximando do local onde estaria o lago a flora ia ficando menos densa, até que chegaram a uma espécie ao limite da “placa” de terra onde estavam. Estavam portanto à beira de um precipício apesar do seu fundo ser perceptível. Conseguiam avistar uma massa de água ao longe e uma pequena cascata um pouco mais ao lado que ia parar directamente ao lago.
- Acho que é ali. - disse Lisandra começando a descer o dito precipício, após concentrar chakra na palma dos pés. Os três Gennins que a seguiam fizeram o mesmo e, também com chakra concentrado nas plantas dos pés, seguiram a rapariga.
- A partir de aqui sou eu que tomo a liderança, tendo em conta que fui destacada como líder do grupo. - a kunoichi de Iwagakure lia mais uma vez os documentos e observava o lago. Tinha uma forma ligeiramente oval e continha no seu centro uma gruta natural - daqui é impossível ver o que está na gruta.. se é que está alguma coisa. De qualquer das formas, a entrada deve ser por ali.
- Sokei-senpai - disse Kenichi num tom um tanto irónico. Seizon soltou uma pequena gargalhada - como é que vamos conseguir respirar debaixo de água? - a rapariga loira levou a mão ao queixo e olhou em volta. Observou algumas canas de bambu não muito longe da cascata e apontou para lá.
- Aquilo… não serve para conseguirmos respirar até à suposta cidade mas já nos dá uma ajuda. Depois temos que suster a respiração. - os dois rapazes da equipa puseram-se, com um Shunshin, imediatamente perto de onde estava o bambu. - As canas têm que ser o mais alto possível! - gritava a líder. Seizon cortou duas canas com a sua Tanto e Kenichi outras duas com uma kunai. Cada cana tinha cerca de cinquenta centímetros de altura. Era muito pouco mas isso não os fez desistir.
- Obrigado. Podia ser um bocado maior... - disse a kunoichi de Kirigakure um tanto carrancuda. Seizon deu uma das canas a Lisandra e ficou com a outra. Kenichi partilhou a sua com Sokei.
Os quatro Gennins não perderam tempo e puseram-se dentro de água, cada um agarrado a uma cana de bambu para poder respirar o máximo. Quando chegaram aos cinquenta centímetros de profundidade, a cana já não lhes servia de muito portanto os quatro tentaram regular a respiração enviando alguma chakra para os pulmões. Estavam agora a tentar nadar o mais rápido que conseguiam para dentro da gruta. Era possível que existisse um sítio onde pudessem respirar e Sokei sabia disso, liderando o grupo e fazendo periodicamente sinal para estes avançarem.
À medida que entravam na gruta já conseguiam enxergar uma zona não natural e que era rodeada por uma bolha. Porém não havia ali nenhuma zona onde pudessem parar para respirar. Mais uma vez, a líder do grupo fazia sinais com as mãos para os seus colegas de equipa não pararem e, concentrando algum chakra na palma das suas mãos fez com que a sua velocidade aumentasse usando o Shotto no Chakra no jutsu. Pouco depois de o fazer, Sokei estava já dentro da bolha e perto do portão de um grande e majestoso templo.
- “Hum, bem pensado.” - Seizon decidiu seguir a colega e, concentrando algum chakra, disparou várias balas de água para dar um pequeno boost na sua velocidade. Lisandra também concentrou algum chakra e fez a mesma coisa mas com o Mizurappa - “Aquele gajo tinha que ser diferente.” - Seizon ria-se de Kenichi, que ia agarrado a umpeixe de barro, feito com o C2 após moldar a argila com algum chakra.
- Finalmente chegamos, umph! - dizia Lisandra sacudindo o seu traje. Estavam agora todos à porta do templo.
- Desfançam-se dos documentos que vos trouxeram aqui. - disse um homem que apareceu do nada em frente aos três Gennins.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kylo Soldier

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 97
Localização : Algum lugar do mundo.
Número de Mensagens : 874

Registo Ninja
Nome: Uchiha Sekai
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Qua 19 Nov 2014 - 0:45

Foi um susto para os jovens quando de repente um homem encapuzado surgiu na frente deles. Todos deram um passo à trás no momento em que ele surgiu. Instintivamente a jovem de cabelos bicolor, Lisandra, sacou uma kunai agilmente de dentro de uma de suas bolsas de equipamentos.

Eliminem os papeis que trouxeram vocês até aqui ou não adentraram. — falou o homem, sua voz era grave e rouca.

Os Gennins se entre olharam, eram as mesmas ordens que o Mizukage havia lhes dado, então aquele devia ser o guia que os acompanharia pelo templo. Sokei olhou para os papeis em suas mãos, eles já estava molhados e quase desfazendo-se. A loira segurou com as duas mãos nos papeis e então começou a rasga-los ate virarem um monte de pedaços.

Eu disse para eliminar o papel. — repetiu o homem.

Kenichi crie uma pequena bomba para acabar com o papeis. — ordenou a Iwanin.

O rapaz nem contestou, apenas enfiou uma das mãos em uma bolsa de argila posicionada ao lado de seu corpo. Concentrou seu chakra naquela criação e então criou uma pequena aranha feita de argila explosiva. Lisandra observou atentamente o acontecimento, jamais tinha visto alguém fazer aquilo. Seus olhos presos ao pequeno bicho indo em direção das folhas rasgadas, quando subiu nos pedaços fez uma pequena explosão e então fez-se em pó as folhas. Lis aproximou-se do monte de cinzas e com os pés jogou terra do chão sobre o que restara.

Eliminado e enterrado. — disse a Kirinin.

Acompanhem-me. — falou o homem indo em direção do portão.

Lisandra tomou à frente, guardou a arma de volta na bolsa e seguiu o homem. Os outros Gennins vieram logo em seguida. Sokei olhava para a Lockhart com um olhar de certa raiva, na maior parte do tempo ela era gentil com as pessoas, porém aquela garota já estava começando a lhe incomodar um bocado.

Eles pararam diante do portão. O homem avançou mas um pouco, bateu na porta em uma espécie de código. Ambas as garotas pararam para prestar atenção, tentando decorar as batidas que eram realizadas contra a madeira, não era muito difícil e talvez fosse útil para algo mais tarde. De repente os imensos portões de madeira se abriram, um ranger de algum maquinário e o tilintar das correntes faziam um som alto o suficiente para incomodar os jovens levemente.

Todos avançaram para dentro do templo. Do lado de fora ele já parecia bonito, por dentro ele era magnifico. Um templo feito em pedras com adornos produzidos de algumas plantas. Havia uma corrente de água que atravessava toda o local, como um pequeno rio dentro do templo. Ele era alto e imponente, com vários prédios feitos de madeira e das mais diversas pedras. Os jovens ficaram maravilhados com a vista, menos Lisandra, que mal se dava o trabalho de girar a cabeça para observar as coisas, estava demasiadamente focada para distrair-se com a beleza arquitetônica do local.

Eu sei que você não é muito de falar, mas notei que está planejando algo. — sussurrou a loira falando com Lisandra.

Estou localizando e memorizando as saídas. O Kage nos advertiu para tomar cuidado, então prefiro estar segura de como saber sair daqui. — respondeu a Kirinin, em um tom baixo, mas suficiente para que a Fukeru pudesse ouvi-la. — Tem mais uma coisa. Olhe para as casas, não há ninguém nelas.

A loira olhou ao redor, ficou surpresa por nem mesmo ela ter notado aquilo, voltou-se para a sua companheira de equipe. Naquele momento eles chegarem na praça central, um belo lugar com uma fonte de água bem em seu centro, onde desta escorria a água para o rio que percorria a cidade. O homem parou diante da fonte, pegou um pouco com as mãos e bebeu.

Tomem um pouco da água da fonte, garanto que jamais beberão água como esta. — falou o homem, saindo da frente para permitir a passagem dos gennins.

Todos aproximaram-se da fonte, os rapazes foram os primeiros a tomar, enchendo as mãos. Lisandra e Sokei se entre olharam, desconfiadas de aquilo não fosse boa coisa. Passaram-se alguns segundos, que para as duas pareceram um pouco mais. Lis, então, tomou a dianteira, pegou a água com as mãos e levou até a boca, fez um movimento de como se estivesse engolindo a mesma, mas não o fez, permanecendo com o liquido na boca. Como não era muito de falar talvez ninguém notasse que não havia bebido de verdade a água. Não poderia saber se a sua companheira havia feito o mesmo, mas esperava que sim, pois se algo ocorresse ela sozinha não seria o suficiente para proteje-los.

O homem encapuzado esgueirou uma das mãos para fora do manto que cobria seu corpo e estendeu para que os jovens o seguissem novamente. O cenário agora ia alterando-se, pois as ruas vinham tornando-se mais estreitas o que dificultava que todos andassem juntos, tendo que ficar as garotas na frente e os rapazes logo atrás.

Olha, até que essas duas não são tão ruins assim. Olha a bun... — Seizon iniciou sua fala porém foi interrompido por uma cotovelada de Kenichi.

No momento em que o Iwanin ia responder algo, ele sentiu-se mal. Seu corpo travou, de repente caiu de joelhos no chão, não conseguia mover o corpo e então só viu de relance o Kirinin cair ao seu lado. As duas garotas permaneceram de pé. Quando perceberam o que estava acontecendo já encontravam-se cercadas por todos os lados. Diversos homens estava pelas janelas e pelas ruas. Era uma emboscada, a água provavelmente trazia algo que paralisava o corpo. Neste instante as duas jovens cuspiram a quantidade de água que traziam na boca. Agora apenas elas contra vários homens armados e preparados para uma batalha, o que iria acontecer?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Filipe_G

Membro | Iwa
Membro | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Your momma's ass
Número de Mensagens : 1252

Registo Ninja
Nome: Kenichi Okamoto
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3940
Total de Habilitações: 182,75

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Qua 19 Nov 2014 - 11:52

As duas kunoichis face à situação encostaram as costas uma à outra para poderem ter um ângulo de visão sobre todos os homens que as rodeavam. Maior parte dos homens em questão empunhavam armas, o que fez as raparigas pensarem que era pouco provável que os homens fossem Shinobis.

-Já reparas-te? - Perguntou Sokei, sussurrando.
-Sim, armas. - Respondeu Lisandra, no mesmo tom que a Fukeru - Não devem ser Shinobis. Se fossem já nos tinham atacado, pois com os números deles teriam clara vantagem sobre Gennins como nós.
-É por isso que esta vila é secreta - Apontou Sokei - As defesas deles são limitadas, por isso têm manter a vila em segredo. O que quer que seja que eles estão a esconder aqui deve ser algo realmente poderoso.
-O que fizeram aos agricultores que aqui vieram? - Perguntou Lisandra gritando
-Não se preocupem meninas - Respondeu um dos homens - Estão prestes a ter o mesmo destino deles.
-Mesmo sendo mais fortes que eles individualmente, se eles nos atacarem todos ao mesmo tempo, não sei se vamos conseguir escapar ilesas - Observou Sokei, voltando a sussurrar - Quantos é que contas do teu lado?
-Quatro - Respondeu Lisandra - E tu?
-Quatro também - Respondeu Sokei - Raio dos rapazes, a dormir quando precisamos deles. Vou tentar acordá-los, consegues criar-me uma distracção?
-Às suas ordens, líder destemida - Respondeu Lisandra, sarcasticamente.

A Kirinin fez uns selos, concentrando chakra, e usou o Kirigakure no Jutsu para criar uma grande névoa à sua volta, que dificultava a vista a todos, incluindo aos oito homens que rodeavam os Gennins. Os homens temendo um ataque iminente das Kunoichis, mantiveram-se no mesmo local, erguendo as suas armas como se preparassem para se defender, mas Sokei simplesmente fez uns selos, e concentrou chakra na suas cordas vocais, para usar o Utsusemi no Jutsu, e projectar a sua voz directamente para os ouvidos dos seus parceiros caídos: "Acordem!" Mas os Gennins não mostraram qualquer reacção "Acordem já!" Os dois Gennins começaram a mexer-se ligeiramente, começando a recuperar os seus sentidos, mas àquele ritmo ainda iam demorar a acordar completamente. Um dos homens de repente começou a correr em direcção as Kunoichis, fazendo com que ambas perdessem a concentração, interrompendo os jutsus que estavam a fazer. O homem aproximava-se empunhando uma kunai apontado às Kunoichis, mas ao aproximar-se, Sokei rapidamente usou um Konoha Reppū, mandando o homem ao chão, e fazendo com que ele largasse a sua kunai. Lisandra aproveitou a deixa e rapidamente fez selos, concentrando chakra, terminado com o selo Javali, para usar o Oto Shinto no Gen, em dois dos homens que estavam à sua frente, confundindo-os, sendo que os outros dois começaram a correr na sua direcção.

-Sokei, rápido, pega na kunai e atira-lhes! - Acudiu Lisandra
-Não, eu recuso-me a usar armas! - Ripostou a Iwanin.

Mais um dos homens que estavam em frente a Sokei começou a correr em direcção a ela, sendo que os outros dois seguiram atrás momentos depois, enquanto que os homens em frente a Lisandra também já estavam muito perto delas.

-Sokei, baixa-te!  - Acudiu a Kirinin.

A Iwanin então, quando o primeiro homem se aproximou dela, usou o Konoha Daisenpū, disferindo um forte pontapé na cabeça dele, baixando-se de seguida para dar mais um pontapé nas pernas dele, que o derrubou. Lisandra de seguida fez uns selos, concentrando chakra, e usou o Suiton: Mizurappa, soltando um grande jacto de água, e começou a rodar sobre si própria para atingir todos os homens que ainda estavam em pé, mesmo os que estavam atrás de si.

-Lisandra, tive uma ideia! Usa esse jutsu no Kenichi e no Seizon! - Sugeriu Sokei.

A Kirinin novamente fez uns selos, concentrou chakra, e usou o Suiton: Mizurappa novamente, desta vez apontando o jacto de água aos seus companheiros, mas com forrça diminuída. O jacto de água foi o suficiente para voltar a acordar os dois shinobis que perderam alguma acção.

-O que aconteceu? - Perguntou Seizon ainda tentando recuperar os sentidos completamente.
-A água que vocês beberam, tinha algum agente que vos fez adormecer - Informou Lisandra.
-Água minada? Ugh, que truque baixo - Disse Kenichi, com um ligeiro toque cómico - Mas como é que vocês não adormeceram também?
-Usámos os nossos cérebros e não engolimos a água que nos foi oferecida por estranhos - Retorquiu Sokei.
-Ahah, fizeste uma piada? - Respondeu Kenichi, com um tom irónico.
-Cala-te e concentra-te - Respondeu a Iwanin - O comabte ainda não terminou.

Os quatros Gennins voltaram a reunir-se enquanto alguns dos homens recompunham-se e se levantavam preparados para atacar os shinobis novamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Ter 25 Nov 2014 - 15:49

Off: Já tinha pedido para me passarem à frente, mas parece que querem à força que eu poste xd. Aqui está, escrito à quatro lambadas.

Com a sua equipa novamente reunida, e desejosa de se vingar do seu inimigo pela sua emboscada, Sokei observou os seus inimigos. Como o nível do seu Kashikogan não lhe permitia uma rápida análise geral, contentou-se ao analisar os inimigos mais experientes, adquirindo o máximo de informação que podia.
- Não se preocupem, o inimigo não é experiente em artes ninjas como Ninjutsu ou Genjutsu. A sua única forma de atacar é física e, mesmo essa, é francamente inferior à nossa. A única vantagem deles é o seu maior número… - A voz da Fukeru fazia-se ouvir por entre a sua equipa e apenas para ela era dirigida, muito embora os seus oponentes também a conseguissem ouvir. No entanto, o seu olhar esmeralda continuava a incidir-se unicamente no adversário, que observava a equipa de Genin nervosamente – Eles sabem que não são capazes de nos derrotar e mesmo assim lutam? Estas pessoas são de longe as responsáveis por esta história do rapto dos comerciantes. Eles não lutam na tentativa de nos derrotar… Os braços tremem demasiado a segurar nas armas e têm tanta experiência a manusear uma espada como uma criança a pegar numa faca pela primeira vez. Têm braços fortes como os de agricultores, não de lutadores. Só pode significar que… - O seu olhar finalmente se afastou do esquadrão inimigo, visando a sua equipa. Seizon e Kenichi estavam virados de costa para ela, focados no seu inimigo e preparados para investir quando achassem necessário, enquanto Lisandra era a que estava mais próxima, virada para o segundo esquadrão na direção oposta – Não os magoem demasiado, são apenas camponeses a serem obrigados a lutar! – Os restantes Genin pareceram surpresos ante a súbita afirmação, mas a situação em que se encontravam não lhe permitiam ter a mesma ousadia que Sokei tinha ao ponto de os levar a discutir sobre esses pontos – Eles vão ajudar-nos a desvendar este mistério todo!
O conhecimento da kunoichi loira pareceu despoletar a coragem que faltava nos camponeses para investir na ofensiva. Haviam oito deles para quatro Genin; quatro para os dois rapazes e os restantes para as raparigas. Alguns traziam espadas e escudos de madeira rasca enquanto outros confiavam, ou viam-se obrigados, a lutar unicamente com os seus punhos.
- Kenichi, evita explosões desnecessárias! Estamos demasiado apertados para esse tipo de ataque e eles são apenas camponeses! Não têm capacidade para sobreviver a isso… - Exclamou a líder, nem esperando pela resposta do seu companheiro de vila para rapidamente se direcionar ao próximo companheiro de equipa – Seizon, vai para o meio deles e desarma todos os que conseguires! O teu lado é o que têm mais espadachins, então confisca todas as espadas que conseguires! O Kenichi dar-te-á cobertura na retaguarda! – Os rapazes pareceram acatar as ordens, embora com alguma relutância inicial, o que fez a Fukeru dirigir-se então à última companheira – Lisandra, aqui vamos fazer igual. Só que eu não vou desarmar ninguém, apenas vou afastá-lo das suas armas e derrotar quem se revelar demasiado perigoso ou insistente. Tu também ficas à retaguarda, a dar-me cobertura.
- Se me apetecer… - Foi a única coisa que a kirinin proferiu. As duas fitaram-se brevemente, iniciando uma luta de olhares frios e calculistas que certamente não terminaria verdadeiramente ali. Sokei acabou por dar de ombros, desaparecendo com um Shunshin, deixando para trás uma Lisandra insatisfeita e cada vez a gostar menos da sua companheira de Iwa.
- Eu já sabia que não devia usar explosões, não precisavas de mo dizer, Sokei… - Murmurou Kenichi para si mesmo, apanhando a atenção de Seizon que se tentou aproximar para o poder ouvir melhor – Nada, nada, Seizon. Temos coisas a tratar, não é verdade?!
O kirinin lançou apenas um urro de triunfo, como já tivesse vencido o combate antes de sequer o terem começado, e correu a aplicar o plano de Sokei. Embora ainda lhe custasse a considera-la a líder da equipa, a verdade é que ela dava uma certa organização e sempre o poupava tempo de pensar em estratégias.
Aproximou-se com um Shunshin dos seus oponentes e depressa começou a semear caos. Os camponeses nem foram capazes de perceber a súbita aproximação do Genin de Kiri, agitando desorganizadamente as suas espadas na tentativa de o ferir ou parar. Seizon apenas se ria com confiança, esquivando todas as lâminas afiadas. Nesses saltos ágeis, captou uma abertura num dos seus adversários. Realizou uns selos e deixou que chakra se aglomerasse na sua boca.
- Suiton… - Anunciou, enchendo as suas bochechas de água – Teppōdama!
Uma bala de água projetou-se e embateu violentamente contra as costas do desprevenido, fazendo-o cair de face contra o chão e deixar que a sua espada caísse no solo aquoso. Seizon não deixou a oportunidade escapar, rebolando para perto da arma e agarrando-a firmemente. Uma espadada surgiu num dos seus flancos, obrigando-o a colocar a nova arma verticalmente para se proteger. O impacto foi intenso, mas a força nas pernas do kirinin manteve-o de pé… Até que uma rasteira de um dos camponeses o projetasse dolorosamente contra o solo. Nessa posição desvantajosa, ele apenas conseguiu rebolar lateralmente para se esquivar de todas as estocadas que se seguiram.
- Kenichi! Podias ajudar, não?! – Guinchou, puxando a sua espada em frente para bloquear outra que tentava atingi-lo no peito.
O chamamento acordou o Okamoto que, até então, olhava para a luta distraído. Achara engraçado ver o seu amigo de Kiri a divertir-se com os camponeses, nem percebendo que ele se encontrava em dificuldades.
- Calma, calma! – Pediu, tentando não atrapalhar-se na realização de selos e concentração de chakra. O aviso de Sokei para não usar explosões soou-lhe na mente, obrigando-o a controlar-se no chakra Bakuton que usava nos seus Ninjutsus – Não preciso de usar explosões poderosas… - Acabou por arremessar diversas cápsulas de argila C0 para perto de Seizon e dos camponeses, apressando-se a criar pequenas explosões, que nem chegavam a incomodar, para formar uma densa nuvem de fumo – Espero que consigas ver bem!
 
No outro lado, as raparigas da equipa também se mantinham ocupadas com os seus oponentes inexperientes em luta. Sokei distribuía pontapés e socos por entre as espadas e murros adversários, usufruindo-se da sua agilidade para conseguir causar e evitar o máximo de dano.
- Hōshō! – Bramiu, reunindo toda a força no seu braço para atingir com uma palmada no braço de um dos espadachins, causando-lhe tanta dor que o obrigou a deixar cair a espada para o chão. A Fukeru depressa chutou a espada para longe, seguindo a sua ofensiva com uma rasteira nas pernas do camponês, atirando-o para o solo. Imediatamente se viu obrigada a saltar para trás, evitando uma estocada que de certo seria fatal caso atingisse – Lisandra, onde está a tua cobertura?

- Quando é que eu disse que a daria?! – Resmungou a Lockhart, surgindo com um Shunshin à beira da sua companheira loira. Agarrou numa das suas kunai e espetou-a no braço do espadachim que tentou matar a Fukeru, obrigando a que a sua arma penetrasse o fundo possível na carne dele. Um gemido de agonia intenso fez-se ouvir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
Filipe_G

Membro | Iwa
Membro | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Your momma's ass
Número de Mensagens : 1252

Registo Ninja
Nome: Kenichi Okamoto
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3940
Total de Habilitações: 182,75

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Seg 1 Dez 2014 - 12:15

-Mas o que é que tu pensas que estás a fazer? - Gritou Sokei, dirigindo a pergunta a Lisandra.
-A dar-te cobertura, não foi isso que pediste? - Respondeu Lisandra sarcasticamente.
-Sim, mas não é suposto ferires as pessoas que viemos aqui resgatar! - Exclamou Sokei.
-É uma ferida no braço, um jutsu médico básico facilmente o cura! - Retorquiu Lisandra.
-E estás a ver algum utilizador de jutsus médicos aqui? - Perguntou Sokei - Ou achas que o consegues levar a um antes que ele se esvazie em sangue? Consegues facilmente transportá-lo para a superfície sem que o sangue dele atraia algum animal subaquático?

Lisandra ficou hesitante sobre como proceder, devido aos factos que a sua colega de missão lhe apresentou. Os agricultores que estavam a lutar contra elas depressa tentaram socorrer o seu colega, enquanto tambem ouviam a discussão que estava a ocorrer entre Sokei e Lisandra.

-O que é que vocês querem dizer, estão aqui para nos ajudar? - Perguntou um dos agricultores, um rapaz que estava no mesmo grupo de idade que os shinobis - Não estão aqui para assaltar a vila?
-Não, não estamos - Respondeu Sokei - Estamos aqui para vos levar de volta a superfície e levar-vos a casa.
-Nós não podemos voltar ainda para casa - Disse outro agricultor, este visivelmente mais velho - O dono da quinta onde nós trabalhamos enviou uma letra para esta vila, e ordenou-nos a ficar aqui a guardar as raras plantas, que só conseguem aqui crescer. Ele disse-nos que a sobrevivência da nossa quinta dependia destas plantas.
-Mas não foi o dono da quinta deles que mandou o pedido de resgate deles, Sokei? - Perguntou Kenichi, depois dele e Seizon terem terminado de combater com os agricultores, ao todos verem que Sokei e Lisandra estavam agora a falar com os outros agricultores.
-Sim, foi - Respondeu Sokei - Algo aqui não está certo.
-O que é que sabemos sobre esta vila até agora? - Perguntou Lisandra, tentando fazer com que todos ajudassem a pensar no que estava a acontecer.
-Que eles tentam manter a existência deste lugar um completo segredo! - Respondeu Seizon, algo relaxado.
-E que tomam medidas extremas para assim manterem a vila - Continuou o jovem agricultor.
-Como é que eles vos têm estado a tratar aqui? - Inquiriu Kenichi aos agricultores.
-Nós temos estado algo excluídos do resto da população local - Respondeu o agricultor mais velho - É rara a vez em que vemos algum cidadão local.
-Estão a pensar no mesmo que eu? - Perguntou Kenichi ao resto do seu grupo.
-Que os cidadaõs são tão secretivos quanto a sua própria vila? - Respondeu Seizon, com um tom gozador.
-Não é isso que ele está a querer dizer, Seizon - Respondeu Lisandra - Algo mais se passa aqui.
-Vocês não estão aqui a ajudar a vila - Disse finalmente Sokei - Vocês estão aqui como prisioneiros! Eles não podem deixar que alguem saia daqui vivo, e liberte informação da vila, por isso mantêm-vos aqui presos.
-E a carta que o dono da quinta enviou? - Perguntou o agricultor mais novo, confuso.
-Provavelmente foi falsificada por eles - Respondeu  Kenichi.
-O que quer dizer que tambem vão querer manter-nos aqui - Observou Lisandra.
-Ou seja temos de sair daqui rapidamente - Disse Seizon.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kylo Soldier

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 97
Localização : Algum lugar do mundo.
Número de Mensagens : 874

Registo Ninja
Nome: Uchiha Sekai
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Dom 22 Fev 2015 - 16:43

— Precisamos descobrir os motivos deles estarem mantendo as pessoas aqui desta forma. Tem algo muito estranho nisto. — falou Sokei com tom sobrepondo a voz do Kirinin. — Não podemos deixar que mais pessoas sofram com isto.

— Se não notou estamos em uma bolha em baixo d’água, em um lugar que não conhecemos. — Lisandra ergueu um pouco mais a voz do que a sua companheira. — A nossa missão é apenas tirar eles daqui, não acabar com algum plano maluco que estejam planejando.

— Lisandra está certa, Sokei. — disse Seizon concordando com a jovem de sua vila.

— Eu não vou permitir que mais pessoas sejam enganadas e mantidas aqui. — a jovem loira ficou frente-a-frente com a Kirinin. — Eu estou no comando aqui, nós iremos investigar tudo isso.

— Não, nós não iremos. Estamos em plena desvantagem, não conhecemos o território, não sabemos absolutamente nada sobre o inimigo. Nós nem sequer podemos chamar reforços, estamos em baixo de um imenso lago, e não temos nada que possamos enviar para pedir ajuda. — Lisandra falou ininterruptamente, quando terminou respirou fundo para retomar o ar que perdera após tanto dizer, mas seu olhar não desviou. Ambas as jovens trocavam seus olhares frios e intensos, uma guerra cerebral travada a cada instante.

— Acho melhor as duas se acalmarem, nem sabemos se vamos conseguir sair daqui, afinal como sairem tao rápido pela água? — o Okamoto interferiu no “combate” das duas, o que resultou em dois olhares mal humorados e cheios de ódio se virassem contra ele. No mesmo instante o jovem deu um passo para trás receoso.

— O garoto tem razão, precisamos nos preocupar em uma forma de sair daqui primeiro, e depois lidaremos com problemas pessoais. — disse um dos camponeses, o homem que tinha uma aparência mais idosa.

Ambas as jovens cruzaram seus braços e deram as costas uma para a outra. Os dois rapazes suspiraram e se entre olharam um breve sorriso no canto da boca. Seizon deu um passo a frente e logo expos algo que lhe incomodava.

— Como levaremos todos pela água? E sem contar se o objetivo é manter a gente aqui já deve haver algo nos impedindo de sair daqui por aquele local. — questionou o rapaz de Kiri, fazendo uma observação muito pertinente.

— Não precisamos ir pela água, existe uma… — o camponês mais jovem começou a explicar algo que aparentemente era importante quando de repente uma lâmina atravessou seu peito. Uma Katana com um tom escuro de metal.

Todos assustaram-se, os camponeses correram para trás dos gennins. Apenas um homem permaneceu no seu lugar, seus olhos esbugalhados, ele estava chocado. Quando a lâmina foi retirada do peito do rapaz e seu corpo foi ao chão, o homem lançou-se de joelhos proximo a ele. Seus olhos cheios de lagrimas, o corpo tremendo. Sokei e Lisandra se entre olharam e sabiam que aquele era provavelmente o filho do homem. Elas engoliram em seco e voltaram seus olhos para ver quem havia atacado o garoto.

Uma figura vestida de vestes soltas e leves carregando em sua mão uma espada longa e bem afiada, os cabelos negros e longos. Era alto, mais alto do que qualquer um dos Gennins, e do que a maioria dos camponeses. O assassino girou a espada com a mão e a ergueu acima de sua cabeça com a lâmina voltada para baixo.

— Alguma ultima palavra? — proferiu o espadachim referindo-se ao homem de joelhos no chão. — Como eu pensei. — disse ao receber o silêncio como resposta.

Então o mesmo começou o movimento de descida da arma. Seizon foi o primeiro a avançar, antes mesmo do homem dizer algo ou movimentar-se. Velozmente correu em direção ao homem de joelhos no chão na tentativa de salva-lo, ele estava a cerca de dois metros a sua frente não seria difícil alcança-lo, mas o problema seria protege-lo. Então sem muito pensar jogou-se de corpo por cima do homem no momento em que notara que seria desferido um golpe com a espada, tinha a intenção de receber o golpe em seu lugar. Porém no exato momento em que tomara a atitude de tentar defender o homem seus companheiros o seguiram com ferocidade. Sokei e Lisandra apesar desta antipatia que tinham uma com a outra sabiam como trabalhar juntas. Simultaneamente com a corrida de seu companheiro elas avançaram, e bastou alguns olhares para que se entendessem. Lisandra olhou para a espada que estava próxima aos pés da loira e de imediato a Iwanin seguiu para pega-la.

Sokei com o pé chutou a espada para cima, levantando-a a mais ou menos na altura de seu rosto, depois a segurou e arremessou em direção a Lisandra. A jovem de Iwa quando aproximou-se do homem, jogou-se de joelhos logo ao lado dele. Seizon acabara de debruçar-se sobre o homem para protege-lo. Sokei estava ao seu lado de joelhos, a jovem cruzara os braços a formar um X e erguera sobre a cabeça, na intenção de segurar a lâmina com seus próprios braços, o que certamente teria arrancado eles fora se não fosse pelo trabalho em equipe. Alguns instantes antes da lâmina alcançar o braço de Sokei, a jovem de cabelos bicolor colocou o lado achatado da espada, que tinha em mãos, sobre os braços de Sokei. Ela lançou-se ao chão de joelhos para apoiar o cabo por baixo, a lâmina encontrava-se na horizontal e sobre o apoio dos braços das jovens fazendo com que fosse possível defender o golpe. Fazendo assim com que o golpe acertasse a espada. As jovens sentiram o forte impacto nos braços, ambas fizeram um careta de dor, porém não fora algo que as machucasse gravemente.

O trabalho de ambas salvara a vida de seu companheiro e do homem, porém ainda não estava acabado. O quarto gennin, Kenichi, avançava para realizar o contra-ataque. Aproveitando-se da espada que suas amigas seguravam na horizontal o jovem apoiou-se nela com um de seus pés e de um rápido impulso que o lançou para cima. Enquanto realizava uma cambalhota em pleno ar o rapaz enfiou suas mãos na bolsa de argila. Com as bocas de sua mãos foram moldados pequenas aranhas de argila, com isto o rapaz concentrou seu chakra em suas esculturas e as lançou em direção ao rosto do espadachim. As pequenas bombas explodiram e fizeram com que o espadachim recuasse alguns passos para trás, não dava para ver nitidamente o que havia acontecido com o adversário devido a fumaça, porém eles não perderam tempo.

Okamoto aterrissou alguns metros atrás do homem. Lis, Sokei e Seizon estavam já de pé, posicionados alguns centímetros a frente do homem que protegeram. Os outros camponeses aproximaram-se e recolheram o corpo do jovem e retiraram o homem dali para que não atrapalhasse.

—Vejo que são Shinobis, porém iniciantes. — a fumaça que cobria em parte o homem desaparecera e revelara que o mesmo não sofrera nem sequer um arranhão.

Os três se entre olharam espantados com a situação. Kenichi nem mesmo vira se algo havia acontecido, apenas permaneceu em alerta esperando alguma ação dos seus companheiros para que pudesse acompanha-los na batalha.

— Temos que tomar cuidado, ele parece forte. O Kenichi está isolado e pode ser alvo fácil, não creio que seja uma boa ideia nós enfrentarmos ele, pelo menos não aqui. Não seremos capazes de enfrenta-lo e defender os camponeses ao mesmo tempo. — cochichou a Kirinin para seus companheiros.

— Dois de nós podem ficar e distrai-lo enquanto os outros dois tiram os camponeses daqui. — cochichou Sokei de volta.

Ambos os Kirinins acenaram com a cabeça concordando. Lisandra deu um passo para frente em sinal de que ficaria para a luta, Sokei iria lhe acompanhar, porém a jovem de cabelos de duas cores estendeu o braço a impedindo de ficar ao seu lado.

— Deixa isso comigo e com o cabeça de argila. Vocês deixem essas pessoas seguras e voltem para nos encontrar. — disse a Lockhart com um olhar mais calmo e menos implicante.

Sokei deu um breve sorriso e acenou com a cabeça. Então Seizon e Sokei partiram junto aos camponeses, para leva-los para um local mais seguro.

— Acha mesmo que podem esconder essas pessoas de mim? Eu conheço cada canto desta cidade, eu os procurarei por todos os cantos depois que matar vocês dois. — proferiu o homem com sua voz grossa e rouca. Posicionou-se e empunhou a espada, pronto para o combate.

— Ei cabeça de argila, vamos precisar lutar com tudo para segurar esse cara. — gritou Lis direcionando-se ao companheiro de equipe como se o homem nem mesmo estivesse ali.

— Pode deixar. — gritou de volta.

— Crianças patéticas, acham que podem sequer me segurar? É o que veremos. — o homem deu seu primeiro passo. Um veloz impulso para frente em direção a Lockhart.

A jovem conseguira acompanhar a movimentação do homem, ele não era exageradamente veloz, porém não era de todo lerdo. Quando a lâmina aproximou-se dela, pronto para infringir uma estocada em meio aos seus peitos e lhe acertar o coração, a garota lançou o corpo para a direita. Jogando-se no chão, rolando e ficando de joelhos logo ao lado. O homem parara bem ao seu lado após efetuar a tentativa de estocada.

O Iwanin aproveitou-se da distração do homem com a jovem kunoichi e avançou para o ataque. O rapaz enfiou ambas as mãos dentro das bolsas de argila que carregava consigo, as mãos em suas bocas deram inicio ao trabalho. Ao mesmo tempo o rapaz concentrava chakra na argila para que assim pudesse faze-la explodir depois. Moldou alguns pequenos pássaros com a mão e os lançou em direção ao seu inimigo, estes voaram velozmente em direção ao homem.

— Katsu! — gritou o rapaz, com os dedos indicador e médio, da mão esquerda, erguidos. No exato momento em que as aves atingiram a altura do rosto do homem elas explodiram.

O samurai foi pego de surpresa e cambaleou para o lado, foi o momento perfeito para a jovem realizar um ataque. Ela levou uma de suas mãos até a bolsa de couro em sua cintura, sacou uma kunai, agilmente a empunhou. Seguiu com velocidade, o mais veloz que suas penas lhe permitiam. Quando aproximou-se cravou a arma em meio ao peito do inimigo e a puxou para baixo, abrindo no tórax do homem um espaço. No momento em que a mesma pensou em se distanciar a mão do homem lhe agarrou o braço.

Este momento a jovem sentiu-se confusa, ela olhou para seu braço como instinto e quando olhou de volta para o peito do homem viu a ferida sendo curada automaticamente. Ela apenas teve o vislumbre do rápido sorriso sarcástico do oponente, pois ele foi atingido em seu rosto por Sokei. Com um um belo chute. O homem foi lançado para o lado, fazendo também com que soltasse o braço da Kirinin.

— Agora vamos acabar com ele. — gritou Seizon, que vinha logo atrás da loira.

— Não vamos não. — disse a jovem Kirinin. — Ele é demasiado forte e não seremos capazes de conte-lo.


Lis aproximou-se da outra garota que compunha o grupo, estava um tanto assustada. Chegou o mais perto para evitar que ouvissem o que estavam falando. Então cochichou o que acontecera a alguns instantes atrás, o fato do homem ter se regenerado de uma abertura em seu tórax, em poucos segundos. O fator de cura era tão alto que não seriam capazes, com o nível deles, de prosseguir com a luta se não acabariam mortos. A Iwanin ponderou alguns poucos segundos e então gritou aos companheiros que batessem em retirada. Sokei era a líder então os rapazes não atreveram-se a discutir.

Mas antes que pudessem fugir precisavam criar uma distração. Os rapazes foram os responsáveis por isto. Um golpe elaborado e executado em união, primeiramente Seizon reuniu uma quantidade de chakra em sua boca, fez um selo com as mãos. Em simultaneidade o Okamoto preparava alguns pequenas aranhas explosivas com um pouco de argila, concentrando chakra nas bocas de suas mãos o jovem criou uma de suas obras de arte. O Kirinin atirou uma grande bola de água pela boca e junto a ele, o outro garoto arremessou suas aranhas dentro da bola de água. No instante que a bola de água atingiu o peito do inimigo o lançando para trás, Kinichi realizou um selo com uma única mão, e as palavras de ordem soaram por entre seus dentes, fazendo com que as aranhas explodissem criando uma grande cortina de fumaça e também infligindo dano.

Era o momento perfeito, Seizon e Sokei tomaram a frente e correram. Velozmente vinha Lisandra e Kenichi. Os gennins percorriam as ruas com agilidade e velocidade. A líder da equipe sabia muito bem por onde estava indo, não parecia confusa em momento algum, afinal sua memória era incrível. Após alguns instantes e corrida, eles alcançaram um beco aparentemente sem saída. Adentraram o mesmo sem diminuir a velocidade, Sokei nem sequer parecia ver a parede. A Lockhart no primeiro instante ficou desconfiada por estarem indo em direção a uma parede, mas foi então que seu cérebro lhe apontou algo. Automaticamente ativou o seu Doujutsu, fazendo com que seus olhos criassem uma forma espiral preta e branca. E fora exatamente o que ela pensou, uma técnica ilusória de baixo nível para confundir e permitir que saíssem e entrassem sem precisar passar pela água.

Sokei percebeu que o seu companheiro de vila estava começando a diminuir a velocidade ao seu lado, então o agarrou pelo braço e o arremessou em direção a parede. O garoto a passou como se elan nem mesmo estivesse ali, por que na verdade não estava. Seizon saltou logo depois. As duas jovens se entre olharam com um sorriso no canto do rosto e adentraram a parede juntas.

— Onde estão todos? — questionou a garota de cabelos bicolores.

— Já nós esperam fora daqui. — respondeu o rapaz de Kiri.

Então os gennins avançaram pela saída, que era uma escadaria esculpida na pedra. Eles puderam ouvir passos ecoarem pelas pedras, aquilo queria dizer que o inimigo poderia estar aproximando-se. Então foram mais velozes possível. Quando atingiram o topo apenas ouviram uma pedra atrás deles caindo sobre a entrada. Quando olharam, viram todos os camponeses. Eles haviam movimentado a pedra para tapas a saída. Mas mesmo com isso eles sabiam que não era muito seguro estarem ali. Com isto todos seguiram o mais rápido que conseguiram para a vila de Kiri. Ao chegar lá os Gennins levaram os camponeses para o prédio principal da vila, onde de lá os camponeses seriam encaminhados para receber tratamentos antes de partirem para casa.

Os jovens apresentaram-se ao Kage, onde fora entregue o relatório da missão feito pela líder. Foram parabenizados pelo trabalho, além disso o Mizukage ordenara que fosse enviado uma tropa para o local, para que pudessem resolver os problemas. Os gennins foram recompensados e então partiram. Ocorreu uma breve despedida entre os Gennins e a promessa de que um dia se veriam de novo.
FIM
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Ter 24 Fev 2015 - 21:24

Bumpy!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Qua 25 Fev 2015 - 1:28

Reservo. Mas precisarei de mais um dia... Estou um pouco sem tempo. Quem puder avaliar antes pode tomar a frente nisso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Navegar   Qui 26 Fev 2015 - 20:14

Avaliação de Sokei Fukeru


Habilitações Ninja

Ninjutsu: 10,25 + 0,75 = 11
Taijutsu: 14 + 1 = 15
Kenjutsu: 1
Genjutsu: 8,75
Selos: 5 + 0,25 = 5,25
Trabalho de Equipa: 2 + 1 = 3

Habilitações Corporais

Força: 3,75 + 0,25 = 4
Agilidade: 9,25 + 1 = 10,25
Controlo de Chakra: 10,25 + 0,5 = 10,75
Raciocínio: 9,25 + 0,75 = 10
Constituição: 10,25 + 0,25 = 10,5

Total da Avaliação: 4,75 + 1 T.E. = 5,75

Total de Habilitações: 83,75 + 5,75 = 89,5


********


Avaliação de Kenichi Okamoto


Habilitações Ninja

Ninjutsu: 23,5 + 1 = 24,5
Taijutsu: 7,5
Kenjutsu: 14 + 0,75 = 14,75
Genjutsu: 3,25
Selos: 15,75 + 0,25 = 16
Trabalho de Equipa: 4,75 + 1 = 5,75

Habilitações Corporais

Força: 4
Agilidade: 10,75 + 1 = 11,75
Controlo de Chakra: 25 + 1 = 26
Raciocínio: 5,25 + 0,5 = 5,75
Constituição: 6,5

Total da Avaliação: 4,5 + 1 T.E. = 5,5

Total de Habilitações: 120,75 + 5,5 = 126,25


********


Avaliação de Lisandra Lockhart


Habilitações Ninja

Ninjutsu: 5,5 + 0,75 = 6,25
Taijutsu: 3
Kenjutsu: 6,75 + 0,5 = 7,25
Genjutsu: 8,5 + 0,5 = 9
Selos: 5,75 + 0,75 = 6,5
Trabalho de Equipa: 1,75 + 1 = 2,75

Habilitações Corporais

Força: 2,25
Agilidade: 7,5 + 1 = 8,5
Controlo de Chakra: 9,25 + 1 = 10,25
Raciocínio: 5 + 0,5 = 5,5
Constituição: 4,5 + 0,25 = 4,75

Total da Avaliação: 5,25 + 1 T.E. = 6,25

Total de Habilitações: 59,75 + 6,25 = 66


********


Avaliação de Seizon


Habilitações Ninja

Ninjutsu: 6 + 1 = 7
Taijutsu: 2,75
Kenjutsu: 7 + 0,5 = 7,5
Genjutsu: 1
Selos: 4,25 + 0,5 = 4,75
Trabalho de Equipa: 2 + 1 = 3

Habilitações Corporais

Força: 2,5 + 0,25 = 2,75
Agilidade: 6,5 + 1 = 7,5
Controlo de Chakra: 8,25 + 0,75 = 9
Raciocínio: 4 + 0,25 = 4,25
Constituição: 2,25 + 0,25 = 2,5

Total da Avaliação: 4,5 + 1 T.E. = 5,5

Total de Habilitações: 47 + 5,5 = 52,5


********


Comentários: Achei a missão meio confusa. Talvez por causa das inúmeras teorias quanto a causa do sumiço dos homens ou do porquê que eles atacaram, ou até mesmo porque surgiu um ninja espadachim o qual vocês resolveram fugir... Mas tudo bem. Outra coisa que achei na missão foi a falta de uso de todos os personagens e por isso alguns receberam menos do que o esperado. Contudo, dou-lhe recompensa completa, exceto ao Kiba, que só postou uma vez, ficando este sem seu scroll de novo jutsu.

Atualizando...

Atualizado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Missão Rank C] Navegar
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kirigakure :: Missões :: Missões Arquivadas-
'); }