Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Missão Rank C] Crise Psicologica

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Annatar

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Porto
Número de Mensagens : 1602

Registo Ninja
Nome: Selim Puraido
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1505
Total de Habilitações: 262

MensagemAssunto: [Missão Rank C] Crise Psicologica   Qua 29 Ago 2012 - 12:05

Descrição: O filho mais velho de uma familia "fartou-se" das regras do pai, e fez a familia refém... Alguns amigos da familia tentaram negociar mas... Nada. Entrem de qualquer das formas e resgatem a familia por qualquer meio necessário.

Recompensa: 600 ryos + 1 scroll de novo Jutsu + 1 ponto de cumprimento

Número de Ninjas: 2 a 4 Gennins
Ninjas Inscritos:
  • Hikaru Nagisa (Annatar)
  • Soratsuhi Mitsuko (Tsutao)
  • Hana Yamanaka (Iryo-nin)


Última edição por Annatar em Qua 29 Ago 2012 - 12:18, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Annatar

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Porto
Número de Mensagens : 1602

Registo Ninja
Nome: Selim Puraido
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1505
Total de Habilitações: 262

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Crise Psicologica   Qua 29 Ago 2012 - 12:18

E eu inscrevo-me ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Crise Psicologica   Sab 8 Set 2012 - 21:19

Não vais alone =D. Sora vai voltar à terra natal, inscrevo-me na missão.

Esperemos pelo Iryo e vamos os três ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
Hana

Conselheiro | Konoha
Conselheiro | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : In your mind ;)
Número de Mensagens : 3255

Registo Ninja
Nome: Hana Yamanaka
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7945
Total de Habilitações: 362,5

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Crise Psicologica   Dom 9 Set 2012 - 20:38

Hana-chan se apresentando o/

Quando puder já estou pronto ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Crise Psicologica   Dom 9 Set 2012 - 21:28

Comecemos logo que mais ninguém está interessado, o primeiro inscrito foi em 29 de Agosto, nada mais a dizer =D

Ordem de Postagem:

1º- Hikaru Nagisa (Annatar)
2º- Soratsuhi Mitsuko (Tsutao)
3º- Hana Yamanaka (Iryo-nin)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
Annatar

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Porto
Número de Mensagens : 1602

Registo Ninja
Nome: Selim Puraido
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1505
Total de Habilitações: 262

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Crise Psicologica   Qui 13 Set 2012 - 1:10

Não passava da 2ª hora de sol quando Hikaru entrava no gabinete do Mizukage. Normalmente o sítio estaria pobre, empoeirado e bafiento, colmatado em tudo pelo nevoeiro incessante e pegajoso que assolava Kirigakure como uma praga. Mas hoje.. bom hoje o gabinete tinha dois adereços que não passariam despercebidos em lado nenhum. As duas raparigas estavam de pé com um ar quase entediado, enquanto perscrutavam atentamente o gabinete. Claro está que quando a porta se abriu, os seus olhos se fixaram em Hikaru. Convenhamos que este também tinha a sua dose de… elegância.

- Ah, Hikaru-kun – cumprimentou o Kage cortesmente, sabendo que no fundo Hikaru não perdoaria facilmente o ter sido condenado à ala médica – estávamos à tua espera. Apresento-te Hana-chan, de Konoha e Sora-chan, uma conterrânea nossa.
Hikaru reagiu com um aceno tímido. Ainda estava perplexo com… elas. As raparigas olharam-no com neutralidade, esboçando sorrisos calorosos. O Mizukage apercebeu-se da situação e pigarrou alto.
- O que nos traz aqui, contudo, não é apenas fazer amigos – frisou esta última parte com terrível clareza – mas uma situação grave. – estendeu pergaminho dobrado sobre a secretárias, para que também eles pudessem ler. – o rapaz trancou-se em casa, simplesmente, com toda a família refém – continuou, vendo os seus ares perplexos - Alguns vizinhos dizem que já havia alguns.. atritos, entre o rapaz e o pai. Todos vocês sabem o que pensam os jovens dos pais na adolescência, mas vocês são shinobi! A responsabilidade obriga-vos a crescer e a vida destas pessoas está nas vossas mãos.

Depois disto, limitou-se a dar-lhes as indicações quanto à localização e dispensou-os à sua sorte. Embora não as conhecesse, Hikaru saberia dizer que ambas as ninjas eram sem sombra de dúvida fora do seu nível. Não sabia como se sentir, ou melhor, sabia como se sentia e não como se sentia em relação a isso. Digamos que a sua preguiça e sensatez naturais lhe diziam que não podia estar em melhores mãos, sendo certo e sabido que o seu trabalho seria poupado estando na companhia em que estava. Contudo… parte de si sabia que enquanto shinobi era errado sentir-se assim. Devia aspirar a ajudar as suas companheiras… Perdia-se nestas e noutras deambulações mentais e corriqueiras quando Sora falou.

- És sempre tão calado? Ou é só por estares com duas raparigas como nós? – agarrou-se duma forma quase incómoda a Hana que lhe mostrou uma cara indecisa, como se ponderasse (ou não) juntar-se à brincadeira. Acabou por esboçar uma espécie de sorriso nervoso, o que ajudou Hikaru duma forma que nem ela pensaria ajudar.
- Seria estranho sentir-me incomodado – comentou Hikaru quase casualmente – o normal é sentir-me honrado, não? – inquiriu com a língua de fora, alinhando na brincadeira da recém-conhecida companheira. Foi então que Hana interveio.
- Devíamos definir uma linha de acção, em relação ao que vamos fazer. Primeiro, onde fica ao certo a casa? – os sensores do rapaz loiro dispararam neste ponto.
- Eu conheço o caminho, fica numa aldeia, não é longe de Kiri, de todo, posso levar-vos lá – informou em tom alegre – mas quando lá chegarmos. O rapaz está obviamente perturbado, talvez o consigamos persuadir? – opinou.
Sora e Hikaru formaram imediatamente a sua própria análise. Hana era em tudo aquilo a que podemos chamar uma “boa pessoa” e a ideia de magoar parecia repudiá-la um pouco. Mas ambos pensaram no mesmo.
- E se isso falhar? – inquiriu Sora, dando voz aos pensamentos que Hikaru partilhava.
- Se falhar, teremos de entrar de algum modo e salvar os reféns – resignou-se a rapariga, não deve ser problema.
- Suponho que é um pouco… precoce planearmos demasiado antes de lá chegarmos. Não sabemos como é o local onde se trancou, se a casa é grande ou pequena, se estão todos na mesma divisão… - sussurrou Hikaru.
As raparigas concordaram com ele e correram para fora de Kiri, abrandando para poupar o fôlego ao único que sabia de facto o caminho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Crise Psicologica   Qui 13 Set 2012 - 3:16

A gigante mansão revelava-se aos poucos consoante a grande colina começava a perder tamanho, deixando assim uma pequena amostra do telhado da casa-alvo dos três ninjas. Após uma incessante corrida, com algumas pausas para descanso, os três adolescentes encontravam-se agora a deslumbrar-se para o sítio por onde deveriam de entrar. Hikaru separava o seu sentimento de espanto com o de preocupação. Tal como concluíra anteriormente, entrar na casa não seria fácil pois nada sabiam sobre o seu interior ou sobre as pessoas no interior. Hana também começava a ficar ligeiramente nervosa, por muito que quisesse evitar o derrame de sangue, algo em si dizia que isso poderia vir a ser impossível, olhando então de soslaio para Hikaru e depois para Sora. Não sabia nada sobre eles, sobre os métodos de luta, personalidade, nada. Contudo, mesmo eles sendo totais estrangeiros, a personalidade dela impedia-lhe de desconfiar deles, pois eles eram agora aliados, podiam ser diferentes em personalidades mas tinham o mesmo fim, acabar a missão. Sora, por seu lado, era a única que não se roía tanto em pensamentos. Limitava-se a fingir algum espanto pela casa, apesar de não achar tanta piada a um monte de tijolos, tábuas e por aí fora. Preferia, ao invés, procurar por pontos de acesso, já consciente que falar com o “criminoso” não traria frutos.
A mansão, por seu lado, era mesmo grande e, para os olhos de alguns, impressionante. Dava uma clara imagem de que a família residente era rica, muito rica. Do lado de fora podia-se concluir que, no mínimo, a casa tinha dois andares, contáveis pelo facto de só existirem duas fileiras de janelas, uma no primeiro e outra no segundo. As paredes dessa mesma casa eram uma mistura de um fraco amarelo, enfaixado por traços castanhos que lhe davam uma ornamentação mais requintada, As janelas, todas elas tapadas por cortinas roxas, exceto uma, podiam ser consideradas de tamanho normal, se comparadas com a imponente porta principal no centro do primeiro andar, que mais se assemelhava a um grande portão.
Hana, cheia de experiência e confiança, dera o passo em frente, mas depressa era impedida quando a sua companheira de Yuki lhe agarrava pelo braço. A Yamanaka surpreendia-se tenuemente, dando-lhe um olhar repreendedor enquanto esperava pela causa de tamanha paragem brusca.
-Não querias falar com ele? – Perguntou a Mitsuko apontando para uma janela do segundo andar onde se podia ver um homem a atribuir um semblante sério a equipa de ninjas que entravam agora no seu território.
A Chunnin avançava em frente, acenando com as mãos para atrair a atenção do homem, apesar de este já a olhar com fúria.
-Senhor, por favor senhor queremos resolver isto de forma pacífica! – Gritava Hana esforçando-se para ser a mais educada possível, um dos fatores principais para que o pedido de paz funcionasse.
O homem preferiu nada dizer, provavelmente por nem ter mostrado esforço para abrir a janela e assim poder ouvir o que a Konohanin tinha a dizer. Pelo contrário, este virou a cara para o lado e começou a falar. Devido ao curto comprimento da janela, a equipa não podia ver para quem é que ele dirigia as palavras, mas Hikaru e Sora já planeavam o pior, dobrando os joelhos para uma postura que lhes permitisse uma melhor esquiva, seja lá do que aí viesse, enquanto Hana preferia manter a sua ingenuidade, acreditando que nada viria a acontecer.
O homem desaparecia agora da frente da janela, dando lugar a outra figura, esta que se encontrava totalmente encapuçada por vestes vermelhas e negras, estas conectadas por ligaduras conseguindo assim impedir o avistamento de qualquer parte do seu corpo. Este segundo homem abria a janela, rapidamente arremessando um chuva de kunai`s, todas elas ligadas a explosivos, para o núcleo da equipa, tendo como principal alvo: Hana.
-Hana-san, desvie-se! – Gritou Hikaru o óbvio, para ligeira frustração de Soratsuhi, enquanto ambos os Genin`s davam sucessivos saltos à retaguarda conseguindo evitar as explosões que os ameaçavam, ao mesmo tempo que viam a sua companheira de Konoha no centro das atenções, numa certeira morte.
Por fim o efeito de tanta explosão passava deixando, à frente de Hikaru e Sora, uma grande nuvem de poeira e outros detritos da estrada que conduzia à missão. Tinham a certeza que a Yamanaka estava morta e Hikaru rapidamente lamentava a morte, Sora limitava-se a suspirar pensando que afinal aquela rapariga não era tão forte quanto pensava ser.
-Tinham razão… - Uma voz no meio de toda a poeira fazia-se ouvir deixando-se, gradualmente, distinguir uma silhueta feminina à medida que aquilo se dissipava, a óbvia silhueta de Hana com algumas estranhas formas à sua volta – Eles não querem negociar…
O homem que havia arremessado todas aquelas kunai`s hesitava ao ver todos os seus oponentes em perfeito estado, preparando-se mais uma chuva de projéteis. Sora antecipava-se, unindo selos e aglomerando o seu chakra para depois paralisa-lo numa ilusão do seu Magen: Narakumi no Jutsu. Hikaru estranhava a rapidez dela, mas preferia não pensar muito nisso afinal, no meio de duas belas raparigas, o seu grande objetivo seria impressiona-las nesta missão.
-Hana-san, consegues entrar pelo primeiro andar sem ser pelo portão principal? – Perguntou a Mitsuko, dando-se ao luxo de não dar atenção ao homem que acabara de aprisionar, dando indícios que estava totalmente confiante na potência do seu Genjutsu. Hana limitava-se a acenar-lhe com a cabeça, olhando-a confusa, sem saber o que a sua companheira pensava – Eu tenho um pequeno plano. O Hikaru vai entrar pela porta principal com um clone meu e um clone de Hana, espero que tenhas Hana… - Falava Sora acabando com um tom interrogativo na direção da Yamanaka, esta que acenava-lhe com a cabeça positivamente – Perfeito! Assim, Hikaru e os nossos clones entram pela porta principal e irão funcionar como a equipa principal, eliminando grande parte dos oponentes e funcionando também como distração! – Soratsuhi então olhava para o seu companheiro loiro que, após um longo pensamento, acenava-lhe em aprovação apesar de lamentar o esforço que teria de fazer ante isso – Hana então entrará também pelo primeiro andar, mas não pela porta principal. Ela irá concentrar-se em procurar pelos familiares raptados, tentando evitar grandes confrontos. Eu também vou fazer o mesmo que ela, mas pelo segundo andar! – Delineava a adolescente com um forte tom divertido e um sorriso doce.
Ambos os loiros entreolhavam-se, estranhando a súbita tomada de liderança da Yukinin, mas prefiram não reclamar, concordando com o inicial plano proposto por ela. Assim, Hana e Sora, após uma breve concentração de chakra e uso de selos, criavam um único clone delas, estes que prontamente se colocavam ao lado de Hikaru e se preparavam para cumprir o plano. O Genin de Kiri dirigia-se agora para entrar na mansão enquanto Hana tomava outro caminho, tentando entrar pelas traseiras ou por outro lado qualquer. Sora, agora mais alegre por ter-se livrado daqueles dois, focava chakra no ar à sua frente até congela-lo e criar uma curta rampa de gelo. Repetiu esse processo conseguindo assim deslizar por essas rampas de gelo que a levaram rapidamente ao segundo andar, tendo o homem, ainda preso no seu Genjutsu, à sua frente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
Hana

Conselheiro | Konoha
Conselheiro | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : In your mind ;)
Número de Mensagens : 3255

Registo Ninja
Nome: Hana Yamanaka
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7945
Total de Habilitações: 362,5

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Crise Psicologica   Qui 13 Set 2012 - 22:02

O clone de água, o de gelo e Hikaru partiam para o portão principal da mansão enquanto Sora permanecia parada por um tempo, Hana, por sua vez, dá a volta na edificação sempre a se esconder atrás das árvores do terreno para não ser vista, além de suprimir seu chakra ao máximo para um efetivo trabalho no “background”.
”Espero que se cuidem, sinto que não devíamos nos separar, mas assim aumentam-se as chances da família ser salva...”, pensava Hana.
”Certo, se aquela loira convencida consegue acho que também posso...”, pensou Sora após analisar um pouco a mansão.
”Como posso impressioná-las se estou com dois clones elementais? Nem Kage Bunshins são...”, dizia Hikaru consigo mesmo.

A Yamanaka entra numa porta de madeira aos fundos, sorrateiramente, o ambiente era uma cozinha bastante ampla, as cortinas fechadas deixavam o ambiente com uma luz fraca, o calor dominava o local com as panelas no fogão a emanar vapor que era preso pelo local fechado. Uma empregada saía da despensa e entrava na cozinha com uma vasilha cheia de arroz, ao ver Hana se assusta, a loira sinaliza com um dedo à frente da boca para não gritar, mas a mulher já pegava ar para dar um escândalo quando Hana com o chakra no cérebro usa a telecinese para puxar a cozinheira para próxima de si e assim tampar sua boca.

_ Por favor, não grite, viemos resgatar os reféns. – dizia a Yamanaka com voz baixa, quase inaudível, até que percebe a mulher mais calma e tira suas mãos da boca dela.

_ Saia rápido, por favor, saia rápido. – dizia a mulher num misto de alívio e preocupação, o suor escorria em sua testa.

_ Não, viemos ajudar, onde estão os donos da casa? – pergunta Hana.

_ Saia rápido, por favor, Yonno-san contratou vários ninjas para vigiar a mansão, o líder deles está logo ali na sala de jantar, se ele a encontrar – falava a cozinheira quando interrompida.

_ Se eu a encontrar acabo com você. Oops, encontrei. – dizia um homem muito alto de olhos e cabelos negros, com um físico acima da média e com vestes rasgadas típicas de rebeldes.

_ FUJA, RÁPIDO! – gritou a mulher para Hana.

_ E te deixar aqui com ele? Jamais, meu dever é proteger acima de qualquer coisa, agora saia daqui imediatamente, e não fale nada, só saia! – ordenou Hana um pouco nervosa por uma pessoa boa estar com medo de um ninja mau.

_ Defensora dos pobres e oprimidos, é? – gozava o ninja da loira com aparência frágil. _ Será que podes mesmo contra um jounin? Ei mulher, vá embora, sua comida é ruim de qualquer forma, não fará falta. – falou o homem quase a rir da kunoichi que o desafiou.

_ Não se preocupe, meu time salvará a família e todos os outros funcionários, vá para sua casa. – sorriu Hana.

_ Arigatou. – se curva a cozinheira, nesse momento o ninja rapidamente aciona o dispositivo de kunai no punho e lança o projétil na mulher.

_ Co-como? – arregalou os olhos o chefe dos bandidos. Hana havia usado seu escudo mental.

_ Não me subestime. – respondeu a ágil kunoichi após cancelar a defesa básica. A cozinheira sai o mais rápido que conseguia, a vasilha de arroz já ao chão marcava sua ausência.

_ Será mesmo que podes contra mim? Não preferes almoçar comigo, gatinha? Ou quem sabe algo melhor... – pergunta ele enquanto lentamente passava a mão em seu órgão.

_ Não, obrigada, não posso perder tempo. – responde Hana um pouco nervosa pelo ato do inimigo. ”Também não posso chamar muita atenção... mas como... Humm... muito provável que o rapaz chamado Yonno esteja nervoso, então ele não deve perceber alterações de chakra já que exigem concentração, mesmo assim preciso dar um jeito de diminuir as probabilidades de um estardalhaço.”, pensava Hana.

_ Senti que ficou com medo do que viu... Quer ir para um lugar mais reservado? – diz o ninja ainda a dar em cima da kunoichi, por sorte de Hana era exatamente o que precisava.

_ Claro, vamos ao último andar no subsolo, é uma mansão, devem ter uns 3 andares para baixo. – fala ela a olhar sensualmente o homem de cima a baixo.

_ 4 na verdade, eles colecionam alguns carros no último, quer dizer, colecionavam, meu grupo já os levou de lá. – fala o homem.

_ Então, te espero lá. – piscou a kunoichi a concetrar chakra no corpo e seus cabelos crescerem, cobrindo-a por inteira e logo depois ela afunda no chão no momento exato que um outro ninja chegava.

_ Kakami-san, Kakami-san, temos alerta de – dizia o jovem ninja, mas logo é empurrado longe pelo jounin.

_ Ah meu filho, estou em ponto de bala. Volto daqui uns 40 minutos. - respondeu Kakami enquanto dava um sorrisinho muito safado e tentava conter um volume em suas calças.

_ Merda, se Yonno-sama descobre que o chefe vai ter com outra empregada da casa mais uma vez... – fala o contratado a temer o sequestrador.


Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tio Tsu

Administrador | Kumo
Administrador | Kumo
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5768

Registo Ninja
Nome: Shikaku Kinkotsu
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Crise Psicologica   Dom 16 Set 2012 - 22:02

Sora adentrava pela janela da mansão adentro, graças ao seu Hyouton, vendo então o ninja que encurralara no Genjutsu, ainda imóvel. Rapidamente acabou com a sua vida ao trespassar a garganta dele com algumas estacas de gelo, olhando posteriormente para o seu redor. Encontrava-se numa suposta biblioteca, notava-se pelas fileiras de estantes com os seus livros de diversas formas e feitios. Esta biblioteca era também acompanhada por uma sensação… desconfortável. Soratsuhi não se sentia sozinha, sentia-se observada em cada canto, um par de olhos em diferentes esquinas a olha-la de diferentes ângulos.
-Relaxa, são só moscas… -Pensava a Genin olhando, por reflexo, para trás e vendo um vulto a cruzar a sala, omitindo a sua posição mais uma vez – Eu sabia!
O brilho de uma espada irrompeu no silêncio e a Mitsuko rebolou em frente impedindo a estocada. A espada rasgou de ligeiro a capa de um livro da estante e depressa voltou para o corpo do seu dono. Sora recuperou a sua posição e encarou o seu oponente de frente, preparou para usar um Jutsu mas este agiu rapidamente, cravando-a na sua perna. Sora gemeu de dor mas reagiu rapidamente, criando uma ilusão onde cuspia uma enorme bola de fogo.
O mascarado caiu na ilusão, dando um salto atrás para impedir o seu ataque e Sora avançou e frente, atingindo-lhe com um soco na cara que o desequilibrava e arremessava para trás. A adolescente não perdeu tempo, aproximando-se e atingindo-lhe com um soco na virilha, colocando-a em incessantes gemidos de dor. Sora sorriu e olhou atrás, vendo outra espada a cortar o horizonte. Abaixou-se a tempo, devido aos treinados reflexos, deixando que a lâmina simplesmente cortasse um pouco do seu cabelo e deu-se ao luxo de olhar à sua volta, vendo-se rodeada por mais e mais homens.
-Uma armadilha, merda! – Pensava a rapariga pensado em fugir, dando um salto para trás mas sentindo-se a colidir com um corpo gordo, que rapidamente a agarrava pelos braços – LARGA-ME!
O homem robusto que a impedia de movimentar-se nada fez, apertando-lhe o corpo com força enquanto esta soltava um gemido mudo. Rapidamente reagiu, criando uma kunai ilusória que voava no ar e atingia o gordo nos olhos. Este assustou-se, largando a rapariga e caindo para trás sentindo arrepios na área atingida pela kunai ilusória. A Yukinin rapidamente levantou-se, apesar das dores no corpo e principalmente na perna ensanguentada pela espada anterior. Tentou andar em frente, mas rapidamente viu uma senbou cravar-se no seu pescoço, caindo de imediato ao solo. Olhou para cima e viu um vulto, este com uma silhueta mais feminina, a apontar-lhe com o punho fechado, vendo-se um pequeno engenho sobre o pulso, o mesmo engenho que havia arremessado aquela senbou.
-Cabra! – Gritou a pequena retirando, de imediato, a senbou do seu pescoço e, com o impulso do movimento, criando algumas andorinhas de gelo que cortavam o ar até se cravarem em múltiplos corpos da mulher, atirando-a da estante abaixo – Eu posso com… todos… Anh? – A Genin sentiu uma tontura, cambaleando para o lado e agarrando-se à estante. Sentia-se tonta, a cabeça andava à roda e o seu corpo era constantemente atacado por arrepios – Veneno…
Conteve-se e olhou em frente, vendo um homem a aproximar-se dela. Tentou reagir, numa tentativa de defender-se com Genjutsu, mas os seus braços não reagiram. O homem tentou ataca-la com um machado, mas esta ainda conseguiu atingir-lhe com um pontapé na barriga e outro na cabeça, afastando-o com algum sangramento, mas rapidamente o seu corpo abatia-se sobre o solo. O veneno espalhava-se no seu sangue e a sua visão ficava turva a grande velocidade. Sentia repulsos, a comida na sua barriga dava voltas, numa constante decisão de sair ou ficar…
No meio de tanta confusão, esta podia ver o homem que acabara de atacar a levantar-se e rapidamente pegar no seu machado. Aproximava-se do corpo da frágil pequena, arrastando-o ao longo do solo, levantando-o só quando estava perto dela. Este fora os últimos momentos de vida dela, atormentada por uma armadilha de assassinos que de seguida atacariam Hana e o seu companheiro loiro cujo nome já não se lembrava. O sangue transbordava do machado, mata-la com o veneno não fora suficiente para aqueles sádicos… Yuki acabara de perder uma Genin à mão de Kiri…

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
Hana

Conselheiro | Konoha
Conselheiro | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : In your mind ;)
Número de Mensagens : 3255

Registo Ninja
Nome: Hana Yamanaka
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7945
Total de Habilitações: 362,5

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Crise Psicologica   Seg 17 Set 2012 - 23:00

Hana havia chegado no último subsolo, o lugar não tinha um ar muito agradável, parecia que o sistema de ventilação não funcionava há tempos, mesmo com seu pé-direito duplo (dobro de altura de um cômodo normal), mas estava limpo, um ambiente desagradavelmente agradável. A kunoichi sente que o chakra mais forte, do jounin líder, estava a se aproximar, rapidamente ela senta em um balcão que havia no local, com as pernas cruzadas a mostrar suas pernas, e leva os braços para trás, a se inclinar quase a deitar-se, até que a porta range e o jounin entra.

_ Pensei que não chegaria nunca. – disse Hana com uma voz sedutora.

_ Achas mesmo que perderia essa chance? Não tenho com uma loira há alguns meses, estava até com saudades. – dizia ele a passar as mãos nos longos cabelos brilhantes de Hana. A garota chega seu rosto muito próximo do dele, suas bochechas se encostam, ela passa a mão no cabelo do homem a puxar um pouco, ele a agarra pela cintura e puxa-a contra seu corpo, suas coxas estavam um pouco acima da cintura dele. A moça coloca a outra mão a alisar o rosto dele (na verdade queria ter controle do rosto dele para não ganhar um beijo roubado).

_ És muito bonito e másculo... mas já tenho meu homem! – dizia Hana e nesse momento o jounin grita de dor e se afasta. A Yamanaka havia concentrado seu chakra no cérebro e levitado 5 senbous atrás do seu corpo, enquanto agarrava o inimigo ela as posicionou às costas de Kakami e logo depois fincou-as em pontos estratégicos, porém duas não acertaram como imaginava.

_ VAGABUNDA! SUA PU**. – gritava o homem enquanto se esforçava para tirar as senbous. Duas haviam acertado nas coxas a dificultar os movimentos, uma nas costas só para causar uma extrema dor, e as duas últimas tinham como meta imobilizar os braços, porém Kakami havia se movido milésimos de segundos antes e acabou por desviar os alvos.

_ Gomenasai, estás a defender um homem mau, nos deixe dete-lo, senão.. – falava a kunoichi quando interrompida.

_ Senão o que? Hein, sua vagabunda? – dizia o homem a retirar a última senbon da coxa.

_ Senão terei que fazer algo que detesto... – dizia a garota a descer do balcão e abrir uma de suas bolsas ninja. _ Lutar. – falou ela por fim a concentrar chakra na cabeça e levitar várias e várias senbous, logo depois ela faz rápidos selos enquanto aplica chakra e cria clones de senbous, agora a ter dezenas, se não 1 centena a flutuar mediante seu controle do chakra.

_ Cretina, não me subestime, sou líder de um grande grupo. Fora que você me fez perder o tesão. – disse o homem assustado com o número de senbous e nervoso pelo ataque surpresa da garota.

_ Consigo sentir que és um oponente muito forte, porém sua movimentação está prejudicada, acertei pontos importantes em suas coxas, fora que não acertei no local exato nos seus braços, mas ainda assim pode atrapalha-lo, por favor pare agora. – falava a kunoichi, mas no momento que sentiu uma maior concentração de chakra e um movimento de mão do homem ela libera 10 senbous para cima dele, que rola para a lateral e antes que pudesse se levantar a loira manda mais 20 senbous. Para a surpresa dela uma grande parede de terra sai do chão e o protege, dessa mesma parede várias pontas se formam e senbous de terra eram liberadas em Hana que concentra mais um pouco de chakra no cérebro e consegue se defender a tempo, mas com essa breve distracção acabou por derrubar +- 20 senbous.

_ Então a gatinha se assustou. – disse o homem a abaixar a parede, vamos ver. – falou a jogar um scroll que havia retirado enquanto estava atrás da parede de terra, logo depois faz rápidos selos a invocar uma bela espada com algumas curvas e de um tom azulado.

_ Kenjutsu... – sussurrava Hana a liberar algumas senbous no inimigo, mas este se aproximava a se defender de todos projécteis, o que força a loira a se concentrar em dobro.

Kakami desfere um golpe horizontal, forçando Hana a se curvar para trás agilmente e logo depois levantar o pé esquerdo em um chute ascendente que passa muito próximo do queixo do jounin, este logo tenta um golpe vertical que cortaria Hana ao meio, mas ela lança as senbous rumo ao rosto dele. A espada estava quase encostada na barriga da kunoichi e as senbous estavam todas na frente do rosto do inimigo... quem atacar será atacado, o homem suava ao ver tantas agulhas à sua frente e a menina se cansava porque estava dobrada/inclinada para trás sem encostar as mãos no chão, fazendo muita força na região do abdomên.

_ Que tal um tempo para sair dessa situação? – pedia a kunoichi e logo o oponente concorda. _ Então vamos lá... 1... 2... 3! – e a kunoichi soltou todas suas senbous.

_ Oops. – disse Kakami a levantar a espada com extrema velocidade e abaixa-la novamente, porém Hana, com um veloz raciocínio aproveita o chakra que ainda estava no cérebro e cria um escuda à sua frente, defendendo-se do golpe e logo depois usa a telecinese para empurrar o homem para longe e assim poder se levantar.

_ Ai. – disse a kunoichi ofegante por ter ficado tanto tempo naquela posição. _ Você trapaceou... isso não foi legal. – falou a moça abaixada com as mãos no joelho.

_ Claro, o que você fez comigo foi super legal. Enganou-me. – argumentou o ninja.

_ Gomenasai, já disse que só queremos proteger essa família. – dizia ela quando olha para a área. _ Essa área é bem extensa... – pensou ela em voz alta.

_ Tsc, cala a boca. – falou o homem e sua espada começou a brilhar, arremessando uma bola de raiton, a qual Hana rapidamente se desvia com uma estrela para a esquerda. _ Não acabou, isso foi só o começo. – dizia o homem a liberar várias bolas consecutivas, todas rumo à kunoichi. A garota se desviava com shunshin, se inclinando para trás e logo depois a encostar as mãos no chão e elevar as pernas como uma vela e então levar os membros inferiores para o lado contrário da bola de raiton.

_ Te falei que não estás com bons movimentos nos braços. – disse a garota rapidamente a concentrar chakra no cérebro e levitar todas senbous restantes, eleva-as até o teto.

_ O que pensas em fazer, garota estranha? – diz o jounin a analisar e temer, não estava em boas condições. Hana então lança todas senbous com extrema velocidade e força, mas o homem com poucos selos cria uma cúpula defensiva de terra que se torna uma bola e rola para cima da kunoichi.

_ Seus golpes doton, todos defendem e se tornam ataque... – falava Hana a tentar correr da maciça bola de terra, oca somente no centro em que Kakami se encontrava. _ Seu raiton sempre vem depois para atacar... – dizia a kunoichi a saltar no encontro de duas paredes e subir a correr com um pé em cada lado, até que, depois de tanta correria e desvios fica no teto com o chakra concentrado. De repente a bola salta e chega até ela, não esperava por isso, mas então concentra chakra no peito e cria o escudo triangular para rejeitar aquele ataque. _ Chega de brincar de pinball. – falou ela enquanto a bola caia e ela salta com grande quantidade de chakra na mão a dar um potente soco na bola, rachando-a e depois tornando pó.

_ Su-su-sua monstra! – falou o homem assustado com a força da garota, só ele havia restado.

_ Deu sorte por não ter aplicado um pouco mais de chakra e rachado você ao meio. – disse Hana a ficar de frente ao homem.

_ Ora, ora, não penses que é assim tão fácil... enquanto eu estava lá dentro tomei uma poção rara que traz uma cura rápida... há o efeito colateral, mas acho que com 100% de força consigo te matar antes. Prepare-se. – falou o homem a estalar o pescoço, mas nesse momento Hana fica aparentemente tonta e leva a mão à cabeça.

_ Sora-san... – dizia Hana assustada e com os olhos cheios d’água, algo havia acontecido.
Desespero, emoção, inconformismo e culpa; eram esses sentimentos que afligiam Hana e deixava a kunoichi fora de si para tentar salvar sua aliada. _ VAMOS ACABAR COM ISSO DE UMA VEZ! - gritou ela descontrolada quase a chorar, seus cabelos emanavam como se fosse sua força mental, flutuavam no ar, assim como os móveis do local ou os restos destruídos pela bola de terra vibravam, alguns até levitavam. O rosto de Hana era pura raiva e lágrimas, nunca havia perdido um companheiro de equipe...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hana

Conselheiro | Konoha
Conselheiro | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : In your mind ;)
Número de Mensagens : 3255

Registo Ninja
Nome: Hana Yamanaka
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7945
Total de Habilitações: 362,5

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Crise Psicologica   Dom 30 Set 2012 - 19:38

Spoiler:
 

_ O que é isso? - perguntou o inimigo assustado ao ver coisas mexerem como se fantasmas estivessem no local.

_ Gomenasai, Kakami-san, mas preciso acabar com isso aqui e agora. - falou Hana um pouco a gaguejar. A kunoichi então saca sua rapieira e vai para cima do jounin, ele saca uma katana e se protege do golpe frontal da kunoichi, mas ela concentra chakra no cérebro e usa a telecinese para forçar a espada inimiga a ir para a direita, logo, sem defesa, o inimigo recebe um grande corte no peito e salta para trás.

_ Isso é golpe baixo. - disse Kakami que perdera toda sua confiança mediante a expressão e atitude da kunoichi, que exalava força e determinação, a suprimir qualquer esperança de vitória do jounin.

_ Você foi cortado pela minha espada envenenada, por favor pare de se mover ou o veneno irá se alastrar mais rapidamente com a alta pressão do sangue. - disse Hana a tentar manter a calma o máximo possível.

_ Então tudo que tenho a fazer é te matar antes que o veneno e o efeito colateral da minha poção façam efeito. - disse Kakami a ir para cima de Hana, saltar e tentar um golpe vertical coma katana.

_ Gomenasai. - falou Hana novamente com chakra no cérebro a usar a telecinese para paralisar o inimigo no alto e cravar sua rapieira na barriga dele, que cai a sangrar bastante. A kunoichi então retira algumas senbous e as enfia em pontos estratégicos para que o movimento inimigo fosse impedido. _ Você não poderá se mover, aqui está o antídoto do meu veneno. Me desculpe usar truques baixos, mas esse é o maior caso de urgência possível. Espero que possamos lutar outra vez. - disse Hana a se despedir e correr para onde Sora estava.

(...)

Ao chegar no lugar vê Sora no chão a sangrar muito e Hikaru a tentar lutar com vários ninjas ao mesmo tempo, o garoto se saía bem, a dar esquivas e contra-ataques precisos.

_ Hikaru-san, você está bem? - perguntou Hana enquanto sacava suas senbous e as levitava com a telecinese, logo depois aplicava certa quantidade de chakra e as multiplicava.

_ Sim, estou bem, cuide de Sora, acho que só você pode salva-la nesse momento. - dizia o garoto que logo vê Hana se preparar e abaixa-se velozmente, nesse instante todas dezenas de senbous de Hana cortam o ar e acertam os vários ninjas de baixo nível contratados para proteger a casa.

_ Vigie a porta, provavelmente tem mais. - disse Hana que logo depois vai até Sora e se abaixa. _ Sora-san, consegue me ouvir? - e não obtém nenhuma resposta, o que faz Hana levar a mão ao pulso da garota. _ Sora-san, me ouça... Ela não está com pulsação. - falou Hana a concentrar chakra no peito e logo depois um escudo rosado se forma em volta da garota. _ Sora-san... por favor acorde... Sora-san... - dizia Hana em voz baixa enquanto as lágrimas escorriam pelo escudo. _ Não adianta... ela já está morta. Gomenasai, Sora-san, não devia tê-la deixado sozinha, gomenasai, gomenasai, gomenasai. - chorava Hana descontrolada ao ver que nada podia ser feito pela companheira.

_ Hana-chan, estão a vir mais ninjas. - avisou Hikaru que mesmo emocionado tentou se concentrar na missão e logo ele sente Hana tocá-lo nos ombros por trás.

_ Tasuke no Tate (Escudo da Ajuda). - disse a kunoichi a cobrir o aliado com um chakra rosado enquanto olhava para baixo com os cabelos a tampar seu rosto cheio de lágrimas.

_ O que é isso? - pergunta Hikaru.

_ Um ninjutsu para aumentar sua força e agilidade em 30%. - respondeu Hana, e nesse momento chegam mais reforços.

_ Hana-chan, vá resgatar a família, eu cuido desses aqui. - disse Hikaru a empunhar sua kunai.

_ NÃO! Não quero mais mortes aqui comigo, você e eu lutaremos juntos e acabaremos com isso o mais rápido possível. - disse a garota com firmeza.

_ Então os dois irmãozinhos lutarão juntos? - disse um dos inimigos a julgar pela aparência de ambos, que além do mesmo tamanho, cor do cabelo e dos olhos, eram bastante semelhantes.

_ Tsc. - disse Hikaru a lançar sua kunai e logo depois ir para cima de um inimigo com grande velocidade e acerta um forte chute no rosto dele (Konoha Daisenpu). Hana salta e dá alguns giros, o que fazia com que seu enorme cabelo formasse um espiral, de repente várias senbous eram lançadas a acertar os inimigos nos braços, pernas, peito ou até pescoço.

Hikaru troca socos e chutes com outro inimigo, porém um terceiro chega por trás, o que faz o ninja se abaixar e jogar sua perna de modo que acertasse o de trás sem se desconcentrar do da frente, ele então se levanta e aproveita da grande agilidade que recebia do escudo de Hana, com o chakra nos pés usa o shunshin e passa para trás de um dos inimigos, enfiando uma kunai em suas costas e logo depois corre.

_ Ei garoto. - gritou o inimigo a pensar que Hikaru estava a fugir, mas logo ouve um barulho de tag a queimar em suas costas e por fim explode a levar mais 4 ou 5 inimigos. Hana saca sua wakizashi branca e vai para cima dos inimigos, com cortes precisos, principalmente nos tendões, ela vai de um para outro com grande velocidade, alguns até tentam acertá-la, mas ela dá belos desvios com inclinações para trás e um chute no queixo deles. Logo a sala estava livre de inimigos em pouco menos de 5 minutos.

_ Vamos, eu havia descoberto que o filho está com a família no 3º andar, na parte de trás da casa. - disse Hikaru a ser seguido por Hana. _ Atrás dessa porta. - cochichou o jovem Nagisa ao chegar no local.

_ Ok, espere o meu sinal. - falou Hana a concentrar chakra e seus cabelos começarem a crescer até cobrir todo seu corpo e ela então afundar no chão. A kunoichi entra no cômodo e apenas coloca sua cabeça para fora, a fim de observar o que acontecia. Não havia outro ninja, somente o filho mais velho que fez a família de refém. Uma das irmãs mais novas do rapaz solta um grito ao ver metade da cabeça de Hana para fora do chão, o que desperta a atenção de todos e a obriga a sair do chão e chamar por Hikaru, que com um forte chute na porta coloca-a abaixo.

_ Cretinos, conseguiram chegar até aqui. - dizia o filho aparentemente perturbado.

_ Sim, o líder também foi derrotado, se entregue ou ... - falou Hana a tentar se conter, estava muito nervosa por ter perdido uma companheira.

_ Ou o que? - sorri o homem a fazer um selo e uma armadilha se formar em volta de Hikaru que ainda estava próximo da porta. _ Se eu quiser posso agora ativar e seu irmão explodirá. Hahahahaha. - ria o filho louco.

_ Por favor, não faça isso, querido. - implorava a mãe.

_ É filho, não precisa terminar assim. - disse o pai.

_ CALEM A BOCA. - e o garoto foi até o pai e acertou-lhe um forte tapa na cara, tão forte que o pai cuspia sangue.

_ Seu... - tentava dizer Hana ao ver essa crueldade, mas não conseguia sequer xingá-lo.

_ Hana-chan, não se preocupe comigo, salve a família. - dizia Hikaru que estava preso em uma barreira rank B, tentava dar fortes socos e chutes, mas eram em vão.

"Pense Hana, pense... Não posso dar chance dele ativar... Preciso pará-lo.... ISSO", pensava Hana que logo concentra uma quantidade de chakra que envia ao cérebro do inimigo. _ SHIBARI! - e assim o filho fica preso num genjutsu.

_ Genjutsu... - diz Hikaru.

_ Agora precisamos ser rápidos e te tirar daí... - falava Hana a tocar na barreira. _ Humm... não está assim tão bem feita, parece que controle de chakra não é a especialidade dele. - falava a garota a preparar o punho, concentrar uma quantidade de chakra e dar um Okasho na barreira, porém ela só a trinca. _ Gomenasai, estou com medo de te ferir aí dentro, não posso colocar muita força. - fala Hana ainda a pensar.

_ Já sei, por favor se afaste. - disse Hikaru a apontar a mão para a parte trincada e concentrar grande quantidade de chakra. _ Shotto no Chakra no jutsu! - e com extrema velocidade a barreira se quebra.

_ Usou uma velocidade grande para trespassar as moléculas de chakra da barreira... nada mal, Hikaru-san. - sorriu Hana. _ Agora deixe-me cuidar desse homem, enquanto isso desamarre as pessoas por favor. - disse a kunoichi a retirar algumas senbous para imobilizar o inimigo, enquanto Hikaru gentilmente soltava os reféns e concentrava chakra nas mãos para curar os ferimentos leves do pai da família.

(...)

_ As autoridades de Kiri já estão a caminho para pegar todos esses criminosos. - dizia Hikaru inquieto ao ver Hana mexer no corpo de Sora. _ O que estás a fazer? - pergunta ele.

_ Estou a pegar algumas amostras de sangue de Sora-san. Quero estudar melhor esse veneno e fazer um antídoto. - responde Hana enquanto guardava um frasco e pegava outro.

Spoiler:
 

FIM
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 24
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: Re: [Missão Rank C] Crise Psicologica   Seg 1 Out 2012 - 23:26

Hikaru

Ninjutsu: 8,75 + 0,5 = 9,25
Taijutsu: 2,75 + 0,75 = 3,5
Kenjutsu: 3,75 + 0,25 = 4
Genjutsu: 1
Selos: 4
Trabalho de Equipa: 2 + 0,25 = 2,25

Força: 3,25
Agilidade: 4 + 1 = 5
Controlo de Chakra: 8,5 + 0,75 = 9,25
Raciocínio: 3,75 + 0,25 = 4
Constituição: 4,5 + 0,5 = 5

Total avaliado: 4/7 + 0,25 T.E
Total das habilitações: 46,75 + 4,25 = 50,5*
*Soma antiga estava errada.

~~~~~~~~~~~~~~~~

Hana

Ninjutsu: 51,25 + 1,5 = 52,75
Taijutsu: 9,25 + 0,5 = 9,75
Kenjutsu: 16,25 + 1 = 17,25
Genjutsu: 24,25 + 0,25 = 24,5
Selos: 20,5 + 0,5 = 21
Trabalho de Equipa: 11,25 + 1 = 12,25

Força: 1,75
Agilidade: 20 + 1 = 21
Controlo de Chakra: 58,25 + 1,75 = 60
Raciocínio: 11,5 + 0,25 = 11,75
Constituição: 20

Total avaliado: 6,75 + 1 T.E
Total das habilitações: 244,25 + 7,75 = 252

~~~~~~~~~~~~~~~~~

Comentários: Bem, não tenho muito o que falar. Entendo a falta de tempo do Natas, e gostaria de parabenizar o Iryo pelos últimos post's, sinceramente pensava que o Hikaru fosse receber uma pontuação ainda menor. O final ficou apressado sim, e entendo na perfeição também (creio que faria o mesmo). Não gostei da Sora ter morrido daquele jeito, mas né, o criador dela quis assim, assim foi... Apesar dos contratempos, foi uma missão agradável de avaliar, e dou toda a recompensa a Hana, e tiro apenas o ponto de cumprimento do Annatar, por não ter contribuído muito com a missão. E claro, Tsu nada ganha, pois eu sou muito má Twisted Evil Tudo actualizado, minna xd
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Missão Rank C] Crise Psicologica
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kirigakure :: Missões :: Missões Arquivadas-
'); }