Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Treino Segundo (e um meio)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Shibiusa

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 26
Localização : Jardim à beira-mar plantado
Número de Mensagens : 3515

Registo Ninja
Nome: Ayame Midori
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5470
Total de Habilitações: 228,5

MensagemAssunto: Treino Segundo (e um meio)   Ter 26 Jun 2012 - 1:14

Treino Segundo (e um meio)
~ Acompanhante para treinos ~
Introdução ao treino (leitura opcional):
 
Atravessou algumas ruas numa correria desmedida, saltando depois para os telhados para se deslocar mais rapidamente. O edifício rosado não tardou a surgir.
Kazuma não se encontrava no rés-do-chão e os restantes andares estavam-lhe restritos. Não queria mesmo deixar Ayame sozinha com um desconhecido. Não achava possível que ele se aproveitasse dela, mas era melhor deixar alguém para a supervisionar caso algo acontecesse e ela própria não podia. Um rabo de cavalo ruivo chamou-lhe a atenção. Usava uma bata branca, por isso devia mesmo ser Hikaru. Aproximou-se dele e explicou-lhe a situação rapidamente. Não demorou para que ele compreendesse e partilhasse a sua preocupação.
- Também não posso ir, estou a fazer este turno. Mas espera aqui. Já arranjo maneira de ajudar – disse ele, ao subir as escadas. Cinco segundos depois, voltou a descer sem a bata, deixando Mirai confusa.
- Kage bunshin. Melhor que nada – explicou a figura de Hikaru, num tom divertido.
Ambos deixaram o hospital, dirigindo-se para o campo de treino onde estavam Ayame e Yuu. Assim que chegaram, Mirai foi obrigada a despedir-se do amigo para voltar ao trabalho. O kage bunshin de Hikaru subiu para uma árvore próxima, onde conseguia ter uma visão ampla do que fosse acontecer no solo, e, ao mesmo tempo, não ser detectado. Pelo menos, assim pretendia e tinha dúvidas que a gennin conseguisse fazê-lo se realmente se empenhasse. Olhou em volta à procura da dupla que ainda há pouco se encontrava ali. Momentos depois, passaram a correr.
- … já és jounin? – fez-se ouvir a voz melodiosa da rapariga num tom surpreendido.
- Surpreende-me mais que sejas gennin – respondeu o rapaz, modelando a voz para algo divertido. – Com a tua idade, já era chuunin há bastante tempo e a treinar para jounin. Deixei ficar-me para trás.
- Oh, apenas não considero que esteja bem para isso… E não puxes muito por mim; não aguento tanto quanto…
Não conseguiu ouvir mais. Ayame devia ter-se afastado novamente enquanto aquecia. Voltaram a passar por ali dois minutos depois. A jovem ainda estavam bem fisicamente.
- … ehhh, tanto tempo? E o resto do treino?
- Se reduzirmos nisto, temos que puxar nos outros exercícios.
A indignação só podia ser de Ayame. Não a conseguia ver dali. Desceu para um ramo abaixo e viu, de facto, melhorias. Encostou-se ao tronco. Se era para demorar, mais valia estar confortável.
Passaram-se oito minutos. Quinze minutos. Vinte e quatro minutos. Ayame e Yuu tinham passado ali próximos cerca de 12 vezes a correr. Ele aparentava estar incólume, embora a kunoichi já estivesse com as faces algo rosadas. Hikaru voltou a encostar-se e alterou ligeiramente a sua posição. Era estranho ver um jounin e uma gennin a treinarem juntos quando tinham uma diferença tão grande. Quarenta minutos depois de ter chegado, viu-os parar para descansar e alongar.
Alongaram os pés e os tornozelos, fazendo algumas repetições e passando para os joelhos e cintura pélvica. Novamente, após algumas repetições que tentem atingir o exponencial máximo de alongamento para aumentar a flexibilidade, passaram para os ombros, braços e pescoço. Para finalizar, alongaram os pulsos e os dedos, tomando especial atenção para estas áreas.
O kage bunshin de Hikaru afastou-se mais do tronco para melhorar ainda mais a sua visão periférica. Não ia deixar Ayame sem supervisão com aquele desconhecido. Estaria um instinto paternal a nascer em si? Rapidamente afastou a ideia da cabeça ao lembrar-se de Kazuma. Ele era a razão para tal acontecer. Teria a sua sentença de morte assinada se soubesse que a rapariga poderia estar em perigo e não tivesse feito nada para o impedir. Retomou novamente a concentração na tarefa.
-… taijutsu? Ou preferes kenjutsu? – perguntava ela.
Yuu encarou-a, com um ar sério. Havia algo na expressão dele que revelava desagrado.
- Hum… Tu com a katana contra mim? Terei então que usar uma kunai.
- Isso não levará a um handicap?
“És tão inocente de vez em quando, Ayame. Subestimas as capacidades de um jounin. Conseguem fazer-te frente de forma justa mesmo com uma kunai ou até sem armas. Basta ele querer deixar-te inconsciente que não tens qualquer hipótese” pensava Hikaru. A sua estudante iria perder rapidamente se o rapaz não se controlasse e a evitasse. Não queria ter que intervir para impedir o pior. Mas iria esperar para ver o desenvolvimento da situação.
Yuu afastou-se um pouco e voltou-se novamente para a rapariga. Ambos colocaram-se em posição, sem as armas na mão. Ele deu-lhe sinal para avançar. Dar-lhe-ia a vantagem inicial. Não devia ser difícil de a derrotar, especialmente depois de ela estar já algo cansada da corrida, e também não ganharia nada em vencer uma simples gennin.
Ayame concentrou-se e deixou que o chakra fluísse e envolvesse os seus punhos. Em dois segundos, as palavras “Tsubaki no Shin” saíram da sua boca e a chama azulada que percorria as suas mãos tornou-se verde como relva viçosa. Fez os selos necessários para um jutsu seguinte enquanto corria na direcção de Yuu, apenas o libertando quando se encontrava perto deste.
- Tsubaki no Shibari!
Assim que as trepadeiras brotaram do chão, Ayame preparou o punho e acertou no peito de Yuu, que se desfez num tronco. O balanço de Ayame foi amparado pelas trepadeiras, que esta conseguiu controlar com os seus dedos numa velocidade e timing espantosos. Yuu lançou um pequeno esgar com o intuito de provocar a gennin. Talvez ela assim melhorasse um pouco em termos de combate se sentisse um pouco de raiva.
Revestiu novamente os punhos e rapidamente desapareceu num shunshin de folhas. Apareceu no lado direito de Yuu e acertou-lhe com o calcanhar, que tinha envolvido também no seu chakra verde. O rapaz colocara atempadamente o pulso junto do tornozelo da jovem Midori a dois centímetros das suas cristas ilíacas, amortecendo o golpe. Não deixara de ter a sua força, mas acabara por reduzir o seu dano. Aproveitou o momento de desequilíbrio da ninja para lhe agarrar no pé e, aplicando força de forma concêntrica ao rodar sobre si próprio, lançou-a contra uma árvore.
Ayame ainda tentara executar o Tsubaki no Shigure, mas calculou mal a velocidade. As trepadeiras apenas brotaram da terra após ter embatido com as costas num grande sobreiro e apenas serviram de almofada para a queda, ao invés de servir de apoio necessário à ninja. Ao levantar-se, ouviu um estalido na zona da clavícula e rezou para que não a tivesse partido. O seu ombro direito estava esfolado do embate no tronco rugoso e ardia ligeiramente. O quanto desejava ter os jutsus médicos que alguns da sua família usavam naquele momento.
Desapareceu novamente num shunshin e tentou novamente golpear Yuu da mesma forma, desta vez do lado esquerdo. Este tinha previsto o ataque e um tronco surgiu novamente no seu lugar. O jounin não estava à vista. Ter-se-ia escondido entre o arvoredo mais próximo. Era hora de planear a defesa. Emitiu novamente um Tsubaki no Shin para prolongar o seu efeito, seguido de um Tsubaki no Shibari que apenas revelou um pequeno rebento. Ao colocar a mão no pequeno rebento, uma pequena brisa soltou-se e fez esvoaçar os cabelos cor de mel da rapariga. O chakra verde brotou dos seus dedos em direcção ao pequeno rebento. No solo, as trepadeiras tinham-se espalhado em redor e Ayame conseguia estar em contacto com a natureza mais próxima. O seu chakra detectou duas presenças, uma ligeiramente à sua direita, no topo de uma árvore, e outra no solo ao lado dessa mesma árvore. Uma delas seria de Yuu, mas não sabia quem seria a outra pessoa que parecia estar a observar a luta pacientemente. Apesar da sua curiosidade, foi obrigada a retornar ao seu treino. Uma das presenças estava a mover-se rapidamente para si e teria que contra-atacar.
Aproveitou o Tsubaki no Shibari e fez com que a trepadeira perseguisse o alvo para o agarrar assim que ele estivesse próximo. Fingiu estar ainda distraída e, assim que Yuu estava a menos de 50 centímetros de si, a trepadeira agarrou-o pelo tornozelo. Ela voltou-se e sacou da sua wakizashi, escondida na sua ligadura na perna. Tocou no ombro do ninja com a parte cega da wakizashi para não magoar, ainda que Yuu tivesse conseguido desviar ligeiramente o ataque. Ainda no ar, tentou pontapeá-lo para o mandar para trás, algo que resultou com eficácia.
Yuu riu secamente. Ela não era nada má para uma gennin. Estava à espera de algo bem mais fraco. Ainda teria um longo caminho pela frente para ser um desafio para si, mas tinha que admitir que o estava a meter empolgado. Estava na hora de subir a parada e obriga-la a sair da sua zona de conforto.
- Posso? – perguntou ele, cujos lábios formaram um sorriso rasgado.
A rapariga ficou confusa. Ele estava a pedir o quê? A sua reacção disparou o ataque de Yuu, que esperava precisamente aquilo. A velocidade dele não tinha sequer comparação com a de Ayame. Ela não conseguia acompanhá-lo, sofrendo murro atrás de murro. Ele estaria a libertar o seu potencial? Ela não teria qualquer hipótese naquela situação. Um último murro arrastou-a para trás, deixando um trilho formado pelos seus pés. Precisava de ajuda. Não iria conseguir lutar sozinha.
Hikaru, no topo da árvore, tinha ficado em alerta. O jounin de Kumogakure não estava a evitá-la, estava a ataca-la como se ela fosse apenas mais um dos seus oponentes. Não queria intervir, mas, caso ele não regressasse ao treino e a encarasse como a gennin que ela era, seria inevitável.
Ayame reflectia sobre as suas possibilidades. Nunca tinha recorrido à ajuda das suas kuchiyoses antes e sentia necessidade do apoio de alguma. Só esperava conseguir alguma ajuda. Mordeu o nervoso lábio, limpou o sangue com o dedo e, ao colocar a mão no chão, exclamou:
- Kuchiyose no jutsu!
Só conseguia invocar Daichi. Não era forte o suficiente para invocar outra raposa mais forte. Mesmo assim, seria melhor do que estar sozinha.
Não precisou de muito tempo para que a raposa analisasse a situação e se colocasse à sua frente. Ayame não tinha muitas oportunidades de ataque preciso devido à agilidade do jounin e precisava que lhas dessem. Bastava conseguir prendê-lo.
- Vai, Ayame! – disse Daichi, que deslizou para baixo da terra.
Para prevenir que Yuu escapasse, era aconselhável utilizar outro jutsu ao mesmo tempo. Com alguns selos rápidos e o jutsu Hana no Tsukuru, a Midori fez surgir uma boa quantidade de pétalas, que voavam com a brisa. Mais uma vez, provocou um sorriso irónico em Yuu, que parecia estar a divertir-se com a sua estratégia. Ela não era alguém ao nível dele em genjutsu, mas iria deixá-la tentar.
Assim que os seus pés deixaram o chão, Daichi surgiu a utilizar Doton: Shinjū Zanshu no Jutsu. Conseguira agarrar o tornozelo de Yuu e afundara a sua perna até cima do joelho, mas não conseguia puxá-lo com força suficiente para o prender por completo. Ayame completou a sequência de selos e, com um fornecimento extra de chakra, utilizou o Sakura no Shigure na esperança de atordoar o rapaz. Um simples kai bastou-lhe para escapar do genjutsu da jovem. Dando um pequeno impulso, tentou desviar-se do ponto de visão directo de Yuu e apanhá-lo com taijutsu pelas costas. Tentou dar com o calcanhar nas costas dele, seguido de um pontapé rodado para ampliar a sua força. A isto, Yuu apenas se baixou, ressentindo dos golpes, embora não estivesse magoado.
- Hum… - emitiu ele. Fechou os olhos como quem pondera por um segundo, suspirou e continuou: – Muito bem. Vá, quero ver mais força aplicada num próximo treino. Deixei que me usasses como saco de boxe. Só quando realmente fores capaz de me deixar com dores é que vais estar a um nível decente.
Explicou-lhe que a intenção dele era precisamente puxar mais por ela, mas não seria adequado fazerem-no naquele treino, até porque já devia estar um pouco cansada e a sua força estaria já um pouco diminuída. No entanto, avisou-a que iam continuar com o treino e, a partir daquele momento, ia mesmo começar a atacar. Prometeu não usar jutsus, apesar disso, para estar minimamente acessível, e iriam treinar os métodos de defesa e evasão dela.
Yuu deixou-a afastar-se um pouco e preparar-se com Daichi. Não achava que lhe valeria de algo. Se ele se empenhasse na tarefa, ela seria apenas uma formiga à sua frente. Mas não ia ser mau a esse ponto. Afinal, o seu objectivo era ver os seus jutsus e o seu poder, que seriam nada comparados com os seus. Ainda ganharia motivos para rir durante um bom tempo. O torneio das Kugeka seria seu, por aquele andar.
- Podemos começar – retorquiu a rapariga ao colocar-se de pé, ao que ele acenou com a cabeça.
Em 3 segundos, posicionou-se correctamente e desapareceu. Ayame sabia que ele iria provocar um ataque surpresa. O seu Tsubaki no Shin ainda estava activo e conseguia detectar os movimentos mais próximos. Ele iria aparecer por trás. Não podia ser mais óbvio. Utilizou um Kawarimi no Jutsu e, ainda na sequência, um Shunshin, na esperança de desaparecer da sua área de ataque.

---
Notas da autora:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: Re: Treino Segundo (e um meio)   Ter 26 Jun 2012 - 14:47

H.N

Ninjutsu: 5,5 + 1 = 6,5
Taijutsu: 2,25 + 0,5 = 2,75
Kenjutsu:2,75 + 0,25 = 3
Genjutsu: 3,5 + 0,25 = 3,75
Selos: 3 + 0,75 = 3,75
Trabalho de Equipa: 2


H.C

Força: 1,5
Agilidade: 3,75 + 0,75 = 4,5
Controlo de chakra: 5 + 1 = 6
Raciocínio: 2,5 + 0,25 = 2,75
Constituição: 3,5 + 0,5 = 4


Total avaliado: 5,25/7
Total de habilitações: 35,5 + 5,25 = 40,5*


Comentários: Muito bom treino Shibi, mesmo a meio xd Tens ótimas escrita e descrições, realmente gostei. Pelo que parece, foi mesmo bom dividires o treino em dois, espero que com a segunda parte consigas o máximo ^^
*Novamente, a soma das habilitações encontrava-se errada, sendo corrigido xd
Tudo actualizado Razz
Voltar ao Topo Ir em baixo
killer999

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 26
Localização : In your head
Número de Mensagens : 12265

Registo Ninja
Nome: Angelus
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 31866
Total de Habilitações: 693,75

MensagemAssunto: Re: Treino Segundo (e um meio)   Ter 26 Jun 2012 - 18:52

Eve a escrita ta Shibi é muito boa, uma das melhores do NRPG, senão a melhor. Acredito que tenhas tido um gosto muito grande em ler este treino Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.dragonball-pt.info
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: Re: Treino Segundo (e um meio)   Ter 26 Jun 2012 - 21:12

Sim Killer, tive imenso gosto, tanto que li também a parte filler, e de forma alguma achei cansativo xd
Voltar ao Topo Ir em baixo
Shibiusa

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 26
Localização : Jardim à beira-mar plantado
Número de Mensagens : 3515

Registo Ninja
Nome: Ayame Midori
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5470
Total de Habilitações: 228,5

MensagemAssunto: Re: Treino Segundo (e um meio)   Ter 26 Jun 2012 - 22:08

@Eve escreveu:
Comentários: Muito bom treino Shibi, mesmo a meio xd Tens ótimas escrita e descrições, realmente gostei. Pelo que parece, foi mesmo bom dividires o treino em dois, espero que com a segunda parte consigas o máximo ^^
*Novamente, a soma das habilitações encontrava-se errada, sendo corrigido xd
Tudo actualizado Razz
Muito obrigada pela avaliação, Eve! Peço desculpa pela trabalheira xd
Fico muito contente pelo teu comentário! Very Happy
Por acaso, a minha intenção era tentar o máximo com este treino, mas estava a ficar tão grande e estava a perder a motivação xd Assim pode ser que ajude. ^^
@killer999 escreveu:
Eve a escrita ta Shibi é muito boa, uma das melhores do NRPG, senão a melhor. Acredito que tenhas tido um gosto muito grande em ler este treino Smile
Ora, que exagero! Assim até fico embaraçada xd
@Eve escreveu:
Sim Killer, tive imenso gosto, tanto que li também a parte filler, e de forma alguma achei cansativo xd
Awww, muito obrigada!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado





MensagemAssunto: Re: Treino Segundo (e um meio)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Treino Segundo (e um meio)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Konohagakure :: Treinos :: Treinos Arquivados-
'); }