Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 treino 14 - "Esse sangue não é meu..."

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Dorou

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Belem/ Pa - Brasil
Número de Mensagens : 2883

Registo Ninja
Nome: Azura Inugami
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 16915
Total de Habilitações: 349,5

MensagemAssunto: treino 14 - "Esse sangue não é meu..."   Sab 7 Abr 2012 - 18:43

Citação :
Toc!
Datte ouviu malmente, virou-se na cama e cobriu-se completamente com os lençóis.
Toc!
Ele ouviu mais claramente desta vez, resmungou baixinho e novamente voltou a fechar os olhos e adormecer.
TOC! TOC!
- Mas que porra! – Ele levantou num salto de sua cama com tanto fogo nos olhos que parecia mais um cão raivoso.
- Olhem aqui seus putos, parem com isso ou vou comer suas tripas no café da manhã! – Ele disse abrindo a janela e gritando o mais alto que podia.
TOC!
Uma kunai passou raspando sua bochecha e foi cravar-se na parede do cômodo atrás do Chuunin.
- Yo, Datte-kun! – Kai, o seu parceiro de equipe, o esperava do lado de fora sobre um prédio segurando várias kunais e shurikens nas mãos.
- Kai... – O ruivo sussurrou surpreso. – O que você quer me acordando tão cedo filho da pu... – Ele foi interrompido por um punho que surgia das profundezas dos calabouços do tártaro e socava sua cabeça com toda a força.
- Cale-se, seu maricas! – Kariya gritava tão rude como sempre. – Não pense que só porque virou chuunin por pura sorte pode escapar dos treinos.
- Mas... – Ele tentou retrucar.
- Nada de mais nem menos, vá para o pátio do sul, Sensei nos espera lá. –Ela disse antes de desaparecer em um shunshin.
- Não demore. – Kai acenou com seu sorriso infantil e foi-se também.
-x-
Ele estava lá, um imenso pátio sobre um imenso prédio cilíndrico do tipo comum em kiri, o pátio sul estava particularmente movimentado nesta manhã. Jovens gennins e outros aspirantes a ninjas faziam alguns exercícios e treinos aqui e ali.
- Yo. – Shounan imóvel acenava com uma das mãos enquanto repousava a outra no bolso do sobretudo. – Está atrasado. – Ele falou logo quando Datte aproximou-se.
Kai, Kariya e Kimie estavam em sua volta esperando calados, em suas faces a exaustão era óbvia, fazia algum tempo que Datte não via seus companheiros de equipe, o rapaz ficou imaginando que tipo de trabalho sujo Shounan os mandou fazer enquanto ele estava fora.
- Você não imagina como estou satisfeito com a sua promoção. – O Jounin quebrou o silencio. – Eu não gosto de prolongar as coisas, então, já sabe...
- Hai... Vamos começar então. – O Ruivo disse puxando um sorriso.
- Calmo lá, garoto. – O homem disse dando um passo para trás. – Hoje não serei eu que acompanharei seu treino, tenho coisas a fazer, é hora de você crescer só... Kai, é sua vez. – E então desapareceu em um Shunshin.
- Bom, você ouviu...
Kai tirou uma ninjaken da bainha nas costas e avançou em direção a Datte.
O Rapaz admirou-se, não pensou que iria ter a tão esperada luta contra Kai assim tão cedo. Ele desviou da lâmina dando um salto para trás e puxou um scroll. Concentrando seu chakra em sua mão humana Datte deu um tapinha no pergaminho já aberto e fez aparecer uma lâmina que segundos depois foi usada para defender o ataque do adversário.
Faiscas saíram para todos os lados enquanto Datte defendia os golpes inteligentes de Kai, o pequeno chuunin manipulava sua pequena lâmina de pouco alcance com tanta habilidade que parecia uma extensão do seu braço.
Datte atacou com sua katana e em resposta Kai pulou girando no ar e acertando no ruivo um chute bem na face. Ele voou alguns metros e chocou-se na grade que delineava o fim do terraço. A esta altura os gennins e crianças que treinavam ali amontoaram-se para assistir aquele espetáculo.
Datte levantou-se e largou a espada, sabia que não tinha chances de vencer no taijutsu, então estava na hora de partir para o ninjutsu.
Uniu as mãos em selos rápidos e misturou seu chakra doton com sua saliva cuspindo projéteis de lama em uma grande velocidade contra seu adversário. O Yuki inimigo levou as mãos unidas ao nível do peito e encheu os pulmões de ar enquanto executava os selos necessários.
Ele cuspiu várias estacas de gelo que destruíram os projéteis de Datte e quase o acertaram, não fosse pelos reflexos do ruivo que desviou a tempo de evitar que o cortassem profundamente.
- Maldito... – O ruivo falou baixinho. – Eu não queria usar este combo tão cedo, mas você esta me forçando a isto. – Ele sorriu trincando os dentes.
O ruivo avançou com hostilidade contra o advesário e lançou-o uma shuriken.
- Shuriken kage bunshin no jutsu! – Ele gritou enquanto fazia os devidos selos.
- Entendo. – Kai uniu as mãos esboçando um sorriso dissimulado e abriu a boca novamente. – Atsugai! – Um jato de vento surgiu da boca aberta e fez as armas do ruivo desarmarem-se em pleno ar.
- Tsuga! – Ele gritou girando o corpo em torno de si e destruindo a barreira de ar que foi imposta pelo jutsu do inimigo. Datte pousou no chão sorrindo confiantemente, um blefe, seu combo havia sido quebrado muito facilmente por Kai, o que o desesperou por dentro.
- Bom, se é assim, teremos que levar isto a outro nível. – Kai disse.
“Ai caralho” Datte deu um passo para trás inconscientemente ao perceber o perigo.
Kai tirou da cintura um cantil e jogou água em sua volta.
- Prepare-se, Datte-kun. – E iniciou os selos em uma velocidade quase jounnin. - Hyouton: Tsubame Fubuki
Datte saltou para trás e iniciou seus selos também enquanto uma infinidade de andorinhas de gelo materializavam a água no chão em volta de Kai e o circundavam em um vôo caótico.
- Vão lá, minhas pequenas. – Então o garoto apontou para Datte e fez suas andorinhas seguirem seu movimento, no mesmo instante aquele exército mudou o rumo do seu vôo e rumou em direção ao ruivo.
- Dorotama! – Ele cuspiu alguns tiros de lama para abater o número de adversários, o que não adiantou muito.
- Ai caralho! – ele saltou para trás no instante em que a nuvem ia acertá-lo, as andorinhas atingiram o solo tão forte que criaram buracos no chão, um grande número delas foi destruída, mas ainda assim o restante não deixava de ser um número monstruoso.
- Cuidado, Datte-kun, elas podem matá-lo facilmente, eu correria se fosse você.- Kai disse descontraído.
- Vá se foder. – Datte disse entre as arfadas de cansaço. – ugh! – ele saltou novamente para desviar dos ataques, uma atingiu seu braço direito de marionete e por pouco não o destruiu.
O rapaz tirou o bastão do scroll guardado no bolso e girou-o em torno de si. “hai!” Ele disse para sim mesmo e sem pensar duas vezes avançou contra kai ignorando as andorinhas que voavam em volta ameaçadoramente.
- Datte seu louco! Cuidado! – Kariya gritava nervosa com o que poderia acontecer, ela e kimie assistiam a tudo junto aos gennins e ás crianças que estavam ali antes.
Como em uma chuva as andorinhas caíram sobre o rapaz que em seu único flash de raciocínio definiu um estratégia desesperada.
- Shinju Zanshu no Jutsu! – e concentrou seu chakra na pele afim de afundar no solo, e assim o fez entrando como se fosse um peixe. As andorinhas de gelo tingiram o solo com tanta força que fizeram fundos buracos cobertos do gelo dos pedaços destruídos dos projéteis.
Um silencio mortal seguiu-se, Kai esperava Datte vindo do solo com sua ninjaken em mãos novamente, a luta estava quase finalizada.
- Tsugaaaa! – Um redemoinho vermelho surgiu de baixo dos pés do chuunin yuki e o pegou desprevenido em um acerto decisivo.
Kai voou alguns metros e caiu coberto de respingos de sangue em quase todo o corpo.
- Datte, você o matou?!- Kimie corria para ajudar o amigo coberto de sangue já preparando um ninjutsu médico especifico.
Antes mesmo que as kunoichis chegassem perto dele kai recompôs-se pondo seu corpo de joelhos juntando forças para levantar.
- Esse... Esse sangue não e meu... – ele levantou a mão e apontou para Datte que o observava ofegante e quase desmaiando.
- Oh meu deus. Datte! – Kariya correu e segurou o corpo do rapaz antes que ele caísse no chão, vários buracos de profundos ferimentos ao longo de todo seu corpo.
- Parece que as andorinhas perfuraram o solo e o atingiram do mesmo jeito... – Kai comentou. - ele foi burro... Mas ainda assim, parece que isto foi um empate...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Hana

Conselheiro | Konoha
Conselheiro | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : In your mind ;)
Número de Mensagens : 3255

Registo Ninja
Nome: Hana Yamanaka
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 7945
Total de Habilitações: 362,5

MensagemAssunto: Re: treino 14 - "Esse sangue não é meu..."   Dom 8 Abr 2012 - 17:33

Avaliação

Ninjutsu: 22,5 + 0,75 = 23,25
Taijutsu: 5,75 + 0,5 = 6,25
Kenjutsu: 17,75 + 0,5 = 18,25
Genjutsu: 2,75
Selos: 11,75 + 0,5 = 12,25
Trabalho de Equipa: 4

Força: 7 + 0,25 = 7,25
Agilidade: 11 + 0,25 = 11,25
Controlo de Chakra: 15,25 + 0,5 = 15,75
Raciocínio: 8
Constituição: 13,5 + 0,75 = 14,25

Total: 4/6
Total de Habilitações: 119,25 + 4 = 123,25
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
treino 14 - "Esse sangue não é meu..."
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kirigakure :: Treinos :: Treinos Arquivados-
'); }